Translate this Page

Rating: 2.7/5 (307 votos)




ONLINE
1




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


A DEGENERAÇÃO DA LIDERANÇA SACERDOTAL (SUBSIDIO)
A DEGENERAÇÃO DA LIDERANÇA SACERDOTAL (SUBSIDIO)

A DEGEGENERAÇÃO DA LIDERANÇA SACERDOTAL

MAURICIO BERWALD PROFESSOR SUBSIDIO PARA AS AULAS

Comentário Matthew Henry 1 Samuel 3

 

  

Introdução

No capítulo anterior, tivemos a Samuel um jovem sacerdote, embora só por nascimento um levita, pois ele ministrou perante o Senhor em um éfode de linho; neste capítulo, temos um jovem profeta, que foi mais, Deus de maneira extraordinária, revelando-se a ele e revivendo, se não começando, a profecia em Israel. Aqui está, I. A primeira manifestação de Deus de maneira extraordinária a Samuel ( 1 Samuel 3: 1-10 ). II. A mensagem que ele enviou para Eli ( 1 Samuel 3: 11-14 ). III A entrega fiel dessa mensagem a Eli e sua submissão à justiça de Deus nela ( 1 Samuel 3: 15-18 ). IV. O estabelecimento de Samuel para ser um profeta em Israel ( 1 Samuel 3: 19-21 ).

 

Versos 1-10

Para abrir caminho para o relato de Deus revelando-se primeiro a Samuel, nos é dito: 1. Quão diligente Samuel estava servindo a Deus, segundo seu lugar e capacidade ( 1 Samuel 3: 1 ): O menino Samuel, embora uma criança ministrada ao Senhor perante Eli.Foi um agravamento da maldade dos filhos de Eli que a criança Samuel os envergonhou. Eles se rebelaram contra o Senhor, mas Samuel ministrou a ele; eles desprezavam as advertências do pai, mas Samuel era observador deles; ele ministrou diante de Eli, sob seus olhos e direção. Foi o louvor de Samuel que ele estava tão longe de ser influenciado pelo seu mau exemplo que ele não caiu, mas melhorou e continuou. E foi um preparativo para as honras que Deus planejou para ele; Aquele que foi assim fiel em pouco tempo foi logo depois confiado com muito mais. Que os jovens sejam humildes e diligentes, que encontrem o caminho mais certo para o seu favorecimento. Aqueles que são mais aptos a governar, aprenderam a obedecer. 2. Quão escassa era a profecia então,A palavra do Senhor foi preciosa naqueles dias. De vez em quando um homem de Deus era empregado como mensageiro em uma ocasião extraordinária (como 1 Samuel 2:27 ), mas não havia profetas estabelecidos, a quem o povo pudesse recorrer para conselho, nem de quem eles poderiam esperar as descobertas. da vontade divina. E a raridade da profecia tornou a mais preciosa na conta de todos aqueles que sabiam como colocar um valor correto sobre ela. Era precioso, pois o que havia (parece) era privado: não havia visão aberta,isto é, não havia nenhum que fosse publicamente conhecido por ter visões. Talvez a impiedade e impureza que prevaleceu no tabernáculo e, sem dúvida, corromperam toda a nação, provocaram Deus, como sinal de seu desagrado, a retirar o Espírito de profecia, até que o decreto tivesse saído para o levantamento de um sacerdote fiel, e então, como um penhor de que, este fiel profeta foi levantado.

 

A maneira de Deus se revelar a Samuel é aqui muito particularmente relacionada, pois era incomum.

