Translate this Page

Rating: 2.6/5 (285 votos)




ONLINE
3




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Comentario biblico de Esdras cap. 1
Comentario biblico de Esdras cap. 1

 

                  `                   

COMENTÁRIO BIBLICO DE ESDRAS 

MAURICIO BERWALD (Professor Escritor)

INTRODUÇÃO(C.MB.M)

Agora, no primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia, que a palavra do Senhor.


A disciplina do cativeiro

O cativeiro é claramente representado como o julgamento de Deus sobre Seu povo por seus pecados, mas foi um julgamento tão temperado com misericórdia que lhes trouxe muita bênção no caminho do desenvolvimento espiritual. Suas provas tornaram-se um meio, de várias maneiras, da disciplina espiritual. Perdendo o templo com seu ritual solene, descobriram que Deus era um espírito e poderia ser adorado em qualquer lugar; Em Jerusalém, tinham podido ouvir a Sua voz nas ordenanças sagradas, mas agora dependiam da Palavra revelada; Portanto, atenção diligente foi dada à preservação e transcrição dos escritos sagrados, um serviço que preparou o caminho para o arranjo, pouco depois, por Ezra do cânone do Antigo Testamento.

Todos esses bons impulsos ajudaram a obter uma libertação gradual mas segura de seu antigo pecado de idolatria. Na Judéia, o serviço dos ídolos tornou-se estranhamente confundido com o serviço de Jeová. Por muitos, não foi tão errado adorar imagens se, ao mesmo tempo, adoravam a Deus. Os males que nos atacam agora são diferentes na forma, mas estão trabalhando na mesma linha; Nós temos outros ídolos, mas a mesma armadilha.][
A história natural tem um interessante capítulo chamado "Mimeicias da Natureza", a descrição de certas criaturas que têm, em um grau maravilhoso, a aparência da vida vegetal e podem assim aproveitar com segurança suas presas inocentes. Ele ilustra o perigo que nos rodeia em muitos lados no mundo moral; O mal toma a forma do bem; Os prazeres que parecem inofensivos esconder a ferrão da morte, etc. Através de tão sutis tentações entre os judeus, a idolatria tornou-se quase universal. Mas, quando chegaram à Caldéia, viram a idolatria em toda a sua deformidade nua; Não foi confundido com o verdadeiro culto, ficou sozinho.

Eles viram como negaram e desprezaram Jeová, e isso os encheu de horror. Se a idolatria tivesse tal fruta, seu curso era claro; Eles não teriam nada a ver com isso. Não é provável que houvesse alguns cuja religião na Judéia não tivesse sido muito pronunciada, quem na Caldéia estava entre os principais campeões de Jeová. Em qualquer comunidade cristã existem bons cidadãos que não tomam nenhum lado no conflito entre cristianismo e descrença. Mas imagine um deles de repente removido para uma comunidade onde a infidelidade prevalece, onde o culto cristão é proibido, onde a Bíblia é desonrada, Onde o sentimento prevalecente é o do ateísmo desafiante - por quanto tempo seria antes que ele fosse encontrado se destacando resolutamente entre os amigos de Cristo? Em um recente avivamento, as multidões assinaram esta aliança simples : "Estou tentando viver uma vida cristã e estou disposto a ser contado nesse lado". Um impulso como esse deve ter chegado a muitos judeus na Babilônia.


O desprezo acumulado em sua religião fortaleceu sua constância, e eles se recusaram a "cantar a canção do Senhor em uma terra estranha". Não quer dizer que suas aranhas permaneçam em silêncio durante todos esses anos; Mas nunca cantarão as canções de Zion para o esporte de ninguém; Eles morreriam primeiro. Seu espírito lembra o baterista da Rebelião Irlandesa de 1798 que, sendo ordenado por alguns rebeldes que o levaram a jogar para o seu entretenimento, Colocou o instrumento no chão e pulou para dentro, rasgando o pergaminho em pedaços e exclamando: "Deus proibiu que o tambor do rei fosse espancado por rebeldes!", Então eles o espetaram até a morte. ( Sermons by Monday Club. )
Retornando do cativeiro

Deus governa.

O seu trono é o centro da história. Sua soberania é a chave de todos os mistérios na providência e na graça. Nós olhamos para trás e falamos da história; Antes e fala de profecia; Mas Ele não parece nem atrás nem antes. Ontem e amanhã são parecidos com ele. Um olhar varre todo o horizonte. Será maravilhoso que Cyrus tenha sido chamado e comissionado dois séculos antes do nascimento? Nós esquecemos que contar e prever são os mesmos com Deus. O mapa da eternidade e do universo sempre foi espalhado diante dele.


I. O cativeiro.

Foi no ano 604 aC que Nabucodonosor reduziu Jerusalém e retornou com sua primeira deportação de cativos. A data é importante porque fornece o fator principal em todos os cálculos respeitando a libertação da Babilônia. O cativeiro foi por um tempo marcado, setenta anos. Havia uma razão especial pela qual deveria ser exatamente setenta anos. O Senhor exigiu de Israel a observância de cada sétimo ano como uma estação de descanso sabático; Por um período de quatrocentos e noventa anos, esta liminar foi praticamente ignorada. Setenta anos Sabbatic foram profanados, setenta anos de Babilônia "o castigo deve expiar o pecado. Portanto, a verdade é a retribuição. "Tudo o que um homem semeia, que ele também colherá. Mas o cativeiro não era uma mera retribuição, era disciplina. Seu propósito não era tanto punir quanto a reforma. Tendo uma relação filial com Deus, o povo escolhido experimentou a porção de castigo dos filhos ( Hebreus 12: 6-11 ). Os judeus tinham uma missão. Deus os chamou de entre as nações para se encarregar de seus oráculos.
O monoteísmo deve ser mantido até Cristo. Para este Abram foi escolhido fora de Ur dos Caldeus. Por mais que superiores a outras tribos e nações em muitos detalhes, não foram leais à sua confiança. Eles precisavam de um castigo. Deus não teve outra alternativa senão infligi-lo. Daí o cativeiro. Nem a disciplina foi vã. Será rentável observar algumas das lições que aprenderam em cativeiro. 6-11 ). Os judeus tinham uma missão. Deus os chamou de entre as nações para se encarregar de seus oráculos. O monoteísmo deve ser mantido até Cristo. Para este Abram foi escolhido fora de Ur dos Caldeus. Por mais que superiores a outras tribos e nações em muitos detalhes, não foram leais à sua confiança. Eles precisavam de um castigo. Deus não teve outra alternativa senão infligi-lo. Daí o cativeiro. Nem a disciplina foi vã. Será rentável observar algumas das lições que aprenderam em cativeiro. 6-11 ). Os judeus tinham uma missão. Deus os chamou de entre as nações para se encarregar de seus oráculos.
O monoteísmo deve ser mantido até Cristo. Para este Abram foi escolhido fora de Ur dos Caldeus. Por mais que superiores a outras tribos e nações em muitos detalhes, não foram leais à sua confiança. Eles precisavam de um castigo. Deus não teve outra alternativa senão infligi-lo. Daí o cativeiro. Nem a disciplina foi vã. Será rentável observar algumas das lições que aprenderam em cativeiro. Deus não teve outra alternativa senão infligi-lo. Daí o cativeiro. Nem a disciplina foi vã. Será rentável observar algumas das lições que aprenderam em cativeiro. Deus não teve outra alternativa senão infligi-lo. Daí o cativeiro. Nem a disciplina foi vã. Será rentável observar algumas das lições que aprenderam em cativeiro.

1. Eles foram curados de idolatria. Eles anteriormente não tinham sido capazes de resistir aos imponentes ritos e cerimônias de seus vizinhos pagãos. A familiaridade com as abominações dos deuses da Babilônia nauseava-os. Desejavam o Deus vivo, dizendo: "Quando voltaremos e compareceremos diante de Deus?"
2. Confortaram uma nova devoção ao santuário do Senhor. Suas ordenanças sagradas já haviam sido um cansaço; Mas agora eles estavam com saudades de Zion. A instituição da sinagoga é rastreada até esse período.
3. Eles aprenderam o valor das Escrituras ( Neemias 8: 1-18 .)
4. O estoque de Israel foi abatido e melhorado. Somente o melhor e melhor se juntou à restauração.
5. Eles estavam muito unidos durante o cativeiro. "Um toque da natureza faz o parentesco do mundo inteiro". Uma tristeza comum irá apagar a inimizade dos anos. A dor é um poderoso solvente. Os judeus de hoje espalhados pela terra são um testemunho vivo do poder unificador da adversidade.
6. O coração e o intelecto da nação foram ampliados. Este alargamento da visão é manifesto em toda a sua história subsequente. Assim, parece que o cativeiro era uma parte essencial do plano divino.

II. A proclamação de Ciro.

Isso também estava em conformidade com o plano Divino. O relógio marcou exatamente o momento certo. Jerusalém foi tomada por Nabucodonosor em 604 aC. A proclamação foi emitida 586 aC, deixando tempo para o início do segundo templo em maio do ano 534 aC. O período intermediário era apenas setenta anos. Jeová despertou o espírito de Chipre. Como?

  1. Pela voz de Seu Espírito no homem interior.

  2. 2. Provavelmente Daniel trouxe o assunto à sua atenção. Ele pode ter lido a ele a profecia de Jeremias ( Jeremias 29:10 ) e as profecias de Isaías ( Isaías 44: 24-28 , Isaías 45: 1-4 ).
    3. Pode ter se moldado em sua mente como uma sugestão de política,
    4. Ou possivelmente havia um motivo religioso. Ele era um monoteísta. Ele pode ter recebido a mensagem e a comissão de Jeová a partir de seu próprio Ormuzd.

III. O retorno a Jerusalém.

Era um movimento voluntário. Nenhum foi obrigado a ir. Todos foram encorajados. Eles estabelecem oração e esperança. No Salmo 126, temos uma das canções desta peregrinação. ( DJ Burrell, DD )

O exílio terminou


Podemos concluir com segurança os eventos indicados neste e nos seguintes capítulos -
I. Que o longo exílio dos judeus tinha feito seu trabalho designado. Deus os enviou em cativeiro em parte para punir e em parte para purificá-los. Eles já haviam sido suficientemente castigados e tinham sido purificados de sua iniqüidade.
1. Podemos argumentar do fato de os judeus se recomendarem tanto quanto fizeram com Cyrus que suas vidas eram estimáveis ​​e honestas.
2. Sabemos que depois do cativeiro na Babilônia deixaram a idolatria para trás para sempre. O problema às vezes nos ensina o que nada mais irá. A Igreja e a escola podem ter deixado de nos guiar para o reino de Cristo, mas a tristeza do orfanato ou a solidão da primeira ausência do lar podem nos levar a encontrar um refúgio no "Deus de todo o conforto" Amigo do coração humano.

II. Que Deus age com poder gentil na mente dos homens.

1. Sobre os de Seu próprio povo. Ele "criou o espírito" de muitos dos judeus ( Ezra 1: 6 ). Ele os fez sentir profundamente quão excelente seria para repetir a cidade de Jerusalém e para reconstruir o templo de Deus. Ele acendeu em seus corações os incêndios do patriotismo e da piedade. Ele levantou-os acima dos medos indignos e não humanos. Ele os fez corajosos e fortes.
2. Sobre aqueles que estão fora da Igreja. Ele cingiu Ciro, embora esse rei não o conhecesse ( Isaías 65: 5 ). Foi por sua direção todo sábio que a Grécia preparou seu pensamento e sua linguagem, e Roma suas rodovias para o evangelho na "plenitude do tempo". Portanto,

III. Que, a pedido de Deus, devemos estar prontos para empreender trabalhos arduos ou perigosos. Foi uma jornada longa e perigosa para Jerusalém.
1. Era incerto o que encontrariam quando chegaram à cidade de seus pais; Nenhuma novidade chegou a eles como agora vem diariamente aos nossos compatriotas da Inglaterra que estão emigrando para a América; Eles saíram sem saber o que os aguardava. Além disso, eles deixaram para trás algumas casas, parentes, ocupação, propriedade. Onde Deus claramente nos chama, não precisamos ser intimidados pelo perigo ou pela dificuldade. Aquele que nos convoca limpará o caminho e nos sustentará sob todas as provas.

IV. Que aqueles que não podem renderizar o maior são bem-vindos para oferecer o menor serviço. Daqueles que se recusaram a retornar, haveria alguns que poderiam ter ido, mas não, porque eles eram muito tímidos ou porque tinham vínculos que eles não queriam se afastar. Outros tinham que ter ido, mas não podiam, nem porque estivessem muito idosos ou enfermos, ou porque tinham laços que achavam que seria errado. Do último, havia muitos que, como não podiam fazer o melhor possível, fizeram a melhor coisa prática. Eles não poderiam inchar o número do retorno, mas poderiam fortalecer a mão daqueles que foram ( Ezra 1: 6 ). Podemos ser incapazes de servir a Cristo por trabalhos missionários ou ministeriais ou evangelísticos, Mas podemos fortalecer as mãos e animar os corações daqueles que podem. Podemos dar-lhes ouro ou prata ou pence. Podemos falar a palavra inspiradora. Podemos orar por eles e deixá-los saber que estamos orando. Podemos escrever para aqueles que estão ausentes ou enviá-los o que outros escreveram.


