Translate this Page

Rating: 2.7/5 (307 votos)




ONLINE
2




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


A CHAMADA DE SAMUEL (SUBSIDIO)
A CHAMADA DE SAMUEL (SUBSIDIO)

A CHAMADA DE SAMUEL

 MAURICIO BERWALD SUBSIDIO PARA AS AULAS

Comentário Matthew Henry 1 Samuel 2

 

Introdução

Neste capítulo temos, I. Canção de ação de graças de Ana a Deus por seu favor a ela em lhe dar Samuel ( 1 Samuel 2: 1-10 ). II. Seu retorno à família, com a bênção de Eli ( 1 Samuel 2:11 , 1 Samuel 2:20 ). O aumento de sua família ( 1 Samuel 2:21 ). O crescimento e o aperfeiçoamento de Samuel ( 1 Samuel 2:11 , 1 Samuel 2:18 , 1 Samuel 2:21 , 1 Samuel 2:26 ) e o cuidado que Ana tomou para vesti-lo ( 1 Samuel 2:19 ). III A grande iniqüidade dos filhos de Eli ( 1 Samuel 2: 12-17 , 1 Samuel 2:22 ). IV. A reprovação excessiva que Eli lhes deu para isso (1 Samuel 2: 23-25 ). V. A mensagem justamente terrível que Deus enviou a ele por um profeta, ameaçando a ruína de sua família pela iniqüidade de seus filhos ( 1 Samuel 2: 27-36 ).

 

Versos 1-10

Temos aqui a ação de graças de Hannah, ditada não apenas pelo espírito de oração, mas pelo espírito de profecia. Sua petição pela misericórdia que ela desejava que tínhamos antes ( 1 Samuel 1:11 ), e aqui temos seu retorno de louvor; em ambos , da abundância de um coração profundamente afetado (no primeiro, com seus próprios desejos e, no segundo, com a bondade de Deus), sua boca falou. Observe em geral: 1. Quando ela recebeu misericórdia de Deus, ela a possuiu, com gratidão ao seu louvor. Não como os nove leprosos, Lucas 17:17. Louvor é o nosso aluguel, nossa homenagem. Somos injustos se não pagarmos. 2. A misericórdia que recebera era uma resposta à oração e, portanto, considerava-se especialmente obrigada a agradecer por isso. O que ganhamos pela oração podemos usar com conforto e devemos usar com louvor. 3. Seu agradecimento é aqui chamado de oração: Ana orou;porque a ação de graças é uma parte essencial da oração. Em todo discurso a Deus, devemos expressar uma consideração grata a ele como nosso benfeitor. Não, e ação de graças pelas misericórdias recebidas será aceita como uma petição por mais misericórdia. 4. A partir desta particular misericórdia que ela recebeu de Deus, ela toma ocasião, com um coração elevado e aumentado, de falar as coisas gloriosas de Deus e de seu governo do mundo para o bem de sua igreja. O que quer que a qualquer momento dê origem aos nossos louvores dessa maneira, eles devem ser levantados. 5. Sua oração foi mental. Sua voz não foi ouvida; mas em sua ação de graças ela falou, para que todos pudessem ouvi-la. Ela fez sua súplica com gemidos que não podiam ser proferidos, mas agora seus lábios estavam abertos para mostrar o louvor de Deus.6. Esta ação de graças é aqui deixada no registro para o encorajamento daqueles do sexo frágil para assistir ao trono da graça. Deus considerará suas orações e louvores. A canção da virgem Maria tem grande afinidade com esta de Ana, Lucas 1:46 . Três coisas que temos nesta ação de graças:

 

  1. O triunfo de Ana em Deus, em suas gloriosas perfeições, e as grandes coisas que ele havia feito por ela, 1 Samuel 2: 1-3 . Observar,
  2. Que grandes coisas ela diz de Deus. Pouco presta atenção à particular misericórdia da qual agora se regozijava, não recomenda que Samuel seja a criança mais bonita, mais sensata e sensata para a idade que já viu, como os pais afetuosos são capazes de fazer. Não, ela ignora o presente e elogia o doador; enquanto a maioria esquece o doador e aperta apenas o presente. Cada fluxo deve nos levar para a fonte; e os favores que recebemos de Deus devem elevar nossa admiração pelas infinitas perfeições que existem em Deus. Pode haver outros Samuels, mas nenhum outro Jeová. Não há ninguém além de ti. Note que Deus deve ser louvado como um ser inigualável e de perfeição inigualável. Esta glória é devido ao seu nome, para possuir não só que não há ninguém como ele, mas que não há ninguém além dele.Todos os outros eram pretendentes, Salmos 18:31 . Quatro dos atributos gloriosos de Deus Hannah aqui celebra a glória de: - (1.) Sua pureza sem manchas. Este é o atributo que é mais louvado no mundo superior, por aqueles que sempre contemplam seu rosto, Isaías 6: 3 ; Apocalipse 4: 8 . Quando Israel triunfou sobre os egípcios, Deus foi louvado como glorioso em santidade, Êxodo 15:11 . Então aqui, no triunfo de Ana, não há santo como o Senhor. É a retidão de sua natureza, seu acordo infinito consigo mesmo e a eqüidade de seu governo e julgamento em todas as administrações de ambos. Na lembrança disto, devemos agradecer. (2.) Seu poder todo-poderoso:Nem há rocha (ou qualquer força, pois assim a palavra é às vezes traduzida) como o nosso Deus. Ana tinha experimentado um poderoso apoio ficando sobre ele e, portanto, fala como havia encontrado e parece referir-se à de Moisés, Deuteronômio 32:31 . (3) Sua sabedoria insondável: O Senhor, o Juiz de todos, é um Deus de conhecimento; ele claramente e perfeitamente vê o caráter de cada pessoa e os méritos de toda causa, e ele dá conhecimento e compreensão àqueles que os buscam dele. (4) Sua justiça infalível: Por ele as ações são pesadas.Os seus são assim, em seus conselhos eternos; as ações dos filhos dos homens são, assim, nas balanças de seu julgamento, de modo que ele irá render a cada homem de acordo com sua obra, e não está enganado no que qualquer homem é ou faz.
  3. Como ela se consola nessas coisas. O que nós damos a Deus a glória de nós podemos levar o conforto de. Ana faz assim: (1) Em santa alegria: Meu coração se regozija no Senhor; não tanto em seu filho como em seu Deus; ele deve ser a alegria de nossa alegria ( Salmos 43: 4 ), e nossa alegria não deve terminar em nada além dele: “ Regozijo-me na tua salvação; não somente neste especial favor para mim, mas na salvação do teu povo Israel, aquelas salvações especialmente a qual esta criança será um instrumento de, e que, acima de tudo, por Cristo, quais são esses tipos. ”(2 .) Em santo triunfo: “ Meu chifre é exaltado;não só minha reputação é salva por ter um filho, mas grandemente criado por ter tal filho. ”Lemos sobre alguns dos cantores que Davi designou para erguer a trombeta, um instrumento musical, louvando a Deus ( 1 Crônicas 25 : 5 ), de modo que, Meu chifre é exaltado significa isto, "Meus louvores são muito elevados a uma tensão incomum." Exaltado no Senhor; Deus deve ter a honra de todas as nossas exaltações e nele devemos triunfar. Minha boca está dilatada, isto é, “agora tenho que responder aos que me afrontam”. Aquele que tem o seu estrêpio cheio de flechas, a sua casa cheia de filhos, não se envergonhará de falar com o inimigo na porta, Salmo. 127: 5 .