  1. Eli se aposentou. Samuel o havia esperado em sua cama, e o resto que compareceu ao serviço do santuário tinha ido, podemos supor, a seus vários apartamentos ( 1 Samuel 3: 2 ): Eli havia se deitado em seu lugar; ele foi para a cama com pressa, sendo inadequado para os negócios e logo cansado disso, e talvez amando sua facilidade muito bem. Provavelmente ele manteve seu quarto muito, o que deu a seus filhos a maior liberdade. E ele buscou a aposentadoria mais porque seus olhos começaram a escurecer, uma aflição que veio justamente sobre ele por ter piscado as faltas de seus filhos.
  2. Samuel tinha se deitado para dormir, em algum armário perto do quarto de Eli, como sua página dos fundos da escada, pronto para atender se o velho quisesse qualquer coisa durante a noite, talvez para ler para ele se não conseguisse dormir. Ele escolheu levar Samuel a este cargo, em vez de a qualquer um de sua própria família, por causa da disposição que ele observava nele. Quando seus próprios filhos eram um pesar para ele, seu pequeno servo era sua alegria. Que aqueles que estão aflitos em seus filhos agradeçam a Deus se tiverem algo sobre eles em quem são consolados. Samuel havia deitado antes que a lâmpada de Deus saísse, 1 Samuel 3: 3. Deveria parecer que ele estava em algum lugar tão perto do lugar sagrado que ele foi para a cama por essa luz, antes que qualquer uma das lâmpadas nos galhos do candelabro saísse (pois a lâmpada principal nunca se apagou), o que provavelmente era em direção à meia-noite. Até aquele momento Samuel estava se empregando em algum bom exercício ou outro, lendo e orando, ou talvez limpando ou preparando o lugar sagrado; e então foi suavemente para sua cama. Então podemos esperar as visitas graciosas de Deus, quando somos constantes e diligentes em nosso dever.

III Deus o chamou pelo nome, e ele o levou para o chamado de Eli, e correu para ele, 1 Samuel 3: 4 , 1 Samuel 3: 5 . Samuel ficou acordado em sua cama, seus pensamentos, sem dúvida, bem empregado (como David Salmo 63: 6 ), quando o Senhor o chamou, bispo Patrick pensa fora do lugar santíssimo, e assim a paráfrase Caldeu lê-lo, A ouviu-se a voz do templo do Senhor;mas Eli, embora seja provável que ele se aproximasse, não o ouviu; ainda assim, pode acontecer de outra maneira. Em seguida, temos um exemplo: 1. Da indústria de Samuel e disponibilidade para esperar em Eli; supondo que fosse ele quem o chamava, ele se apressou para sair de sua cama quente e correu até ele, para ver se ele queria alguma coisa, e talvez temendo que não estivesse bem. "Aqui estou", disse ele - um bom exemplo para os servos, quando eles são chamados; e para os mais novos, não apenas para se submeter ao mais velho, mas para ser cuidadoso e terno deles. 2. De sua enfermidade e desconhecimento com as visões do Todo-Poderoso, ele considerou que isso era apenas o chamado de Eli, que era realmente o chamado de Deus. Erros como estes são mais frequentes do que imaginamos. Deus nos chama por sua palavra, e consideramos ser apenas o chamado do ministro, e respondê-lo de acordo; Ele nos chama por suas providências, e nós olhamos apenas para os instrumentos. Sua voz chora, e é aqui e ali um homem de sabedoria que entende ser sua voz. Eli assegurou-lhe que ele não ligou para ele, mas não o censurou por tê-lo incomodado, não lhe chamouTolo, e diga-lhe que ele sonhou, mas suavemente pediu-lhe deitar-se novamente, ele não tinha nada para ele fazer. Se os funcionários devem estar prontos em seus mestres chamada, mestres também deve ter curso de seus servos conforto: para que o teu servo e tua serva pode descansar, bem como tu. Então Samuel foi e se deitou. Deus chama muitos pelo ministério da palavra, e eles dizem, como Samuel fez: "Aqui estou eu"; mas não olhando para Deus, nem discernindo sua voz no chamado, as impressões dela são logo perdidas; eles se deitam novamente e suas convicções chegam a zero.

