Translate this Page

Rating: 2.6/5 (285 votos)




ONLINE
2




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Visão geral do livro - 1 E 2 Tessalonicenses
Visão geral do livro - 1 E 2 Tessalonicenses

 

 

Visão geral do livro -  1 E 2 Tessalonicenses 

  1. Destinatários, Autor e Hora da Escrita 

3 capítulos 

Autor e hora de escrever

 ARTIGO MAURICIO BERWALD

A segunda epístola aos tessalonicenses começa com quase a mesma formulação da primeira epístola. Timóteo e Silas / Silvano que eram companheiros do apóstolo em sua segunda viagem missionária (51 a 54 AC) estavam com ele agora também. Paulo se refere a uma epístola anterior (cap. 2:15). Ele lembra os tessalonicenses de seu modo habitual de escrever (cap. 3:17) e menciona que recebeu novas notícias de alguns que caminhavam entre eles (cap. 3:11). Dessas referências conclui-se que Paulo escreveu esta segunda epístola após a primeira e, provavelmente, ainda durante sua permanência de 18 meses em Corinto, no ano 52 AC ( Atos 18: 5-11 ).

 

Enquanto nós encontramos reminiscências da segunda epístola com Polykarp (por volta de 70 - 155) e Justin (por volta de 100 - 165) a primeira citação explícita da Segunda Epístola aos Tessalonicenses é encontrada com Irineu (por volta de 140 - 202 AC). Clemens de Alexandria (por volta de 150 - 215), Tertuliano (por volta de 160 - 220) e o Cânon Muratori (final do século II) confirmam a autoria de Paulo.

 

  1. Objeto e propósito da redação

 

O assunto principal da segunda epístola é o mesmo que no primeiro: a vinda do Senhor. Enquanto a primeira epístola trata principalmente do arrebatamento dos crentes, a segunda epístola centra-se na aparição de Cristo neste mundo.

 

Os tessalonicenses ainda sofriam uma pesada perseguição dos inimigos do evangelho ( 2 Tessalonicenses 1: 42 Tessalonicenses 1: 4 ; compare 1 Tessalonicenses 1: 61 Tessalonicenses 1: 6 ; 1 Tessalonicenses 2:141 Tessalonicenses 2:14 ; 1 Tessalonicenses 3: 3-41 Tessalonicenses 3: 3-4 ). Também havia fanatismo entre eles. Essas pessoas anunciaram que o dia do Senhor já havia começado (provavelmente por meio de uma epístola falsificada, que Paulo afirmou ter escrito). Veja 2 Tessalonicenses 2: 22 Tessalonicenses 2: 2 .

 

Assim, os tessalonicenses que ainda eram jovens em sua fé haviam sido confundidos e fatigados em sua viva esperança da vinda do Senhor. Paulo tinha ouvido falar disso e agora está escrevendo uma segunda epístola para ensiná-los e encorajá-los. A nota desta epístola é um pouco menos calorosa do que a do primeiro e as queixas são claramente comentadas. No entanto, esta epístola ainda é um documento da pastoral do apóstolo. A primeira epístola mostra Paulo mais como uma mulher nutridora ou como mãe, enquanto a segunda mostra-o mais como um pai com seus filhos amados na fé (ver 1 Tessalonicenses 2: 7-11I Tessalonicenses 2: 7-11 ).

 

Paulo começa com as palavras reconfortantes de que aqueles que agora são perseguidos por sua fé em Cristo receberão paz na terra em Seu aparecimento público, enquanto seus perseguidores receberão sua recompensa, sejam eles pagãos, não conhecendo a Deus ou sejam judeus não crendo no Senhor Jesus ( cap. 1).

 

No capítulo 2, o apóstolo escreve sobre sua ansiedade quando os tessalonicenses começaram a acreditar que o dia de Cristo estava próximo. Paul dá uma visão geral curta, mas exata, dos eventos que precederam aquele dia. Assim, ele prova que o dia de Cristo não havia amanhecido nem pode sequer amanhecer antes do arrebatamento dos crentes. O cristão, portanto, não aguarda o dia de Cristo nem a tribulação que o precede, mas a vinda do Senhor para reunir os crentes no céu.

 

Nos capítulos 2:13 a 3: 5, Paulo encoraja os tessalonicenses a se apegarem ao evangelho da fé e conclui a epístola com algumas solenes admoestações a respeito daqueles cristãos que achavam que não era mais necessário trabalhar para viver.

 

  1. Peculiaridades

 

A Aparição do Senhor

 

O dia do Senhor começa no aparecimento ou revelação de Cristo para o julgamento dos vivos ( Mateus 25:31 Mateus 25:31 ; Apocalipse 19: 11-21 Apocalipse 19: 11-21 ). Este "dia do Senhor" é o termo para o tempo em que Jesus Cristo será reconhecido Senhor neste mundo. Também inclui o tempo do Milênio (compare 2 Pedro 3:102 Pedro 3:10 ), no qual a verdadeira velha criação dará lugar aos novos céus e à nova terra.

