Translate this Page

Rating: 2.6/5 (266 votos)




ONLINE
2




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Comentario biblico Mateus cap.20 subsidio EBD
Comentario biblico Mateus cap.20 subsidio EBD

 

 

      Comentario evangelho de Lucas cap.20 subsidio EBD

MAURICIO BERWALD PROFESSOR ESCRITOR

Comentário  Matthew Henry sobre a Bíblia

 

 Introdução

Neste capítulo temos, I. A resposta de Cristo à pergunta dos principais sacerdotes a respeito de sua autoridade, Lucas 20: 1-8 . II. A parábola da vinha deixou os lavradores injustos e rebeldes, Lucas 20: 9-19 . III A resposta de Cristo à pergunta que lhe foi feita sobre a legalidade de pagar tributo a Cæ sar, Lucas 20: 20-26 . IV. Sua reivindicação daquela grande doutrina fundamental dos institutos judeu e cristão - a ressurreição dos mortos e do estado futuro, das loucuras dos saduceus, Lucas 20: 27-38 . V. Ele está intrigando os escribas com uma pergunta sobre o fato de o Messias ser o Filho de Davi, Lucas 20: 39-44.. VI. A advertência que ele deu aos seus discípulos para tomarem cuidado com os escribas, Lucas 20: 45-47 . Todas as passagens que tínhamos antes em Mateus e Marcos e, portanto, não precisam aumentá-las aqui, a não ser naqueles detalhes que não tínhamos lá.

 

Versos 1-8

Inimigos de Cristo Confuso.

1 E aconteceu que em um daqueles dias, ensinando o povo ao templo e pregando o evangelho, os principais dos sacerdotes e os escribas vieram sobre ele com os anciãos, 2 e lhe falaram, dizendo: Dize-nos com que autoridade fazes estas coisas? ou quem é ele que te deu essa autoridade? 3E ele respondeu e disse-lhes: Também vou perguntar-te uma coisa e responder-me: 4O batismo de João era do céu ou dos homens? 5 E eles raciocinaram consigo mesmos, dizendo: Se dissermos: Do céu ele dirá: Por que, pois, não lhe credes? 6 Mas, se dissermos: Dos homens todo o povo nos apedrejará; pois estão convencidos de que João era profeta. 7 Responderam eles que não podiam saber de onde era. 8 E Jesus lhes disse: Nem eu vos digo com que autoridade faço estas coisas.

 

Nesta passagem da história nada é acrescentado aqui ao que nós tivemos nos outros evangelistas, mas somente no Lucas 20: 1 , onde nos é dito,

 

  1. Ele estava ensinando as pessoas no templo e pregando o evangelho. Note, Cristo foi um pregador do seu próprio evangelho. Ele não apenas comprou a salvação para nós, mas a publicou para nós, o que é uma grande confirmação da verdade do evangelho, e nos encoraja abundantemente a recebê-la, pois é um sinal de que o coração de Cristo era muito para recebê-lo. Isso também honra os pregadores do evangelho, e em seu ofício e trabalho, quanto mais eles são desprezados por um mundo vão. É uma honra para os pregadores populares do evangelho que Cristo condescendeu às capacidades das pessoas em pregar o evangelho, eensinou-os. E observe, quando ele estava pregando o evangelho para as pessoas que ele teve essa interrupção dada a ele. Note, Satanás e seus agentes fazem todo o possível para impedir a pregação do evangelho ao povo, pois nada enfraquece mais o interesse do reino de Satanás.

 

  1. Que seus inimigos estão aqui disse para vir sobre ele - epestesan . A palavra é usada apenas aqui, e ela sugere

 

  1. Que eles pensaram em surpreendê-lo com essa pergunta, de repente, chegaram até ele , esperando pegá-lo desprovido de uma resposta, como se isso não fosse uma coisa em que ele próprio pensasse.

 

  1. Que eles pensaram em assustá-lo com essa questão. Eles vieram em cima dele em um corpo, com violência. Mas como ele poderia ficar aterrorizado com a ira dos homens, quando estava em seu próprio poder restringi-lo, e fazê-lo voltar-se para o seu louvor? Dessa história em si, podemos aprender: (1) Que não é estranho pensar, mesmo que aquilo que é evidente em uma demonstração seja contestado, e posto em dúvida, como uma coisa duvidosa, por aqueles que fecham os olhos contra a luz. Os milagres de Cristo mostraram claramente com que autoridade ele fez essas coisas e selou sua comissão e, no entanto, isso é o que é aqui denunciado. (2) Aqueles que questionam a autoridade de Cristo, se forem catequizados nos princípios mais claros e evidentes da religião, terão sua loucura manifestada a todos os homens. Cristo respondeu a esses sacerdotes e escribas com uma pergunta sobre o batismo de João, uma pergunta simples, que o pior dos comuns poderia responder: Era do céu ou dos homens? Todos sabiam que era do céunão havia nada nele que tivesse uma satisfação ou tendência terrena, mas era tudo celestial e divino. E essa questão os gravou e os encalhou, e serviu para envergonhá-los diante do povo. (3) Não é estranho que aqueles que são governados pela reputação e pelo interesse secular aprisionem as verdades mais claras, sufoquem e sufoquem as mais fortes convicções, como esses sacerdotes e escribas fizeram, que, para salvar seu crédito, não reconheceriam que João o batismo era do céu e não tinha outro motivo para não dizerem que era de homens, mas porque temiam o povo.Que bem pode ser esperado dos homens de tal espírito? (4) Aqueles que enterram o conhecimento que eles têm são justamente negados mais conhecimento. Foi justo com Cristo recusar-se a dar conta de sua autoridade para aqueles que conheciam o batismo de João como sendo do céu e não acreditavam nele, nem possuíam seu conhecimento, Lucas 20: 7,8 .