  1. O mesmo chamado foi repetido, e o mesmo erro foi cometido, uma segunda e terceira vez, 1 Samuel 3: 6-9 . 1 . Deus continuou a chamar a criança novamente ( 1 Samuel 3: 6 ), e novamente a terceira vez, 1 Samuel 3: 8 . Note que o chamado que a graça divina designa para tornar eficaz será repetido até que seja assim, ou seja, até chegarmos ao chamado; para o propósito de Deus, segundo o qual somos chamados, certamente permaneceremos. 2. Samuel ainda era ignorante de que era o Senhor que o chamava ( 1 Samuel 3: 7 ): Samuel ainda não conhecia o Senhor.Conhecia a palavra escrita e estava familiarizado com a mente de Deus naquilo, mas ainda não compreendia o modo pelo qual Deus se revela aos seus servos, os profetas, especialmente por uma voz mansa e delicada; isso era completamente novo e estranho para ele. Talvez ele tivesse sido mais cedo consciente de uma revelação divina se tivesse vindo em um sonho ou visão; mas esta era uma maneira que ele não só não se conhecia, mas não ouvia falar. Aqueles que têm o maior conhecimento das coisas divinas devem lembrar-se da época em que eram como bebês, incapazes de entender a palavra da justiça. Quando eu era criança, eu entendia quando criança. Contudo, não desprezemos o dia das pequenas coisas. Assim fez Samuel (assim a margem lê)antes que ele conhecesse o Senhor, e antes que a palavra do Senhor fosse revelada a ele; assim ele tropeçou uma vez após a outra, mas depois compreendeu melhor seu dever. O testemunho do Espírito nos corações dos fiéis é muitas vezes confundido, e por isso eles perdem o conforto dele; e os esforços do Espírito com as consciências dos pecadores são igualmente errados, e assim o benefício de suas convicções é perdido. Deus fala uma vez, sim, duas vezes, mas o homem não percebe, Jó 33:14 . 3 . Samuel foi a Eli pela segunda e terceira vez, a voz talvez parecida com a dele e a criança muito perto dele; e ele diz a Eli, com grande segurança: “ Tu me chamaste ( 1 Samuel 3: 6-8), não poderia ser mais ninguém. A disposição de Samuel de vir quando ele foi chamado, embora apenas por Eli, provando-o zeloso e ativo, qualificou-o para o favor agora a ser mostrado a ele; Deus escolhe empregar tal. Mas havia uma providência especial nisso, que ele deveria ir assim freqüentemente a Eli; por isso, por fim, Eli percebeu que o Senhor havia chamado a criança, 1 Samuel 3: 8. E, (1.) Isso seria uma mortificação para ele, e ele iria perceber que seria um passo para sua família ser degradada, que quando Deus tinha algo a dizer, ele deveria escolher dizê-lo à criança Samuel, seu servo que esperou por ele, e não por ele. E isso o humilharia mais quando, depois disso, ele descobrisse que era uma mensagem para si mesmo, e ainda assim enviado a ele por uma criança. Ele tinha razão para considerar isso como mais um sinal do desprazer de Deus. (2) Isto o colocaria perguntando o que Deus disse a Samuel, e o satisfaria abundantemente da verdade e certeza do que deveria ser libertado, e não deixaria espaço para ele sugerir que era apenas um fantasia de Samuel; pois antes que a mensagem fosse entregue, ele mesmo percebeu que Deus estava prestes a falar com ele, e ainda não deve saber o que foi até que ele teve do próprio Samuel. Assim, mesmo as enfermidades e erros daqueles a quem Deus emprega são anulados pela infinita Sabedoria, e tornados úteis para os seus propósitos.
