Translate this Page

Rating: 2.6/5 (285 votos)




ONLINE
2




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Comentario biblico Mateus cap.14 subsidio EBD
Comentario biblico Mateus cap.14 subsidio EBD

     Comentario evangelho de Lucas cap.12 subsidio EBD

MAURICIO BERWALD PROFESSOR ESCRITOR

Comentário  Matthew Henry sobre a Bíblia

Introdução

Neste capítulo temos, I. A cura que nosso Senhor Jesus fez com um homem que teve a hidropisia, no dia de sábado, e sua justificação nele contra aqueles que se ofenderam ao fazê-lo naquele dia, Lucas 14: 1-6 Lucas 14.1 -6Lucas 14: 7-11 Lucas 14: 12-14 Lucas 14: 15-24 Lucas 14: 25-35 . II. Uma lição de humildade dá para aqueles que eram ambiciosos dos quartos mais altos, Lucas 14: 7-11 . III Uma lição de caridade para aqueles que festejavam os ricos e não alimentavam os pobres, Lucas 14: 12-14 . IV. O sucesso do evangelho não foi anunciado na parábola dos convidados convidados para uma festa, significando a rejeição dos judeus e de todos os outros que fixaram seus corações neste mundo, e o entretenimento dos gentios e de todos os outros que virão a ser preenchidos Cristo, Lucas 14: 15-24. V. A grande lei do discipulado estabeleceu, com uma cautela a todos os que serão discípulos de Cristo, para empreender deliberadamente e com consideração, e particularmente aos ministros, reter seu sabor, Lucas 14: 25-35 .

 

Versos 1-6

Um homem curado do Dropsy.

1 E sucedeu que, entrando ele na casa de um dos principais dos fariseus, para comer pão no dia de sábado, o observavam. 2 E eis que havia um homem diante dele que tinha a hidropisia. 3 E Jesus, falando, falou aos advogados e fariseus, dizendo: É lícito curar no dia de sábado? 4E eles se calaram. E, tomando -o, curou-o, e despediu-se. 5 E lhes respondeu, dizendo: Quais dentre vós um jumento ou um boi que caiu num poço e não o expulsarão imediatamente no sábado? 6 E não puderam mais responder a estas coisas.

 

Nesta passagem da história encontramos

 

  1. Que o Filho do homem veio comendo e bebendo, conversando familiarmente com todos os tipos de pessoas que não recusavam a sociedade dos publicanos, embora fossem de má fama, nem de fariseus, embora lhe dessem má vontade, mas aceitando os convites amigáveis ​​tanto de um e outro, que, se possível, ele poderia fazer bem a ambos. Ali entrou ele na casa de um dos principais dos fariseus, governante, e juiz da sua terra, para comer pão no dia de sábado, Lucas 14: 1 Lucas 14: 1. Veja como Deus é favorável a nós, que ele nos permite tempo, mesmo em seu próprio dia, para refrigérios corporais e como devemos ser cuidadosos para não abusar dessa liberdade ou transformá-la em licenciosidade. Cristo foi apenas para comer pão, para tomar tal refresco como era necessário no dia de sábado. Nossas refeições sabáticas devem, com um cuidado especial, ser protegidas contra todos os tipos de excesso. Nos sábados devemos fazer como Moisés e Jetro fizeram, comer pão diante de Deus ( Êxodo 18:12 ), e, como é dito dos primitivos cristãos, no dia do Senhor, comer e beber como aqueles que devem rezar novamente antes de nós vamos descansar, para que não possamos ser incapazes para isso.Êxodo 18:12

 

  1. Que ele foi bem. Onde quer que ele fosse, procurava oportunidades para fazer o bem e não apenas melhorava os que caíam em seu caminho. Ali estava um certo homem diante dele que tinha a hidropisia, Lucas 14: 2Lucas 14: 2 . Nós não achamos que ele ofereceu a si mesmo, ou que seus amigos o ofereceram para ser paciente de Cristo, mas Cristo o impediu com as bênçãos de sua bondade, e antes que ele chamasse, ele lhe respondeu. Note, é uma coisa feliz estar onde Cristo está, estar presente diante dele, apesar de não sermos apresentados a ele. Este homem tinha a hidropisia,É provável, em alto grau, e apareceu muito swoln com ele, provavelmente, ele era alguma relação do fariseu, que agora alojado em sua casa, o que é mais provável que ele deveria ser um convidado na mesa.