 

Versículos 9-19

Os maridos e a vinha.

9 Então começou a falar ao povo sobre esta parábola. Certo homem plantou uma vinha e entregou-a a lavradores, e foi para um país distante por muito tempo. 10 E no tempo próprio mandou um servo aos lavradores, para que lhe dessem dos frutos da vinha; mas os lavradores, espancando-o, mandaram ele embora de mãos vazias. 11 E tornou a enviar outro servo; mas eles espancaram também, e suplicou -lhe vergonhosamente, e mandou -o embora de mãos vazias. 12 E outra vez mandou um terceiro; e também o feriram e expulsaram - no. 13Então disse o senhor da vinha: Que farei? Mandarei o meu filho amado: pode ser que eles terão respeito delequando eles o veem. 14Mas quando os lavradores o viram, pensaram entre si, dizendo: Este é o herdeiro; vem, mata-o, para que a herança seja nossa. 15 Então o expulsaram da vinha e o mataram . O que, pois, fará o senhor da vinha? 16 Virá e destruirá esses lavradores, e dará a vinha a outros. E quando eles ouviram isso,eles disseram: Deus me livre. 17 E ele os contemplou, e disse: O que é isto então que está escrito: A pedra que os construtores rejeitaram, o mesmo se tornou a cabeça da esquina? 18 Qualquer que cair sobre aquela pedra será despedaçado, mas aquele sobre quem ela cair será reduzido a pó. 19 E os príncipes dos sacerdotes e os escribas, na mesma hora, procuravam detê-lo e temiam o povo; pois eles perceberam que ele tinha falado esta parábola contra eles.

 

Cristo falou essa parábola contra aqueles que estavam decididos a não possuir sua autoridade, embora a evidência disso fosse sempre tão completa e convincente, e é muito oportuno mostrar que questionando sua autoridade eles perderam a sua própria. Desprezando o senhor da sua vinha, houve uma anulação da sua concessão da vinha, e renunciaram a todo o seu título.

 

  1. A parábola não tem nada acrescentado aqui ao que tínhamos antes em Mateus e Marcos. O objetivo é mostrar que a nação judaica, perseguindo os profetas e, por fim, o próprio Cristo, havia provocado a Deus que lhes tirasse todos os privilégios da igreja e os abandonasse à ruína. Ela nos ensina, 1. Que aqueles que desfrutam dos privilégios da igreja visível são como arrendatários e fazendeiros que têm uma vinha para cuidar e alugar para pagar por ela. Deus, ao estabelecer a religião revelada e instituir ordens no mundo, plantou uma vinha, que ele distribui àquelas pessoas entre as quais seu tabernáculo está, Lucas 20: 9 Lucas 20: 9Lucas 20:10 . E eles têm trabalho de vinhedo para fazer, trabalho necessário e constante, mas agradável e proveitoso. Considerando que o homem foi, pelo pecado, condenado a até o chão, aqueles que têm um lugar na igreja são restaurados àquilo que era a obra de Adão na inocência, para vestir o jardim, e guardá-lo para a igreja é um paraíso, e Cristo a árvore da vida nele. Eles também têm frutos de vinha para apresentar ao Senhor da vinha. Há aluguéis a serem pagos e serviços a serem feitos, os quais, embora não tenham relação com o valor das instalações, ainda precisam ser feitos e devem ser pagos. 2. Que o trabalho dos ministros de Deus é chamar os que gozam dos privilégios da igreja para produzir frutosadequadamente. Eles são os coletores de bens de Deus, para colocar os lavradores na mente de seus atrasados, ou melhor, para lembrá-los de que eles têm um senhorio que espera ouvir deles, e receber algum reconhecimento de sua dependência dele, e obrigações para com eles. ele, Lucas 20:10 . Os profetas do Antigo Testamento foram enviados nesta missão à igreja judaica, para exigir deles o dever e a obediência que eles deviam a Deus. 3. Que muitas vezes tem sido a sorte dos servos fiéis de Deus serem miseravelmente abusados ​​pelos seus próprios inquilinos, eles foram espancados e tratados vergonhosamente por aqueles que resolveram enviá-los vazios.longe. Aqueles que estão decididos a não cumprir seu dever para com Deus não podem suportar ser chamados a fazê-lo. Alguns dos melhores homens do mundo tiveram o uso mais difícil, por seus melhores serviços. 4. Que Deus enviou seu Filho ao mundo para realizar a mesma obra em que os profetas foram empregados, para colher os frutos da vinha para Deus e alguém poderia pensar que ele teria sido reverenciado e recebido. Os profetas falaram como servos: Assim diz o Senhor, mas Cristo, como um filho, entre os seus: Em verdade vos digo.Colocando tal honra sobre eles, enviá-lo, alguém teria pensado, deveria ter ganho sobre eles. 5. Que aqueles que rejeitam os ministros de Cristo rejeitariam a Cristo mesmo se ele fosse procurado por eles, e descobriram que os perseguidores e assassinos de seus servos, os profetas, eram os perseguidores e assassinos de si mesmos. Eles disseram: Este é o herdeiro, venha, vamos matá-lo.Quando mataram os servos, outros servos foram enviados. "Mas, se nós pudermos ser a morte do filho, nunca haverá outro filho para ser mandado, e então nós não seremos mais molestados com estas exigências, podemos ter uma posse tranquila da vinha para nós mesmos." Os escribas e fariseus prometeram a si mesmos que, se pudessem tirar Cristo do caminho, deveriam sempre cavalgar mestres na igreja judaica e, portanto, deram o passo corajoso, expulsaram-no da vinha e o mataram. 6. Que a colocação de Cristo na morte preencheu a medida da iniqüidade judaica, e trouxe sobre eles a ruína sem remédio. Nenhum outro poderia ser esperado do que Deus deveria destruir aqueles lavradores maus. Eles começaram a não pagar o aluguel,mas depois começou a espancar e matar os servos e, finalmente, o próprio jovem Mestre. Note, Aqueles que vivem negligenciando seu dever para com Deus não sabem em que grau de pecado e destruição eles estão se metendo.