3 . Como ela com isso silencia aqueles que se estabelecem como rivais de Deus e se rebelam contra ele ( 1 Samuel 2: 3 ): Não fales mais tão orgulhosamente. Não deixe Peninnah e seus filhos repreendê-la mais com sua confiança em Deus e orando a ele: por fim, ela não achou em vão. Veja Miqueias 7:10 : Então ela, que é minha inimiga, a verá, e cobrirá a que disser: Onde está o teu Deus? Ou talvez fosse abaixo dela ter muito conhecimento de Peninnah e de sua malícia, nesta canção; mas isto se destina a controlar a insolência dos filisteus e de outros inimigos de Deus e de Israel, que punham a boca contra os céus, Salmos 73: 9. “Que isso os coloque em silêncio e vergonha; aquele que assim julgou por mim contra meu adversário, julgará por seu povo contra todos. ”

  1. O aviso que ela toma da sabedoria e soberania da providência divina, em sua disposição dos assuntos dos filhos dos homens; tais são as vicissitudes deles, e essas estranhas e repentinas reviravoltas e revoluções deles, é freqüentemente encontrado um passo muito curto entre a altura da prosperidade e a profundidade da adversidade. Deus não apenas colocou um contra o outro ( Eclesiastes 7:14 ), mas um muito próximo do outro, e nenhum abismo se estabeleceu entre eles, para que nos regozijássemos como se não nos regozijássemos e chorássemos como se não chorássemos.
  2. Os fortes são logo enfraquecidos e os fracos são logo fortalecidos, quando Deus quiser, 1 Samuel 2: 4 . Por um lado, se ele fala a palavra, os arcos dos valentes estão quebrados; eles estão desarmados, incapacitados para fazer o que eles fizeram antes e como planejaram fazer. Aqueles que foram derrotados em batalhas, pareciam ter vantagem sobre eles, e se achavam seguros da vitória. Veja Salmo 46: 9 ; Salmo 37:15 , Salmo 37:17. Pessoas particulares são logo enfraquecidas pela doença e pela idade, e descobrem que o arco não permanece por muito tempo em força; muitos homens poderosos que se glorificaram em seu poder acharam um arco enganoso, que fracassou quando ele confiou nele. Por outro lado, se o Senhor fala a palavra, aqueles que tropeçam através da fraqueza, que eram tão fracos que não podiam ir retos ou firmes, estão cingidos com força, em corpo e mente, e são capazes de fazer grandes coisas acontecerem. . Aqueles que foram enfraquecidos pela doença retornam ao seu vigor ( Jó 33:25 ), e aqueles que foram abatidos pela tristeza recuperarão seu conforto, que confirmará as mãos fracas e os joelhos enfraquecidos, Isaías 35: 3 . A vitória gira em favor daquele lado que foi abandonado, e até mesmoo coxo toma a presa, Isaias 33:23 .
  3. Os ricos logo são empobrecidos e os pobres estranhamente enriquecidos de repente, I Samuel 2: 5 . A Providência, por vezes, faz explodir as propriedades dos homens e atravessar seus esforços, e com um fogo não soprado consumir seu aumento, que aqueles que estavam cheios (seus celeiros cheios e suas sacolas cheias, suas casas cheias de coisas boas, Jó 22:18 , e suas barrigas cheias desses tesouros escondidos, Salmo 17:14 ) foram reduzidas a tais dificuldades e extremidades a ponto de querer os necessários suportes de vida, e de se contratarem por pão, e devem cavar, já que para mendigar têm vergonha. As riquezas fogem ( Provérbios 23: 5), e deixar aqueles miseráveis ​​que, quando os tiveram, colocaram sua felicidade neles. Para aqueles que têm sido plena e livre a pobreza deve ser duplamente grave. Mas, por outro lado, às vezes a Providência ordena que os que estão com fome parem, isto é, deixem de se contratar pelo pão como fizeram. Tendo, pela bênção de Deus sobre sua indústria, chegado de antemão no mundo, e suficiente para viver à vontade, eles não mais terão fome , não terão mais sede. Isso não deve ser atribuído à fortuna, nem apenas à sabedoria ou à loucura dos homens. As riquezas não são para os homens de entendimento, nem favor para os homens de habilidade ( Eclesiastes 9:11 ), nem é sempre culpa do próprio homem que eles se tornam pobres, mas ( 1 Samuel 2: 7 )o Senhor faz algum pobre e faz outros ricos; o empobrecimento de um é o enriquecimento de outro, e é obra de Deus. Para alguns, ele dá poder para obter riqueza, dos outros ele tira o poder para manter a riqueza que eles têm. Somos pobres? Deus nos fez pobres, o que é uma boa razão pela qual devemos nos contentar e nos reconciliar com nossa condição. Somos ricos? Deus nos enriqueceu, o que é uma boa razão pela qual devemos ser gratos e servi-lo alegremente na abundância de coisas boas que ele nos dá. Pode ser entendido da mesma pessoa; aqueles que eram ricos fazem Deus pobre e, depois de algum tempo, enriquecem novamente, como Jó; ele deu, ele tira e depois dá de novo. Não deixe que os ricos se sintam orgulhosos e seguros, pois Deus pode em breve torná-los pobres; não deixe o pobre desanimar e desesperar, pois Deus pode, no devido tempo, enriquecê-los novamente.
  4. Famílias vazias são reabastecidas e numerosas famílias diminuíram e fizeram poucas. Este é o caso que se aproxima da ocasião da ação de graças: A estéril deu à luz sete, significando a si mesma, pois, no momento, ela tinha apenas um filho, embora aquele fosse nazireu, dedicado a Deus e empregado em seu serviço imediato. , ele era para ela tão bom quanto sete. Ou é a linguagem de sua fé. Agora que ela tinha uma, ela esperava mais e não ficou desapontada; ela tinha mais cinco ( 1 Samuel 2:21 ), de modo que, se contarmos com Samuel, mas por dois, como bem podemos, ela tem o número que prometeu a si mesma: a estéril gerou sete, enquanto, por outro lado, ela muitos filhos se enfraqueceram,e deixou rolamento. Ela não diz mais nada. Peninnah agora está mortificada e caída. A tradição dos judeus é que quando Ana teve um filho, Peninnah enterrou dois. Há muitos exemplos tanto do aumento de famílias que eram insignificantes quanto da extinção de famílias que faziam uma figura, Jó 22:23 ; Salmo 107: 38 , etc.
  5. Deus é o soberano Senhor da vida e da morte ( 1 Samuel 2: 6 ): O Senhor mata e faz viver. Entenda isto: (1) Do domínio soberano e agência universal de Deus, nas vidas e mortes dos filhos dos homens. Ele preside em nascimentos e enterros. Sempre que alguém morre, é Deus quem dirige as flechas da morte. O Senhor mata. A morte é seu mensageiro, ataca quem e quando ele lances; Ninguém é levado ao pó, mas é ele quem os abate, pois na sua mão estão as chaves da morte e da sepultura, Apocalipse 1:18 . Sempre que alguém nasce, é ele que os torna vivos. Ninguém sabe qual é o caminho do espírito, mas isso sabemos que vem do Pai dos espíritos.Sempre que alguém é recuperado da doença e liberto de perigos iminentes, é Deus quem traz à luz; porque para ele pertencem as questões da morte. (2.) Da distinção que ele faz entre alguns e outros: Ele mata alguns e faz, isto é, guarda, outros vivos que estavam no mesmo perigo (em guerra, suponha, ou pestilência), dois em uma cama juntos, pode ser, um levado pela morte e o outro deixado vivo. Mesmo assim, pai, porque parecia bom aos teus olhos.Alguns que tinham maior probabilidade de viver são levados para o túmulo e outros que tinham a mesma probabilidade de morrer são trazidos à tona; pois viver e morrer não passa por probabilidades. As providências de Deus para alguns estão matando, arruinando para o seu conforto, e para os outros ao mesmo tempo revivendo. (3.) Da mudança que ele faz com uma e a mesma pessoa: Ele mata e desce até a sepultura, isto é, ele leva até a morte, e então revive e levanta, quando até mesmo a vida era desesperada e um sentença de morte recebida, 2 Coríntios 1: 8 , 2 Coríntios 1: 9 . Ele se volta para a destruição e então diz: Retorno, Salmo 110: 3. Nada é muito difícil para Deus fazer, não, o despertar dos mortos e a vida em ossos secos.
  6. Avanço e humilhação são ambos dele. Ele traz alguns baixos e levanta outros ( 1 Samuel 2: 7 ), humilha os orgulhosos e dá graça e honra aos humildes, coloca os que estão no pó que competiriam com o Deus acima deles e pisotearão todos eles ( Jó 40 : 12 , Job 40:13 ), mas eleva aqueles com a sua salvação que se humilham perante ele, Tiago 4:10 . Ou pode ser entendido das mesmas pessoas: aqueles a quem ele trouxe de baixo, quando são suficientemente humildes, ele eleva-se. Isto é ampliado em 1 Samuel 2: 8 . Ele levanta o pobre do pó, uma condição baixa e média, ou melhor, do monturo, uma condição básica e servil, abominada e desprezada,para colocá-los entre os príncipes. Veja Salmos 113: 7 , Salmo 113: 8 . A promoção não vem por acaso, mas do conselho de Deus, que muitas vezes prefere aqueles que eram muito improváveis ​​e que os homens achavam muito indignos. José e Daniel, Moisés e Davi, portanto, avançaram de maneira estranha, de uma prisão para um palácio, de um gancho de ovelhas para um cetro. Os príncipes em que se encontram podem ser tentados a desprezá-los, mas Deus pode estabelecer a honra que ele dá dessa maneira surpreendentemente e fazê-los herdar o trono da glória. Não deixe aqueles a quem a Providência assim preferiu ser repreendido com a poeira e o esterco de que são criados, pois quanto mais medíocres foram os seus começos, mais eles são favorecidos, e Deus é glorificado, em seu avanço, se for por meios legais e honrados. .
  7. É dada uma razão para todas essas dispensações que nos obriga a aquiescer nelas, quão surpreendentes sejam elas: Pois as colunas da terra são do Senhor. (1) Se entendemos isso literalmente, ele insinua o poder onipotente de Deus, que não pode ser controlado. Ele defende toda a criação, fundou a terra e ainda a sustenta pela palavra de seu poder. O que ele não pode fazer nos assuntos de famílias e reinos, muito além de nossa concepção e expectativa, que pendura a terra sobre o nada? Jó 26: 7 . Mas, (2) Se entendemos figurativamente, ele insinua sua soberania incontestável, que não pode ser contestada. Os príncipes e grandes da terra, os diretores de estados e governos, são os pilares da terra, Salmos 75: 3.. Nessas dobradiças, os assuntos do mundo parecem se transformar, mas eles são do Senhor, Salmos 47: 9 . Dele eles têm seu poder e, portanto, ele pode avançar a quem ele quiser; e quem dirá: Que fazes?