 

III Que ele suportou a contradição dos pecadores contra si mesmo: eles o observavam, Lucas 14: 1Lucas 14: 1 . O fariseu que o convidou, deveria parecer, fez isso com um desígnio para escolher alguma briga com ele, se fosse assim, Cristo sabia disso, e ainda assim foi, pois ele se conhecia como um par para o mais sutil deles, e sabia como para ordenar seus passos com um olho para seus observadores. Aqueles que são vigiados precisavam ser cautelosos.É, como observa o Dr. Hammond, contrário a todas as leis de hospitalidade buscar vantagem contra uma que você convidou para ser sua convidada, por uma que você tenha tomado sob sua proteção. Esses advogados e fariseus, como o caçador de pássaros que está à espreita para capturar os pássaros, mantiveram sua paz e agiram com muita cautela. Quando Cristo perguntou se eles achavam lícito curar no dia de sábado (e aqui é dito que ele responde a eles, pois era uma resposta para os pensamentos deles, e os pensamentos são palavras para Jesus Cristo), eles diriam nem sim nem não , porque o design deles erainformar contra ele, para não ser informado por ele. Eles não diriam que era lícito curar, pois então eles se impediam de imputá-lo a ele como um crime e, no entanto, a coisa era tão clara e auto-evidente que eles não podiam, por vergonha, dizer que não era legal. Nota: Bons homens têm sido freqüentemente perseguidos por fazer aquilo que até mesmo seus perseguidores, se eles deixassem a consciência de lado para falar, não poderiam deixar de ser lícitos e bons. Muita boa obra fez Cristo, pela qual eles lançaram pedras contra ele e seu nome.

 

  1. Que Cristo não seria impedido de fazer o bem pela oposição e contradição dos pecadores. Ele o pegou e o curou, e o soltou, Lucas 14: 4Lucas 14: 4 . Talvez ele o tenha levado para outro quarto e o curado ali, porque ele não se proclamaria , tal era sua humildade, nem provocaria seus adversários, tal era sua sabedoria, sua mansidão de sabedoria. Nota: Embora não devamos ser afastados de nosso dever pela malícia de nossos inimigos, ainda assim devemos ordenar as circunstâncias do mesmo para torná-lo o menos ofensivo. Ou, Ele levou ele, isto é, eleColocou as mãos sobre ele, para curá-lo epilabomenos , complexus - ele o abraçou, tomou-o em seus braços, grande e desajeitado como ele era (pois geralmente as pessoas são húmidas), e o reduziu a dar forma. A cura de uma hidropisia, tanto quanto qualquer doença, alguém poderia pensar, deveria ser gradual, mas Cristo curou até mesmo aquela doença, curando-a perfeitamente, em um momento. Ele então o deixou ir, para que os fariseus não caíssem sobre ele por ter sido curado, embora ele fosse puramente passivo por que absurdos não seriam tais homens como se fossem culpados?

 

  1. Que nosso Senhor Jesus não fez nada além do que ele poderia justificar, para a convicção e confusão daqueles que brigaram com ele, Lucas 14: 5,6 . Ele ainda respondeu aos seus pensamentos, e os fez calar a vergonha de quem antes se calasse por sutileza, por um apelo à sua própria prática, como costumava fazer em tais ocasiões, para mostrar-lhes como condená-lo. eles condenaram a si mesmos: qual de vós terá um jumento ou um boi caído em um buraco, por acidente, e não vai puxá-lo para fora no dia de sábado, e que em linha reta, não adiando até o sábado acabar, para que ele pereça? Observe, não é tanto fora deLucas 14: 5 , 6 Lucas 14: 6compaixão para com a pobre criatura que eles fazem como uma preocupação por seu próprio interesse. É o seu próprio boi e o seu próprio jumento que vale a pena, e eles dispensarão a lei do sábado para a salvação. Agora isso era uma evidência de sua hipocrisia, e que não era de real importância para o sábado que eles encontrassem falhas em Cristo para a cura no dia de sábado (isso era apenas a pretensão), mas realmente porque eles estavam zangados com o milagrosas boas obras que Cristo fez, e a prova que ele deu da sua missão divina, e o interesse que ele obteveEntre as pessoas. Muitos podem facilmente dispensar isso, para seu próprio interesse, que eles não podem dispensar para a glória de Deus e o bem de seus irmãos. Esta pergunta os silenciou : Eles não poderiam responder a ele novamente para estas coisas, Lucas 14: 6 . Cristo será justificado quando ele falar, e toda boca deve ser parada diante dele.