 

  1. Para a aplicação da parábola é adicionado aqui, o que não tínhamos antes, a sua depreciação da desgraça incluída nele ( Lucas 20:16 Lucas 20:16Lucas 20:17 ): Quando eles o coração, eles disseram: Deus me livre, genoito Me - Não deixe isso ser feito, por isso deve ser lido. Embora eles não pudessem deixar de reconhecer que, para tal pecado, tal punição era justa e o que se poderia esperar, mas não podiam suportar ouvir isso. Note, é um exemplo da loucura e estupidez dos pecadores que eles procedem e perseveram em seus caminhos pecaminosos, embora ao mesmo tempo eles tenham uma previsão e pavor da destruição que está no final desses caminhos. E vejam que trapaça eles se colocam, para pensar em evitá-lo por um Deus frio proibi,quando eles não fazem nada para impedir isso, mas isso fará com que a ameaça de nenhum efeito? Não, eles saberão qual palavra permanecerá, a de Deus ou a deles. Agora observe o que Cristo disse, em resposta a essa depreciação infantil de sua ruína. 1. Ele os viu. Isto é notado somente por este evangelista, Lucas 20:17 . Ele olhou para eles com pena e compaixão, entristecido por vê-los enganar-se assim para sua própria ruína. Ele os contemplou, para ver se eles corariam com sua própria tolice, ou se ele poderia discernir em seus semblantes qualquer indicação de ceder. 2. Ele os referiu à escritura: " O que é isto então que está escrito?Como você pode escapar do julgamento de Deus, quando você não pode impedir a exaltação daquele a quem você despreza e rejeita? Diz a palavra de Deus que a pedra que os edificadores rejeitaram se tornou a ponta da esquina. "O Senhor Jesus será exaltado à direita do Pai. Ele tem todo o julgamento e todo o poder que lhe foi confiado. Ele é a pedra angular e a pedra fundamental da igreja e, se assim for, seus inimigos não podem esperar outra coisa senão Mesmo aqueles que o desprezam, que tropeçam nele, e se ofendem com ele, serão quebrantados - será sua ruína, mas quanto àqueles que não apenas o rejeitam, mas o odeiam e perseguem, como os judeus fizeram. , ele cairá sobre eles e os esmagará em pedaços - os moerá em pó.A condenação de perseguidores rancorosos será muito mais penosa do que a dos incrédulos descuidados.

 

Por último, somos informados de como os principais sacerdotes e escribas ficaram exasperados com essa parábola ( Lucas 20:19Lucas 20:19 ): Eles perceberam que ele havia falado essa parábola contra eles e assim o fez. Uma consciência culpada não precisa de nenhum acusador, mas eles, em vez de cederem às convicções de consciência, ficaram furiosos com aquele que despertou aquele leão adormecido em seus peitos, e procuraram impor as mãos sobre ele. Suas corrupções se rebelaram contra suas convicções e conseguiram a vitória. E não foi porque tinham medo de Deus ou de sua ira diante de seus olhos, mas apenas porque temiam o povo, que agora não voavam em seu rosto e o pegavam pela garganta. Eles estavam prontos para fazer suas palavras boas:Este é o herdeiro, venha, vamos matá-lo. Note, quando os corações dos filhos dos homens estão totalmente neles estabelecidos para fazer o mal, os avisos mais justos tanto do pecado que eles estão prestes a cometer quanto das consequências disso não lhes causam nenhuma impressão. Cristo lhes diz que, em vez de beijar o Filho de Deus, eles o matariam, sobre o que teriam dito: " Qual é o teu servo um cão?" Mas eles, de fato, dizem isto: "E assim teremos para ele agora". E, embora eles depreciem o castigo do pecado, no próximo suspiro eles estão projetando a comissão dele.