III Uma previsão da preservação e avanço de todos os amigos fiéis de Deus e a destruição de todos os seus inimigos. Tendo testificado seu jubiloso triunfo no que Deus havia feito e está fazendo, conclui com jubilosas esperanças sobre o que faria: 1 Samuel 2: 9 , I Samuel 2:10 . Afeições piedosas (diz o bispo Patrick) naqueles dias subiram muitas vezes ao auge da profecia, pelo qual Deus continuou naquela nação sua verdadeira religião, no meio de suas inclinações idólatras. Esta profecia pode se referir, 1. Mais imediatamente ao governo de Israel por Samuel, e por Davi a quem ele foi empregado para ungir. Os israelitas, os santos de Deus, devem ser protegidos e libertados; os filisteus, seus inimigos, devem ser conquistados e subjugados, e particularmente pelo trovão, 1 Samuel 7:10 . Seus domínios deveriam ser ampliados, o rei Davi fortalecido e grandemente exaltado, e Israel (que na época dos juízes havia feito uma figura tão pequena e tinha muita dificuldade para subsistir) agora deveria se tornar grande e considerável em breve, e dar lei a todos os seus vizinhos. Uma mudança extraordinária que foi; e o nascimento de Samuel foi, por assim dizer, o alvorecer daquele dia. Mas, 2. Temos razões para pensar que esta profecia olha mais além, para o reino de Cristo, e a administração daquele reino de graça, do qual ela agora vem falar, tendo falado tão amplamente do reino da providência. E aqui está a primeira vez que nos encontramos com o nome Messias, ou seu Ungido.Os antigos expositores, judeus e cristãos, fazem isso para olhar além de Davi, para o Filho de Davi. Coisas gloriosas são aqui faladas do reino do Mediador, tanto antes como desde a sua encarnação; pois o método da administração dele, tanto pela Palavra eterna como pela Palavra que se fez carne, é a mesma coisa. Concernente a esse reino nós estamos aqui assegurados, (1) Que todos os seus súditos leais serão cuidadosa e poderosamente protegidos ( 1 Samuel 2: 9 ): Ele guardará os pés de seus santos.Há pessoas no mundo que são os santos de Deus, seus santos selecionados e santificados; e ele manterá os pés, isto é, tudo o que lhes pertence estará sob a sua proteção, até os pés deles, a parte mais baixa do corpo. Se ele vai manter os pés, muito mais a cabeça e os corações. Ou ele manterá os pés, ou seja, ele garantirá o terreno em que eles estão e estabelecerá seus passos; ele fixará uma guarda de graça em suas afeições e ações, para que seus pés não se desviem do caminho nem tropeçam no caminho. Quando seus pés estão prontos para escorregar ( Salmo 73: 2 ), sua misericórdia os detém ( Salmo 94:18 ) e os impede de cair, Juízes 1:24 . Enquanto mantivermos os caminhos de Deus, ele manterá nossos pés. Vejo Salmo 37:23 , Salmo 37:24 . (2) Que todos os poderes envolvidos contra ela não serão capazes de causar a sua ruína. Pela força não prevalecerá o homem. A força de Deus está comprometida com a igreja; e, enquanto é assim, a força do homem não prevalecerá contra ela. A igreja parece destituída de força, seus amigos são poucos e fracos, mas a prevalência não passa pela força humana, Salmos 33:16 . Deus não precisa disso para ele ( Salmo 147: 10 ), nem teme contra ele. (3) Que todos os inimigos do mesmo certamente serão quebrados e derrubados: Os ímpios ficarão em silêncio nas trevas, 1 Samuel 2: 9. Serão cegados e mudos, não poderão ver o seu caminho, nem terão nada a dizer por si mesmos. Malditos pecadores são sentenciados a profanar trevas, e neles permanecerão para sempre sem palavras, Mateus 22:12 , Mateus 22:13 . Os ímpios são chamados adversários do Senhor, e é predito ( Mateus 22:10 ) que eles serão quebrados em pedaços. Seus desígnios contra o seu reino entre os homens serão todos destruídos e eles mesmos destruídos; como podem aqueles que andam melhor em armas contra a onipotência? Veja Lucas 19:27 . Deus tem muitas maneiras de fazê-lo e, ao invés de falhar, do céu ele trovejará sobre eles,e assim, não só os põem em terror e consternação, mas os levam à destruição. Quem pode ficar de pé diante dos raios de Deus? (4) Que as conquistas deste reino se estenderão a regiões distantes: O Senhor julgará os confins da terra. As vitórias e os domínios de Davi chegaram longe, mas as partes mais remotas da terra foram prometidas ao Messias por sua possessão ( Salmos 2: 8 ), para serem reduzidas a seu cetro de ouro ou arruinadas por sua barra de ferro. Deus é Juiz de todos e julgará por seu povo contra seus inimigos e deles, Salmo 110: 5 , Salmo 110: 6 . (5.) Para que o poder e a honra do Messias, o príncipe, cresça e cresça cada vez mais:Ele dará força a seu rei, para o cumprimento de seu grande empreendimento ( Salmos 89:21 e ver Lucas 22:43 ), fortalecerá-o a passar pelas dificuldades de sua humilhação, e em sua exaltação ele levantará a cabeça ( Salmo 110: 7 ), levante o chifre, o poder e honra, do seu ungido, e torná-lo maior do que os reis da terra, Salmo 89:27 . Isso coroa o triunfo e é, mais do que qualquer coisa, a questão de sua exultação. Seu chifre é exaltado ( 1 Samuel 2: 1) porque ela prevê que o chifre do Messias será assim. Isso assegura a esperança. Os súditos do reino de Cristo estarão seguros, e os inimigos dele serão arruinados, pois o ungido, o Senhor Cristo, está cingido de força e é capaz de salvar e destruir até o extremo.