 

Versículos 7-14

Humildade Recomendado.

7 E estendeu uma parábola para aqueles que foram convidados, quando ele marcou como eles escolhiam os primeiros lugares dizendo-lhes: 8 Quando fores convidado de qualquer homempara um casamento, não se assente no mais alto covil para que um homem mais honrado do que tu lhe seja mandado 9 E aquele que te ordenou e a ele venha e te diga: Dá a este homem lugar e tu começarás com vergonha para tomar o mais baixo quarto . 10 Mas, quando fores convidado, vai, e senta-te no mais baixo salão, quando vier aquele que te ordenou, e te dirá: Amigo, sobe mais alto; então, em cativeiro, adorareis a presença daqueles que estão à mesa. te. 11 Porque todo aquele que se exalta será rebaixado, e o que se humilha será exaltado. 12Então disse também àquele que lhe ordenara: Quando fizeres um jantar ou uma ceia, não chamas a teus amigos, nem a teus irmãos, nem a teus parentes, nem a teusvizinhos ricos, para que também não te façam ofender, e te recompensem. 13 Mas quando deres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os mancos e os cegos; 14 e serás bem-aventurado, porque eles não podem recompensá-lo; porque serás recompensado na ressurreição dos justos.

 

Nosso Senhor Jesus aqui nos dá um exemplo de discurso edificante e lucrativo em nossas mesas, quando estamos na companhia de nossos amigos. Descobrimos que quando ele não tinha ninguém além de seus discípulos, que eram sua própria família, com ele à sua mesa, seu discurso com eles era bom, e para o uso de edificante e não apenas isso, mas quando ele estava em companhia de estranhos, ou melhor, com inimigos que o observavam, ele aproveitou a ocasião para reprovar o que viu neles e instrui-los. Embora os iníquos estivessem diante dele, ele não guardou silêncio do bem (como fez Davi, Salmos 39: 1 , 2 ), pois, apesar da provocação dada a ele, ele não tinha seu coração quente em seu interior, nemSalmo 39: 1 , 2seu espírito se agitou. Não devemos apenas permitir qualquer comunicação corrupta em nossas mesas, como a dos escarnecedores hipócritas nas festas, mas devemos ir além da conversa inofensiva comum, e devemos aproveitar a bondade de Deus para nós em nossas mesas para falar bem dele, e aprenda a espiritualizar coisas comuns. Os lábios dos justos devem alimentar muitos. Nosso Senhor Jesus estava entre pessoas de qualidade, porém, como alguém que não tinha respeito de pessoas,

 

  1. Ele aproveita a ocasião para repreender os convidados por se esforçarem para sentar - se no alto, e daí nos dá uma lição de humildade.

 

  1. Ele observou como esses advogados e fariseus afetaram os assentos mais altos, em direção à cabeceira da mesa, Lucas 14: 7 Lucas 14: 7 . Ele cobrou esse tipo de homem com isso em geral, Lucas 11:43Lucas 11:43 . Aqui ele traz para casa o encargo para pessoas particulares, pois Cristo dará a cada homem o seu próprio. Ele marcou como eles escolhem os principais cômodos de todos os homens, quando ele entra, chega perto do melhor lugar que pode. Note, mesmo nas ações comuns da vida, os olhos de Cristo estão sobre nós, e ele marca o que fazemos, não apenas em nossas assembléias religiosas, mas em nossas mesas, e faz observações sobre ele.