  2. Por fim, Samuel foi colocado em uma postura para receber uma mensagem de Deus, não para ser apresentado a si mesmo e não ir além, mas para que ele pudesse ser um profeta completo, para ser publicado e ter uma visão aberta. 1. Eli, percebendo que era a voz de Deus que Samuel ouviu, deu-lhe instruções sobre o que dizer: 1 Samuel 3: 9. Isto foi feito honestamente, que embora fosse uma desgraça para ele para o chamado de Deus para passar por ele, e ser direcionado para Samuel, ainda ele colocou no caminho como entretê-lo. Se ele tivesse inveja dessa honra feita a Samuel, ele teria feito o que pudesse para privá-lo dela, e, uma vez que ele não percebia isso, teria lhe pedido deitar e dormir, e nunca prestar atenção, era mas um sonho; mas ele era de um espírito melhor do que agir assim; ele deu-lhe o melhor conselho que pôde, para o encaminhamento de seu avanço. Assim, o ancião deve, sem relutância, fazer o máximo para ajudar e melhorar os mais jovens que estão se levantando, embora eles se vejam escuros e eclipsados ​​por eles. Jamais estaremos querendo informar e instruir aqueles que estão vindo depois de nós, mesmo aqueles que em breve serão preferidos diante de nós, João 1:30 . A instrução que Eli deu a ele foi, quando Deus chamou da próxima vez, dizer: Fala, Senhor, porque o servo ouve. Ele deve se chamar servo de Deus, deve desejar conhecer a mente de Deus. “ Fala, Senhor, fala comigo, fala agora”, e ele deve preparar-se para ouvir e prometer que vai: Teu servo ouve. Note, então, podemos esperar que Deus fale conosco, quando nos propomos a dar ouvidos ao que ele diz, Salmos 85: 8 ; Habacuque 2: 1 . Quando chegamos a ler a palavra de Deus e a participar da pregação dela, devemos vir assim dispostos, submetendo-nos à luz e poder dominantes dela: Fala, Senhor, porque teu servo ouve.2. Deveria parecer que Deus falou pela quarta vez de um modo um pouco diferente do outro; embora o chamado fosse, como em outras ocasiões, um chamado para ele pelo nome, mas agora ele se levantava e chamava, o que sugere que agora havia alguma aparição visível da glória divina a Samuel, uma visão que estava diante dele, assim antes Elifaz, embora não pudesse discernir a sua forma, Jó 4:16 . Isso o satisfez que não foi Eli quem chamou; pois ele agora via a voz que falava com ele, como se expressa, Apocalipse 1:12 . Agora também o chamado era dobrado - Samuel, Samuel, como se Deus se deliciasse com a menção de seu nome, ou para dizer que agora ele deveria ser levado a entender quem falou com ele.Deus falou uma vez, duas vezes ouvi isto, Salmos 62:11 . Foi uma honra para ele que Deus tenha o prazer de conhecê-lo pelo nome ( Êxodo 33:12 ), e então seu chamado foi poderoso e eficaz quando ele o chamou pelo nome, e assim trouxe particularmente a ele, como Saul, Saulo. Assim Deus chamou a Abraão pelo nome, Gênesis 22: 1 . 3 . Samuel disse, como foi ensinado, fala, porque teu servo ouve. Note, Boas palavras devem ser colocadas nas bocas das crianças com frequência, e expressões adequadas de afeições piedosas e devotas, pelas quais elas possam estar preparadas para um melhor conhecimento das coisas divinas, e treinadas para um santo conversar com elas. Ensine os jovens o que eles dirão, poreles não podem ordenar seu discurso em razão da escuridão. Samuel não se levantou e correu como antes, quando pensou que Eli ligou, mas ficou quieto e escutou. Quanto mais calmos e compostos nossos espíritos estiverem, mais preparados estarão para as descobertas divinas. Que todos os pensamentos e paixões tumultuosos sejam mantidos, e que cada coisa seja quieta e serena na alma, e então estamos aptos a ouvir de Deus. Tudo deve ficar em silêncio quando ele fala. Mas observe, Samuel deixou uma palavra; ele não disse, fala, Senhor, mas somente, fala, porque teu servo ouve, caminho foi feito para a mensagem que ele estava agora para receber, e Samuel foi trazido familiarizado com as palavras de Deus e visões do Todo-Poderoso, e isto antes a lâmpada de Deus saiu ( 1 Samuel 3: 3 )no templo do Senhor, sobre o qual alguns dos escritores judeus colocam um sentido místico; antes da queda de Eli, e o eclipse do Urim e Tumim por algum tempo, Deus chamou Samuel, e fez dele um oráculo, de onde eles têm uma observação entre seus médicos, Que o sol se levanta e o sol se põe ( Eclesiastes 1: 5 ), isto é, dizem eles, Ere Deus faz o sol de um homem justo para definir, ele faz o sol de outro homem justo a subir. Smith ex Kimchi.

