Translate this Page

Rating: 2.6/5 (279 votos)




ONLINE
1




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Visão geral do livro – FILEMON
Visão geral do livro – FILEMON

 

Visão geral do livro – FILEMON

  1. Destinatários, Autor e Hora da Escrita

 ARTIGO MAURICIO BERWALD

1 capítulo

 

Autor, Destinatário e Hora da Escrita

 

A epístola de Paulo a Filemon é um dos poucos livros do NT cuja autenticidade dificilmente foi posta em dúvida. Paulo menciona seu próprio nome três vezes nesta sua epístola mais curta (versos 1.9.19). Por duas vezes ele fala de ser um prisioneiro de Jesus Cristo. Ele menciona isso também em suas outras "epístolas da prisão" (Efésios, Filipenses e Colossenses).

 

Philemon não é mencionado em nenhum outro lugar no NT. A epístola mostra que ele era um cristão crente e um estimado amigo do apóstolo. A epístola é dirigida a Filemon, com a igreja em sua casa e a irmã Apphia e Archippus. Arquipo também é mencionado em Colossenses 4:17 . Isso mostra que Filemom viveu em Colossos. Em Colossenses 4: 7-9 , aprendemos que Onésimo também era de Colossos.

 

A epístola foi escrita ao mesmo tempo que a Epístola aos Colossenses, que é 61 a 62 AC, de Roma. Em ambas as epístolas Paulo menciona sua prisão e dá saudações de Ephaphras, Marcus, Aristarcus, Demas e Lucas. Em Colossenses os crentes são informados que Tíquico, que foi o libertador da epístola, foi acompanhado por Onésimo.

 

Tertuliano (por volta de 160 a 220 AC) e o Cânon Muratori (final do século II) testificam que a epístola foi escrita por Paulo.

 

  1. Objeto e propósito da redação

 

Esta epístola tem sido freqüentemente chamada de epístola "privada" do apóstolo. Mas a menção da igreja na casa de Filemom mostra que as circunstâncias pessoais do cristão não devem ser separadas da comunhão dos crentes, pois eles são membros de um só corpo ( Efésios 4:25 Efésios 4:25 ). Onésimo era o escravo de Filemon, que fugira e provavelmente roubara dinheiro dele. Em sua fuga, ele encontrou o apóstolo Paulo preso em Roma e foi levado à fé no Senhor Jesus por ele. É por isso que Paulo chama Onésimo de "meu filho" no versículo 10. Onésimo pode ter conhecido Paulo por ouvir dizer. Entretanto ele se tornou bastante útil ao apóstolo em vários aspectos (ver Colossenses 4: 9Colossenses 4: 9 ).

 

Mas Paulo queria que Onésimo corrigisse as coisas que infligira ao seu senhor Filemom. É por isso que ele enviou Onésimo com Tíquico para Colossos e entregou-lhes a Epístola. Na epístola, Paulo não escreve sobre a doutrina cristã nem menciona seu apostolado nem sua autoridade. Paulo não pede a libertação de Onésimo tampouco, mas dá um exemplo do espírito de graça e amor com o qual as dificuldades nos assuntos cotidianos entre os irmãos poderiam ser resolvidas. Essa graça supera as diferenças sociais (compare com Colossenses 3:11 Colossenses 3:11 ) e a culpa passada (compare com Colossenses 3:13Colossenses 3:13 ). Martinho Lutero disse sobre esta epístola: "Esta epístola é um exemplo magistral de amor cristão".

 

  1. Peculiaridades

 

O problema da escravidão

 

A escravidão era um componente fixo da ordem social e governamental na antiguidade. Um escravo era considerado uma "coisa" e com isso a única propriedade de seu proprietário. Um fugitivo escravo como Onésimo teve que temer o castigo mais severo.

 

Entre os primeiros cristãos havia muitos escravos. Isto é evidente a partir de várias passagens no NT ( 1 Coríntios 7: 21-24 1 Coríntios 7: 21-24 ; 1 Coríntios 12:13 1 Coríntios 12:13 ; Gálatas 3:28 Gálatas 3:28 ; Efésios 6: 5-8 Efésios 6: 5-8 ; Colossenses 3: 22-25 Colossenses 3: 22-25 : 1 Timóteo 6: 1-2 1 Timóteo 6: 1-2 ; Tito 2: 9-10 Titus 2: 9-10). Embora a escravidão fosse uma conseqüência do pecado do homem e, portanto, não de acordo com a vontade de Deus, os escravos não recebiam a liberdade externa de seu destino muitas vezes difícil, quando acreditavam no Salvador Jesus Cristo. Eles foram, no entanto, encorajados a serem testemunhas fiéis de Deus e da Sua graça através de sua nova vida em Cristo; e ainda mais se seus mestres não eram cristãos. Deus não quer mudar o mundo pela revolução, mas conduzindo as pessoas das trevas para a Sua maravilhosa luz. É por isso que Paulo não questiona a autoridade de Filemon sobre Onésimo, seu escravo. Mas Paulo apela ao coração de Filemom nos versículos 15 a 21 e isso pode ter produzido a liberação de Onésimo (compare 1 Coríntios 7: 20-241 Coríntios 7: 20-24 ).

 

Sem fins lucrativos - rentável

 

Por duas vezes nesta epístola, Paulo usa um jogo de palavras em relação a Onésimo, cujo nome significa "lucrativo". Mas Onésimo não honrou seu nome quando fugiu de seu mestre Filemon e talvez até tenha roubado alguma coisa. Onésimo experimentou uma mudança radical. Para isso, o apóstolo alude, no verso 11, com as palavras "não-lucrativo" e "proveitoso" (em grego: achrestos - euchrestos ). No versículo 20, ele se dirige diretamente a Filemom quando diz "Eu teria proveito de ti" (Darby) (grego: onaimen ).

 

  1. Visão Geral do Conteúdo

 

  • Filemom 1: 1-3Filemom 1: 1-3 : Saudações

 

  • Filemom 1: 4-7Filemom 1: 4-7 : Paulo Louva Filemom

 

  • Filemom 1: 8-21Filemom 1: 8-21 : Paulo intercede por Onésimo

 

  • Filemom 1: 22-25 : Fim
  • FONTE MAURICIOBERWALD.COMUNIDADES.NET /JHON GIL/