V. Que, quando obedeçamos a voz do nosso Mestre, fazemos mais do que sabemos. Os judeus que retornaram da Babilônia sem dúvida acreditavam que estavam agindo como patriotas e que estavam servindo seu país; Mas eles não poderiam ter nenhuma concepção de tudo o que poderia surgir de sua corajosa conduta. Nunca sabemos qual será o resultado longo e extenso de um curso verdadeiro e corajoso. Carey não previu os frutos de seu selo de auto-negação, nem Wesley de seus "trabalhos mais abundantes", nem Livingstone de suas viagens e sua morte solitária. É um pensamento animador e inspirador que nossa fidelidade presente pode ser uma semente viva de onde pode surgir uma grande colheita de bênção.


VI. Que há uma restauração melhor do que a dos vasos preciosos para a casa de Deus. Foi um ato gentil de Ciro (ver Ezra 1: 7-11 ), e os judeus se alegraram muito quando viram esses vasos antigos e sagrados sob o telhado do novo templo que eles construíram. Mas há uma alegria mais profunda no céu, e pode haver na Terra, quando um coração humano que foi tirado do serviço de Cristo é trazido de volta e está incluído entre os tesouros espirituais do Reino de Deus. ( W. Clarkson, BA )

O cativeiro do mal

O pecado pode ser concebido como um objeto, mas também como um poder - como algo a que nossas ações são direcionadas, mas também como algo a partir do qual nossas ações prosseguem. O pecado é um princípio interno, e aquele que "comete pecado", que vive nele, obedece nesse sentido - obedece como força. A tendência total e constante e a tendência da alma é uma regra despótica. É mais do que uma autoridade externa ou lei verbal. Tem uma regra mais vigorosa e implacável. É mais atorável; Tem uma presença mais constante e um poder restritivo; Age diretamente na vontade; Controla e estimula a vontade. Essa é uma grande escravidão que supera a vontade, que a coloca contra si mesmo, sujeitando-se, que ignora e desafia sua escolha ativa, mas essa é uma extensão maior que corrompe e perverte. Não há escravidão como aquela em que o próprio assento e fonte de liberdade seja mantido em cativeiro. É o sal que perde seu sabor; É a luz que se desvia; É o rei e o líder que caem em batalha. ( AJ Morris. )


O retorno do cativeiro - um argumento para a história de Daniel dos judeus na Caldéia sendo verdadeira

O retorno dos judeus do cativeiro de Babilônia não é apenas uma prova da autoridade divina das Escrituras, considerada como a realização de uma profecia, mas é uma prova adicional dessa luz, que proporciona uma forte presunção interna Que a história que Daniel dá das manifestações do poder divino na Caldéia, durante a residência dos judeus naquele país, eram verdadeiras. Para que possamos colocar este argumento em uma luz mais forte, consideremos a importância total da medida que Cyrus agora adotou e do benefício que conferiu aos judeus. A prática da escravidão entre as nações antigas é bem conhecida.

Os escravos eram, nesse período, um grande ramo da propriedade. Os escravos cultivavam a terra, faziam negócios domésticos, exerciam os negócios necessários e, em geral, Realizou todo esse trabalho em que a massa das pessoas agora está empregada. Os escravos, portanto, formaram uma grande parte da propriedade privada e do estoque nacional. Os escravos surgiram principalmente, entre as nações antigas, dos prisioneiros tomados na guerra. Este foi o grande fundo do qual foram fornecidos, e constituiu um ramo muito considerável dos lucros acumulados pelos conquistadores nas antigas guerras. Eles estimaram os lucros da guerra, não mais pela extensão do território que eles ganharam do que pelo número de escravos que eles capturaram. A partir desta visão, seremos capazes de conceber o quão difícil deve ter sido nos tempos antigos para os homens que foram reduzidos à escravidão para recuperar a liberdade.

Os interesses do Estado, bem como os direitos e propriedades dos indivíduos, foram todos contra eles. Onde havia tantos interesses a serem consultados, tantas propriedades a serem separadas e tantos direitos privados a serem retomados, podemos concluir que o libertador dos escravos, entre as nações antigas, deve ter sido uma medida estatal muito árdua. Isto explica perfeitamente a dificuldade que a nação judaica encontrou em sua tentativa de emigrar do Egito. As pessoas privadas por vezes deram à liberdade a sua escravidão como recompensa por algum serviço distinto; Mas era impossível, segundo os modos antigos, que qualquer grupo considerável de homens fosse libertado sem uma causa que fosse muito extraordinária.

No edito de Ciro, então, e o retorno dos judeus da Babilônia, temos uma história muito incomum que nos foi apresentada. Esse conquistador, entre outras propriedades valiosas do império vencedor, encontrou uma nação inteira de escravos. Este, De acordo com as idéias desses tempos, foi uma aquisição imensa. Era, de fato, uma imensa propriedade, cujo valor, para um príncipe político como Ciro, deveria ter sido plenamente conhecido. No entanto, encontramos esse príncipe político e sábio que dá liberdade imediatamente a toda essa nação e enviando-os, depois de setenta anos de cativeiro, para o seu próprio país. É esta circunstância extraordinária que Isaías descreve, e do valor que ele parece plenamente sensível, quando ele diz, em sua profecia de Ciro: "Ele edificará a minha cidade, e ele deixará os meus cativos, não por preço nem por recompensa "Também não foi uma resolução súbita. Não foi adotado no momento da vitória, nem pretendia exibir um triunfo momentâneo sobre os vencidos. Os judeus permaneceram no mesmo estado em que haviam vivido sob os caldeus durante todo um reinado do novo império. Digo, então, que esta transação oferece uma forte prova do crédito em que a nação judaica estava na Babilônia e que a história que Daniel dá das manifestações do poder divino que foram feitas durante esse período e pela agência Daquela nação, na província da Caldéia, eram verdadeiras.

A transação prova-se. Não há dados aqui necessários, mas acreditar que a nação dos judeus estava na Babilônia, e que eles retornaram dela. O retorno deles prova a história. Isso supõe tudo o que está relacionado e não pode ser explicado. Afirma-se que, neste período, o deus dos hebreus reconheceu em todas as vastas províncias da Caldéia e da Pérsia. Por fim, o corpo dos judeus, a quem as pessoas com quem viviam, considerado uma nação sagrada, obtém a liberdade e são restaurados para o seu país. Esta é a história que nos são apresentados pelos próprios escritores; E o retorno real dos judeus do seu cativeiro e o reassentamento em seu próprio país, em oposição a tantos direitos complicados, em oposição a tantos grandes interesses e, em oposição à prática universal da humanidade nesse período, suponha que essa história , E são uma prova completa de sua autenticidade. ( J. Mackenzie, DD )


A proclamação de Ciro para a reconstrução do templo, Ezra 1: 1-4 . As pessoas providenciam o seu retorno, Ezra 1: 5 , Ezra 1: 6 . Ciro restaura a Sheshbazzar os vasos tirados por Nabucodonosor do templo de Salomão, Ezra 1: 7-11 .
Na introdução deste livro, o leitor encontrará a história de Ezra detalhada em um comprimento considerável. Só é necessário dizer aqui que ele geralmente é permitido entre os judeus ter sido da família sacerdotal, e, portanto, ele se chama ὁ ἱερευς , o sacerdote pela Septuaginta. Entre os rabbins, ele passa por um crítico extraordinário, Divinamente autorizado a colecionar e organizar as diferentes porções dos escritos sagrados, e digerê-los em um sistema. Até onde tudo o que dizem sobre esse assunto é verdade, não podemos dizer; Ele era, além de toda controvérsia, um homem muito eminente; E em tudo o que ele fez, agiu sob a direção imediata e inspiração do Todo-Poderoso.
Esta história contém as transações de cerca de oitenta e dois anos; Desde o primeiro ano de Ciro na Babilônia, de acordo com o Arcebispo Usher, AM 3468, ao décimo nono ano de Ardsheer Diraz Dest ou Artaxerxes Longimanus, que enviou Neemias a Jerusalém, sobre AM 3550. Para todos os outros detalhes, veja a introdução.

 

      COMENTARIO BIBLICO CAP.1 V.1-11

 

Verso 1


No primeiro ano de Ciro deve ser entendido o primeiro ano de sua soberania sobre os judeus, ou 538 aC.
Agora no primeiro ano - Esta é palavra por palavra com os dois últimos versos do livro anterior; Que estão aqui em seu devido lugar e conexão, mas são inteiramente destituídos de conexão cronológica e referência.


No primeiro ano ] Heb. No ano. Os hebreus usam um para o primeiro. Assim também os apóstolos em grego, Mateus 28: 1-20 : João 20: 1 ; João 20:19 , 1 Coríntios 16: 1-24 : 2 Reis 6: 1 ; Um sendo o primeiro número; Nem foi sem um mistério que Pythagoras pediu aos seus estudiosos que tivessem respeito, εις μοναδα ; Como Moisés também o dele, dizendo: "Ouve, Israel: o Senhor nosso Deus é um só Senhor", Deuteronômio 6: 4 .

Que a palavra do Senhor pela boca de Jeremias possa ser cumprida .O cumprimento da palavra do Senhor

Aqui estão quatro coisas que reivindicam nossa atenção.

I. O respeito de Deus por sua palavra. "Agora, no primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia, que a palavra do Senhor pela boca de Jeremias possa ser cumprida", etc. ( Jeremias 29:10 Jeremias 29:10 ; Números 23:19Números 23:19 ). "O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão." "A Palavra do Senhor permanece para sempre". Ele permanece fiel; Ele não pode negar a si mesmo. "Nós temos nisso ...

  1. A garantia de que as profecias e promessas de Sua Palavra serão cumpridas. "À medida que o arquiteto executa progressivamente todas as partes do plano que ele delineou, até que todo o design seja concluído, então Deus em Sua providência executa em ordem todas as profecias de Sua Palavra : uma grande proporção de Seu grande esquema já foi cumprida , E as idades giratórias acelerarão o desempenho de todo o resto nos períodos designados ".
    2. Um incentivo para confiar nele. "O que confiar no Senhor será posto em alto" ( Salmos 22: 4-5 Salmos 22: 4-5 , Salmos 18: 2Salmos 18: 2 ).

  2. II. A misericórdia de Deus para o Seu povo. Esta misericórdia é vista--
    1. Na concepção e efeito do cativeiro. "Assim, a palavra divina do castigo", diz Schultz, "sempre anda de mãos dadas com a Sua palavra de salvação".
    2. Na libertação do cativeiro.
    Foi uma garantia do perdão divino de seus pecados. A sua libertação também foi o início de muitas e grandes bençãos. "Que plenitude de salvação depois da noite do infortúnio - toda a extensão da redenção messiânica".

  3. III. A influência de Deus sobre o espírito do homem. "O Senhor despertou o espírito de Ciro, rei da Pérsia".

  4. 1. A natureza dessa influência. "Isso não significa", diz Schultz, "que Ciro foi influenciado da mesma forma que os profetas, sobre quem, com sua maior susceptibilidade, veio o Espírito do Senhor; Mas ainda uma influência em consequência da qual Ciro fez a vontade de Deus sua própria vontade, e executou-a nas coisas em consideração. Deus lhe deu a resolução e o desejo de executar Sua intenção. "Todo o bem na vida humana é o resultado da influência Divina.

  5. 2. O sujeito desta influência : Ciro rei da Pérsia. "O coração do rei está na mão do Senhor, como os rios da água; Ele o torna sempre que Ele quiser. "Ele agora está usando os poderes do mundo para promover os interesses de Sua causa.

  6. 3. O design desta influência. "O Senhor despertou o espírito de Ciro, que ele fez uma proclamação", etc. Em todas as inspirações e impressões que ele transmite ao homem, Seu objetivo é salvá-lo e abençoá-lo e fazer dele um agente para abençoar os outros.
    IV. A resposta adequada do homem à influência de Deus. "Cyrus fez uma proclamação em todo o seu reino", etc. ( W. Jones. )

Agora, no primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia , ... Não no primeiro reinado sobre a Pérsia, pois ele tinha muitos anos de rei sobre isso, e agora todos os reinos da terra lhe foram dados, Ezra 1: 2 , mas sobre Babilônia, e os domínios que lhe pertencem, que começou com Dario sobre a tomada de Babilônia; Ele reinou em todos os trinta anos, como CiceroDe um escritor persa se relaciona; Ou vinte e nove, de acordo com HeródotoF8; Mas em que ano isso não era certo; Africanus, Provou, de vários historiadores, que foi o primeiro ano da oitava quinta olimpíada, talvez sobre o vigésimo do governo persa de CyrusF11; Veja Gill em Daniel 10: 1 .

O primeiro ano de Ciro


Depois de se tornar mestre da Pérsia e construir um império na Ásia Menor e no norte, Cyrus varreu as planícies da Caldéia e capturou a Babilônia no ano bc 538. Para os judeus, este seria o primeiro ano de seu reinado, porque Foi o primeiro ano de seu domínio sobre eles, assim como o ano 1603 é contado pelos ingleses como o primeiro ano de James I., porque o rei da Escócia herdou o trono inglês. ( Walter F. Adeney, MA )


CIRO


O vale do Eufrates era o centro de três dos cinco grandes impérios da antiguidade - o assírio, a babilônia, o persa. Nos séculos oitavo e sétimo antes de Cristo, o primeiro deles estava em sua força, e de sua capital, Nínive, dominou povos e terras do Golfo Pérsico ao sul até o mar Euxine ao norte; Da Palestina a oeste até o mar Cáspio a leste. Mas entre as muitas cidades e tribos temáticas havia uma cidade e havia uma tribo que, com especial impaciência, carregava o jugo e com veemência especial procurou o leste.