Versículos 11-18

Aqui está, I. A mensagem que, depois de toda essa introdução, Deus entregou a Samuel referente à casa de Eli. Deus não veio a ele agora para lhe dizer quão grande homem ele deveria ser em sua época, que figura ele deveria fazer e que bênção ele deveria ser em Israel. Os jovens costumam ter uma grande curiosidade de saber sobre sua fortuna, mas Deus veio a Samuel, não para satisfazer sua curiosidade, mas para empregá-lo a seu serviço e enviá-lo em uma missão a outra pessoa, o que era muito melhor; e, no entanto, a questão desta primeira mensagem, que sem dúvida lhe causou uma grande impressão, pode ser útil para ele depois, quando seus próprios filhos provaram, embora não tão ruins quanto os de Eli, mas não tão bons quanto deveriam sido, 1 Samuel 8: 3 um Samuel 8: 3 . A mensagem é curta, não tão longa quanto a que o homem de Deus trouxe, 1 Samuel 2:271 Samuel 2:27 . Pois, sendo Samuel criança, não se pode esperar que ele se lembre de uma longa mensagem, e Deus considerou sua estrutura. As memórias das crianças não devem ser sobrecarregadas, não, não com as coisas divinas. Mas é uma mensagem triste, uma mensagem de ira, ratificar a mensagem do capítulo anterior e ligar a sentença que é pronunciada, porque talvez Eli não desse tanta consideração a ela quanto deveria. Ameaças divinas, quanto menos elas forem ouvidas, mais seguras elas virão e mais pesadas elas cairão. Aqui é feita referência ao que foi dito sobre o pecado e a punição.

 