 

  1. Ele observou como aqueles que eram assim aspirantes muitas vezes se expunham, e saíam com uma calúnia , enquanto aqueles que eram modestos, e sentavam-se nos assentos mais baixos, muitas vezes ganhavam respeito por isso. (1) Aqueles que, quando eles chegam, assumem os assentos mais altos, talvez possam ser degradados, e forçados a descer para dar lugar a um mais honrado, Lucas 14: 8,9 . Note, deve checar nossos altos pensamentos sobre nós mesmos para pensar quantos há que são mais honrososLucas 14: 8 , 9 Lucas 14:10 Provérbios 25: 6do que nós, não apenas em relação a dignidades mundanas, mas também em méritos e realizações pessoais. Em vez de nos orgulharmos de tantos darem lugar a nós, deve ser humilhante para nós que haja tantos que devemos dar lugar a eles. O mestre da festa reunirá seus convidados, e não verá o mais honrado mantido fora do assento que lhe é devido, e, portanto, fará ousar levá-lo para baixo que o usurpou Dê este lugar a ele e isso será uma desgraça antes toda a companhia para ele que seria considerada mais merecedora do que ele realmente era. Note que o orgulho terá vergonha e finalmente terá uma queda. (2) Aqueles que, quando chegam, se contentam com os assentos mais baixos, provavelmente serão os preferidos (Lucas 14:10 ): "Vai, e senta-te no mais baixo dos cômodos, tomando como certo que teu amigo, que te convidou, tem convidados para vir que são de melhor posição e qualidade do que tu, mas talvez não se prove assim, e então será dito a você, Amigo, suba mais alto O mestre da festa será tão só para ti como para não te manter na extremidade inferior da mesa porque tu és tão modesto a sentar-te lá " Note, O caminho para subir alto é começar baixo, e isto recomenda um homem àqueles sobre ele: " Tu terás honra e respeito perante aqueles que estão sentados contigo. Eles te verão um homem honrado,além do que a princípio pensaram e a honra parece mais brilhante por brilhar na obscuridade. Eles também vão ver você como um homem humilde, que é a maior honra de todos. Nosso Salvador aqui se refere àquele conselho de Salomão ( Provérbios 25: 6 ), não fiqueis no lugar dos grandes homens, porque melhor é que se te diga: Sobe aqui, do que cairás. "E o Dr. Lightfoot cita uma parábola de um rabino como este." Três homens ", disse ele," foram convidados para um banquete que se sentou mais alto, pois, disse ele, eu sou um príncipe o outro próximo, por , disse ele, eu sou um homem sábio o outro mais baixo, Pois, disse ele, eu sou um homem humilde. O rei assentou o mais humilde dos homens e colocou o príncipe mais baixo ".

 

  1. Ele aplicou isto geralmente, e queria que todos nós aprendêssemos a não nos importarmos com coisas elevadas, mas a nos contentarmos com coisas más, como por outras razões, por isso, porque o orgulho e a ambição são vergonhosos diante dos homens: para todo aquele que se exalta seja rebaixado, mas a humildade e abnegação são realmente honradas: aquele que se humilha será exaltado, Lucas 14:11Lucas 14:11 . Vemos em outros casos que o orgulho de um homem o abaterá, mas a honra defenderá os humildes de espírito e antes que a honra seja humildade.

 

  1. Ele aproveita para repreender o mestre da festa por convidar tantos ricos, que tinham os meios para jantar muito bem em casa, quando preferia convidar os pobres ou, o que era um só, mandar porções para eles. nada estava preparado e quem não podia pagar uma boa refeição. Veja Neemias 8:10Neemias 8:10 . Nosso Salvador aqui nos ensina que o uso daquilo que temos em obras de caridade é melhor, e se tornará mais proveitoso do que usá-lo em obras de generosidade e em magníficas atividades domésticas.