A cidade rival era a Babilônia, cerca de trezentos quilômetros mais a sul, situada e regada pelo Eufrates, como Nínive foi pelo Tigre. Na província da Babilônia, uma casta ou tribo, os caldeus, Tornou-se distinguido por sua energia e empresa e gradualmente imprimiu seu caráter e seu nome sobre as pessoas de toda a província. Mas, apesar de todos os esforços para eliminar o jugo, o aperto assírio foi rápido. Nínive governou Babilônia; O assírio dominou o caldeus. A tribo rival era a dos medos, a leste e norte da província de que Nínive era o centro. Aliança e parentesco com os Medes era outra tribo, destinada por Cyrus a dar um nome famoso à história - os persas. Até agora, os Medes mais civilizados têm o domínio, e os guerreiros mais duros seguem o padrão do rei da Mediana; Mas ambos, por força, reconhecem a supremacia do senhor de Nínive.

Assim, chegou até o fim do século VII aC Uma política e um ódio comuns e a presença de dois líderes capazes levaram os babilônios e medos a uma aliança temporária. A cidade do sul e as tribos do Oriente juntaram as mãos e as forças. Nineveh foi sitiada e tirada, e o império assírio terminou. Babilônia agora entrou em uma carreira breve, mas brilhante.
O dela é o "Império Dourado" da Antiguidade. Sob Nabucodonosor, ela montou até o ponto mais alto de sua grandeza. Enquanto isso, o reino mediano tornou-se consolidado; E ainda a supremacia mediana sobre os persas é incontestável. Mas cerca de 560 aC, um jovem herói-príncipe chamado Cyrus convocou os cavaleiros arqueiros dos clãs para as armas. Seguiu-se uma longa e sangrenta luta; No final, com a ajuda do gênio do jovem comandante, os conquistadores foram conquistados e as bases do poderoso Império Persa. Cyrus é uma das figuras mais benignas da história. Seu nome (do sol, "o ensolarado") indica sua natureza. Quando Xenofonte procurou um soberano de sagacidade e piedade para se sentar como modelo para seu rei ideal, ele encontrou o que procurou em Ciro. Na queda dos Medes, ele conciliou a boa vontade dos vencidos, permitindo que uma de suas raças fosse o rei titular, enquanto o poder real de ambas as nações residia em si mesmo.

O rei nominal reina, mas CIRO administra em Ecbatana. Poderoso como ele é, sua posição é um perigo ainda maior do que o poder. Uma aliança de três dos quatro Grandes Poderes do dia é formada contra ele.


O jovem leão não espera o caçador, mas se prepara para a primavera. Ele seleciona como seu primeiro inimigo Croesus, o rei da Lídia. Ele surpreende e tormenta a cidade de Sardis, Croesus é feito prisioneiro, E o domínio Lydiano acabou. As cidades gregas que se aproximam da costa da Ásia Menor em seguida sente seu poder e reconhecem sua influência. Então ele voltou sua atenção para o leste, e obrigou os guerreiros bactrianos e partos a possuí-lo como seu mestre. CIRO agora é livre para a grande empresa de sua carreira, a luta que é decidir se o persa ou o caldeus devem governar na Babilônia, sede do império mundial. Ele agora é trazido dentro da varredura do registro bíblico. Existe um interesse tanto etnológico quanto religioso em relação a esse avanço persa sobre a Babilônia. É a primeira grande colisão sobre a qual a clara luz da história cai entre duas grandes famílias de nações, Cujo resultado final foi reprimir as raças semitas do primeiro lugar da humanidade e colocar em seu lugar as nações arianas que agora ocupavam os altos lugares do campo. Aryan e Semita assim se encontram em armas diante dos muros da Babilônia. É muito apropriado que o advento do líder de um movimento que teve resultados tão amplos deve ser inaugurado com uma expectativa tão sublime quanto a qual CIRO é aclamado por Isaías. Ele era a estrela da manhã das raças arianas.


A Pérsia abriu caminho para a Grécia e a Grécia preparou-se para Roma, e fora de Roma surgiu o mundo moderno e, no mundo moderno, o ramo mais vigoroso do estoque ariano é mais e mais inequivocamente válido. Na queda da Babilônia, Cyrus não toma posse imediatamente da posição que ganhou. Com o mesmo fim politico em vista que anteriormente o fez fazer um Príncipe Mediano precedê-lo em Ecbatana, ele agora coloca outro da mesma nacionalidade sobre o trono vago de Babilônia. Por dois anos, Darius reina, depois morre; E Cyrus toma-se discretamente como o único governante dos territórios que herdou e conquistou. Doravante, o persa que governa da Babilônia é "O Grande Rei". O edito para o retorno dos exilados e a reconstrução do templo foi emitido 536 aC Foi a Declaração da Política Imperial e a base de tudo o que veio depois. Anunciou, por implicação, a amizade entre o império e os judeus - uma amizade com a qual os judeus permaneceram fiéis até, duzentos anos depois, Alexandre, o Grande, erigiu o Império de bronze sobre as ruínas de Silver. Cyrus era um homem de guerra ao final, E morreu na batalha, desastroso de acordo com uma conta, vitorioso segundo outra. ( GM Grant, BD ).

Rei da Pérsia


] Então ele tinha passado mais de vinte anos antes disso, e fez muitas grandes façanhas; Mas este foi o primeiro ano de seu império, de seu cosmocraty ( Governante do mundo ), da monarquia traduzida dos babilônios aos Persas. Os maiores reinos têm seus tempos e suas voltas, sua ascensão e sua ruína, quando eles só viverão pela fama. A Pérsia, tendo mudado seus mestres desde Ciro, continua sendo um reino florescente até hoje; Mas totalmente Mahometan. Que superstição abominável os turcos receberam deles quando, no ano de 1030, eles ganharam aquele país sob seu sultão Tangrolipix. Onde é difícil dizer, diz o meu autor, se a nação perdeu mais, os persas, pela perda de um reino tão grande, ou dos turcos, abraçando uma vaidade tão grande.

V 1. Agora


Heb. E; Para a história anterior, registrada nas Crônicas, é continuada por Ezra, aquele escriba pronto e perfeito na lei, Ezra 7: 6 . No entanto, não tão rápido ou perfeito, posso julgá-lo, como deveria, por memória, restaurar a Bíblia que foi queimada, juntamente com o templo, pelos babilônios. E, no entanto, essa era a opinião de muitos antigos, fundamentada em algumas passagens naquele Esdras Apócrifos (Irenae., Tertull., Clem. Alex., Jerome, Aug., Euseb). Nós também lemos um Johannes Gatius Ciphaleditanus, que, com a vã confiança de sua aprendizagem e memória, costumava ceder, que, se a Sagrada Escritura fosse perdida do mundo, ele não duvidaria, pela graça de Deus, Para restaurá-lo novamente. De Cranmer de fato (um homem muito melhor, e um mais profundo divino) está estável, Que ele memorizou a maioria do Novo Testamento de cor. E de Beza, que, com mais de oitenta anos de idade, ele poderia dizer perfeitamente, sem o livro, qualquer capítulo grego nas Epístolas de São Paulo (Sr. Leigh, Annot, em João 5:39 ).


Ciro - Este príncipe, tão eminente na antiguidade, teria sido filho de Cambeses, rei da Pérsia, e Mandane, filha de Astyages, rei dos Medes; E nasceu cerca de seiscentos anos antes de Cristo. Josefo explica por sua parcialidade aos judeus desta circunstância; Que ele foi mostrado os lugares no profeta Isaías, onde ele é mencionado pelo nome, e suas façanhas e conquistas anunciadas: veja Isaías 44:28 ; Isaías 45: 1 , etc. Encontrando-se assim distinguido pelo Deus dos judeus, ele estava ansioso para lhe dar provas de sua gratidão em troca; E assim fez o decreto em favor dos judeus, restaurou seus vasos sagrados, deu-lhes liberdade para retornar à sua própria terra e encorajou-os a reconstruir o templo de Jeová, etc.
É muito provável que, quando Ciro tomou Babilônia, encontrou Daniel ali, que há muito se tornou famoso como um dos ministros de estado mais sábios de todo o Oriente; E é muito provável que tenha sido essa a pessoa que lhe indicou a profecia de Isaías e lhe deu as sugestões mais longas relativas à vontade divina que foi revelada a si mesmo. De sua morte, há relatos contraditórios. Herodoto diz que, tendo virado os braços contra os Massagetes, e matado o filho de Tomyris, sua rainha, a mãe, impaciente para vingar a morte de seu filho, enviou-lhe um desafio; Prometeu fazer o excesso de sangue; E, atacando-o, fingiu ser penteado e voar; E assim ela atraiu ele e seu exército para uma emboscada, onde foi derrotado e morto, e uma parte considerável de seu exército foi destruída. A raiva enfurecida encontrou seu corpo,


Ευ μεν, εμευ ζωσης τε και νικωσης ες μαχην, π
Απωλεσας παιδα τον εμον, λων δολ · σε δ ' εγω, π
Καταπερ ηπειλησα, αματος κορεσω .
- Herodes. Clio, c. 214.


"Embora viva e vitoriosa, você me destruiu ao matar meu filho, a quem venceu por engano, mas, como eu ameacei, agora aborreço a sede com sangue".Ciro, a tua sede era sangue, agora bebes o teu preenchimento.Por Jeremias - Este profeta, Jeremias 25:12 Jeremias 25:12Jeremias 29:11 ; Jeremias 29:11 , predisseram que o cativeiro babilônico duraria apenas setenta anos: estes agora estavam terminados; Ciro deu aos judeus permissão e encorajamento para retornar à Judéia e reconstruir o templo do Senhor; E assim a previsão de Jeremias foi cumprida.
Para que a palavra do Senhor, pela boca de Jeremias, seja cumprida ; Que predisseram que os judeus retornariam do seu cativeiro no final de setenta anos, que caiu sobre o primeiro de Ciro, considerando o quarto de Jeoiaquim e o primeiro de Nabucodonosor, veja Jeremias 25: 1 .
Que a palavra do Senhor ] Pois foi o que falou pela boca dos seus santos profetas, Lucas 1:70 , e a sua palavra não pode ser quebrada, João 10:35 , porque ele é o Deus de Amém, como o profeta Davi Chame ele, Salmos 31: 5 ; E todas as suas promessas são a questão de uma vontade mais sincera e justa, sem qualquer insinceridade e falsidade, Provérbios 8: 8 .


Na boca de Jeremias ] Esse admirável pregador (como Keckerman o chama), o profeta mais eminente (como outro), com cujos escritos, sobre esta própria restauração, Daniel consultou, e então recolhidos, que chegou o tempo, Daniel 9: 2 , que o colocou sobre essa oração celestial; Pois ele sabia que as promessas de Deus devem ser adequadas; E foi para ele que o anjo disse depois: eu vim pela tua palavra, Daniel 10:14 . Deus virá, de acordo com sua promessa, mas ele terá as orações de seu povo levá-lo. Esta liberdade aqui concedida aos judeus, após tanto tempo de cativeiro, foi fruto de muitas orações, fundadas sobre a promessa, Jeremias 25:12 ; Jeremias 29:10 .


Poderia ser cumprido ] Como realmente era exatamente pela morte de Belsazar, morto por Ciro, que o sucedeu: Daniel 5:30 Daniel 5:30 : "Naquela noite mataram-se Belsazar," porque então terminaram exatamente os setenta anos. Então, pelo mesmo motivo, é notado, Êxodo 12: 40-41Êxodo 12: 40-41 , que à meia-noite, os primogênitos do Egito foram mortos, porque apenas os quatrocentos e quatrocentos e trinta anos anunciados expiraram. Tão pontual é Deus em manter sua palavra. Não está aqui, como com os homens, um dia não quebra nenhuma praça, & c., Porque ele nunca falhou em seu tempo.


O Senhor despertou o espírito de Ciro, rei da Pérsia ; Quem tem o coração de todos os homens nas mãos, e até mesmo dos reis da terra, e pode transformá-los como quiser; Ele operou sobre ele, colocou-o em seu coração, iluminou sua mente, mostrou-lhe o que era certo e seu dever de fazê-lo, e pressionou-o para a realização dele; Para que ele não pudesse ser fácil até ele ter feito isso, e ele foi feito completamente disposto, e mesmo ansioso para fazê-lo.