Versículos 11-26

Nestes versos temos o bom caráter e postura da família de Elkanah, e o mau caráter e postura da família de Eli. O relato desses dois está visivelmente interligado ao longo de todo este parágrafo, como se o historiador pretendesse colocar um contra o outro, para que eles pudessem se afastar um do outro. A devoção e a boa ordem da família de Elcana agravaram a iniqüidade da casa de Eli; enquanto a maldade dos filhos de Eli fazia com que a primitiva piedade de Samuel parecesse mais brilhante e ilustre.

 

  1. Vamos ver como as coisas foram bem na família de Elkanah e quanto melhor do que antigamente. 1. Eli os dispensou da casa do Senhor, quando eles entraram no seu filho pequeno, com uma bênção, 1 Samuel 2:20 I Samuel 2:20Gênesis 22:16 Gênesis 22:17 1 Samuel 2:21 Mateus 19:29 1 Samuel 2:11 1 Samuel 2:20 1 Samuel 2:19 1 Samuel 2:19 1 Samuel 2:11 1 Samuel 2 : 18 Salmo 8: 2 Mateus 21:15 Mateus 21:16 1 Samuel 2:21 1 Samuel 2:26 Salmo 92:13 Lucas 2:52 . Ele abençoou como alguém que tem autoridade: O Senhor te dá mais filhos desta mulher, pelo empréstimo que é emprestado ao Senhor. Se Ana tivesse tido muitos filhos, não teria sido um pedaço tão generoso de piedade separar um entre muitos para o serviço do tabernáculo; mas quando ela tinha apenas um, um único a quem ela amava, seu Isaac, apresentá-lo ao Senhor era um ato de piedade heróica que não deveria de modo algum perder sua recompensa. Como quando Abraão ofereceu a Isaque, ele recebeu a promessa de um número numeroso ( Gênesis 22:16)., Genesis 22:17 ), assim como Hannah, quando ela tinha apresentado Samuel ao Senhor um sacrifício vivo. Note que o que é emprestado ao Senhor certamente será reembolsado com interesse, para nossa vantagem indescritível e, muitas vezes, em espécie. Ana renuncia a um filho a Deus e é recompensada com cinco; porque a bênção de Eli entrou em vigor ( 1 Samuel 2:21 ): Ela teve três filhos e duas filhas. Não há nada perdido emprestando a Deus ou perdendo para ele; será pago cem vezes, Mateus 19:29 . 2 . Eles voltaram para sua própria habitação. Isso é mencionado duas vezes, 1 Samuel 2:11 e novamente 1 Samuel 2:20. Foi muito agradável frequentar a casa de Deus, abençoá-lo e ser abençoado por ele. Mas eles têm uma família em casa que deve ser cuidada, e lá retornam, alegremente deixando o querido pequenino atrás deles, sabendo que o deixaram em um bom lugar; e não parece que ele chorou depois deles, mas foi tão disposto a ficar como eles estavam a deixá-lo, tão logo ele colocou as coisas infantis e se comportar como 1 Samuel 2:19. Eles não achavam que o filho deles ministrando ali os desculparia, ou que essa oferta deveria servir em vez de outras ofertas; mas, tendo achado o benefício de se aproximarem de Deus, não omitirão estação designada para isto, e agora eles tinham mais um pedestal em Siló para atraí-los para lá. Podemos supor que foram lá para ver seu filho mais de uma vez por ano, pois não era dezesseis quilômetros de Ramá; mas sua visita anual é notada, porque então eles trouxeram seu sacrifício anual, e então Hannah equipou seu filho (e alguns pensam mais do que uma vez por ano) com uma roupa nova, um pequeno casaco ( 1 Samuel 2:19).) e todas as coisas que pertencem a ele. Ela se comprometeu a encontrá-lo com roupas durante seu aprendizado no tabernáculo, e cuidou de que ele estivesse bem provido, para que ele aparecesse mais decente e visualmente em seu ministério, e para encorajá-lo em seu início próximo. Os pais devem cuidar para que seus filhos não desejem nada que seja adequado para eles, sejam eles com eles ou deles; mas aqueles que são obedientes e esperançosos, e ministram ao Senhor, devem ser considerados dignos de duplo cuidado e bondade. 4. A criança Samuel fez muito bem. Quatro vezes diferentes, ele é mencionado nestes versos e duas coisas que nos dizem: (1.) O serviço que ele fez ao Senhor. Ele fez bem, na verdade, porque ele ministrou ao Senhor ( 1 Samuel 2:11 , 1 Samuel 2:18) de acordo com a sua capacidade. Ele aprendeu seu catecismo e foi constante para suas devoções, logo aprendeu a ler, e teve um prazer no livro da lei, e assim ele ministrou ao Senhor. Ele ministrou diante de Eli, isto é, sob sua inspeção, e como ele ordenou, não diante dos filhos de Eli; Todas as partes concordaram que não eram capazes de ser seus tutores. Talvez ele tenha participado imediatamente da pessoa de Eli, estava pronto para buscar e trazer como ele tinha ocasião, e isso é chamado de ministrar ao Senhor.Alguns pequenos serviços, talvez, ele foi empregado em cerca do altar, embora muito sob a idade apontada pela lei para o ministério dos levitas. Ele poderia acender uma vela, ou segurar um prato, ou correr em uma missão, ou fechar uma porta; e, porque ele fez isso com uma disposição piedosa da mente, é chamado de ministrar ao Senhor, e grande aviso é tomado disso. Depois de algum tempo ele fez o seu trabalho tão bem que Eli nomeou que ele deveria ministrar com um éfode de linho como os sacerdotes (embora ele não fosse sacerdote), porque ele viu que Deus estava com ele. Note que as criancinhas devem aprender prontamente a ministrar ao Senhor.Os pais devem treiná-los para isso e Deus os aceitará. Particularmente, deixe-os aprender a respeitar seus professores, como Samuel a Eli. Ninguém pode começar cedo demais para ser religioso. Veja Salmos 8: 2 e Mateus 21:15 , Mateus 21:16 . (2.) A bênção que ele recebeu do Senhor: Ele cresceu diante do Senhor, como uma planta tenra ( 1 Samuel 2:21 ), cresceu em ( 1 Samuel 2:26 ) em força e estatura, e especialmente em sabedoria e compreensão e fitness para os negócios. Note que aqueles jovens que servem a Deus tão bem quanto podem conseguirão graça para melhorar, para que possam servi-lo melhor. Aqueles que são plantados na casa de Deus florescerão, Salmo 92:13 . Ele era a favor do Senhor e do homem. Note que é um grande encorajamento para as crianças serem tratáveis, virtuosas e boas vezes, que, se forem ao mesmo tempo Deus e homem, irão amá-las. Tais crianças são os queridinhos do céu e da terra. O que aqui está dito de Samuel é dito do nosso abençoado Salvador, aquele grande exemplo, Lucas 2:52 .
  2. Vejamos agora como as coisas estavam doentes na família de Eli, embora sentadas à porta do tabernáculo. Quanto mais perto a igreja estiver mais longe de Deus.
  3. A abominável perversidade dos filhos de Eli ( 1 Samuel 2:12 1 Samuel 2:12Romanos 2:20 ): Os filhos de Eli eram filhos de Belial. É enfaticamente expresso. Nada indica o contrário, mas o próprio Eli era um homem muito bom e sem dúvida educara bem seus filhos, dando-lhes boas instruções, dando-lhes bons exemplos e fazendo muitas boas orações por eles; e, no entanto, quando cresceram, provaram filhos de Belial, homens perversos profanos e ancinhos arrogantes: Eles não conheciam o Senhor. Eles não podiam deixar de ter um conhecimento nocional de Deus e sua lei, uma forma de conhecimento ( Romanos 2:20).), contudo, porque a prática deles não estava de acordo com eles, eles são considerados totalmente ignorantes de Deus; eles viviam como se nada soubessem de Deus. Note, os pais não podem dar graça aos seus filhos, nem correr no sangue. Muitos que sinceramente são piedosos vivem para ver aqueles que vêm deles notoriamente ímpios e profanos; para a corrida não é para o rápido. Eli era sumo sacerdote e juiz em Israel. Seus filhos eram padres quando nasceram. Seu caráter era sagrado e honrado e obrigava-os, por causa de sua reputação, a observar o decoro. Eles eram residentes na fonte tanto da magistratura como do ministério, e ainda assim eram filhos de Belial, e sua honra, poder e aprendizado os tornavam muito piores. Eles não foram para servir outros deuses,como os que viviam a certa distância do altar, pois da casa de Deus tinham sua riqueza e dignidade; mas, o que era pior, eles administravam o serviço de Deus como se ele fosse uma das divindades imundas dos pagãos. É difícil dizer qual desonra a Deus mais, idolatria ou profanidade, especialmente a profanidade dos sacerdotes. Vejamos a maldade dos filhos de Eli; e é uma visão triste.