 

Versículos 20-26

Inimigos de Cristo Confuso.

20 E estavam observando -o, e enviou espiões, os quais se fingiam justos, para que pudessem tomar posse de suas palavras, para que assim eles podem entregá-lo até o poder e autoridade do governador. 21 E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, sabemos que falas e ensinas bem e retamente, e que não aceitais a pessoa de qualquer mas ensina verdadeiramente o caminho de Deus: 22 É lícito darmos tributo a Cæ sar ou não? 23 Mas ele percebeu a sua astúcia, e disse-lhes: Por que me tentais? 24Mostre-me um centavo. De quem é a imagem e a inscrição? Eles responderam e disseram: Cæ sar's. 25 E ele lhes disse: Torna para Cæ sar as coisas que são de Caëar e para Deus as que são de Deus. 26 E não puderam reter as suas palavras perante o povo; e admiraram-se da sua resposta, e se calaram.

 

Nós temos aqui que Cristo está fugindo de uma armadilha que seus inimigos colocaram para ele, propondo-lhe uma pergunta sobre tributo. Nós tivemos essa passagem antes, tanto em Mateus como em Marcos. Aqui está,

 

  1. O dano o projetou, e isso está mais completamente relacionado aqui do que antes. O complô era entregá-lo ao poder e autoridade do governador, Lucas 20:20Lucas 20:20 . Eles não podiam colocá-lo à morte por curso de lei, nem por um tumulto popular, do qual não podiam depender e, como não podiam ser seus juízes, eles aceitariam de bom grado serem seus promotores e acusadores, e se informar contra ele. Eles esperavam ganhar seu ponto, se pudessem, mas incensar o governador contra ele. Note, tem sido o artifício comum de perseguir os governantes da igreja para tornar os poderes seculares as ferramentas de sua malícia, e obrigar os reis da terra a fazerseu trabalho penoso, que, se não tivessem sido instigados, teria deixado seus vizinhos viver quietamente por eles, como Pilatos fez Cristo até que os principais sacerdotes e os escribas lhe apresentassem a Cristo. Mas assim a palavra de Cristo deve ser cumprida por sua política amaldiçoada, para que ele seja entregue nas mãos dos gentios.

 

  1. As pessoas que eles empregaram. Mateus e Marcos nos disseram que eles eram discípulos dos fariseus, com alguns herodianos. Aqui está acrescentado: Eles eram espiões, que deveriam se fingir de homens. Nota: Não é novidade para os homens maus fingirem-se homens e cobrir os projetos mais perversos com as pretensões mais ilusórias e plausíveis. O diabo pode se transformar em um anjo de luze um fariseu aparece no traje e fala a língua de um discípulo de Cristo. Um espião deve ir disfarçado. Esses espiões devem assumi-los para ter um valor para o julgamento de Cristo e depender dele como um oráculo e, portanto, devem desejar seu conselho em um caso de consciência. Note, os ministros estão preocupados em ficar em guarda contra alguns que se fingem de serem apenas homens, e serem sábios como serpentes quando estão no meio de uma geração de víboras e escorpiões.

 

III A pergunta que eles propuseram, com a qual eles esperavam enlaçá-lo. 1. Seu prefácio é muito cortês: Mestre, sabemos que falas e ensinas bem, Lucas 20:21Lucas 20:21 . Assim, eles pensaram em lisonjear-lo em uma liberdade e abertura incautos com eles, e assim ganhar seu ponto de vista. Aqueles que são orgulhosos, e amam ser elogiados, serão levados a fazer qualquer coisa por aqueles que quiserem bajulá-los, e falar gentilmente com eles, mas eles estavam muito enganados que pensavam assim impor sobre o humilde Jesus. Ele não ficou satisfeito com o testemunho de tais hipócritas, nem se sentiu honrado por isso. É verdade que ele não aceita a pessoa de qualquer um, mas é tão certo que ele conhece os corações de todos e conhece os seus e as sete abominações.que estavam lá, embora falassem de forma justa. Era certo que ele ensinou o caminho de Deus verdadeiramente, mas ele sabia que eles eram indignos de serem ensinados por ele, que veio para tomar posse de suas palavras, não para ser tomado por eles. 2. O caso deles é muito bom: "É lícito para nós " (isso é acrescentado aqui em Lucas) " para dar tributo a Cæ sar - para nós judeus, nós a semente nascida de graça de Abraão, nós que pagamos ao Senhor tributo, pode dar tributo a Cæ sar? " O orgulho e a cobiça deles faziam com que eles pagassem impostos, e então eles questionavam se era legal ou não. Agora, se Cristo dissesse que era lícitoas pessoas iriam adoecer, pois esperavam que aquele que se propusesse a ser o Messias deveria, em primeiro lugar, libertá-los do jugo romano e defender-lhes a renúncia ao tributo a Cæ sar. Mas se ele dissesse que não era legal, como eles esperavam que ele faria (pois se ele não tivesse sido dessa opinião eles pensaram que ele não poderia ter sido tanto o queridinho do povo quanto ele), então eles deveriam ter algo acusá-lo ao governador, que era o que eles queriam.