 

  1. "A pretensão de não tratar os ricos não convide os teus amigos, irmãos e vizinhos ricos " - Lucas 14:12 Lucas 14:12 . Isso não proíbe o entretenimento de tal ocasião, para cultivar a amizade entre parentes e vizinhos. Mas, (1.) "Não faça um costume comum de gastar tão pouco quanto você pode desse jeito, para que você não desabilite a si mesmo para colocar para fora de uma maneira muito melhor, em esmola. Você achará muito caro e problemático um banquete para os ricos fará muitas refeições para os pobres ". Salomão diz: Aquele que dá aos ricos certamente virá a querer, Provérbios 22:16Provérbios 22:16 Ester 1: 3 , 4 . "Dê" (diz Plínio, Epist.) "Aos teus amigos, mas seja aos teus pobres amigos, não àqueles que não precisam de ti." (2.) "Não se orgulhe disso. " Muitos fazem festas apenas para fazer um show, como Assuero fez ( Ester 1: 3,4 ), e não é uma reputação para eles, eles pensam, se eles não têm pessoas de qualidade para jantar com eles, e assim roubar suas famílias, para satisfazer suas fantasias. (3) "Aponte não ser pago novamente em sua própria moeda." É isso que nosso Salvador culpa ao fazer tais entretenimentos: "Você geralmente faz isso na esperança de ser convidado por eles, e assim uma recompensa será feita a você."você ficará satisfeito com as delícias e variedades que você trata com seus amigos, e isso alimentará sua sensualidade e luxo, e você não será um ganhador de verdade. "

 

  1. "Esteja à frente para socorrer os pobres ( Lucas 14: 13,14 ): Quando fizeres um banquete, em vez de forneceres o que é raro e agradável, espalha a tua mesa com uma competência de carne simples e saudável, não seja tão caro, e convide os pobres e mutilados, que não têm nada para viver, nem são capazes de trabalhar para o seu sustento.Estes são objetos de caridade que eles querem que sejam necessários, e eles te recompensarão com suas orações. elogia as tuas provisões, que os ricos, pode ser, desprezarão, irão embora e agradecerão a Deus por ti, quando os ricos vierem e te maltratarem. Não digas que és um perdedor, porque não te podem recompensar,Lucas 14:13 , 14tu és tão estúpido que não, é tão voltado para o melhor interesse, na melhor segurança, porque serás recompensado na ressurreição dos justos. Haverá uma ressurreição do justo, um estado futuro dos justos. Há um estado de felicidade reservado para eles no outro mundo e podemos ter certeza de que a caridade será lembrada na ressurreição dos justos, para esmolas. são justiça. as obras de caridade, talvez, não pode ser recompensado neste mundo, para as coisas deste mundo não são as melhores coisas, e, portanto, Deus não pagar os melhores homens em essas coisas , mas eles devemde modo algum perderão sua recompensa , serão recompensados ​​na ressurreição. Descobrir-se-á que as viagens mais longas são as que mais rendem, e que os caridosos não serão perdedores, mas vencedores indescritíveis, tendo sua recompensa adiada até a ressurreição.

 

Versículos 15-24

Os Convites Generosos A Festa Negligenciada.

15 E quando um dos que estavam à mesa com ele, ouvindo isso, disse-lhe: Bem - aventurado é aquele que comer pão no reino de Deus. 16 Então lhe disse: Um certo homem fez uma grande ceia e mandou a muitos: 17 E enviou o seu servo na hora da ceia, para dizer aos convidados: Vinde, pois tudo está pronto. 18 E todos eles com um consentimentocomeçou a dar desculpas. O primeiro disse-lhe: Comprei um pedaço de terra e preciso ir vê-lo; peço-te que me desculpe. 19 E outro respondeu: Comprei cinco juntas de bois e vou prová-las; peço-te que me desculpe. 20 E outro disse: Casei-me com uma mulher e, portanto, não posso ir. 21 Então veio aquele servo, e mostrou a seu senhor estas coisas. Então o dono da casa, irado, disse ao seu servo: Sai depressa para as ruas e becos da cidade, e traze aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os cegos. 22 E o servo disse: Senhor, está feito como tu ordenaste, e ainda há espaço. 23 Disse o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e compele- ospara entrar, que minha casa pode ser preenchida. 24 Pois eu vos digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a minha ceia.

