Translate this Page

Rating: 2.6/5 (279 votos)




ONLINE
1




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Visão geral do livro – LUCAS
Visão geral do livro – LUCAS

 

 

Visão geral do livro – LUCAS

  1. Autor e Tempo de Escrita

 ARTIGO MAURICIO BERWALD

O último dos três evangelhos sinópticos não dá qualquer indicação direta ao seu autor. O nome do destinatário é mencionado logo no início: é um homem bem desconhecido, chamado Theophilus. A este mesmo Teófilo, os Atos dos Apóstolos são dedicados também. Ambos os livros da Bíblia foram atribuídos a Lucas no século II já. Lucas, "o médico amado" não era apóstolo e provavelmente nenhum judeu (compare Colossenses 4:11 ; Colossenses 4:14 ; os irmãos Judeus-Cristãos são mencionados especialmente no versículo 11 e podemos concluir, portanto, que Lucas e Demas, os cooperadores mencionados no versículo 14 eram cristãos pagãos).

 

Lucas foi um companheiro fiel e colaborador do apóstolo Paulo durante anos: No início, Lucas acompanhou Paulo durante sua segunda viagem de Trôade a Filipos ( Atos 16:10 ) e durante sua terceira viagem de Filipos a Jerusalém ( Atos 20: 6) . Anote a palavra "nós"). Finalmente, Lucas acompanhou Paulo (quando ele era prisioneiro) a Roma ( Atos 27: 1 ). Lá ele estava em companhia imediata do apóstolo Paulo quando escreveu as cartas aos colossenses e a Filemom e por fim foi o único a permanecer com o apóstolo quando escreveu sua segunda carta a Timóteo.

 

Baseado neste estreito relacionamento entre Lucas e Paulo, o pensamento já foi mencionado no século II já que Paulo estava insinuando o Evangelho de Lucas quando repetidamente mencionava a expressão "meu evangelho" (compare Romanos 2:16 ; Romanos 16:25 ). Esta opinião não é sustentável, no entanto. O Evangelho de Lucas e os escritos do apóstolo Paulo têm o mesmo caráter universal; eles são dirigidos não apenas aos judeus, mas a todos no mundo inteiro. Não encontramos nada da especial vocação de Paulo no Evangelho de Lucas, nem da posição do crente em Cristo nem do mistério sobre Cristo e sua assembléia que haviam sido revelados especialmente a Paulo.

 

Sendo um médico, Lucas tinha uma educação superior que se manifesta a partir da apresentação e estilo de seu trabalho. Ele não foi uma testemunha ocular dos fatos que descreveu e, portanto, examinou minuciosamente os relatos das testemunhas oculares. Quer ou não Lucas conhecesse o Evangelho de Marcos e se ele usou ou não outras fontes conhecidas apenas por ele, estas são todas especulações. De fato, o Evangelho de Lucas contém mais de um terço do material que os outros escritores dos evangelhos não mencionam. Isso se aplica especialmente aos capítulos introdutórios e à jornada do Senhor Jesus a Jerusalém (capítulos 9 a 19).

 

Nos versos introdutórios do capítulo 1: 1 - 4, vemos - muito distintamente - a unidade entre o motivo do escritor e a inspiração divina. O que Lucas aprendeu com as testemunhas oculares que ele escreveu sob a inspiração do Espírito Santo.

 

O Evangelho de Lucas foi provavelmente escrito durante os anos 55 a 60 AC. Muitos cientistas supõem que Lucas escreveu durante os dois anos de prisão do apóstolo Paulo em Cesaréia (compare Peculiaridades).

 

  1. Objeto e propósito da redação

 

Lucas foi provavelmente o único não-judeu chamado de Deus para escrever um livro da Bíblia. O Evangelho que leva seu nome é o mais longo de todos. Se incluirmos os Atos dos Apóstolos, Lucas escreveu a maior parte do NT depois do apóstolo Paulo.