  1. Concernente ao pecado: é a iniqüidade que ele conhece, 1 Samuel 3:13 1 Samuel 3:13 . O homem de Deus contou-lhe isso e, muitas vezes, sua própria consciência lhe dissera isso. Oh, que grande culpa e corrupção há em nós a respeito do que podemos dizer: “É a iniqüidade que nosso próprio coração conhece, nós somos conscientes de nós mesmos!” Em suma, a iniqüidade foi esta: Seus filhos fizeram se vil, e ele não os conteve. Ou, como é no hebraico, ele não franziu a testa para eles.Tiago 1:14 Salmos 15: 4Se ele mostrasse sua antipatia por seus maus rumos, ainda assim não a esse grau que deveria ter feito: ele os reprovou, mas não os puniu, pelo mal que fizeram, nem os privou de seu poder de fazer o mal. que, como pai, sumo sacerdote e juiz, ele poderia ter feito. Note, (1) os pecadores, por sua própria maldade, se tornam vis. Eles se corrompem (pois todo homem é tentado quando é tirado de suas próprias concupiscências, Tiago 1:14 ) e assim se rebaixam, e se fazem não apenas maus, mas odiosos para o Deus santo e santos homens e anjos. O pecado é uma coisa vil e degrada os homens mais do que qualquer coisa, Salmos 15: 4. Os filhos de Eli desprezaram a Deus e fizeram as suas ofertas vil aos olhos do povo; mas a vergonha voltou ao seu próprio coração; tornaram-se vil. (2) Aqueles que não restringem os pecados dos outros, quando estão no poder de suas mãos fazê-lo, tornam-se participantes da culpa, e serão cobrados como responsáveis: Aqueles em autoridade terão muito a responda se eles não fazem a espada que eles carregam um terror para os trabalhadores do mal.
  2. Concernente ao castigo: é o que eu tenho falado sobre a sua casa, 1 Samuel 3:12 1 Samuel 3:12 e 1 Samuel 3:13 1 Samuel 3:13 . Eu disse a ele que julgarei sua casa para sempre, isto é, que uma maldição deve ser imposta a sua família de geração em geração. Os detalhes desta maldição que tivemos antes; eles não são aqui repetidos, mas é acrescentado, (1.) Que quando essa sentença começar a ser executada, seria muito terrível e surpreendente para todo o Israel ( 1 Samuel 3:11 ): Tanto os ouvidos de todo aquele que a ouve deve formigar.1 Samuel 3:11 Salmo 119: 120 1 Samuel 3:12 1 Samuel 3:14Todo israelita ficaria aterrorizado e surpreso ao ouvir o assassinato dos filhos de Eli, a quebra do pescoço de Eli e a dispersão da família de Eli. Senhor, quão terrível és tu nos teus juízos! Se isso for feito em uma árvore verde, o que deve ser feito no seco? Note que os julgamentos de Deus sobre os outros devem nos afetar com um santo temor, Salmo 119: 120 . (2) Que estas terríveis primeiras primívas da execução seriam certos feitos do progresso e plena realização do mesmo: Quando eu começar, irei prosseguir e terminar com tudo o que tenho ameaçado, 1 Samuel 3:12.. É insinuado que possivelmente poderia levar algum tempo antes que ele começasse, mas que eles não chamassem essa paciência de absolvição, nem que isso aplique um perdão; pois quando finalmente ele começar, fará um trabalho completo e, embora permaneça por muito tempo, ele atacará em casa. (3.) Que nenhum espaço deve ser deixado para a esperança de que esta sentença possa ser revertida e a execução seja mantida ou mitigada, 1 Samuel 3:14 . [1] Deus não revogará a sentença, pois ele a apoiou com um juramento: Eu jurei à casa de Eli; e Deus não voltará do que jurou em misericórdia ou julgamento. [2] Ele nunca viria a uma composição para o confisco: “A iniqüidade da casa de Eli não será expurgada com sacrifício nem oferta para sempre.Nenhuma expiação será feita pelo pecado, nem qualquer redução da punição. ”Esta foi a imperfeição dos sacrifícios legais, que houve iniqüidades que eles não alcançaram, os quais eles não purificariam; mas o sangue de Cristo purifica de todo pecado, e assegura a todos aqueles que pela fé estão interessados ​​nela, daquela morte eterna que é o salário do pecado.
  3. A entrega desta mensagem para Eli. Observar,
  4. O modesto encobrimento de 1 Samuel 3:15Samuel , 1 Samuel 3:15 . (1) Ele ficou deitado até a manhã, e podemos supor que ele ficou acordado pensando sobre o que ouviu, repetindo para si mesmo, e considerando o uso que ele deve fazer dele. Depois de termos recebido o alimento espiritual da palavra de Deus, é bom nos recompor e dar tempo para digerir. (2) Ele abriu as portas da casa do Senhor,de manhã, como costumava fazer, primeiro no tabernáculo. Que ele o fizesse em outras ocasiões era um exemplo de extraordinária direção em uma criança, mas que ele deveria fazê-lo esta manhã foi um exemplo de grande humildade. Deus o havia honrado muito acima de todos os filhos de seu povo, mas ele não se orgulhava da honra, nem se embriagava com ela, não se achava tão grande e bom demais para ser empregado nesses ofícios mesquinhos e servis, mas, como alegremente como sempre, foi e abriu as portas do tabernáculo. Note, aqueles a