(1) Eles profanaram as ofertas do Senhor, e fizeram um ganho para si mesmos, ou melhor, uma gratificação de seu próprio luxo, fora deles. Deus providenciou competentemente para eles dos sacrifícios. As ofertas do Senhor feitas pelo fogo eram um ramo considerável de sua receita, mas não o suficiente para agradá-las; eles não serviram o Deus de Israel, mas suas próprias barrigas ( Romanos 16:18 Romanos 16:18Isaías 56:11 Levítico 7:34 1 Samuel 2:13 1 Samuel 2:14 Isaías 7:13 1 Samuel 2:16 1 Samuel 2:17 ), sendo como o profeta chama cães gananciosos que nunca podem ter o suficiente, Isaías 56:11 . [1] Eles roubaram os ofertantes e tomaram para si parte da parte deles no sacrifício das ofertas pacíficas. Os sacerdotes tinham por sua participação o peito de onda e o ombro erguido ( Levítico 7:34).), mas estes não os contentaram; quando a carne estava fervendo para o ofertante se banquetear religiosamente com seus amigos, eles enviaram um criado com um gancho de carne de três dentes, um tridente, e isso deve ser colocado na panela, e tudo o que o padre trouxe deve ter ( 1 Samuel 2:13 , 1 Samuel 2:14 ), e o povo, de sua grande veneração, sofreu que isso se tornasse um costume, de modo que depois de algum tempo a prescrição foi pleiteada por esse erro manifesto. [2] Eles entraram em frente do próprio Deus, e invadiram a sua direita também. Como se fosse uma coisa pequena para os homens cansados, eles também cansaram o meu Deus, Isaías 7:13.. Observe-se, para honra de Israel, que, embora o povo cedesse mansamente às suas exigências injustificáveis, contudo, eles foram muito solícitos para que Deus não fosse assaltado: Que não deixem de queimar a gordura atualmente, 1 Samuel 2:16. Deixe o altar ter seu devido, pois esse é o assunto principal. A menos que Deus tenha a gordura, eles podem se deliciar com pouco conforto sobre a carne. Era uma pena que os sacerdotes precisassem ser assim admoestados pelo povo de seu dever; mas eles não consideraram a admoestação. O sacerdote será servido primeiro, e tomará o que ele acha da gordura também, pois ele está cansado de carne cozida, ele deve ter assado, e, para isso, eles devem dar a ele cru; e se o ofertante contestá-lo, embora não a seu próprio favor (que o sacerdote tome o que lhe agrada da sua parte), mas a favor do altar (que não se esqueça de queimar a gorduraprimeiro), até mesmo o servo do padre havia se tornado tão imperioso que ele ou o teria agora ou o tomaria à força, do que o qual não poderia haver uma afronta maior a Deus nem um abuso maior para o povo. O efeito foi: Primeiro, que Deus estava descontente: O pecado dos jovens era muito grande perante o Senhor, 1 Samuel 2:17 . Nada é mais provocador para Deus do que a profanação das coisas sagradas, e os homens servem suas luxúrias com as ofertas do Senhor. Em segundo lugar, que a religião sofria com isso: os homens abominavam as ofertas do Senhor.Todos os homens bons detestavam a administração das ofertas, e muitos insensivelmente caíam no desprezo das próprias oferendas por causa deles. Era o pecado do povo pensar o pior das instituições de Deus, mas foi o pecado muito maior dos sacerdotes que lhes deu ocasião de fazê-lo. Nada traz maior reprovação à religião do que a cobiça, a sensualidade e a imperiosidade dos ministros. No meio dessa triste história, surge a repetida menção da devoção de Samuel. Mas Samuel ministrou diante do Senhorcomo um exemplo do poder da graça de Deus, em preservá-lo puro e piedoso no meio desta tripulação perversa; e isso ajudou a manter o crédito do santuário na mente das pessoas, que, quando disseram tudo o que podiam contra os filhos de Eli, não podiam deixar de admirar a seriedade de Samuel e falar bem de religião por causa dele.