 

  1. Ele escapou da cilada que eles colocaram para ele: Ele percebeu sua astúcia, Lucas 20:23Lucas 20:23 . Note, Aqueles que são mais habilidosos em seus desígnios contra Cristo e seu evangelho não podem, com toda a sua arte, escondê-los de seu conhecimento. Ele pode enxergar através dos disfarces mais políticos, e assim romper a armadilha mais perigosa, pois certamente em vão a rede se espalhou à vista de qualquer ave. Ele não lhes deu uma resposta direta, mas reprovou-os por se oferecerem para impor-lhe ... Por que me tentais? e pediu por um pedaço de dinheiro, dinheiro atual com os comerciantes - Mostre-me um centavoe perguntou-lhes de quem era o dinheiro, de quem ele tinha o selo, quem o inventou. Eles possuíam: "É o dinheiro do Cæ sar". "Por que eles", disse Cristo, "você deveria primeiro ter perguntado se era legal pagar e receber o dinheiro da Cæ sar entre vocês, e admitir que isso seja o instrumento do seu comércio. Mas, tendo concedido isto por um consentimento comum, você é concluído por seu próprio ato e, sem dúvida, você deve dar tributo àquele que lhe forneceu essa conveniência para seu ofício, protege você e lhe empresta a sanção de sua autoridade pelo valor de seu dinheiro. Você deve, portanto, processar para Cæ sar as coisas que são da Cæ sar.Em coisas civis você deve se submeter aos poderes civis, e assim, se Cæ sar protege você em seus direitos civis por leis e administração da justiça, você deve pagar-lhe tributo, mas em coisas sagradas, só Deus é seu Rei. Você não é obrigado a ser da religião de Cæ sar, você deve prestar a Deus as coisas que são de Deus, deve adorá-lo e adorá-lo, e não qualquer imagem de ouro que Cæ sar estabeleça "e devemos adorá-lo e adorá-lo ele havia designado, e não de acordo com as invenções de Cæ sar.É só Deus que tem autoridade para dizer Meu filho, me dê o seu coração.

 

  1. A confusão em que eles foram colocados, Lucas 20:26Lucas 20:26 . 1. A armadilha está quebrada Eles não puderam segurar suas palavras diante do povo. Não podiam se apegar a nada que incitasse nem o governador nem o povo contra ele. 2. Cristo é honrado até mesmo a ira do homem é feita para louvá-lo. Eles maravilhados da sua resposta, era tão discreto e irrepreensível, e tal uma evidência de que a sabedoria e sinceridade que fazer a face brilhar. 3. Suas bocas estão paradas eles se calaram . Eles não tinham nada a objetar, e não lhe perguntavam mais nada, para que ele não envergonhasse e os expusesse.

 

Versículos 27-38

O Cavil dos Saduceus.

27 Então veio a elealguns dos saduceus, que negam que haja alguma ressurreição, e perguntaram-lhe: 28 Dizendo: Mestre, Moisés nos escreveu: Se o irmão de um homem morrer, ter uma esposa e ele morrer sem filhos, esse irmão deve levar sua esposa. e levante semente para seu irmão. 29 Havia, pois, sete irmãos; o primeiro casou-se e morreu sem filhos. 30 E a segunda levou-a a esposa e ele morreu sem filhos. 31E a terceira tomou-a e, da mesma maneira, os sete também; e não deixaram filhos e morreram. 32 A última de toda a mulher morreu também. 33 Portanto, na ressurreição, cuja esposa deles é ela? por sete tinha ela para esposa. 34 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Os filhos deste mundo se casam e são dados em casamento; 35 mas os que serão considerados dignos de obter o mundo, e a ressurreição dos mortos, nem se casam, nem se dão em casamento; 36 nem podem mais morrer; porque são iguais aos anjos e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição. 37 Agora que os mortos ressuscitaram, até Moisés apareceu na sarça, quando chamou o Senhor Deus de Abraão, e o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. 38 Porque ele não é um Deus dos mortos, mas dos vivos, porque todos vivem para ele.

 

Esse discurso com os saduceus que tínhamos antes, assim como é aqui, apenas que a descrição que Cristo faz do estado futuro é um pouco mais completa e ampla aqui. Observe aqui

 

  1. Em todas as épocas houve homens de mentes corruptas, que tentaram subverter os princípios fundamentais da religião revelada. Como há deístas agora, que se chamam de livre- pensadores, mas são realmente falsas- pensadores, então havia saduceus no tempo de nosso Salvador, que pregavam a doutrina da ressurreição dos mortos e a vida do mundo por vir, embora fossem claramente revelado no Antigo Testamento, e foram artigos da fé judaica. Os saduceus negam que haja qualquer ressurreição, qualquer estado futuro, de modo que a anastasis pode significar não apenas o retorno do corpo à vida, mas a continuação da alma na vida,nenhum mundo de espíritos, nenhum estado de recompensa e retribuição pelo que foi feito no corpo. Tire isso, e toda religião cai no chão.