quem Deus se manifesta ele faz e mantém baixo aos seus próprios olhos, e dispostos a se rebaixar a qualquer coisa pela qual possam ser úteis à sua glória, embora, mas como guardiões da porta em sua casa. Alguém poderia esperar que Samuel estivesse tão cheio de sua visão de esquecer seu serviço ordinário, que ele iria entre seus companheiros, como alguém em êxtase, para dizer-lhes que conversa ele teve com Deus esta noite; mas ele modestamente guarda para si mesmo, diz a visão a nenhum homem, mas silenciosamente continua em seus negócios. Nossa comunhão secreta com Deus não deve ser proclamada no topo das casas. (3)Ele temia mostrar a visão a Eli. Se ele temesse que Eli ficasse zangado com ele e o repreendesse, então temos motivos para suspeitar que Eli costumava ser tão severo com essa criança tão sensível quanto ele era indulgente com seus próprios filhos perversos, e isso será difícil para ele. Mas vamos supor que foi mais porque ele estava com medo de chorar e incomodar o bom velhinho que ele era tão tímido. Se ele tivesse corrido imediatamente com as novas a Eli, teria parecido que desejava o dia lamentável e esperava construir sua própria família na ruína de Eli; portanto, tornou-se ele a não ser para a frente para declarar a visão. Nenhum homem bom pode ter prazer em trazer más notícias, especialmente não Samuel para Eli, o aluno para o professor que ele ama e honra.
  5. O exame cuidadoso de Eli, 1 Samuel 3:16 1 Samuel 3:16 , 1 Samuel 3:171 Samuel 3:17 . Tão logo ouviu Samuel se mexer, chamou por ele, provavelmente ao lado de sua cama; e, tendo percebido antes que Deus havia falado com ele, ele o obrigou, não apenas por importunação ( peço-te, não esconda isso de mim ), mas, achando-o tímido e atrasado, por meio de uma adjuração da mesma forma - Deus faça assim para ti. e mais ainda, se tu escondes alguma coisa de mim! Ele tinha razão suficiente para temer que a mensagem não profetizasse bem a respeito dele, mas do mal; e, no entanto, porque era uma mensagem de Deus, ele não poderia ser ignorante quanto a isso. Um homem bom deseja estar familiarizado com toda a vontade de Deus, seja para ele ou contra ele. Seu adjuration -Deus faça isso para você, se você esconder alguma coisa de mim - pode intimar a terrível sentença de sentinelas infiéis; se eles não avisam pecadores, eles trazem sobre si mesmos aquela ira e maldição que eles deveriam ter denunciado, em nome de Deus, contra aqueles que continuam em suas transgressões.
  6. A entrega fiel de sua mensagem por 1 Samuel 3:18Samuel ( 1 Samuel 3:18 ): Ele lhe disse tudo. Quando ele viu que ele deveria dizer a ele que ele nunca reduziu o assunto, nem se ofereceu para torná-lo melhor do que era, para embotar o que era afiado, ou para dourar a pílula amarga, mas entregou a mensagem tão clara e completamente quanto ele a recebeu. , não evitando a declarar todo o conselho de Deus. Os ministros de Cristo devem lidar com isso fielmente.
  7. A piedosa aquiescência de Eli nisso. Ele não questionou a integridade de Samuel, não se desentendeu com ele, nem teve nada que objetar contra a eqüidade da sentença. Ele não se queixou da punição, como fez Caim, que era maior do que ele merecia ou poderia suportar, mas pacientemente se submeteu e aceitou a punição de sua iniqüidade. É o Senhor, faça o que lhe parecer bom.Ele entendeu que a sentença pretendia apenas uma punição temporal, e a conseqüência de desgraça e pobreza sobre sua posteridade, e não uma separação final entre eles e o favor de Deus e, portanto, ele alegremente submeteu, não repugnou, porque ele conhecia os deméritos. de sua família; nem ele agora intercede pela reversão da sentença, porque Deus o havia ratificado com um juramento solene, do qual ele não se arrependeria. Ele, portanto, compõe-se em humilde resignação à vontade de Deus, como Arão, em um caso não muito diferente. Levítico 10: 3Levítico 10: 3 , Ele manteve a paz. Em poucas palavras, (1) Ele estabelece esta verdade satisfatória: “ É o Senhor;é ele quem pronuncia o julgamento, de cuja barra não cabe recurso e contra cuja sentença não há exceção. É ele quem executará o julgamento, cujo poder não pode ser resistido, sua justiça acusada, nem sua soberania contestada. É o Senhor que assim santifica e glorifica a si mesmo, e é altamente adequado que ele deveria. É o Senhor, com quem não há injustiça, que nunca fez nem jamais fará mal a qualquer de suas criaturas, nem exija mais do que a sua iniquidade merece. ”(2) Ele infere daí esta conclusão satisfatória:“ Deixemos ele faz o que parece bom. Não tenho nada a dizer contra o seu processo. Ele é justo em todos os seus caminhos e santo em todas as suas obras e, portanto,a vontade dele será feita. Sofrerei a indignação do Senhor, porque pequei contra ele. Assim, devemos nos aquietar sob a repreensão de Deus e nunca nos empenharmos com nosso Criador.