(2) Eles debocharam das mulheres que vieram para adorar à porta do tabernáculo, 1 Samuel 2:22 1 Samuel 2:22Jeremias 5: 8 . Eles tinham esposas próprias, mas eram como cavalos alimentados, Jeremias 5: 8 . Ter ido para as casas das prostitutas, as prostitutas comuns, teria sido uma maldade abominável, mas para usar o interesse que, como sacerdotes, tinham naquelas mulheres que tinham disposições devotas e eram religiosamente inclinadas, e para levá-las a cometer sua maldade, Era uma impiedade tão horrenda como quase não se pode pensar que homens que se autodenominam padres devessem ser culpados. Fique atônito, ó céus! e tremem, ó terra! Nenhuma palavra pode expressar suficientemente a vilania de práticas como essas.

  1. A repreensão que Eli deu a seus filhos por sua iniqüidade: Eli era muito velho ( 1 Samuel 2:221 Samuel 2:22e não pôde inspecionar o serviço do tabernáculo como fizera, mas deixou tudo para seus filhos que, por causa das enfermidades de sua época, o desprezaram e fizeram o que desejavam. No entanto, ele foi informado da iniqüidade de seus filhos, e podemos muito bem imaginar o que foi um desmotivação para ele, e o quanto isso contribuiu para os fardos de sua época; mas deve parecer que ele não os reprovou até saber de suas devassidões às mulheres, e então achou conveniente dar-lhes um cheque. Se ele tivesse repreendido por sua ganância e luxo, isso poderia ter sido evitado. Os jovens devem ser informados de suas falhas assim que percebam que eles começam a ser extravagantes, para que seus corações não sejam endurecidos. Ora, quanto à repreensão que ele lhes deu observam,

(1.) Isso foi muito justo e racional. Aquilo que ele disse foi muito apropriado. [1] Ele diz a eles que a questão de fato era clara demais para ser negada e muito pública para ser ocultada: “ Eu ouço de suas más ações por todo este povo, 1 Samuel 2:23 1 Samuel 2:23Malaquias 2: 6 1 Samuel 2:25 1 Samuel 3:14 Deuteronômio 17: 9 Hebreus 10:26 . Não é a suposição de um ou dois, mas o testemunho declarado de muitos; todos os teus vizinhos gritam vergonha de ti e trazem-me as suas queixas, esperando que eu deva corrigir a queixa. ”[2] Ele mostra-lhes as más consequências, que não só pecaram, mas fizeram Israel pecar, e teria o pecado do povo para responder tão bem quanto o seu próprio: "Você que deve desviar os homens da iniqüidade ( Malaquias 2: 6 ), você faz o povo do Senhor transgredir,e corromper a nação em vez de reformá-la; você tenta as pessoas a irem e servirem a outros deuses quando vêem o Deus de Israel tão maltratado. ”[3] Ele os adverte do perigo que eles mesmos trouxeram para si, 1 Samuel 2:25 . Ele sugere a eles o que Deus depois lhe disse, que a iniqüidade não seria purificada com sacrifício nem oferta, 1 Samuel 3:14 . Se um homem pecar contra outro, o juiz (isto é, o sacerdote, que foi designado para ser o juiz em muitos casos, Deuteronômio 17: 9 ) o julgará, assumirá sua causa, arbitrará o assunto e fará expiação pelo pecado. agressor; mas se um homem pecar contra o Senhor(isto é, se um sacerdote profanar as coisas sagradas do Senhor, se um homem que lida com Deus pelos outros se afrontar a ele), quem deve suplicar por ele? Eli era ele mesmo um juiz, e muitas vezes tinha feito intercessão por transgressores, mas, ele diz: "Você que pecar contra o Senhor " , isto é, "contra a lei e honra de Deus, naquelas mesmas coisas que imediatamente pertencem a ele, e pela qual a reconciliação deve ser feita, como posso pedir a você? ”Sua condição era deplorável, de fato, quando seu próprio pai não conseguia falar uma boa palavra para eles, nem poderia ter o rosto para aparecer como seu advogado. Os pecados contra o remédio, a expiação em si, são os mais perigosos, pisando o sangue do pacto, pois então não resta mais sacrifício, Hebreus 10:26 .

(2) Foi muito leve e gentil. Ele deveria tê-los repreendido rapidamente. Seus crimes mereciam agudeza; seu temperamento precisava disso; a suavidade de seu trato com eles apenas os endureceria mais. A versão animada foi muito fácil quando ele disse: Não é um bom relatório.ele deveria ter dito: “É uma coisa vergonhosa e escandalosa, e não deve ser sofrida!”. Se foi porque ele os amou ou porque os temia que os tratasse tão ternamente com eles, certamente era uma evidência de sua falta de zelo. para a honra de Deus e seu santuário. Ele os ligou ao julgamento de Deus, mas ele próprio deveria ter tomado conhecimento de seus crimes, como sumo sacerdote e juiz, e os restringiu e puniu. O que ele disse estava certo, mas não foi o suficiente. Note, às vezes é necessário colocarmos uma vantagem sobre as reprovações que damos. Há aqueles que devem ser salvos com medo, Juízes 1:23 Juízes 1:232 Crônicas 25:16 Provérbios 29: 1 1 Samuel 2:26 . 3 . Sua obstinação contra essa reprovação. Sua indulgência não trabalhava para eles: eles não deram ouvidos a seu pai,embora ele também fosse um juiz. Eles não tinham consideração nem para a autoridade dele nem para a afeição dele, que era para eles um evidente sinal de perdição; foi porque o Senhor os mataria. Eles endureceram o coração por muito tempo e, agora, Deus, de uma forma de julgamento justo, endureceu seus corações, e queimou suas consciências, e lhes negou a graça que haviam resistido e perdido. Note que aqueles que são surdos às repreensões da sabedoria são manifestamente marcados pela ruína. O Senhor determinou destruí-los, 2 Crônicas 25:16 . Veja Provérbios 29: 1 . Imediatamente após isso, o trato de Samuel é novamente mencionado ( 1 Samuel 2:26 ), para envergonhar sua obstinação: A criança que Samuel cresceu.A graça de Deus é sua; ele negou aos filhos do sumo sacerdote e deu-o ao filho de um obscuro país levita.

Versículos 27-36

Eli reprovou seus filhos muito gentilmente, e não os ameaçou como deveria, e, portanto, Deus enviou um profeta a ele para reprová-lo severamente e ameaçá-lo, porque, por sua indulgência com eles, ele havia fortalecido suas mãos em sua maldade. . Se os homens bons estão querendo em seu dever, e por seu descuido e remissão contribuem com qualquer coisa para o pecado dos pecadores, eles devem esperar que ambos ouçam sobre isso e esperem por isso. A família de Eli estava agora mais próxima de Deus do que todas as famílias da terra e, portanto, ele as punirá, Amós 3: 2Amós 3: 2. A mensagem é enviada ao próprio Eli, porque Deus o levaria ao arrependimento e o salvaria; não a seus filhos, que ele determinara destruir. E isso poderia ter sido um meio de despertá-lo para cumprir seu dever, e assim ter evitado o julgamento, mas não achamos que ele tenha tido grande efeito sobre ele. A mensagem que este profeta entrega de Deus é muito próxima.