 

  1. É comum que aqueles que planejam minar qualquer verdade de Deus a perplexidade, e carregá-lo com dificuldades. Então, esses saduceus fizeram quando enfraqueceram a fé das pessoas na doutrina da ressurreição, eles colocaram uma questão sobre a suposição dela, que eles pensaram que não poderia ser respondida de qualquer maneira para a satisfação. O caso talvez fosse de fato, pelo menos assim poderia ser, de uma mulher que tinha sete maridos. Agora na ressurreição, cuja esposa ela será? Considerando que não era de todo material de quem ela era, pois quando a morte põe fim a essa relação não é para ser retomada.

 

III Há uma grande diferença entre o estado dos filhos dos homens na terra e o dos filhos de Deus no céu, uma imensa desigualdade entre este mundo e esse mundo e nós nos enganamos, e erramos a verdade de Cristo, quando formar nossas noções de que o mundo dos espíritos por nossos prazeres presentes neste mundo dos sentidos.

 

  1. Os filhos dos homens neste mundo se casam e são casados, hyioi tou aionos toutou - os filhos desta idade, esta geração, tanto bons quanto maus, casam-se e dão seus filhos em casamento. Grande parte do nosso negócio neste mundo é criar e construir famílias e provê-las. Muito do nosso prazer neste mundo está em nossas relações, nossas esposas e filhos, a natureza se inclina a isso. O casamento é instituído para o conforto da vida humana, aqui neste estado onde levamos corpos conosco. É também um remédio contra a fornicação, que os desejos naturais podem não se tornar brutais, mas estar sob direção e controle. As crianças deste mundo estão morrendo e saindo do palco e, portanto, casam-se e dão seus filhos em casamento, para que forneçam ao mundo da humanidade recrutas necessitadas, para que, quando uma geração se vai, outra possa vir, e para que alguns de seus descendentes possam deixar o fruto de seus labores, especialmente que os escolhidos de Deus nas eras futuras podem ser introduzidos, pois é uma semente piedosa que é procurada pelo casamento ( Malaquias 2:15Malaquias 2:15 ), uma semente para servir ao Senhor, que será uma geração para ele.

 

  1. O mundo por vir é outra coisa que se chama mundo, por ênfase e eminência. Note, Existem mais mundos do que um mundo presente visível, e um futuro mundo invisível e é a preocupação de cada um de nós comparar mundos, este mundo e esse mundo, e dar a preferência em nossos pensamentos e cuidados àquilo que merece eles. Agora observe

 

(1) Quem serão os habitantes desse mundo? Aqueles que forem considerados dignos de obtê-lo, isto é, que estão interessados ​​nos méritos de Cristo, que o compraram para nós, e que têm um santo encontro por eles realizado por eles. o Espírito, cujo negócio é nos preparar para isso. Eles não têm uma dignidade legal , por conta de qualquer coisa neles ou feita por eles, mas um merecimento evangélico , por conta do preço inestimável que Cristo pagou pela redenção da possessão adquirida. É uma dignidade imputada pela qual somos glorificados, bem como a justiça imputada pela qual somos justificados kataxiothentes , eles são feitos agradáveis ​​a esse mundo. A desagradabilidade que existe na natureza corrupta é tirada, e as disposições da alma são, pela graça de Deus, conformadas a esse estado. Eles são feitos pela graça e contados dignos de obter esse mundo, o que sugere alguma dificuldade em alcançá-lo, e o perigo de ser curto. Nós devemos correr assim como podemos obter. Eles obterão a ressurreição dos mortos, isto é, a bendita ressurreição para aquela de condenação (como Cristo chama, João 5:29 João 5:29 ), é antes uma ressurreição para a morte, uma segunda morte, uma morte eterna, queda morte.

 

(2) Qual será o estado de felicidade dos habitantes daquele mundo que não podemos expressar ou conceber, 1 Coríntios 2: 9 1 Coríntios 2: 9 . Veja o que Cristo aqui diz sobre isso. [1] Eles nem se casam nem são dados em casamento. Aqueles que entraram na alegria de seu Senhor estão totalmente envolvidos com isso, e não precisam da alegria do noivo em sua noiva. O amor nesse mundo de amor é todo seráfico, e tal como eclipsa e perde os mais puros e agradáveis ​​amores com os quais nos entretemos neste mundo de sentido. Onde o corpo em si for um corpo espiritual, as delícias dos sentidos serão banidas e onde houver uma perfeição de santidade, não haverá ocasião para o casamento como preservativo do pecado. Na nova JerusalémRomanos 8:23 1 João 3: 2lá não entra nada que contamine. [2] Eles não podem mais morrer e isso surge como uma razão pela qual eles não se casam. Neste mundo moribundo deve haver casamento, para o preenchimento das vagas feitas pela morte, mas, onde não há sepultamentos, não há necessidade de casamentos. Isso coroa o conforto desse mundo de que não há mais morte ali, que suja toda a beleza e amortece todo o conforto deste mundo. Aqui a morte reina, mas daí é para sempre excluída. [3] Eles são iguais aos anjos. Nos outros evangelistas foi dito: Eles são como os anjos - os angeloi , mas aqui eles são iguais aos anjos, isangeloi -os semelhantes dos anjos eles têm uma glória e felicidade de nenhuma maneira inferior à dos santos anjos. Eles verão a mesma visão, serão empregados na mesma obra e participarão das mesmas alegrias com os santos anjos. Os santos, quando vêm para o céu, serão naturalizados e, embora por natureza estranhos, ainda assim, tendo obtido essa liberdade com uma grande quantia, que Cristo pagou por eles, eles têm em todos os aspectos privilégios iguais aos que nasceram livres. , os anjos que são os nativos e aborígenes daquele país. Eles serão companheiros com os anjos e conversarão com aqueles espíritos abençoados que os amam carinhosamente, e com uma companhia inumerável, a quem eles agora vêm em fé, esperança e amor. [4] Eles são os filhos de Deus,e assim são como os anjos, que são chamados filhos de Deus. Na herança de filhos, a adoção de filhos será completada. Por isso os crentes dizem que esperam pela adoção, até mesmo a redenção do corpo, Romanos 8:23 . Pois até que o corpo seja redimido da sepultura, a adoção não é completada. Agora somos nós filhos de Deus, 1 João 3: 2 . Temos a natureza e a disposição dos filhos, mas isso não será aperfeiçoado até chegarmos ao céu. [5] Eles são os filhos da ressurreição, isto é, eles são feitos capazes dos empregos e prazeres do estado futuro que sãoNascido para esse mundo, pertence a essa família, teve sua educação para isso aqui, e deve ter sua herança nele. Eles são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição. Note, Deus possui aqueles somente para seus filhos que são os filhos da ressurreição, que nascem de cima, são aliados ao mundo dos espíritos e preparados para aquele mundo, os filhos daquela família.