 

Aqui está outro discurso do nosso Salvador, no qual ele espiritualiza a festa para a qual ele foi convidado, que é outra maneira de manter um bom discurso no meio de ações comuns.

 

  1. A ocasião do discurso foi dada por um dos convidados, que, quando Cristo estava dando regras sobre o banquete, disse-lhe: Bem-aventurado é aquele que comerá pão no reino de Deus ( Lucas 14:15Lucas 14:15 ), que, alguns nos dizem, era um ditado comumente usado entre os rabinos.

 

  1. Mas com que design esse homem o traz aqui? (1) Talvez este homem, observando que Cristo repreendeu primeiro os convidados e depois o dono da casa, temendo que ele deixasse a companhia sem humor, começou isso, para desviar o discurso para outra coisa. Ou, (2.) Admirando as boas regras de humildade e caridade que Cristo tinha agora dado, mas desesperado para vê-las vividas no atual estado degenerado das coisas, ele anseia pelo reino de Deus, quando estas e outras boas leis prevalecerá, e pronuncia-lhes abençoado quem terá um lugar nesse reino. Ou, (3.) Cristo tendo mencionado a ressurreição dos justos,como recompensa por atos de caridade para com os pobres, ele confirma aqui o que disse: "Sim, Senhor, os que serão recompensados ​​na ressurreição dos justos, comerão pão no reino, e isso é uma recompensa maior do que ser reinvited à mesa do maior homem na terra ". Ou, (4.) Observando a Cristo para ficar em silêncio, depois de ter dado as lições precedentes, ele estava disposto a atraí-lo novamente para mais discurso, tão maravilhosamente bem satisfeito foi ele com o que ele disse e ele não sabia nada mais provável envolva-o do que mencionar o reino de Deus. Note, mesmo aqueles que não são capazes de levar adiante bons discursos devem colocar uma palavra de vez em quando, aprová-la e ajudá-la a progredir.

 

  1. Agora, o que este homem disse era uma verdade clara e reconhecida, e foi citado muito oportunamente agora que eles estavam sentados à mesa para que pudéssemos tirar uma ocasião de coisas comuns para pensar e falar daquelas coisas celestiais e espirituais que nas escrituras são comparadas para eles, pois esse é um fim de emprestar similitudes deles. E será bom para nós, quando estamos recebendo os dons da providência de Deus, passar por eles para a consideração dos dons de sua graça, aquelas coisas melhores. Este pensamento será muito oportuno quando estivermos participando de refrescos corporais: Bem - aventurados os que comerem pão no reino de Deus. (1) No reino da graça, no reino do Messias, que era esperado para ser estabelecido em breve. Cristo prometeu a seus discípulos que eles deveriam comer e beber com ele em seu reino. Os que participam da ceia do Senhor comem pão no reino de Deus. (2) No reino da glória, na ressurreição. A felicidade do céu é uma festa eterna, bem-aventurados os que se sentarem à mesa, de onde nunca mais se levantarão.

 

  1. A parábola que nosso Senhor Jesus apresentou nesta ocasião, Lucas 14:16Lucas 14:16 , & c. Cristo se une ao bom homem no que ele disse: "É bem verdade, bem- aventurados os que participam dos privilégios do reino do Messias. Mas quem são os que gozam desse privilégio? Vocês judeus, que pensam ter o monopólio dele, geralmente rejeitará, e os gentios serão os maiores participantes. " Isso ele mostra por uma parábola, pois, se ele tivesse falado claramente, os fariseus não teriam suportado. Agora, na parábola, podemos observar

 

  1. A livre graça e misericórdia de Deus, brilhando no evangelho de Cristo aparece,

 

(1) Na rica provisão que ele fez para pobres almas, para sua nutrição, refresco e entretenimento ( Lucas 14:16Lucas 14:16 ): Um certo homem fez uma grande ceia. Existe em Cristo e na graça do evangelho que será alimento e uma festa para a alma do homem que conhece suas próprias capacidades, para a alma de um pecador que conhece suas próprias necessidades e misérias. É chamado de ceia, porque naqueles países o tempo da ceia era o principal período festivo, quando os negócios do dia terminavam. A manifestação da graça do evangelho ao mundo foi a noite do dia do mundo e a fruição da plenitude dessa graça no céu está reservada para a noite de nossos dias.