O Senhor despertou o espírito


Foi a obra poderosa e imediata de Deus (em cuja mão estão os corações de todos, reis e cativos, senhores e solteiros) para trazer este sábio e grande príncipe, na primeira entrada para o seu A monarquia, antes que as coisas estivessem completamente resolvidas, demitir pessoas tão grandes e tão unidas, em relação ao seu costume e religião, e assim dadas à insurreição (como geralmente era realizada) em seu próprio país, com uma patente tão completa e justa. Esta era a própria obra do Senhor, e era justamente maravilhosa aos olhos de seu povo; Que dificilmente podiam acreditar em seus próprios olhos, mas ficaram por um tempo como aqueles que sonham. Então sua boca se encheu de riso e sua língua com cântico, etc., Salmos 126: 1-2Salmos 126: 1-2 . Então foi o grande poder e a bondade de Deus, ao agitar Ciro para fazer isso, reconhecido.
Então também a clemência e a cortesia do rei não foram menos gritadas e ampliadas do que a de Flaminius, o general romano, em Atenas, onde, por entregá-las da servidão, ele era pouco menos do que deificado; Ou a da nossa rainha Elizabeth, que, por sua misericordiosa volta a casa, certos italianos que foram levados prisioneiros na invasão dos oitenta e oito, foi chamado St. Elizabeth por alguns em Veneza; Do qual um disse ao senhor Carleton (depois vizconde Dorchester), sendo embaixador que, embora ele fosse um papista, ele nunca rezaria a nenhum outro santo senão a Santa Isabel.
Ou a da nossa rainha Elizabeth, que, por sua misericordiosa volta a casa, certos italianos que foram levados prisioneiros na invasão dos oitenta e oito, foi chamado St. Elizabeth por alguns em Veneza; Do qual um disse ao senhor Carleton (depois vizconde Dorchester), sendo embaixador que, embora ele fosse um papista, ele nunca rezaria a nenhum outro santo senão a Santa Isabel. Ou a da nossa rainha Elizabeth, que, por sua misericordiosa volta a casa, certos italianos que foram levados prisioneiros na invasão dos oitenta e oito, foi chamado St. Elizabeth por alguns em Veneza; Do qual um disse ao senhor Carleton (depois vizconde Dorchester), sendo embaixador .
O Senhor despertou o espírito de Ciro .


Inspiração testada

A alma do homem é o grande árbitro. Não precisamos, portanto, reverter diante de cada homem ou mulher que reivindique inspiração. Nós ouvimos respeitosamente a reivindicação e dizemos: "O que isso significa? Que fim você conseguiria? A que propósito esta inspiração você reivindica o ponto? "E, se em resposta, as respostas devem ser indicativas de reforma, progresso, purificação, libertação, ampliação, beneficência, em verdade a resposta irá provar a inspiração que é reivindicada. Ninguém é inspirado que deseja fazer o mal. Discutir e repudiar, não com tristeza, mas com indignação, a inspiração que procurava reduzir a liberdade, prender o progresso, dificultar a missão da filantropia - que sobrecarregaria os fracos, ainda mais empobrecia os pobres e desligou da mais má morada Qualquer feixe de luz do dia. ( J. Parker, D.


Comunicações divinas

Na semana passada eu estava no escritório de um dos nossos grandes comerciantes de Glasgow e, enquanto estávamos conversando juntos, de repente ele pediu para ser desculpado por um momento, como havia uma convocação para falar com outra empresa de Glasgow. Sem se afastar do assento, sem ser levado ao mínimo, nem mesmo virar a cabeça, ele levantou de frente a ele a ligação telefônica. Passaram alguns minutos : nem uma palavra eu ouvi falar dessa conversa, exceto "Adeus". Isso foi tudo o que ouvi; Mas eu sabia que o homem a quem eu estava falando tinha sido posto em posse de um fato que eu não conhecia , e ainda assim eu estava em sua presença. Ele tinha ouvido, através da conexão especial que ele tinha, o negócio e o objeto da empresa com a qual ele estava em comunicação. Ah, eu! Às vezes, ao seu lado, um homem recebe uma comunicação do Deus Todo-Poderoso de que você não conhece nada, e esse é o motivo de sua atividade, e esse é o programa que ele resolve para realizar com todos os perigos. Ele ouviu falar de Deus; Ele comunicou com o Todo-Poderoso. ( John Robertson. )


CIRO selecionou

Parece estranho no início que este homem deveria ter sido escolhido para tal comissão. Deus poderia ter empregado alguém de seu próprio povo, Ezequiel, por exemplo, investindo-o com poder sobrenatural, quando Moisés foi investido quando ele libertou a nação do seu primeiro cativeiro no Egito. Mas não; Ele preferiu um rei pagão, cujo nome já havia sido anunciado por Isaiah há mais de cem anos. Muitas vezes, desde então, Deus prosseguiu um curso semelhante, empregando para os seus propósitos aqueles que não eram seus servos professos - homens de riqueza, de aprendizagem, de posição, de poder. Ele não conta seu serviço como uma desculpa para negar a Ele a confiança e a obediência que lhe são devidas; Ele não tolera sua idolatria; Mas ele permite que eles sejam seus ajudantes, às vezes, parece, para que, assim, se adequasse aos seus projetos benéficos, Eles podem ser persuadidos a vir de coração para o Seu reino. ( TJ Holmes. )


Agitação divina na alma humana


É ensinado que, além das influências morais gerais, inconscientes e difundidas - como foram destiladas, como o orvalho, em silêncio e escuridão - há uma energia ativa, despertando, enchendo, impelindo as almas dos homens. Dizem que o Espírito do Senhor veio sobre juízes, que veio sobre reis, profetas, apóstolos - veio poderosamente e agitou-os a todos. Quando os ventos repentinos e poderosos tornam as árvores arrasadas e as derrubam e até as derrubam, assim como, por um poderoso vento apressado, o Espírito de Deus desceu sobre os homens - sobre Samuel, sobre Davi, sobre Isaías, sobre Paulo. É ensinado também que, enquanto essa energia da mente divina preparava certos homens para emergências e preparava-os para agir em partes oficiais, todos os verdadeiros cristãos, todas as almas piedosas, estão se abrindo a uma influência aceleradora, se não tão poderosa.
Revivais


Houve grandes despertares na literatura. De repente, uma nação, por assim dizer, levantou-se e disse: "Deixe-nos ler!" Essa é uma mera questão do que se chama história profana. As idades passaram em que os homens se preocupavam em não ler, escrever ou pensar; Se houvesse algum livro a ser aberto, como regra eles ficaram intactos; Mas, de repente, houve o que se denomina um avivamento literário. É possível uma coisa dessas? Se é possível ter um avivamento literário - ou seja, um avivamento do amor pela aprendizagem, o amor à leitura, o amor à escrita - por que não pode haver um renascimento religioso, no qual os homens devem Diga de repente, mas por unanimidade: "Vamos orar"? E quando os homens se mudaram para orar, encurtam a distância entre a terra eo céu. Seria talvez mais difícil acreditar em um renascimento religioso se não houvesse revivências análogas - avivamentos de aprendizado, revivos de arte. ( J. Parker, D. D )

.Que ele fez uma proclamação em todo o seu reino , e colocou isso também por escrito; Deu-o por escrito aos seus heraldos para ler e proclamar por todos os seus domínios:

E colocá-lo também por escrito ] Que pode ser publicado, e em todos os lugares publicado.

Vox audita perit: littera scripta manet. Cristo também nos escreveu as grandes coisas de sua lei; E eles deveriam, então, ser contados algo estranho? Oséias 8:12 Oséias 8:12 . ( Veja Trapp em " Oséias 8:12 " } Seu Evangelho também lhe escreveu quem crê no nome do Filho de Deus, 1 João 5:13 , e ponderar especialmente sobre a sua paixão, que é, portanto, tão particularmente estabelecida Por quatro testemunhas fiéis, para que os homens possam obtê-lo escrito, não nas unhas das mãos (como uma vez fez), mas nas tabelas de seus corações, para que permaneçam como uma imagem perpétua; Non scripta solum, sedet sculpta, como ele disse;Oséias 8:12 1 João 5:13 Apocalipse 1: 5-6


Verso 2

"Assim diz CIRO "-"Provavelmente, algumas coisas são mais surpreendentes para o estudante inteligente da Escritura do que o tom religioso das proclamações que são atribuídas em Ezra a Ciro, Dario e Artaxerxes. Compare Ezra 6: 8-10 ; Ezra 7:12 ; Ezra 7:23 . Duas coisas são especialmente notáveis ​​nessas passagens - primeiro, o caráter religioso fortemente marcado, muito incomum em documentos pagãos; E, em segundo lugar, a distinção com a qual afirmam a unidade de Deus, e daí identificam o Deus dos persas com o deus dos judeus. Ambos os pontos recebem abundante ilustração das inscrições cuneiformes persas, Em que o reconhecimento de um único Deus supremo - Ormazd - e a clara e constante atribuição a ele da direção de todos os assuntos mundanos, são características principais. Em todos os monumentos persas de qualquer extensão, o monarca faz o reconhecimento de que 'Ormazd lhe concedeu seu império'. Todo sucesso obtido é "pela graça de Ormazd".


O nome de Ormazd ocorre em quase todos os outros parágrafos da inscrição de Behistun. Nenhum monumento público com um espírito religioso tão penetrante já foi descoberto entre os registros de qualquer nação pagã como os dos reis persas; E através de todos eles, até o tempo de Artaxerxes Ochus, o nome de Ormazd fica sozinho e inacessível como o do Senhor Supremo da terra e do céu. "- RAWLINSON, Hist. Evid., P. 147. São principais recursos. Em todos os monumentos persas de qualquer extensão, o monarca faz o reconhecimento de que 'Ormazd lhe concedeu seu império'. Todo sucesso obtido é "pela graça de Ormazd".

O nome de Ormazd ocorre em quase todos os outros parágrafos da inscrição de Behistun. Nenhum monumento público com um espírito religioso tão penetrante já foi descoberto entre os registros de qualquer nação pagã como os dos reis persas; E através de todos eles, até o tempo de Artaxerxes Ochus, o nome de Ormazd fica sozinho e inacessível como o do Senhor Supremo da terra e do céu. "- RAWLINSON, Hist. Evid., P. 147. São principais recursos. Em todos os monumentos persas de qualquer extensão, o monarca faz o reconhecimento de que 'Ormazd lhe concedeu seu império'. Todo sucesso obtido é "pela graça de Ormazd". O nome de Ormazd ocorre em quase todos os outros parágrafos da inscrição de Behistun. Nenhum monumento público com um espírito religioso tão penetrante já foi descoberto entre os registros de qualquer nação pagã como os dos reis persas; E através de todos eles, até o tempo de Artaxerxes Ochus, o nome de Ormazd fica sozinho e inacessível como o do Senhor Supremo da terra e do céu. "- RAWLINSON, Hist. Evid., P. 147. 'O nome de Ormazd ocorre em quase todos os outros parágrafos da inscrição de Behistun. Nenhum monumento público com um espírito religioso tão penetrante já foi descoberto entre os registros de qualquer nação pagã como os dos reis persas; E através de todos eles, até o tempo de Artaxerxes Ochus, o nome de Ormazd fica sozinho e inacessível como o do Senhor Supremo da terra e do céu. "- RAWLINSON, Hist. Evid., P. 147. 'O nome de Ormazd ocorre em quase todos os outros parágrafos da inscrição de Behistun. Nenhum monumento público com um espírito religioso tão penetrante já foi descoberto entre os registros de qualquer nação pagã como os dos reis persas; E através de todos eles, até o tempo de Artaxerxes Ochus, o nome de Ormazd fica sozinho e inacessível como o do Senhor Supremo da terra e do céu. "- RAWLINSON, Hist. Evid., P. 147. O nome de Ormazd fica sozinho e inacessível como o do Senhor Supremo da terra e do céu. "- RAWLINSON, Hist. Evid., P. 147. O nome de Ormazd fica sozinho e inacessível como o do Senhor Supremo da terra e do céu. "- RAWLINSON, Hist. Evid., P. 147.


O mesmo escritor ilustre diz em outra obra: "A conquista de Babilônia pela Pérsia foi praticamente, se não um golpe de morte, pelo menos uma ferida grave, a esse ídolo sensorial que durante mais de vinte séculos foi a religião quase universal Nos países entre o Mediterrâneo e a cordilheira de Zagros. Essa religião nunca se recuperou - nunca foi reintegrada. Sobreviveu, mais ou menos, em lugares. Em certa medida, corrompeu o zoroastrismo; Mas, no geral, a partir da data da queda da Babilônia declinou. "Bel se curvou, Nebo se abaixou" ( Isaías 46: 1 ;) "Merodach foi quebrado em pedaços"; O julgamento foi feito sobre as imagens de grava da Babilônia ( Jeremias 50: 2 ; Jeremias 51:52 ;


"Paralelamente ao declínio da velha idolatria semítica, o avanço da antítese direta, o puro monoteísmo espiritual. O mesmo golpe que colocou a religião babilônica no pó derrubou os grilhões do judaísmo. Purificado e refinado pela preciosa disciplina da adversidade, o sistema judeu que Cyrus, sentindo para ele uma simpatia natural, protegida, mantida e substituída em sua própria localidade, avançou a partir desse momento de influência e importância, levando pouco a pouco a massa suja De superstição e impureza, que entrou em contato com ele. O proselitismo tornou-se mais comum. Os judeus se espalharam mais. O retorno do cativeiro, que Ciro autorizou quase imediatamente após a captura da Babilônia, É o ponto de partida a partir do qual podemos traçar uma iluminação gradual do mundo pagão pela disseminação de crenças e práticas judaicas; Essa disseminação foi grandemente ajudada pela alta estimativa em que o sistema judeu era ocupado pela autoridade civil, tanto durante o período do Império dos Persas quanto quando o poder passou para os macedônios. "- Ancient Monarchies, vol. Iii, p. 385.