 

Antes do aparecimento do Senhor, haverá um tempo de tribulação para Israel e para toda a população mundial. Este é o momento em que o Anticristo e o líder do Império Romano aparecerão. O tempo da tribulação é explicado em Mateus 24 e Apocalipse 6; Apocalipse 7; Apocalipse 8; Apocalipse 9; Apocalipse 10; Apocalipse 11; Apocalipse 12; Apocalipse 13; Apocalipse 14; Apocalipse 15; Apocalipse 16; Apocalipse 17; Apocalipse 18

 

De acordo com 2 Tessalonicenses 2: 6-7 2 Tessalonicenses 2: 6-7 , agora ainda existem obstáculos que retêm o aparecimento do Anticristo: o Espírito Santo e os efeitos abençoados da cristandade. Mas uma vez que esses efeitos cessarão no arrebatamento dos crentes (compare 1 Tessalonicenses 1:10 1 Tessalonicenses 1:10 ; Apocalipse 3: 10-11 Apocalipse 3: 10-11 ) não restará impedimento para o aparecimento do Anticristo (compare Apocalipse 13: 11-18 Apocalipse 13: 11-18 ). O Senhor Jesus, porém, aparecerá com todos os seus santos no clímax da impiedade (apostasia) e destruirá o Anticristo, assim como o líder do Império Romano ( 2 Tessalonicenses 2: 8 2 Tessalonicenses 2: 8 ; Apocalipse 19:20Apocalipse 19:20 ). Depois disso, o Milênio começará (Apocalipse 20).

 

O Anticristo

 

O significado da palavra "Anticristo" é "contra Cristo" ou "em vez de Cristo" ( 1 João 2:22 1 João 2:22 ). Anticristo é o nome daquele homem que aparecerá entre o arrebatamento dos crentes e o aparecimento de Cristo para estabelecer Seu reino de paz (o milênio) e afastará o povo da espera do Messias. Ele mostrará a si mesmo que ele é Deus e exigirá adoração ( 2 Tessalonicenses 2: 4 2 Tessalonicenses 2: 4 ). Sendo um instrumento de Satanás, ele imitará o Messias, além de ser hostil a ele. É por isso que ele é comparado com um cordeiro e um dragão ( Apocalipse 13:11 Apocalipse 13:11 ). O Anticristo será um judeu (compare Daniel 11: 36-37Daniel 11: 36-37 ). Pois os judeus não respeitariam o outro como seu rei.

 

Os nomes do Anticristo falam vividamente de seu caráter:

 

O homem do pecado ( 2 Tessalonicenses 2: 32 Tessalonicenses 2: 3 )

 

O filho da perdição ( 2 Tessalonicenses 2: 32 Tessalonicenses 2: 3 )

 

O iníquo ou o ímpio (KJV) ( 2 Tessalonicenses 2: 82 Tessalonicenses 2: 8 )

 

O Anticristo ( 1 João 2:18 1 João 2:18 ; 1 João 2:22 1 João 2:22 ; 1 João 4: 3 1 João 4: 3 ; 2 João 1: 72 João 1: 7 )

 

O mentiroso ( 1 João 2:221 João 2:22 )

 

O enganador ( 2 João 1: 72 João 1: 7 )

 

O falso profeta ( Apocalipse 19:20Apocalipse 19:20 )

 

A besta com dois chifres como um cordeiro, falando como um dragão ( Apocalipse 13:11Apocalipse 13:11 )

 

O Senhor Jesus consumirá (ou destruirá) o Anticristo ao aparecer com os crentes e os anjos ( 2 Tessalonicenses 2: 8 ; Apocalipse 19:20 ) e então lançará o Anticristo e o líder do Império Romano vivos no lago de fogo que arde com enxofre.

 

  1. Visão Geral do Conteúdo

 

Assunto Principal: Aparecimento de Cristo no Mundo

 

2 Tessalonicenses 1 : Consolo em Perseguição

 

2 Tessalonicenses 2: 1-12 : Ensinando a Aparição de Cristo

 

2 Tessalonicenses 2: 13-17 ; 2 Tessalonicenses 3: 1-5 : Incentivo à perseverança

 

2 Tessalonicenses 3: 6-18 : Advertência para o serviço e conduta

 

PPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPP

 

Visão geral do livro - 1 Tessalonicenses

Primeiro e segundo Tessalonicenses.

 

A cidade de Tessalônica Foi fundada por Cassandro, rei da Macedônia, em 315 aC, e estava a cerca de cento e sessenta quilômetros a oeste de Filipos. Foi um grande centro comercial da época de Paulo, sendo os habitantes gregos, romanos e judeus. Ainda existe sob o nome de Saloniki, e tem uma população de 75.000 a 85.000, cerca de metade dos quais são judeus.