 

  1. É uma verdade indubitável que há outra vida depois disso, e houve descobertas eminentes feitas desta verdade nas eras primitivas da igreja ( Lucas 20: 37,38 ): Moisés mostrou isso, como foi mostrado a Moisés no arbusto, e ele tem mostrado para nós, quando chama ao Senhor, como o Senhor vos chama a si mesmo, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac eo Deus de Jacob. Abraão, Isaque e Jacó foram então mortos quanto ao nosso mundo de onde haviam se retirado muitos anos antes, e seus corpos foram transformados em pó na caverna de Macpela, como então poderia Deus dizer, não eu era, mas eu sou o Deus ou Abraão?Lucas 20:37 , 38 Eclesiastes 12: 7 Romanos 4:17 Gênesis 17: 1 Gênesis 15: 1 É absurdo que o Deus vivo e a Fonte da vida continuem relacionados a eles como seu Deus, se não houvesse mais deles no ser do que naquela caverna, indistinguível do pó comum. Portanto, devemos concluir que eles estavam em outro mundo, porque Deus não é o Deus dos mortos, mas dos vivos. Lucas acrescenta aqui, por todos, viver para ele, isto é, todos os que, como eles, são verdadeiros crentes, embora estejam mortos, mas eles vivem suas almas, que retornam a Deus que lhes deu ( Eclesiastes 12: 7), viva para ele como o Pai dos espíritos: e seus corpos viverão novamente no fim dos tempos pelo poder de Deus, pois ele chama coisas que não são como se fossem, porque ele é o Deus que acelera os mortos, Romanos 4:17 . Mas há mais ainda, quando Deus se chamou o Deus desses patriarcas, ele quis dizer que ele era sua felicidade e porção, um Deus todo-suficiente para eles ( Gênesis 17: 1 ), sua grande recompensa, Gênesis 15: 1. . Agora é claro pela sua história que ele nunca fez isso por eles neste mundo que responderia à verdadeira intenção e extensão totaldesse grande empreendimento, e, portanto, deve haver uma outra vida depois disso, na qual ele fará aquilo por eles, que resultará em uma descarga completa dessa promessa - que ele seria para eles um Deus, que ele é capaz de Faça, para todos vivem para ele, e ele tem recursos para fazer toda alma feliz que vive para ele o suficiente para todos, o suficiente para cada um.

 

Versículos 39-47

Os escribas confundidos.

39 Responderam alguns dos escribas: Mestre, disseste bem. 40 E depois disso não ousaram perguntar-lhe absolutamente nada. 41 E ele lhes disse: Como dizem que o Cristo é filho de Davi? Se diz no livro dos Salmos 42 E David, The L ORD disse ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, 43Till eu ponha os teus inimigos debaixo dos teus pés. 44 Davi, pois, lhe chama Senhor, como é ele, pois, seu filho? 45 Então, na audiência de todo o povo, disse aos seus discípulos: 46 Cuidado com os escribas que desejam andar em longas túnicas, e adoram saudações nos mercados, e os assentos mais altos nas sinagogas, e os principais aposentos nas festas. 47 que devoram as casas das viúvas e, por um espetáculo, fazem longas orações; essa mesma pessoa receberá maior condenação.

 

Os escribas eram estudantes da lei e expositores disso para o povo, homens em reputação de sabedoria e honra, mas a generalidade deles era inimiga de Cristo e do seu evangelho. Agora aqui temos alguns deles atendendo a ele, e quatro coisas que temos nesses versos a respeito deles, que nós tivemos antes:

 

  1. Nós os temos aqui recomendando a resposta que Cristo fez aos saduceus com relação à ressurreição: Certos dos escribas disseram: Mestre, disseste bem, Lucas 20:39Lucas 20:39 . Cristo tinha o testemunho de seus adversários que ele dizia bem e, portanto, os escribas eram seus inimigos porque ele não se conformaria às tradições dos anciãos, mas ainda assim, quando ele defendia as práticas fundamentais da religião, e aparecia na defesa delas, mesmo os escribas elogiaram seu desempenho e reconheceram que ele disse bem. Muitos que se chamam cristãos ficam aquém mesmo desse espírito.