O Senhor Deus dos céus

  • Ou "Javé, Deus dos céus". No original Persa, o documento provavelmente correu - "Ormazd, o Deus dos céus". A transcrição hebraica levou "Javé" como o equivalente a "Ormazd". "A noção persa de um único Ser Supremo - Ahura-Mazda," o Espírito muito conhecido ou muito concedente "-, de fato, aproximou-se quase da concepção judaica de Yahweh.
    O Senhor Deus dos céus - Não é indigno de observação, que em todos os livros escritos antes do cativeiro, Jeová é chamado de Senhor dos Exércitos; Mas em todos os livros escritos após o cativeiro, como 2 Crônicas, Ezra Neemias e Daniel, ele é chamado O Deus dos Céus. As palavras no entanto têm o mesmo significado.

  • "O SENHOR DOS CÉUS" É observável, diz o Sr. Locke, que Deus, nos livros anteriores, é chamado de Senhor dos exércitos, mas no último das Crônicas, nisso, em Neemias e Daniel, isto é, em Os livros escritos após o cativeiro, ele é chamado de Deus dos céus e não Senhor dos exércitos, embora o sentido das duas expressões seja o mesmo. Provavelmente, aqueles que mostraram ou interpretaram a Ciro a profecia de Isaías concernente a si mesmos, conheceram que o Deus, cujo profeta Isaías era, foi adorado pelos judeus, não apenas como Deus de seu país particular, mas como o Criador e o Senhor dos céus E terra. E Cyrus, embora seja provável que ele não abandone inteiramente a religião de seu país, Ainda pode reconhecer e reverenciar a Jeová, o Deus dos hebreus, como Deus verdadeiro e grande. Pois, embora os judeus fossem ordenados estritamente a adorar um deus e não a admitir outro em comunhão com ele, muitos deles nas nações pagãs, enquanto adoravam ídolos, reconheceram um deus verdadeiro e supremo e muitas vezes adoravam os deuses de outros países Em comum com os seus próprios. Me deu todos os reinos da terra - Tudo naquelas partes do mundo; Todos os grandes domínios que os assírios e os babilônios possuíam: os reis orientais não eram, como ainda, para falar magnificamente dos seus domínios.
  • O presente desses Ciro atribui ao grande Deus, através da profecia acima mencionada de Isaías a respeito dele, que deve ter levado uma grande evidência com ela, Especialmente para ele que foi tão altamente encorajado por isso; Ou através de uma iluminação especial que Deus lhe conferiu, como tinha que ter com Nabucodonosor e Dario, e alguns outros príncipes pagãos. E ele me acusou de construir-lhe uma casa em Jerusalém - Então ele poderia concluir a partir da profecia a que se referiu ( Isaias 45:13 ), onde Deus diz de Ciro: Ele edificará minha cidade, da qual o templo era um principal Parte, e mais claramente de Isaías 44:28 , ele dirá a Jerusalém: Serás edificado; E ao templo, o seu fundamento será posto. E ele me acusou de construir-lhe uma casa em Jerusalém - Então ele poderia concluir a partir da profecia a que se referiu ( Isaias 45:13 ), onde Deus diz de Ciro: Ele edificará minha cidade, da qual o templo era um principal Parte, e mais claramente de Isaías 44:28 , ele dirá a Jerusalém: Serás edificado; E ao templo, o seu fundamento será posto. E ele me acusou de construir-lhe uma casa em Jerusalém - Então ele poderia concluir a partir da profecia a que se referiu ( Isaias 45:13 ), onde Deus diz de Ciro: Ele edificará minha cidade, da qual o templo era um principal Parte, e mais claramente de Isaías 44:28 , ele dirá a Jerusalém: Serás edificado; E ao templo, o seu fundamento será posto.

Todos os reinos da terra.
No momento, o império dos medo-persas era muito extenso: de acordo com os escritores antigos, Ciro, neste momento, reinou sobre os Medes, Persas, Hircanians, Armênios, Sírios, Assírios, Árabes, Capadócios, Phrygianos, Lidians Fenícios, Babylonicos Bactrianos, Indianos, Saci, Cilícios, Paphlagonianos, Moriandrianos e muitos outros. Seu império se estendeu no Oriente, até o Mar Vermelho; No norte, para o mar Euxine; No oeste, para a ilha de Chipre e do Egito; E no sul, para a Etiópia.


Me deu todos os reinos ... - Existe uma fórmula semelhante ao início da grande maioria das inscrições persas.Ele me acusou de construir-lhe uma casa - É uma conjectura razoável que, na captura da Babilônia, Ciro foi posto em contato com Daniel, que chamou a atenção para a profecia de Isaías Isaías 44:28 ; E que Ciro aceitou esta profecia como uma "carga" para reconstruir o templo.
Muitos que conquistou antes de tomar a Babilônia, e então toda a monarquia babilônica caiu em suas mãos. Heródoto Diz que ele governou toda a Ásia; Xenofonte Conta com muitas nações que estavam sob o seu governo, medos e hircanianos, sírios, assírios, árabes, capadócios, tanto frigões, carianos, fenícios, babilônios, bactrianos, índios, ciliares, scae ou citas, paphlagonianos, megadinos e muitas outras nações , Os gregos que habitam a Ásia, os ciprianos e os egípcios; E em outro lugar ele diz, As fronteiras de seu reino eram, a leste, o Mar Vermelho, ao norte, o Euxine Pontus, ao oeste de Chipre e ao Egito, e ao sul da Etiópia. E a posse desses reinos que Cyrus atribui, não a sua própria coragem e habilidade marcial, mas à providência e disposição do Deus do céu, que ele parece ter tido alguma noção de:


O Senhor Deus dos céus me deu todos os reinos da terra ; Muitos que conquistou antes de tomar a Babilônia, e então toda a monarquia babilônica caiu em suas mãos. Heródoto Diz que ele governou toda a Ásia; Xenofonte.Conta com muitas nações que estavam sob o seu governo, medos e hircanianos, sírios, assírios, árabes, capadócios, tanto frigões, carianos, fenícios, babilônios, bactrianos, índios, ciliares, scae ou citas, paphlagonianos, megadinos e muitas outras nações , Os gregos que habitam a Ásia, os ciprianos e os egípcios; E em outro lugar ele diz, As fronteiras de seu reino eram, a leste, o Mar Vermelho, ao norte, o Euxine Pontus, ao oeste de Chipre e ao Egito, e ao sul da Etiópia. E a posse desses reinos que Cyrus atribui, não a sua própria coragem e habilidade marcial, mas à providência e disposição do Deus do céu, que ele parece ter tido alguma noção de:


E ele me ordenou que construísse uma casa em Jerusalém, que está em Judá ; Na profecia de Isaías, que, segundo Josefo, Ele tinha visto e lido, e achou que era uma carga sobre ele, e um comando para ele reconstruir o templo em Jerusalém; No entanto, dar licença para reconstruí-lo, e encorajá-lo, e ajudá-lo; Um escritor árabe diz, Que Ciro se casou com uma irmã de Zorobabel, e que foi a seu pedido que os judeus tivessem permissão para retornar; O que é meramente fabuloso.


De lhe edificar uma casa em Jerusalém ] ie Para reconstruir o que tinha sido uma vez construído por Salomão (daí Hegesippus, não tendo a língua hebraica, terá Jerusalém assim chamado; quasi ιερος Sολομωντος , templo de Salomão), uma casa senhorial, na verdade, e um Das sete maravilhas do mundo. Pois apesar de terem cento e vinte pés de comprimento, e quarenta pés de largura, enquanto o templo em Éfeso tinha duzentos e quarenta e cinco metros de comprimento, e duzentos e vinte pés de largura; Ainda por materiais dispendiosos e de escolha, por mão de obra intrincada e exata, por empregos espirituais e por significação mística, nunca houve o mesmo edifício do mundo. E feliz que tenha sido por Cyrus, deixando de lado todas as suas expedições e conquistas de guerra,


Jerusalém, que está em Judá ] Jerusalém foi parte dela em Judá, e parte na tribo de Benjamim. A casa aqui mencionada, viz. O templo estava em Benjamim, como foi anunciado por Moisés, quatrocentos e quarenta anos antes de ser construído pela primeira vez por Salomão, Deuteronômio 33:12 Deuteronômio 33:12 : "E de Benjamim disse:" O amado do Senhor ", isto é, Benjamim, seu querido, "habitará em segurança por ele, e o Senhor o cobrirá todo o dia, e habitará entre seus ombros", isto é, entre esses dois montes, Moriah e Sion, onde o templo foi construído . Agora, porque Benjamim era a menor de todas as tribos de Israel, e por tanto quanto estava dentro de Judá [ Josué 19: 1 Josué 19: 1 ; Josué 19: 9 ] foi compreendido sob Judá, [ 1 Reis 11:13 ], portanto, o templo aqui está dito em "Jerusalém, que está em Judá". Por isso também esta Jerusalém em Judá se distingue de qualquer outra Jerusalém, se houvesse algum lugar no mundo assim chamado além disso.


Seu Deus esteja com ele ] E então ele não precisa de melhor companhia, nem maior felicidade; Pois ele tem certeza de uma confluência de todos os confortos, de tudo o que o coração pode desejar ou precisa exigir. Tua praesentia, Domine, Laurentio ipsam craticulam fecit dulcem, diz uma antiga, a sua presença adoece todas as nossas ocorrências (Ago). Este foi, portanto, um bom desejo do rei Ciro; Tampouco ele havia algum desserviço para si mesmo; Porque Deus prometeu abençoar aqueles que abençoam qualquer um deles, Gênesis 12: 3 Gênesis 12: 3 , e não deixar que um bom desejo para tal não seja recompensado, 2 Coríntios 13: 92 Coríntios 13: 9 .

Deixe-o subir e construir, & c. ] Como Deus o acusou, Ezra 1: 2Ezra 1: 2 , então, eles o fazem. E é como se ele tivesse dito com aquele pai (Bernard), A menos que eu agite seus corações, como o Senhor fez o meu, a menos que eu depositei a carga de Deus sobre você para estabelecer vigorosamente sobre esse serviço dele, Vobis erit damnosum, Mihi periculosum. Timeo itaque damnum vestrum, timeo damnationem meam, si tacuero. Se agora você não se aproximar de um tão grande encorajamento, Deus certamente se encontrará com você.

Ele é o Deus ] O único Deus verdadeiro, João 17: 3 João 17: 3 , nenhum como ele, Miquéias 7:18 Miquéias 7:18 . "O Senhor, seu Deus, é Deus dos deuses, e Senhor dos senhores, um Deus grande, um poderoso e um terrível", Deuteronômio 10:17Deuteronômio 10:17 . Não é adequado, portanto, que ele tenha um templo, um lugar de adoração divina, que os pagãos não negam às suas divindades?


Verso 4

Deixe os homens do seu lugar ajudá-lo - ou seja, "Deixe a população pagã ajudá-lo" (ver  1: 6 ).


A oferta livre - Provavelmente a feita pelo próprio Ciro  1: 7-11 .
E quem quer que permaneça em qualquer lugar onde ele habita ] Heb. Gershom. Um nome que Moisés deu a seu filho mais velho nascido em seu banimento; Pois ele disse: "Eu fui estranho em uma terra estranha", Êxodo 2:22 Êxodo 2:22 . Esses pobres prisioneiros haviam sido mais longos do que Moisés em Midián, e se encontraram com mais força, Salmos 137: 1 samos 137: 1 ; Salmos 137: 8 Salmos 137: 8 . Mas, como aqueles que nasceram no inferno não conhecem nenhum outro céu (como o provérbio é), tão longe não com alguns destes; Deve estar nas dores e correr o perigo de uma viagem à Terra Santa. Um pouco com facilidade é melhor. Deixe-nos, que são estranhos aqui, apressar-se para casa, para o céu. Alguns desses judeus pobres tinham a mente para retornar, mas queriam meios. Para essas pessoas necessitadas, o rei cuida e segue aqui,3 João 1: 6.
Deixe os homens de seu lugar ] Seja judeus ou prosélitos, irmãos por raça, graça ou lugar único.

Ajude-o com prata ] Heb. Leve-o para fora do pó, como os amigos de Jó fizeram-no com o manjar; Como Joseph fez seus irmãos quando ele encheu suas malas, e devolveu seus dinheiros; E como todos os cristãos estão ligados e tentam apoiar ou fortalecer seus irmãos mais fracos, 1 Tessalonicenses 5:141 Tessalonicenses 5:14 ( Aντεχεσθε των ασθενων ).

Com prata e ouro ] Estas são boas alavancas notáveis ​​em uma elevação morta no mundo presente, onde o dinheiro tem domínio e responde todas as coisas, Eclesiastes 10:14Eclesiastes 10:14 , uma resposta satisfatória que dá a tudo o que for desejado ou exigido. Aquele que ajuda um homem, portanto, em sua necessidade com prata e ouro é realmente um amigo. Que o homem faça a Deus seu amigo, e então (diz Eliphaz), o Todo-poderoso será o seu ouro, e ele terá bastante prata, Trabalho 22:25 Jó 22:25 ; Jacó terá certeza de que o levará ao fim de sua jornada, uma suficiência, se não uma superação, de todas as coisas necessárias à vida e à piedade.