 

A igreja de Tessalônica Ao ser libertado da prisão em Filipos. Paulo continuou sua segunda viagem missionária a Tessalônica, tendo também Silas e Timóteo com ele ( Atos 17: 1-5A igreja de Tessalônica Ao ser libertado da prisão em Filipos. Paulo continuou sua segunda viagem missionária a Tessalônica, tendo também Silas e Timóteo com ele (Atos 17: 1-5). Ele passou três sábados lá, mas por conta da perseguição dos judeus, foi de lá para Beréia, depois para Atenas, e depois para Corinto, onde passou 18 meses. A primeira carta dá testemunho do esplêndido caráter cristão desses novos convertidos do paganismo.

 

Primeira Tessalonicenses

 

Esta é provavelmente a primeira epístola escrita por Paulo e talvez o primeiro documento escrito da religião cristã. Não é doutrinal, não tem elemento de controvérsia e é uma das mais gentis e afetivas das cartas de Paulo. É notável por suas saudações especiais e refere-se às suas expectativas do retorno imediato de Jesus. Sua idéia principal é consolo (4: 17-18), sua esperança principal e suas principais palavras, aflição e advento . Sua finalidade era: (1) enviar saudações afetuosas, (2) consolá-las em suas aflições, (3) corrigir seus erros, suas visões errôneas da segunda vinda de Cristo, (4) exortar então a uma vida adequada contra certas tendências imorais.

 

Encontro. De Corinto, AD 53.

 

Análise.

 

  1. A condição espiritual da Igreja, cap. 1

 

  1. Introdução. 1

 

  1. Sua fé, amor e esperança, 2-3.

 

  1. A causa destes, 4-5.

 

  1. O resultado destes, 6-10.

 

  1. Caráter e conduta de Paulo, enquanto com eles, 2: 1-16.

 

  1. Como ele trouxe o evangelho, 1-12.

 

  1. Como eles receberam, 13-16.

 

III Interesse de Paulo na Igreja desde que os deixou. 2: 17-3 fim.

 

  1. Desejado para visitá-los, 2:17 final.

 

  1. Ele enviou Timóteo para eles e se alegra em seu relato deles, 3: 1-10.

 

  1. Bênção sobre eles, 3:11 final.

 

  1. Exortação para o futuro, 4: 1-5: 11.

 

  1. Para pureza, 4: 1-8.

 

  1. Para o amor fraterno, 4: 9-10.

 

  1. Para a indústria honesta, 4: 11-12.

 

  1. Para ser consolado na perda de seus mortos em Cristo, 4: 13-5: 11.

 

Conclusão, 5:12.

 

Para estudo e discussão. (1) Coisas na igreja pelas quais Paulo é grato, 1: 2-6. (2) O que é dito sobre como o evangelho foi pregado a eles, 2: 1-16. (3) o anseio de Paulo em conhecê-los, 3: 1-9. (4) Os deveres ordenados, 4: 1-12. (5) A segunda vinda de Cristo e a ressurreição, 4: 13-18. (6) Como estamos preparados para o grande dia da sua vinda, 5: 3-10. (7) As várias exortações em 5: 12-22. (8) Os elementos humanos ou explicação do poder de Paulo como pregador 2. (9) A divindade de Jesus vista no livro.

 

Segunda Tessalonicenses

 

Esta carta também foi escrita de Corinto e durante o mesmo ano. É a carta mais curta que Paulo escreveu a qualquer igreja e é caracterizada por sua falta de saudações especiais e por sua ideia geral de paciente esperando por nosso Senhor. A ocasião parece ser corrigir suas visões erradas da segunda vinda de Cristo e os erros da vida que surgem dela. Pode ser que eles tenham entendido mal o seu próprio ensinamento de que o dia do Senhor já estava próximo (2: 2).

 

Análise.

 

Introdução, 1: 1-2.

 

  1. Ação de Graças e Oração por Ver a Segunda Vinda de Cristo, 1: 2 final.

 

  1. Advertências sobre a Segunda Vinda de Cristo. 2: 1-12.

 

III Sua fuga em sua vinda, 2:13 final.

 

  1. Assuntos Práticos, 3: 1-15.

 

  1. Suas orações um pelo outro, 1-5.

 

  1. Disciplina para o desordenado, 6-15.

 

Conclusão, 3:16 final.

 

Para estudo e discussão. (1) Coisas louváveis ​​na igreja, 13-14. (2) desordens morais da igreja, 3: 7-11. (3) Como lidar com o desordenado, 3: 6, 14, 15. (4) Como lidar com o ocioso, 3:12. (5) Fatos sobre a segunda vinda de Cristo, de todo o livro. (6) Fatos relativos ao juízo dos ímpios.FONTE MAURICIOBERWALD.COMUNIDADES.NET /ADAM CLARK/