 

  1. Nós os temos aqui impressionados com um temor de Cristo, e de sua sabedoria e autoridade ( Lucas 20:40Lc 20:40 ): Eles não ousam fazer-lhe nenhuma pergunta, porque dizem que ele era muito duro para todos que contendiam com ele. Seus próprios discípulos, embora fracos, contudo, estando dispostos a receber sua doutrina, perguntam-lhe qualquer questão, a não ser os saduceus, que contradiziam e criticavam sua doutrina, e não perguntavam a ninguém.

 

III Nós os temos aqui confusos e encalhados com uma pergunta sobre o Messias, Lucas 20:41 Lucas 20:41 . Era claro por muitas escrituras que Cristo era para ser o Filho de Davi, mesmo o cego sabia disso ( Lucas 18:39 ) e ainda assim estava claro que Davi chamou o Messias de seu Senhor ( Lucas 20: 42,44 ), seu dono e governante e benfeitor: O Senhor disse ao meu Senhor. Deus disse isso ao Messias, Salmos 110: 1 . Agora, se ele é seu Filho, por que ele o chama de seu Senhor? Se ele é seu Senhor, por que o chamamos de seu filho?Lucas 18:39 Lucas 20:42 , 44 Salmos 110: 1 Apocalipse 22:16Isso ele deixou-os a considerar, mas eles não podiam reconciliar essa aparente contradição graças a Deus, podemos que Cristo, como Deus, era o Senhor de Davi, mas Cristo, como homem, era o Filho de Davi. Ele era tanto a raiz quanto a descendência de Davi, Apocalipse 22:16 . Por sua natureza humana, ele era o descendente de Davi, um ramo de sua família pela sua natureza divina, ele era a raiz de Davi, de quem ele tinha seu ser e vida, e todos os suprimentos da graça.

 

  1. Nós os temos aqui descritos em seus caracteres negros, e uma advertência pública dada aos discípulos para tomarem cuidado com eles, Lucas 20: 45-47 Lucas 20: 45-47 . Isto nós tivemos, assim como é aqui, Marcos 12:38 Marcos 12:38 e mais amplamente Mateus 23: 1-39Mateus 23: 1-39 . Cristo pede a seus discípulos que cuidem dos escribas, isto é,

 

  1. "Tome cuidado de ser arrastado em pecado por eles, de aprender o seu caminho, e entrar em suas medidas, cuidado com tal espírito como eles são governados por. Não seja você na igreja cristã como eles são na igreja judaica. "

 

  1. "Tome cuidado de ser trazido em apuros por eles", no mesmo sentido que ele havia dito ( Mateus 10:17Mateus 10:17 ), " Cuidado com os homens, pois eles vão entregá-lo aos conselhos cuidado com os escribas, pois eles Cuidado com eles, por: "(1.)" Eles são orgulhosos e arrogantes. Eles desejam andar pelas ruas em longas túnicas, como aquelas que estão acima dos negócios (para homens de negócios foram com seus lombos cingidos ), e como aqueles que tomam estado e acontecem ". Arma de cedência togæ - Deixe os braços cederem ao vestido. Eles amavam em seus corações para que as pessoas fizessem sua reverência a eles nos mercados,que muitos pudessem ver que respeito lhes era pago e estavam muito orgulhosos da precedência que lhes era dada em todos os lugares de competição. Eles amavam os assentos mais altos nas sinagogas e os salões principais nas festas, e, quando eram colocados neles, olhavam para si mesmos com grande vaidade e sobre todos eles com grande desprezo. Eu me sento como uma rainha. (2) "Eles são cobiçosos e opressivos, e fazem da sua religião uma capa e cobertura para o crime." Eles devoram as casas das viúvas, colocam suas propriedades em suas mãos, e então, por algum truque ou outro, as tornam suas, ou vivem nelas, e devoram o que têm e as viúvassão uma presa fácil para eles, porque eles são capazes de ser iludido por seus pretextos falaciosos: para um show que eles fazem longas orações, talvez longas orações com as viúvas quando eles estão tristes, como se tivessem não só um comovente , mas um piedoso preocupação para eles, e, assim, esforçar-se para agradar-se com eles e obter seu dinheiro e efeitos em suas mãos. Tais homens devotos podem certamente ser confiados com um ouro incalculável, mas eles darão conta disso como acharem melhor.

 

Cristo os lê sua sentença em poucas palavras: Estes receberão um julgamento mais abundante, uma dupla condenação, tanto por seu abuso das viúvas pobres , cujas casas eles devoraram, e por seu abuso da religião, e particularmente da oração, que eles Fizeram disso um pretexto para que a execução mais plausível e eficaz de seus projetos mundanos e perversos de devoção dissimulada seja uma dupla iniqüidade.

 fonte coment. Mattew Henri / www.mauricioberwald.comunidades.net