Versículos 19-21

Sendo assim Samuel trazido a conhecer as visões de Deus, temos aqui um relato da honra adicional que lhe foi feita como profeta.

 

  1. Deus fez ele honra. Tendo começado a favorecê-lo, ele continuou e coroou sua própria obra nele: Samuel cresceu, pois o Senhor estava com ele, 1 Samuel 3:19 1 Samuel 3:19 . Todo o nosso aumento em sabedoria e graça é devido à presença de Deus conosco; isso é tudo em tudo para o nosso crescimento. Deus honrou Samuel, 1. Por outras manifestações de si mesmo a ele. Samuel havia fielmente entregue a mensagem que lhe foi confiada e, portanto, Deus o empregou novamente em seu serviço: O Senhor revelou-se novamente a Samuel em Silo, 1 Samuel 3:21 . Note que Deus graciosamente repetirá suas visitas àqueles que as recebem corretamente. 2. Cumprindo o que ele falava por ele: Deus não deixou cair nenhuma de suas palavras no chão, 1 Samuel 3:191 Samuel 3:21 1 Samuel 3:19 Isaías 44:26 . O que quer que Samuel tenha dito, como profeta, provou ser verdade e foi realizado em sua época. Provavelmente, houve alguns exemplos notáveis ​​da verdade das previsões de Samuel que aconteceram logo depois, o que confirmou as que depois foram cumpridas e deu satisfação geral quanto à sua missão. Deus irá confirmar a palavra dos seus servos, e realizar a conselho dos seus mensageiros ( Isaías 44:26 ), e vai fazer o que ele tem dito.
  2. Israel fez ele honra. Todos eles sabiam e possuíam que Samuel foi estabelecido para ser um profeta, 1 Samuel 3:201 Samuel 3:20 . 1 . Ele ficou famoso; tudo o que chegou a Siló para adorar tomou conhecimento dele, e admirou-o, e falou dele quando voltaram para casa. A piedade primitiva será a maior honra dos jovens, e os trará, tanto quanto qualquer coisa, e logo, em reputação. Aqueles que honram a Deus ele honrará. 2. Ele cresceu útil e muito útil para sua geração. Aquele que começou a ser bom logo veio fazerBoa. Sua comissão estabelecida de Deus e reputação estabelecida com o povo, deu-lhe uma grande oportunidade de brilhar como uma luz em Israel. Quando o velho Eli foi rejeitado, o jovem Samuel foi estabelecido; porque Deus nunca se deixará sem testemunha nem sua igreja sem guia.
  3.    
  4.    WWW.MAURICIOBERWALD.COMUNIDADES.NET