E com bens ] Heb. Recupere (de onde as nossas palavras em inglês, riquezas e dinheiro), bens móveis, móveis, reuniram substância, como a palavra significa, que todo aquele que ele era o primeiro chamado de substância estava totalmente enganado; Só a sabedoria (isto é, a piedade) é uma substância durável, Provérbios 8:21 Provérbios 8:21 . A riqueza é apenas uma aparência, Provérbios 23: 5 Provérbios 23: 5 , 1 Coríntios 7:31 1 Coríntios 7:31 E aquele que chamou os bens da riqueza era um marido melhor do que o divino. Mas pode-se pensar que o máximo são tais maridos; Como o choro comum é, quem nos mostrará algum bem? Um bom saque, uma boa pechincha, uma besta boa? & C., Salmos 4: 6 Salmos 4: 6 . Que uma coisa seja necessária, ambos são Bonum hominis, o bem do homem, Miquéias 6: 8 e Totum hominis,Miquéias 6: 8 Eclesiastes 12:13


E animais ] As criaturas mais úteis, tanto ad esum como ad usum, para alimentos e outros usos, como ovelhas, cavalos, camelos, dromedários, rápidos, pacientes, dolorosos.


Além da oferta de livre arbítrio. ] O que o rei presumir todas as pessoas de coração livre de Deus (voluntários, todas as almas deles, Salmos 110: 3 Salmos 110: 3 ) será mais adiante em uma obra tão boa, tão aceitável. Veja Levítico 5: 6 Levitico 5: 6 ; Levítico 5:12 Levítico 5:12 ; Levítico 14:10 Levítico 14:10 ; Levítico 14:21 Levítico 14:21 ; Levítico 14:30 Levítico 14:30 . Deus não aflige a ninguém, Êxodo 25: 2 Êxodo 25: 2 ; Êxodo 35: 5 Êxodo 35: 5 . Lex quaerit voluntarios, A lei pede voluntários, diz Ambrósio, veja Isaías 56: 6 , 2 Coríntios 8:12 ; 2 Coríntios 9: 7 , e aprender a sair de forma redonda e pronta em obras de piedade e caridade; Pois, de resto, tudo está perdido; Já que Virtus nolentium nulla est, o serviço não desejado não é definido por nada.Isaías 56: 6 2 Coríntios 8:12 2 Coríntios 9: 7


Isso é em Jerusalém ] Esta cidade que com tanta frequência nomeia, para que ele parezca encantado com a própria menção; E ser do mesmo jeito com aqueles piedosos cativos que juraram preferir a Jerusalém (a alegria de toda a terra) diante de sua alegria principal, para que ele suba acima da cabeça da alegria, como o hebraico tem, Salmos 137: 6 Salmos 137: 6 . Como então deve animar nossos corações a pensar no céu, e que estamos escritos entre os vivos em Jerusalém, Isaías 4: 3 Isaías 4: 3 ; Conselheiros dos santos e da casa do céu, Efésios 2:19Efésios 2:19 .


Verso 5
Apenas uma parte dos israelitas aproveitou a permissão de Ciro. Muitos permaneceram na Babilônia, já que não estavam dispostos a renunciar à sua propriedade. Os que retornaram eram pessoas a quem Deus especialmente se excitava para fazer sacrifícios pela glória dele.


Com todos aqueles cujo espírito Deus criou para subir, para construir a casa do Senhor, que está em Jerusalém ".


Deus, que "trabalha" nos homens "tanto para querer e fazer", forçado poderosamente pelo seu Espírito em seus corações, inclinou suas mentes, e fez-lhes vontade de subir e estabeleceu essa obra; E uma operação tão divina, poderosa e eficaz sobre eles, era necessário envolver-se nela, já que os constrangimentos, dificuldades, desânimos e objeções eram muitos: alguns estavam bem resolvidos e haviam contratado um conhecimento agradável com muitos Dos seus vizinhos, e na maioria deles era seu lugar natal; E quanto a Judéia e Jerusalém, eles não sabiam senão o que seus pais lhes tinham dito; O caminho para ele desconhecido, longo e perigoso Pelo menos cansativo e incômodo para suas esposas e filhos; Judea e Jerusalém desoladas e em ruínas, e nas mãos de inimigos, de quem tinham motivos para esperar problemas.

Ver. 5. Então levantou-se o chefe dos pais ] Aqueles, que são, portanto, coroados e crônicos no próximo capítulo. Esses magnatas magnificas, que atraíram os outros pelo exemplo deles. Os  cabritos diante dos rebanhos, os homens dos lugares públicos e da autoridade, ativos para a reforma, que ouviram esse chamado divino, Jeremias 50: 8 Jeremias 50: 8 , "Retire do meio da Babilônia e saia da terra Dos caldeus, e seja como os cabritos diante dos rebanhos ". Estes nobres surgiram, sendo despertados e criados por esse nobre espírito de Deus, Salmos 51:12 salmos 51:12 , esse espírito real, o Caldeu o faz; Como foi encontrado em Arauná, aquele famoso Jebuseu, 2 Samuel 24:23 2 Samuel 24:23 , Zacarias 9: 7 Zacarias 9: 7 ; Neemias 3:20 E é um espírito acelerador em toda alma boa, fazendo com que eles façam destruição, como fez Baruque, Neemias 3:20 , e para dar passos longitos para o céu, como Jacó fez em direção a Padanaram, Gênesis 28: 5 Gênesis 28: 5 para, Nescit tarda molimina spiritus sancti Gratia, o espírito de graça não conhece passos lentos, mas é rápido de despacho (Ambrose).


Levem esses chefes quando ouvirem, Surge, idade, Summe Pater, como se disse uma vez ao bispo de Roma, excitando-o a fazer guerra contra o turco. Nescit tarda molimina spiritus sancti gratia, O espírito de graça não conhece passos lentos, mas é rápido de despacho (Ambrose). Levem esses chefes quando ouvirem, Surge, idade, Summe Pater, como se disse uma vez ao bispo de Roma, excitando-o a fazer guerra contra o turco. Nescit tarda molimina spiritus sancti gratia, O espírito de graça não conhece passos lentos, mas é rápido de despacho (Ambrose). Levem esses chefes quando ouvirem, Surge, idade, Summe Pater, como se disse uma vez ao bispo de Roma, excitando-o a fazer guerra contra o turco.


Então levantou o chefe dos pais, - Homens eminentes e experientes, de quem se poderia esperar justamente, que, como estavam acima de seus irmãos com dignidade, deveriam comparecer com eles no dever. De Judá e Benjamim - E com eles algumas das outras tribos, como aparece nas 1 Crônicas 9: 3 ; Mas estes só são nomeados, porque eram mais consideráveis ​​por número e qualidade. E os sacerdotes e os levitas - Quem, como se tornaram eles, foram os primeiros a se depararem com Sion. Se algum bom trabalho for feito, deixe os ministros assumirem a liderança nele.


Com todo o espírito de quem Deus criou, para subir - A quem ele inspirou com reverência e amor por si mesmo como Deus de Israel, E uma profunda preocupação com a restauração de seu culto em Jerusalém, e com essa resolução e fortaleza que eram necessárias para que pudessem superar as dificuldades e os desânimos que estavam a caminho deles. Estes foram, sem dúvida, ótimos e muitos; Tais como a penúria atual; O comprimento e os perigos e as despesas da jornada; Sendo dispersos em vários lugares distantes, o que impediu a conjunção de seus conselhos e ações; A multidão de seus inimigos; A posse real de seu país por outros; O estado ruinoso de Jerusalém, e as outras cidades e cidades da Judéia; E o grande atraso de muitos de seus próprios irmãos para ir com eles. Além disso, a tentação foi forte para alguns deles permanecer na Babilônia, sendo conveniente e confortavelmente estabelecido lá, E tendo contratado um conhecido com seus vizinhos, como foi agradável e agradável para eles. Por essas e semelhantes considerações, muitos foram induzidos a permanecer onde estavam, ou pelo menos não ir com o primeiro que foi.


Mas havia alguns que rompiam essas dificuldades, e eram aqueles cujo espírito Deus havia suscitado: quem por seu Espírito ele havia inspirado com um generoso desejo de liberdade e um carinho gracioso em sua própria terra, a terra que Deus lhes havia dado , E um desejo pelo exercício gratuito e público de sua religião. Se Deus os tivesse deixado para si mesmos e para os conselhos de carne e sangue, eles permaneceriam na Babilônia; mas, ao levantar o espírito de Ciro para proclamar essa liberdade, ele levantou seus espíritos para tirar proveito de E voltou-se para Sion, Como estranhos perguntando o caminho, Jeremias 50: 5 . Pois, sendo uma nova geração, saíram, como seu pai, Abraão, desta terra dos caldeus, sem saber para onde foram.1 Crônicas 9: 3 Jeremias 50: 5.


E os sacerdotes e os levitas . Ajustá-lo era que estes deveriam ser os primeiros e mais adiantados no trabalho do templo; Cujo bom emprego era ensinar os julgamentos de Jacó de Deus e colocar incenso diante dele continuamente, Deuteronômio 33:10 Deuteronômio 33:10 , esperar no altar e participar do altar, 1 Coríntios 9:131 Coríntios 9:13 .


Com todos aqueles cujo espírito Deus havia suscitado . Não apenas de Judá e Benjamim (as melhores das tribos, e mais verdadeiro para seus princípios e princípios), mas também de Efraim e Manassés, 1 Crônicas 9: 3 1 Crônicas 9: 3 , com Ezequiel 37: 16-17 Ezequiel 37:16 -17 ; Ezequiel 37: 21-22 Ezequiel 37: 21-22 , como muitos dos israelitas que foram agidos pelo espírito de julgamento de Deus e de queimar, Isaías 4: 4 Isaías 4: 4 , despedindo-os para uma santa disputa em negócios tão nobres e necessários, e levando-os para a Terra de retidão, Salmos 143: 10 Salmos 143: 10 .

O fruto deste bom espírito é em toda bondade, justiça e verdade, Efésios 5: 9 Efésios 5: 9 ; A obra sobre os filhos de Deus que são conduzidos por ele, Romanos 8:14 Romanos 8:14 , Não é apenas um convite externo da palavra e dos sacramentos, ou uma mera persuasão moral (a proclamação de Ciro aqui teria aproveitado pouco com esse povo, se Deus não tivesse movido seus corações), mas um desenho efetivo do coração, pelo qual operar irresistivelmente , O pecador é convertido; João 6:44 E por meio do qual cooperar infalivelmente, ele persevera na graça até o fim, João 6:44 . Esta conduta do Espírito Santo, devemos implorar sinceramente a Davi, Salmos 143: 10 Salmos 143: 10 , e observar e obedecer com cuidado suas movimentações, sempre que Davi fez as saídas de Deus nas cúpulas das amoreiras, 1 Crônicas 14:151 Crônicas 14:15 , Salmos 89:51Porque estes são o som de suas saídas e os passos de seus ungidos, Salmos 89:51 .
Ou uma mera persuasão moral (a proclamação de Ciro aqui teria aproveitado pouco com este povo, se Deus não tivesse movido seus corações), mas um desenho efetivo do coração, pelo qual, operando irresistivelmente, o pecador se converteu; E por meio do qual cooperar infalivelmente, ele persevera na graça até o fim, João 6:44 .


Esta conduta do Espírito Santo, devemos implorar sinceramente a Davi, Salmos 143: 10 , e observar e obedecer com cuidado suas movimentações, como sempre, Davi fez as saídas de Deus nas cúpulas das amoreiras, 1 Crônicas 14:15 , Porque estes são o som de suas saídas e os passos de seus ungidos, Salmos 89:51 . Ou uma mera persuasão moral (a proclamação de Ciro aqui teria aproveitado pouco com este povo, se Deus não tivesse movido seus corações), mas um desenho efetivo do coração, pelo qual, operando irresistivelmente, o pecador se converteu; E por meio do qual cooperar infalivelmente, ele persevera na graça até o fim, João 6:44 . Esta conduta do Espírito Santo, devemos implorar sinceramente a Davi, Salmos 143: 10 , e observar e obedecer com cuidado suas movimentações, sempre que Davi fez as saídas de Deus nas cúpulas das amoreiras, 1 Crônicas 14:15 , Porque estes são o som de suas saídas e os passos de seus ungidos, Salmos 89:51 . Mas um desenho eficaz do coração, por meio do qual operar irresistivelmente, o pecador é convertido; E por meio do qual cooperar infalivelmente, ele persevera na graça até o fim, João 6:44 .


Esta conduta do Espírito Santo, devemos implorar sinceramente a Davi, Salmos 143: 10 , e observar e obedecer com cuidado suas movimentações, sempre que Davi fez as saídas de Deus nas cúpulas das amoreiras, 1 Crônicas 14:15 , Porque estes são o som de suas saídas e os passos de seus ungidos, Salmos 89:51 . Mas um desenho eficaz do coração, por meio do qual operar irresistivelmente, o pecador é convertido; E por meio do qual cooperar infalivelmente, ele persevera na graça até o fim, João 6:44 . Esta conduta do Espírito Santo, devemos implorar sinceramente a Davi, Salmos 143: 10 , e observar e obedecer com cuidado suas movimentações, sempre que Davi fez as saídas de Deus nas cúpulas das amoreiras, 1 Crônicas 14:15 , Porque estes são o som de suas saídas e os passos de seus ungidos, Salmos 89:51 .