 

(2) Em um convite gracioso nos deu para vir e participar desta provisão. Aqui está, [1.] Um convite geral dado: Ele pediu muitos. Cristo convidou toda a nação e povo dos judeus a participar dos benefícios de seu evangelho. Há provisão suficiente para quantos foram profetizados como uma festa para todas as pessoas, Isaías 25: 6Isaías 25: 6 . Cristo no evangelho, como ele mantém uma boa casa, então ele mantém uma casa aberta . [2] Um memorando específico dado, quando a hora do jantar estava à mão, o servo foi enviado para lembrá-lo: Venha, pois todas as coisas estão prontas agora.Quando o Espírito foi derramado e a igreja do evangelho foi plantada, os que antes eram convidados foram pressionados mais a entrar em breve: Agora todas as coisas estão prontas, toda a descoberta do mistério do evangelho é feita agora, todas as ordenanças do evangelho agora são instituídos, a sociedade dos cristãos é agora incorporada e, que coroa tudo, o Espírito Santo é agora dado. Este é o chamado agora dado a nós: " Todas as coisas estão prontas agora, agora é o tempo aceito que é agora, e não tem sido por muito tempo agora, e não será longo, é uma estação de graça que será em breve e, portanto, vem agora não demore aceitar o convite acredite bem-vindo coma, ó amigos bebem, sim bebem abundantemente, ó amado. "

 

  1. O entretenimento frio com o qual a graça do evangelho se encontra. Os convidados convidados recusaram a vinda. Eles não disseram categoricamente e claramente que não viriam, mas todos com um consentimento começaram a dar desculpas, Lucas 14:18 Lucas 14:18 . Alguém poderia esperar que eles deveriam todos com um consentimentoLucas 14:30 Deuteronômio 24: 5 Teremos um bom jantar, quando eles foram tão gentilmente convidados para isso: quem teria recusado tal convite? No entanto, pelo contrário, todos descobriram alguma pretensão ou outra para desviar a atenção. Isso indica a negligência geral da nação judaica em se unir a Cristo e aceitar as ofertas de sua graça e o desprezo que colocam sobre o convite. Também indica o atraso que existe na maioria das pessoas para se fechar com o chamado do evangelho. Eles não podem, por vergonha, declarar sua recusa, mas desejam ser desculpados: todos eles atendem , alguns fornecem horas , todos de imediato, podem dar uma resposta improvisada, e não precisam estudar para isso, não têm que procurarpor uma desculpa. Outros fornecer gnomos , eles foram unânimes em que a uma só voz. (1) Aqui estavam dois que eram compradores, que estavam com tanta pressa de ir e ver suas compras que não conseguiam encontrar tempo para ir a esse jantar. Um comprou terras que comprou um pedaço de terra, o que lhe foi representado como uma boa pechincha, e ele precisa vê -lo ou não e, portanto , peço-lhe que me desculpe.Seu coração era tão grande no aumento de sua propriedade que ele não podia ser civilizado com seu amigo nem gentil com ele mesmo. Note, Aqueles que têm seus corações cheios do mundo, e gostam de colocar casa em casa e campo a campo, têm seus ouvidos surdos ao convite do evangelho. Mas que desculpa frívola era essa! Ele poderia ter adiado ver o seu pedaço de terra até o dia seguinte e tê-lo encontrado no mesmo lugar e situação em que se encontrava agora, se estivesse tão satisfeito. Outro comprara ações para suas terras. " Eu comprei cinco jugos de bois para o arado, e agora preciso ir e prová-los,deve ir e tentar se eles estão aptos para o meu propósito e, portanto, me desculpam por este tempo. "O primeiro sugere que complacência desordenada no mundo, este o desordenado cuidado e preocupação com o mundo, que mantêm as pessoas de Cristo e sua graça, tanto íntimo uma preferência dada ao corpo acima da alma, e às coisas do tempo acima da eternidade. ”Nota: É muito criminoso, quando somos chamados a qualquer dever, desculpar-nos por nossa negligência: é um sinal de que há convicções de que é dever, mas não inclinação para isso. Essas coisas aqui, que eram o motivo das desculpas, eram [1.] Pequenas coisas, e de pequena preocupação. É melhor que elas se digam: " Eu fui convidadocomer pão no reino de Deus e , portanto, deve ser dispensado de ir ver o solo ou os bois. "[2.] Coisas legais. Note, Coisas lícitas em si mesmas, quando o coração está muito exposto a elas, provam empecilhos fatais na religião - Licitus perimus omnes. É difícil, então, administrar nossos assuntos mundanos para que eles possam não nos desvie das buscas espirituais e isto deve ser nosso grande cuidado. (2) Aqui estava alguém recém casado, e não podia deixar sua esposa sair para jantar, não, não de uma vez ( Lucas 14:30 ) : Eu me casei com uma esposa e, portanto, em resumo,Não posso vir. Ele finge que não pode, quando a verdade é que ele não vai. Assim, muitos fingem incapacidade para os deveres da religião quando na verdade eles têm uma aversão a eles. Ele se casou com uma esposa. É verdade que aquele que se casou foi dispensado pela lei de ir à guerra pelo primeiro ano ( Deuteronômio 24: 5 ), mas isso o eximiria de ir até as festas do Senhor, que todos os homens eram anuais para participar. ? Muito menos desculpar-se-á da festa do evangelho, da qual os outros eram apenas tipos. Note que o nosso afeto pelas nossas relações é frequentemente um obstáculo para nós no nosso dever para com Deus. A desculpa de Adão foi: a mulher que tu me deste me persuadiu a comerisso aqui foi, A mulher me convenceu a não comer. Ele poderia ter ido e levado sua esposa junto com ele que ambos teriam sido bem-vindos.