 

Uma característica especial do Evangelho de Lucas e dos Atos dos Apóstolos é a validade geral do evangelho de salvação para todos os homens em todo o mundo (compare Lucas 2:14 Lucas 2:14Lucas 2:32 Lucas 3: 6 Lucas 4: 25-27 Lucas 24:47 ; Lucas 2:32 ; Lucas 3: 6 ; Lucas 4: 25-27 ; Lucas 24:47 ). Como os doze apóstolos são enviados em Lucas 9, a restrição mencionada por Mateus não é mencionada. Em Mateus, os discípulos deviam ir apenas às ovelhas perdidas da casa de Israel. O envio dos setenta é relatado por Lucas apenas (capítulo 10).

 

Mais do que qualquer outro evangelista, Lucas menciona o cuidado do Senhor Jesus para grupos especiais de pessoas e indivíduos:

 

os desprezados (cap. 7: 37ss; 19: 1ss; 23:40ff),

 

os samaritanos (capítulo 9: 52ss; 10: 33ss; 17:16),

 

mulheres e crianças (Lucas menciona mais de 10 mulheres que não são mencionadas em nenhum outro lugar).

 

A universalidade do serviço de Cristo é mais aparente no versículo chave em Lucas 19:10Lucas 19:10 : "Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido". As palavras salvador, salvação e salvar são mencionadas especialmente freqüentemente com Lucas.

 

O assunto principal da apresentação de Lucas, porém, é a pessoa do Senhor Jesus como Filho do Homem , o homem verdadeiro e perfeito que viveu como o único justo entre os injustos e que sofreu a morte por eles - na cruz. É por isso que Lucas descreve - em grande detalhe - a encarnação do Filho de Deus, seu nascimento, sua infância, sua obediência a Maria e José e seu crescimento em todos os aspectos. Em sua genealogia do Senhor Jesus, Lucas volta a Adão, o primeiro homem (essa genealogia é de Maria). Em nenhum outro evangelho encontramos o Senhor Jesus em oração e falando sobre a oração tão freqüentemente quanto neste Evangelho ( Lucas 3:21 Lucas 3:21 ; Lucas 5:16 Lucas 5:16 ; Lucas 6:12 Lucas 6:12 ; Lucas 9:18 Lucas 9:18 ; Lucas 9:28 Lucas 9:28 ; Lucas 11: 1 Lucas 11). : 1Lucas 18: 1-8 Lucas 22:32 Lucas 22: 40-46 Lucas 23:34 Lucas 23:46 Lucas 24 : 30; Lucas 18: 1-8 ; Lucas 22:32 ; Lucas 22: 40-46 ; Lucas 23:34 ; Lucas 23:46 ; Lucas 24:30 ). Desta forma, sua perfeita dependência de seu Deus e Pai é expressa. A intenção do Espírito Santo neste Evangelho é resumida nas palavras do centurião sob a cruz: "Certamente este era um homem justo". (cap. 23:47)

 

  1. Peculiaridades

 

uma alegria

 

A palavra "alegria" é mencionada mais freqüentemente em Lucas (e similarmente em João) do que nos outros dois Evangelhos. Isso enfatiza que o evangelho é uma notícia boa ou alegre. É especialmente belo ver que o evangelho começa e termina com essa alegria ( Lucas 1:14 Lucas 1:14Lucas 24:52 ; Lucas 24:52 ).

 

  1. b) Referência do Evangelho de Lucas com Paulo

 

Em 1 Timóteo 5:18 1 Timóteo 5:18 Paulo se refere a Lucas 10: 7 Lucas 10: 7 , onde ele escreve: "O trabalhador é digno de sua recompensa". Essa referência é muito notável por dois motivos. Primeiramente, mostra que o Evangelho de Lucas já era conhecido no momento em que escrevemos a Primeira Epístola a Timóteo. Em segundo lugar, prova que o Evangelho de Lucas foi imediatamente respeitado pelos cristãos como um livro canônico, pertencente às Sagradas Escrituras. As palavras introdutórias do apóstolo Paulo "para a escritura diz" colocar as duas referências de Deuteronômio 25: 4 Deuteronômio 25: 4 e Lucas 10: 7Lucas 10: 7em um nível, o nível da inspirada Palavra de Deus. O fato de que uma referência do Evangelho de Lucas é considerada como pertencente às Sagradas Escrituras mostra que o Espírito Santo inspira a combinação das escrituras individuais, bem como os escritores no momento da escrita.