 

  1. Ele lembra-o das grandes coisas que Deus fez pela casa de seus pais e por sua família. Ele apareceu a Aarão no Egito ( Êxodo 4:27 Êxodo 4:27 ), na casa da servidão, como um sinal de favor adicional que ele designou para ele, 1 Samuel 2:27 1 Samuel 2:27 . Ele o levou ao sacerdócio, envolveu-o em sua família e assim dignificou-o acima de qualquer das famílias de Israel. Ele confiou-lhe uma obra honrosa, para oferecer no altar de Deus, para queimar incenso e para usar o éfode em que estava o peitoral do julgamento. Ele estabeleceu sobre ele uma honrosa manutenção, uma parte de todas as ofertas feitas pelo fogo, 1 Samuel 2:281 Samuel 2:28 Deuteronômio 32: 6 2 Samuel 12: 7 2 Samuel 12: 8 . O que ele poderia ter feito mais por eles, engajá-los a ser fiéis a ele? Note, Os distintivos favores que recebemos de Deus, especialmente aqueles do sacerdócio espiritual, são grandes agravantes do pecado, e serão lembrados contra nós no dia da conta, se profanarmos nossa coroa e trairmos nossa confiança, Deuteronômio 32: 6 ; 2 Samuel 12: 7 , 2 Samuel 12: 8 .
  2. Ele exibe uma alta acusação contra ele e sua família. Seus filhos fizeram perversamente, e ele conivente com isso, e assim se envolveu na culpa; a acusação, portanto, corre contra todos eles, 1 Samuel 2:29 1 Samuel 2:29 . 1 . Seus filhos haviam profanado profusamente as coisas sagradas de Deus: “ Você chuta o meu sacrifício que eu ordenei; não apenas atropelar a instituição como uma coisa má, mas desprezá-la como algo que você odeia ser amarrado. ”Eles fizeram o máximo, apesar de imagináveis, para as ofertas do Senhor quando cometeram toda aquela indignação e rapina sobre eles que nós lemos, e violentamente saqueamos as panelas nas quais, de fato, Santidade ao Senhor foi escrita ( Zacarias 14:20).Zacarias 14:20 1 Samuel 2:15 1 Samuel 4:18 Oséias 4: 8), e levaram para si a gordura que Deus havia designado para ser queimada em seu altar. 2. Eli os sustentou, não punindo sua insolência e impiedade: "Tu, por tua parte, honras teus filhos acima de mim " , isto é, "tu preferes ver minhas ofertas desonradas por sua profanação deles do que ver teus filhos." desgraçado por uma censura legal sobre eles para fazê-lo, que deveria ter sido infligido, até mesmo a suspensão e privação ab ofício e beneficio - de seu ofício e seus emolumentos. "Aqueles que permitem e aprovam seus filhos de qualquer maneira má, e não usam sua autoridade para restringir e puni-los, na verdade os honram mais do que a Deus,sendo mais terno de sua reputação do que de sua glória e mais desejoso de humor que de honrá-lo. 3. Todos compartilharam os ganhos do sacrilégio. É de se temer que o próprio Eli, embora ele não gostasse e reprovasse os abusos que cometeram, não deixou de comer da carne assada que eles sacrilegiamente conseguiram, 1 Samuel 2:15 . Ele era um homem gordo e pesado ( 1 Samuel 4:18 ), e, portanto, é cobrado de toda a família (embora Hofni e Finéias fossem os principais culpados), Você se engorda com o chefe de todas as ofertas. Deus lhes deu o suficiente para alimentá-los, mas isso não seria suficiente; Fizeram-se gordos e serviram as suas concupiscências com aquilo que Deus devia ser servido. Veja Oséias 4: 8.

III Ele declara o corte do cargo do sumo sacerdócio de sua família ( 1 Samuel 2:30 1 Samuel 2:30 ): “ O Senhor Deus de Israel, que é zeloso de sua própria honra e de Israel, diz, e deixa-te saber que tua a comissão é revogada e substituída. ” Eu disse, de fato, que tua casa e a casa de teu pai Itamar (por causa daquele descendente de Arão Eli) andariam diante de mim para sempre. Em que ocasião a dignidade do sumo sacerdócio foi transferida da família de Eleazar para a de Itamar não aparece; mas parece que isso foi feito, e Eli foi justo para ter essa honra perpetuada para sua posteridade. Mas observe, a promessa carregou sua própria condição junto com ela:Gênesis 17: 1 Salmo 41:12Eles andarão diante de mim para sempre, isto é, “terão a honra, desde que cumpram fielmente o serviço”. Caminhar diante de Deus é a grande condição da aliança, Gênesis 17: 1 . Deixe-os colocar-me diante do rosto deles, e vou colocá-los diante do meu rosto continuamente ( Salmo 41:12 ), caso contrário, não. Mas agora o Senhor diz: Longe de mim.“Agora que você me expulsou, você não pode esperar outra coisa senão que eu deveria te expulsar; não andareis diante de mim como devias e, portanto, não fareis ”. Tais servos iníquos e abusivos que Deus vai descartar e sair de seu serviço. Alguns acham que há um alcance maior nessa lembrança da concessão, e que ela não deveria ser cumprida em breve na deposição da posteridade de Eli, quando Zadoque, que desceu de Eleazar, foi colocado no quarto de Abiatar, mas foi ter sua completa realização por completo na abolição total do sacerdócio levítico pelo sacerdócio de Cristo.