Para construir a casa do Senhor ] Isto era o que eles visavam, ao invés de sua própria liberdade. A escolha e os espíritos excelentes podem facilmente afogar todos os seus sentimentos na glória de Deus. Foi o cuidado da boa gente nos dias de Joel, para que haja uma oferta de carne e uma oferta de bebidas ao Senhor seu Deus, seja o que for de suas próprias carcaças, Joel 2:14 Joel 2:14 . E quando o sacrifício diário cessou pela tirania de Antíoco, eles a consideraram como uma abominação de desolação, Daniel 9:27 Daniel 9:27 . Os judeus neste dia são muito sérios para reconstruir o templo destruído em Jerusalém, fora do seu zelo cego; Mas eles não têm nenhum Ciro para incentivá-los (juliano apóstata uma vez fez, apesar dos cristãos.


E com coisas preciosas ] Mesmo o melhor do melhor que tinham. A palavra significa praestantissimum e pretiosissimum em quocunque genere fructuum, metalorum, gemmarum, vestium, o mais escolhido e principal de todo tipo de mercadorias. Como Eliezer deu a Rebeca e ao seu irmão, Gênesis 24:53 Gênesis 24:53 , e como Josafá deu seu filho mais novo, 2 Crônicas 21: 32 Crônicas 21: 3 . Para a compra da pérola de preço, o comerciante sábio faz uma venda completa de todos. Barnabé partiu com suas terras, Zaqueu com seus bens, Mateus com sua carne, o centurião com seu dinheiro, para construir as sinagogas que o impio Antíoco havia derrubado; E estes no texto, com suas coisas mais preciosas, para remodelar aquele templo que Belsazar tinha queimado.
Ao lado de tudo o que foi oferecido de bom grado ] Uma oferta livre, então, [  1: 4  1: 4 ] trazida pelo povo disposto por Deus, Salmos 110: 3 Salmos 110: 3 , que aguardam a lei de Deus, como Isaías 42: 8-9 Isaías 42: 8-9 , e segure com a antiga , Que é nimis augusta innocentia ad legem bonum esse, para não fazer mais serviço a Deus do que as necessidades devem, obter tanta graça apenas como manterão a vida e a alma juntas (isto é, a alma e o inferno), isso eles julgam Seja uma tensão baixa e indigna de algumas pessoas boas.


Davi prometeu ofertas voluntárias com frequência, e pode ser um grande amor e serviço do que ele pode fazer com ele, salmos 5: 6 , 1 Crônicas 29: 8-9 . Essas boas almas, Zacarias 8:21 , Invocam-se e uns aos outros para ir continuamente perante o Senhor, e buscar o Senhor dos exércitos: eu (cada um por si mesmo) irá também. Hannah subiu com o marido todos os anos para a festa, 1 Samuel 1: 4 ; 1 Samuel 1:21 ; Assim como a Virgem Maria para a páscoa com seu filho Jesus, Lucas 2: 41-42 ; Todavia, nenhum deles foi expressamente mandado para fazer senão machos, e aqueles que não têm nada abaixo dos vinte anos de idade, como cabíveis para serem numerados, Êxodo 30:14 .
Então, aqueles que estão entre nós que ouvem sermões do dia da semana, como fez Maria, Lucas 10:42 , e muitas outras pessoas boas nos dias de nosso Salvador, Lucas 19: 47-48 ; Lucas 21: 37-38 . Por isso, mostraremos nosso amor e fazeremos um serviço altamente aceito no céu. Eu (com cada um por si mesmo) irá também. Hannah subiu com o marido todos os anos para a festa, 1 Samuel 1: 4 ; 1 Samuel 1:21 ; Assim como a Virgem Maria para a páscoa com seu filho Jesus, Lucas 2: 41-42 ; Todavia, nenhum deles foi expressamente mandado para fazer senão machos, e aqueles que não têm nada abaixo dos vinte anos de idade, como cabíveis para serem numerados, Êxodo 30:14 . Então, aqueles que estão entre nós que ouvem sermões do dia da semana, como fez Maria, Lucas 10:42 , e muitas outras pessoas boas nos dias de nosso Salvador, Lucas 19: 47-48 ; Lucas 21: 37-38 .

Por isso, mostraremos nosso amor e fazemos um serviço altamente aceito no céu. Eu (com cada um por si mesmo) irá também. Hannah subiu com o marido todos os anos para a festa, 1 Samuel 1: 4 ; 1 Samuel 1:21 ; Assim como a Virgem Maria para a páscoa com seu filho Jesus, Lucas 2: 41-42 ; Todavia, nenhum deles foi expressamente mandado para fazer senão machos, e aqueles que não têm nada abaixo dos vinte anos de idade, como cabíveis para serem numerados, Êxodo 30:14 .


Então, aqueles que estão entre nós que ouvem sermões do dia da semana, como fez Maria, Lucas 10:42 , e muitas outras pessoas boas nos dias de nosso Salvador, Lucas 19: 47-48 ; Lucas 21: 37-38 . Por isso, mostraremos nosso amor e fazemos um serviço altamente aceito no céu. 1 Samuel 1:21 ; Assim como a Virgem Maria para a páscoa com seu filho Jesus, Lucas 2: 41-42 ; Todavia, nenhum deles foi expressamente mandado para fazer senão machos, e aqueles que não têm nada abaixo dos vinte anos de idade, como cabíveis para serem numerados, Êxodo 30:14 . Então, aqueles que estão entre nós que ouvem sermões do dia da semana, como fez Maria, Lucas 10:42 , e muitas outras pessoas boas nos dias de nosso Salvador, Lucas 19: 47-48 ; Lucas 21: 37-38 . Por isso, mostraremos nosso amor e fazemos um serviço altamente aceito no céu. 1 Samuel 1:21 ; Assim como a Virgem Maria para a páscoa com seu filho Jesus, Lucas 2: 41-42 ; Todavia, nenhum deles foi expressamente mandado para fazer senão machos, e aqueles que não têm nada abaixo dos vinte anos de idade, como cabíveis para serem numerados, Êxodo 30:14 .
Então, aqueles que estão entre nós que ouvem sermões do dia da semana, como fez Maria, Lucas 10:42 , e muitas outras pessoas boas nos dias de nosso Salvador, Lucas 19: 47-48 ; Lucas 21: 37-38 . Por isso, mostraremos nosso amor e fazemos um serviço altamente aceito no céu. Êxodo 30:14 . Então, aqueles que estão entre nós que ouvem sermões do dia da semana, como fez Maria, Lucas 10:42 , e muitas outras pessoas boas nos dias de nosso Salvador, Lucas 19: 47-48 ; Lucas 21: 37-38 .


Por isso, mostraremos nosso amor e fazemos um serviço altamente aceito no céu. Êxodo 30:14 . Então, aqueles que estão entre nós que ouvem sermões do dia da semana, como fez Maria, Lucas 10:42 , e muitas outras pessoas boas nos dias de nosso Salvador, Lucas 19: 47-48 ; Lucas 21: 37-38 . Por isso, mostraremos nosso amor e fazemos um serviço altamente aceito no céu.Salmos 5: 6 1 Crônicas 29: 8-9 Zacarias 8:21 1 Samuel 1: 4 1 Samuel 1:21 Lucas 2: 41-42 Êxodo 30:14 Lucas 10:42 Lucas 19: 47-48 Lucas 21: 37-38.


Verso 7
A casa de seus deuses

- Em vez disso, "de seu deus" Daniel 1: 2 , ou seja, Merodach, "seu senhor" (ver 2 Crônicas 36: 7 ).V7. Também Ciro, o rei, produziu os vasos . Por exemplo, para outros, e iussit e gessit, ele fez o que ele ordenou que fosse feito, e assim se tornou uma lei viva, um estatuto de caminhada. Então Justiniano não colocaria os vasos do Templo (tomados por Titus e recuperados de Gensericus) no tesouro público, mas os restaurava.


O que Nabucodonosor trouxe ] Com mãos profanas e sacrílegas, alguns desses utensílios sagrados do Templo haviam cortado em pedaços, 2 Reis 24:13 2 Reis 24:13 e outros que ele levou, 2 Crônicas 36: 72 Crônicas 36: 7 , inteiras e inteiras. Isso ele fez por avareza (que auri sacra fames ) e em desprezo de toda religião (ao invés de odiar a superstição judaica, ou vingar a disputa da aliança de Deus), como pelo mesmo motivo, seu sucessor Cambies destruiu os ídolos egípcios , Isaías 10:26Isaías 10:26 .


E os colocou ] Havia uma providência doce nisso; Até o fim de serem reservados, podem ser devolvidos no devido tempo (como estão aqui) à casa de Deus em Jerusalém. E, embora esse fosse um lugar muito impróprio para mantê-los dentro (para "que acordo tem o templo de Deus com os ídolos?" 2 Coríntios 6:16 2 Coríntios 6:16 ), e Belszazar os abusou profanamente, Daniel 5: 2 Daniel 5: 2 , naquele banquete bêbado de O seu (portanto, ele é chamado o rei do festival, Ezequiel 21: 5-6 Ezequiel 21: 5-6 ), sendo todavia santificado novamente e dedicado ao verdadeiro e primeiro dono, o Deus de Israel, que pode ser legalmente usado. Não só as coisas indiferentes abusadas ainda podem ser usadas no serviço de Deus (como esses seis canais de água foram por nosso Salvador João 2: 6-7João 2: 6-7 , Embora tenham sido abusados ​​de forma supersticiosa por purificação privada), mas também coisas e lugares idólatras. Quando Gideão tomou o boi indicado para Baal e o bosque, e ofereceu o boi com essa madeira em sacrifício ao Senhor, 6:26 . Do mesmo modo que os bete-heis fizeram pelo carrinho e a kine dos filisteus.


O Monte das Oliveiras foi injustamente abusado da idolatria de Salomão e outros, de modo que foi chamado o monte da corrupção, 2 Reis 23:132 Reis 23:13 , e ainda assim era o oratório habitual ou o lugar de oração do nosso Salvador. Do mesmo modo que os bete-heis fizeram pelo carrinho e a kine dos filisteus. O Monte das Oliveiras foi injustamente abusado da idolatria de Salomão e outros, de modo que foi chamado o monte da corrupção, 2 Reis 23:13 , e ainda assim era o oratório habitual ou o lugar de oração do nosso Salvador. Do mesmo modo que os bete-heis fizeram pelo carrinho e a kine dos filisteus. O Monte das Oliveiras foi injustamente abusado da idolatria de Salomão e outros, de modo que foi chamado o monte da corrupção, 2 Reis 23:13 , e ainda assim era o oratório habitual ou o lugar de oração do nosso Salvador.


Na casa de seus deuses ] Bel e Nebo, Isaías 46: 1Isaiah 46: 1 . Estes eram deuses principais da Babilônia. O original de Bel é dito ser este: Ninus tendo feito uma imagem de seu pai Belus, tudo o que veio para ver foi perdoado por todas as suas ofensas; De onde, no tempo, essa imagem veio a ser adorada, e depois uma multidão mais; Na medida em que, no tempo de Hesíodo, o número de deuses pagãos cresceu para trinta mil, πρις γαρ μυριοι εισιν . E na China, neste dia, alguns nos dizem que não existem menos de cem mil ídolos.


Deuses, esses ídolos são chamados aqui, não porque eles eram tão (pois existe um só Deus, disse Pitágoras, e outros pagãos, Eις μονος εστι θεος , etc.), mas porque Nabucodonosor os mantinha falsamente assim. Como em outros lugares, os deuses de Damasco dizem ter ferido a Acaz, que, portanto, sacrificou a eles, 2 Crônicas 28:23 2 Crônicas 28:23 , não como se esses ídolos fossem qualquer coisa no mundo, ou pudessem fazer qualquer coisa para ele, Jeremias 10: 5 Jeremias 10: 5 , 1 Coríntios 8: 41 Coríntios 8: 4 ; Mas apenas que ele presumiu assim, e que o diabo (quem é ειδωλοχαρης , como Sinesio verdadeiramente disse) abusou de sua credulidade.

Verso 8
Mithredath

  • Ou, "Mithridates". A ocorrência deste nome, que significa "dado por Mithra" ou "dedicado a Mithra", é uma indicação de que o culto ao sol dos persas era pelo menos tão antigo quanto o tempo de Ciro.Belsazar - ou seja, Zorobabel. Em sua descida real, veja 1 Crônicas 3:19 nota.

  • O príncipe de Judá - Este foi provavelmente o nome caldeu daquele que originalmente era chamado Zorobabel: o primeiro significa alegria na aflição; O último, um estranho na Babilônia. O último pode ser projetado para se referir ao estado cativo; O primeiro, para a perspectiva de lançamento. Alguns pensam que esta era uma pessoa completamente diferente, persa ou caldeia, enviada por Ciro para supervisionar quaisquer oficiais ou homens que Ciro poderia ter enviado para ajudar os judeus em seu retorno; E procurá-los ajuda nas províncias caldeus, através das quais eles podem ser obrigados a viajar.

  • V8. Mesmo aqueles que Ciro rei da Pérsia conheciam , porque, embora ele fosse monarca de muitos países, a Pérsia era o seu reino hereditário, e Persépolis o lugar de sua residência; Que grande cidade foi depois queimada por Alexandre o Grande, no movimento e pelo pedido de uma prostituta base.