 

  1. Visão Geral do Conteúdo

 

  1. Lucas 1 - 3 ; Lucas 4: 1-13Lucas 4: 1-13 Introdução: Nascimento, Infância e Preparação do Filho do Homem

 

Capítulo

 

Capítulo

 

1

 

2

 

Nascimento de João Batista e Anúncio do Nascimento de Jesus

 

Nascimento e Ocorrências da Infância de Jesus

 

Capítulo

 

3: 1 - 4:13

 

Batismo, Genealogia e Tentação de Jesus

 

  1. Lucas 4: 14-44 Lucas 4: 14-44 ; Lucas 5 - 8 ; Lucas 9: 1-50 Primeira parte principal: o serviço de Jesus na GaliléiaLucas 9: 1-50

 

Capítulo

 

4:14 - 44

 

Em Nazaré e Cafarnaum

 

Capítulo

 

5

 

Peter's Haul; Cura de um homem coxo e chamado de Levi

 

Capítulo

 

6

 

O problema com o sábado; Chamando e Ensinando os Doze Apóstolos

 

Capítulo

 

7

 

O centurião em Cafarnaum; o jovem em Naim; João, o Batista; a mulher que era uma grande pecadora

 

Capítulo

 

8

 

O terreno quádruplo; Jesus na tempestade; Cura do Homem Possuído por Demônios; a filha de Jairo; a mulher com a questão do sangue

 

Capítulo

 

9: 1 a 50

 

Envio dos Doze Apóstolos; Glorificação de Jesus e Anúncio dos Sofrimentos

 

III Lucas 9: 51-62 Lucas 9: 51-62 Lucas 19: 1-27; Lucas 10 - 18 ; Lucas 19: 1-27 Segunda parte principal: a jornada de Jesus a Jerusalém

 

Capítulo

 

Capítulo

 

9:51 - 62

 

10

 

Imitação de Cristo

 

Envio dos Setenta Discípulos; o bom samaritano; Maria e Marta

 

Capítulo

 

Capítulo

 

11

 

12

 

Oração; A rejeição de Jesus; Seis ais sobre os fariseus e os escribas

 

A parte celestial: Perseguição, um tesouro no céu, esperança e fidelidade

 

Capítulo

 

Capítulo

 

Capítulo

 

13

 

14

 

15

 

Ensinamentos sobre o Reino de Deus

 

Graça e seguindo o Senhor Jesus

 

A ovelha perdida, a peça perdida de prata e o filho pródigo

 

Capítulo

 

Capítulo

 

16

 

17

 

O administrador injusto; o homem rico e pobre Lázaro

 

Perdão e Fé; os dez leprosos; A vinda de Cristo

 

Capítulo

 

Capítulo

 

18

 

19: 1 - 27

 

O juiz injusto; o fariseu e o cobrador de impostos; o jovem rico; o homem cego perto de Jericó

 

Zaqueu; os dez libras

 

  1. Lucas 19: 28-48 Lucas 19: 28-48 ; Lucas 20 - 22 ; Lucas 23: 1-5 Terceira Parte Principal: Conclusão do Serviço de JesusLucas 23: 1-5

 

Capítulo

 

Capítulo

 

19h28 - 48

 

20

 

Entrando em Jerusalém e limpando o templo

 

Confronto com os líderes do povo

 

Capítulo

 

21

 

Discurso nos tempos do fim

 

Capítulo

 

22

 

Páscoa; Ceia do senhor; Getsêmani; Captura e Negação de Peter

 

Capítulo

 

23

 

Condenação, Crucificação, Morte e Enterro de Jesus

 

  1. Lucas 24 : Ressurreição e Ascensão do Filho do Homem

 

Capítulo

 

24: 1 - 53

 

Ressurreição; os discípulos indo para Emaús; Jesus, os onze apóstolos e sua ascensão

FONTE MAURICIOBERWALD.COMUNIDADES.NET /ALBERT B./