  1. Ele dá uma boa razão para esta revogação, tirada de uma regra estabelecida e permanente do governo de Deus, de acordo com a qual todos devem esperar ser tratado (como aquele pelo qual Caim foi julgado, Gênesis 4: 7Gênesis 4: 7 ): Aqueles que me honram I honrará e aqueles que me desprezam serão levianamente estimados.
  2. Observe em geral, (1.) Que Deus é a fonte de honra e desonra; ele pode exaltar o mais mau e desprezar o maior. (2) Quando lidamos com Deus, devemos esperar ser tratados por ele, e ainda mais favoravelmente do que merecemos. Veja Salmo 18:25 Salmos 18:25 , Salmo 18:26Salmos 18:26 .
  3. Particularmente, (1) Seja falado, para a reputação eterna da religião ou da piedade séria, que dá honra a Deus e coloca honra sobre os homens. Por isso, buscamos e servimos a glória de Deus, e ele estará atrás de ninguém que o faça, mas aqui e no futuro assegurarão sua glória. O caminho para ser verdadeiramente grande é ser verdadeiramente bom. Se nos humilharmos e negarmos a Deus em qualquer coisa, e tivermos um único olho nele, podemos depender desta promessa, ele nos dará a melhor honra. Veja João 12:26 João 12:26. (2) Fala-se, para o eterno opróbrio da impiedade ou profanidade, que isto desonra a Deus (despreza o maior e melhor dos seres, a quem os anjos adoram) e trará desonra sobre os homens, para aqueles que o fizerem. levemente estimado; não só Deus os estima levemente (que talvez eles não considerem, como aqueles que o honram valorizam sua honra, de quem, portanto, é dito, eu os honrareiSalmo 79:12), mas eles serão levianamente estimados por todo o mundo; a própria honra da qual eles se orgulham será depositada no pó; eles se verão desprezados por toda a humanidade, e seus nomes são um opróbrio; quando eles se forem, a memória deles apodrecerá e, quando eles ressuscitarem, será para vergonha eterna e desprezo. A desonra que sua malícia impotente coloca sobre Deus e sua justiça onipotente retornará sobre suas próprias cabeças, Salmos 79:12 .
  4. Ele prediz os juízos particulares que devem vir sobre sua família, a sua ignomínia perpétua. Uma maldição deve ser imposta à sua posteridade, e uma maldição terrível é, e mostra como Deus é ciumento nas questões de sua adoração e quão doente ele a toma quando aqueles que estão ligados por seu caráter e profissão para preservar e promover os interesses de sua glória são falsas para sua confiança, e os traem. Se os ministros de Deus forem perversos e profanos, de quanto castigo serão julgados dignos, aqui e para sempre, do que outros pecadores! Deixe que tal leitura a desgraça aqui passasse na casa de Eli, e estremecesse. Está ameaçado
  5. Que seu poder deve ser quebrado ( 1 Samuel 2:31 1 Samuel 2:31 ): vou cortar o teu braço eo braço da casa de teu pai. Eles devem ser destituídos de toda a sua autoridade, devem ser destituídos e não devem ter influência sobre o povo como haviam sofrido. Deus os faria desprezíveis e básicos. Veja Malaquias 2: 8 , Malaquias 2: 9 . Os filhos haviam abusado de seu poder para oprimir o povo e violar seus direitos, e o pai não usara seu poder, como deveria tê-lo feito, para reprimi-los e puni-los, e por isso foi justamente ameaçado que o braço fosse cortado. off que não foi estendido como deveria ter sido.Malaquias 2: 8 Malaquias 2: 9
  6. Que suas vidas devem ser encurtadas. Ele era um homem velho; mas em vez de usar a sabedoria, a gravidade, a experiência e a autoridade de sua idade, para o serviço de Deus e o apoio da religião, ele havia sofrido as enfermidades da idade para torná-lo mais frio e negligente em seu dever e, portanto, é aqui ameaçou que nenhum de sua posteridade deveria viver para ser velho, 1 Samuel 2:31 1 Samuel 2:31 , 1 Samuel 2:32 1 Samuel 2:32 . Fala -se duas vezes: “ Não haverá homem velho em tua casa para sempre; ”E novamente ( 1 Samuel 2:33 ),“ todo o aumento da tua casa, de geração em geração, morrerá na flor de sua era,1 Samuel 2:33quando estão no meio dos anos de seu serviço ”, de modo que, embora a família não deva ser extinta, nunca deve ser considerável, e nenhum membro dela deve ser eminente em sua época. O Bispo Patrick relata, de alguns dos escritores judeus, que muito tempo depois disso, existindo uma família em Jerusalém, nenhuma das quais habitualmente vivia acima de dezoito anos, na busca, descobriu-se que descendiam da casa de Eli, na qual essa sentença passou.
  7. Que todo o conforto deles deve ser amargurado. (1) O conforto que eles tinham no santuário, em sua riqueza e prosperidade: Tu verás um inimigo em minha habitação. Isso se cumpriu nas invasões dos filisteus e nos danos que fizeram a Israel, pelos quais o país estava empobrecido ( 1 Samuel 13:19 1 Samuel 13:19 ), e sem dúvida a renda dos padres era muito prejudicada. O cativeiro da arca foi um ato de hostilidade cometido sobre a habitação de Deus, como quebrou o coração de Eli. Como é uma bênção para uma família ver a paz sobre Israel ( Salmos 128: 5 , Salmo 128: 6 ), o contrário é um julgamento doloroso sobre uma família, especialmente uma família de sacerdotes. (2) O conforto de seus filhos: “Salmo 128: 5 Salmo 128: 6O homem a teu cargo que eu não eliminar por morte prematura viverá para ser um borrão e um fardo para a família, um escândalo e uma aflição às suas relações; ele deve consumir teus olhos e entristecer teu coração, por sua tolice ou sua doença, sua maldade ou sua pobreza. ”O pesar por uma criança morta é grande, mas para uma criança má muitas vezes maior.
  8. Que a sua substância deve ser desperdiçada e eles devem ser reduzidos à extrema pobreza ( 1 Samuel 2:36 1 Samuel 2:36 ): “ Aquele que for deixado vivo em tua casa terá pouca alegria de sua vida, por falta de sustento; ele virá e se abaixará para a família seguinte para uma subsistência. ”(1.) Ele pedirá as menores esmolas - uma peça de prata (e a palavra significa a menor porção) e um bocado de pão. Veja como isso respondeu ao pecado. Os filhos de Eli devem ter os melhores pedaços de carne, mas seus filhos se alegrarão de um pedaço de pão.1 Reis 2:26 1 Reis 2:27Note, Want é a justa punição do desinteresse. Aqueles que não puderam contentar-se sem delicadezas e variedades foram trazidos, eles ou os seus, para querer necessidades, e o Senhor é justo ao visitá-los. (2) Ele implorará pelo menor ofício: coloque-me em alguma parte pertencente ao sacerdócio (como é no original); me faz como um dos empregados contratados,o lugar mais apto para um pródigo. Muito e poder são perdidos quando são abusados. Eles não devem ser capazes de fingir qualquer boa preferência, não para qualquer lugar no altar, mas devem pedir por algum emprego pobre, seja o trabalho cada vez mais difícil e os salários sempre tão pequenos, para que eles possam conseguir pão. Isto, é provável, foi plenamente realizado quando Abiatar, que era da linhagem de Eli, foi deposto por Salomão por traição, e ele e o seu falecimento no templo ( 1 Reis 2:26 , 1 Reis 2:27 ), por meio do qual é fácil pensar que sua posteridade foi reduzida às extremidades aqui descritas.
  9. Que Deus em breve começaria a executar esses julgamentos na morte de Hofni e Finéias, as tristes notícias de que o próprio Eli deveria viver para ouvir: Isto será um sinal para ti, 1 Samuel 2:34 1 Samuel 2:34 . Quando tu ouvires, diga: “Agora a palavra de Deus começa a operar; aqui está uma ameaça cumprida, da qual deduzo que todo o resto será cumprido em sua ordem. ”Hopne e Finéias muitas vezes pecaram juntos, e é aqui que eles deveriam morrer juntos em um só dia. Amarre este joio em um pacote para o fogo. Isto foi cumprido, 1 Samuel 4:111 Samuel 4:11 .
  10. No meio de todas essas ameaças contra a casa de Eli, aqui está a misericórdia prometida a Israel (v. 35): Eu vou levantar-me um sacerdote fiel. 1. Isto foi cumprido em Zadoc, da família de Eleazar, que entrou no lugar de Abiatar no início do reinado de Salomão, e foi fiel à sua confiança; e os sumos sacerdotes eram de sua posteridade enquanto o sacerdócio levítico continuasse. Note, A maldade dos ministros, embora se destrua, mas não destruirá o ministério. Quão mal sejam os oficiais, o escritório continuará sempre até o fim do mundo. Se alguns traírem sua confiança, outros serão ressuscitados para que sejam verdadeiros. A obra de Deus nunca cairá no chão por falta de mãos para levá-la adiante. O sumo sacerdote é dito aqui paraande diante do ungido de Deus (isto é, Davi e sua semente), porque ele usava o peitoral do juízo, que ele deveria consultar, não em casos comuns, mas para o rei, nos assuntos do estado. Note, Não obstante a degeneração que vemos e lamentamos em muitas famílias, Deus assegurará a si mesmo uma sucessão. Se alguns crescem pior que seus ancestrais, outros, para equilibrar isso, devem crescer melhor. 2. Tem seu pleno cumprimento no sacerdócio de Cristo, aquele sumo sacerdote misericordioso e fiel que Deus levantou quando o sacerdócio levítico foi abandonado, que em todas as coisas fez a mente de seu pai, e para quem Deus construirá uma casa segura, constrói-a numa rocha, para que as portas do inferno não possam prevalecer contra ela.

      WWW.MAURICIOBERWALD.COMUNIDADES.NET