Na mão de Mithredath, o tesoureiro ] Heb. Gizhar; Inde Gasper, diz. Mithridates, rei do Pontus, era famoso em épocas posteriores ou, em vez de infame, por seu ofício de salvar a si mesmo e sua crueldade com os comerciantes romanos, trocando por seus territórios, matando oitenta mil deles com uma letra (Val. Max. ).


E os contou a Sheshbazzar ] Alegria na tribulação, esta é a significação da palavra; Um nome próprio para um príncipe, que deveria ser Deliciae orbis, como Titus, o imperador, de quem se diz, que nunca enviou nenhum pretendente triste ou descontente, Neminem a se dimisit tristem (Sueton); E lembrando-se de um dia em que ele não tinha feito bem a um pobre, ele gritou para seus amigos, Hodie non regnavimus: Amici, diem perdidi, que contabilizava aquele dia em que ele não havia mostrado cortesia para o homem. Um príncipe tão gracioso era Jó, Jó 29:12 Jó 29:12 : "Entreguei o pobre que clamou", disse ele, "e o órfão, e aquele que não teve ninguém para ajudá-lo".


O grande turco se encanta, o refúgio do mundo; Professando que tudo o que lamentar a ele terá reparação e ajuda. James V da Escócia chamou-se "O rei dos pobres", por estar pronta para corrigir e aliviar os aflitos. Ezra 5:16 Zorobabel, no entanto, ele veio pelo nome de Sheshbazzar por isso que ele era o homem que eu digo por certo, Ezra 5:16 ; Ezra 3: 8 Ezra 3: 8 , Zacarias 4: 9 Zacarias 4: 9 , embora Junius pense o contrário), ele mereceu sem dúvida; E dele pode ser dito, como o historiador Vopiscus de Probus, o imperador, Si probi nomen non haberet, habere cognomen posseth, pena que ele tinha sido chamado qualquer coisa, menos Probus, tão honesto príncipe que ele era: pense o seguinte aqui.


O parlamento aqui realizado AD 1376 foi chamado O Parlamento Bom; E outro não muito tempo depois de Parlamentum benedictum, O Parlamento abençoado. Deus nos conceda um desses próximos (isto foi escrito, 18 de maio de 1653); Pois no presente estamos sem qualquer, mas não sem motivo para gritar, como aqueles em Jeremias 8:20 ; Jeremias 8:22 , a colheita é passada, o verão terminou e não nos ajudamos. "Não há bálsamo em Gileade, não há médico lá? Por que a saúde da filha do meu povo não se recupera? Nós buscamos a paz, mas não veio nada bom, e por um tempo de saúde, e veja problemas!" Jeremias 8:15 E não somos ajudados.
"Não há bálsamo em Gileade, não há médico lá? Por que a saúde da filha do meu povo não se recupera? Nós buscamos a paz, mas não veio nada bom, e por um tempo de saúde, e veja problemas!" Jeremias 8:15 E não somos ajudados. "Não há bálsamo em Gileade, não há médico lá? Por que a saúde da filha do meu povo não se recupera? Nós buscamos a paz, mas não veio nada bom, e por um tempo de saúde, e veja problemas!" Jeremias 8:15 Jeremias 8:20 Jeremias 8:22 Jeremias 8:15.


"E numerou-os - causou que fossem entregues aos judeus por número; A Sheshbazzar, o príncipe de Judá"


O capitão e governador desses judeus que retornam, Ezra 2: 2 . O cetro, portanto, ainda não se afastou de Judá. O nome dessa pessoa era originalmente Zorobabel, mas era comum para os grandes homens de Judá, no tempo do cativeiro, ter dois nomes, um de seu próprio país, que era doméstico, e outro dos caldeus, que era usado em quadra. "Zorobabel nasceu em Babilônia, e seu nome, que significa um exílio, ou estranho na Babilônia, implica a miséria do povo de Israel naquele tempo; Mas Sheshbazzar, que é composto de duas palavras, Significando linho fino e ouro, parece ser um nome de melhor presságio e denotar seu futuro e condição mais florescente. Então, o bispo Patrick.
O Dr. Trapp, no entanto, diz que Sheshbazzar significa alegria na tribulação. Alguns são de opinião, que entre as coisas sagradas que Ciro ordenou a restauração, a arca da aliança era uma; Mas nao parece que esta arca foi levada de Jerusalém para a Babilônia. Eles nos dizem, de fato, que no segundo templo foram oferecidos sacrifícios como no primeiro, e todos os dias solenes observados, especialmente o grande dia da expiação, quando a lei ordenou que o sangue fosse espargido diante do propiciatório, e o Sorte de misericórdia, dizem eles, fazia parte da arca; Mas, além disso, a arca, sem a Shechinah (que certamente foi retirada,Ezra 2: 2

verso 10
10. Trinta banhos de ouro ] Eles deveriam segurar a água de aspersão, ou sangue.E outros navios ] De vários tipos, dos quais ver 1 Reis 7:501 Reis 7:50 .


Verso 9


Carregadores -

A palavra no original assim traduzida ocorre apenas nesta passagem. Seu significado é duvidoso. Alguns derivam de uma raiz hebraica, "para esvaziar", e traduzem "copo" ou "vaso". Carregadores - Bacias ou copos. Sept. ψυκτηρες ; Vulg. Falsas, vasos de beber. De acordo com Aben Ezra, eram bacias usadas para colecionar o sangue de cordeiros. Outros tomam a palavra no sentido das cestas.

Facas - Esta é outra palavra duvidosa, usada apenas aqui. A etimologia aponta para algum emprego de cesta de trabalho.Comumente explicado como as facas de abate pelo qual as vítimas sacrificadas foram mortas. A forma feminina da mesma palavra é usada nos Juízes 16:13 Juízes 16:13 ; Juízes 16:19 Julgamentos 16:19 , por tranças de cabelo, de onde  conjectura que o significado aqui é algum tipo de vasos adornados com trabalho trançado. Bertheau sugere que eles eram panelas de carvão ou incensários, como os mencionados em 1 Reis 7:50 .1 Reis 7:50

Ver. 9. E este é o número deles ]

Se não tivessem sido de grande preço e uso, eles não teriam sido numerados: Canção de Salomão 6: 8 Canção de Salomão 6: 8 , as rainhas e as concubinas são numeradas quanto; Mas não as virgens, que não trazem frutos para Deus. Os homens não costumam contar quantos seixos eles têm em seu quintal, ou pilhas de grama em seu campo, como eles fazem a quantidade de pence em sua bolsa, ou ovelhas na sua dobra. Quando o Grande Deus contar os flittings do seu povo, arruma suas lágrimas (como doce água), reserve seus suspiros (como assuntos memoráveis), Salmos 56: 8 Salmos 56: 8 , não digamos deles como os judeus fizeram de Lázaro, quando Jesus Chorou, como é que ele os ama? Quando os próprios cabelos de sua cabeça estão todos numerados, Mateus 10:30 Mt 10:30 , De modo que nenhum deles cai no chão sem o conhecimento do Pai celestial, o que loja, pensamos, colocamos ele por suas pessoas, por suas performances? Apocalipse 2:19 Conheço o teu trabalho e o teu trabalho, Apocalipse 2:19 . Eu tenho pena deste povo, eles estiveram comigo agora três dias, e jejum eles são, e longe de casa, e desmaios podem, se enviados vazios, Mateus 15:32 Mateus 15:32 . Não é uma condescendência maravilhosa, que Cristo considere tantos tantillos e contos, e considere todas as circunstâncias de seu serviço de forma tão particular e pontual, para que ele possa dar a cada homem de acordo com suas obras? Oh, suas jóias, seu livro de lembrança, etc., Malaquias 3: 16-17 ; { Veja Trapp em " Malaquias 3:16 "Malaquias 3: 16-17 Malaquias 3:16 Malaquias 3:17.

Verso 11
Todos os utensílios de ouro e de prata eram cinco mil e quatrocentos. Todos [estes] Sheshbazzar criaram com eles o cativeiro que foram trazidos da Babilônia para Jerusalém.


Ver. 11. Todos os vasos de ouro e de prata ] Os melhores metais e, portanto, mais aptos para o seu uso e serviço que é bom, salmos 106: 1 salmos 106: 1 , melhor, Salmos 108: 9 Salmos 108: 9 , melhor, Filipenses 1:23 Filipenses 1:23 , bondade em si, Mateus 19:17 Mateus 19:17 . Cuja grande bolsa é a terra, com tudo o que está nele ou nela, Salmos 24: 1 Salmos 24: 1 ; Cujo grande armazém são as estrelas e os planetas, o sol especialmente produzindo esses metais e causando abundância, Deuteronômio 28:12 Deuteronômio 28:12 . Deixe-nos sair da bolsa, e quando honremos o Senhor com o melhor dos nossos melhores, clamem com Davi, dentre os seus, Senhor, nós te demos, 1 Crônicas 29:161 Crônicas 29:16 ; E com Justiniano, dedicando uma mesa de comunhão muito rica.


A soma dos números que estão no texto hebraico atual é 2.499, em vez de 5.400.

No livro apócrifo de Esdras, a soma é de 5.469, e com esta soma os itens nesse lugar concordam exatamente ( 1 Esdras 2: 13,14 ). A maioria dos comentadores propõe corrigir Ezra pela passagem de Esdras; Mas os itens de Esdras são improváveis. Provavelmente, a soma total na presente passagem sofreu corrupção.


Cinco mil e quatrocentos - Esta soma não concorda com os números anteriores, que são 30 + 1.000 + 29 + 30 + 410 + 1.000 = 2.499. Em 1 Esdras 2: 13-14 , o número de embarcações mencionadas é de 5.469. Alguns expositores pensam que a enumeração dos vasos (em Ezra 1: 9-10 ) inclui apenas o maior e mais caro, enquanto a soma bruta aqui mencionada inclui tudo, pequeno e ótimo, que Nabucodonosor levou embora. Mas essa explicação é arbitrária e conjectural. A probabilidade é que alguns dos números aqui estão corrompidos, mas todas as tentativas agora de alterar o texto são meras conjecturas. 1 Esdras 2: 13-14 Ezra 1: 9-10

Todas as embarcações

- eram de cinco mil e de quatro centena de - Este lugar é sem dúvida corrompido; Aqui é dito que a soma de todos os vasos, de toda qualidade e espécie, era de cinco mil e quatrocentos; Mas a enumeração dos artigos, tal como consta em Ezra 1: 9 Ezra 1: 9 , Ezra 1:10Ezra 1:10 , dá apenas a soma de dois mil quatrocentos e noventa e nove. Mas podemos corrigir esta conta de 1 Esdras 2:13, 14. , só dá a soma de dois mil quatrocentos e noventa e nove. Mas podemos corrigir esta conta de 1 Esdras 2:13 , 14.

Devo definir as duas contas para baixo, para que possam compará-las.


Ezra 1: 9 Ezra 1: 9 , Ezra 1:11Ezra 1:11 ; 1 Esdras 2:13, 14 ; 1 Esdras 2:13 , 14 Carregadores de ouro 30 Copos de ouro 1000 Carregadores de prata 1000 Copos de prata 1000 Facas 29 Fundos de prata 29 Bases douradas 30 Frascos dourados 30 Bases de prata, segundo tipo 410 Frascos de prata 2410 Outros navios 1000 Outros navios 1000 Disse ser 5400 - Apenas 2499 Total 5469 Diferença da primeira conta de si mesma: 2901 Diferença da segunda conta a partir do primeiro: 69
De acordo, portanto, com a soma total em Ezra, a soma total em Esdras é apenas 69 diferentes. Veja o próximo capítulo, Ezra 2 (nota).
Pode-se dizer que os navios realmente atingiram 5400, e que o chefe deles só deveria ser especificado; E isso equivale a 2499; Mas que não era o design de Ezra inserir o todo; E que o nono verso deve ser considerado como afirmando, e do chefe deles, isto é, os artigos de ouro e prata, este é o número. Mas a expressão em Ezra 1:10Ezra 1:10 , outros vasos, coloca esta conjectura de lado: o lugar é mais manifestamente corrompido.

Estes são os filhos da província -

isto é, da Judéia; Uma vez que um reino e uma nação florescente; Agora uma província, subjugada, tributária e arruinada! Eis a bondade e severidade de Deus! Alguns pensam que a Babilônia é designada pela província; E que os filhos da província significam os judeus que nasceram na Babilônia. Mas o primeiro é mais provável que seja o significado, pois assim encontramos a Judéia em estilo, ra 5: 8 . Além disso, a província é contraditória da Babilônia mesmo neste primeiro verso, os filhos da província - que foram levados para a Babilônia.  5: 8.
Aqueles que são mencionados não fazem mais do que 2499, que Aben Ezra pensa serem os vasos maiores; Mas esta soma geral toma grande e pequeno, como em 2 Crônicas 36:182 Crônicas 36:18 na carta de Ciro, antes mencionada, esses vasos são mais particularmente descritos, e seus vários números dados, que juntos representam o número exato no texto, 5400; OEsdras  apócrifo os faz 5469.

Bibliografia comentario biblico 1.Albert Barnes 2.Adam Klarke 3.Jhon Gil 4.trapp 5.biblbia ilustrados.

FONTE WWW.MAURICIOBERWALD.COM