 

  1. O relato que foi trazido ao mestre da festa da afronta colocado sobre ele por seus amigos a quem ele havia convidado, que agora mostravam quão pouco o valorizavam ( Lucas 14:21 Lucas 14:21 ): Aquele servo veio e mostrou a seu senhor essas coisas, disse-lhe com surpresa que era provável que ele ficasse sozinho, para os convidados que foram convidados, embora tivessem tido um bom tempo antes, que eles pudessem ordenar seus negócios de acordo, mas agora estavam engajados em algum outro negócio. Ele tornou a questão nem melhor nem pior, mas relacionou-a exatamente como foi. Note, os ministros devem dar conta do sucesso do seu ministério. Eles devem fazer isso agora no trono da graça. Se eles vêem do trabalho de suas almas, devem ir a Deus com seus agradecimentosHebreus 13:17se trabalham em vão, devem ir a Deus com suas queixas. Eles o farão daqui em diante no tribunal de Cristo: eles serão apresentados como testemunhas contra aqueles que persistem e perecem em sua incredulidade, para provar que foram bastante convidados e para aqueles que aceitaram o chamado: Eis que eu e os filhos tu me deste. O apóstolo insiste nisso como uma razão pela qual as pessoas devem dar ouvidos à palavra de Deus enviada por seus ministros, pois elas cuidam de suas almas, como aquelas que devem prestar contas, Hebreus 13:17 .

 

  1. O mestre é apenas ressentimento desta afronta: Ele estava com raiva, Lucas 14:21Lucas 14:21 . Note, a ingratidão daqueles que o pequeno evangelho oferece, e o desprezo que eles colocam sobre o Deus do céu, são uma provocação muito grande para ele, e com razão. A misericórdia abusada se transforma na maior ira. A desgraça que ele passou sobre eles foi: Nenhum dos homens que foram convidados provará a minha ceia. Isto foi como a desgraça passada sobre o ingrato Israel, quando eles desprezaram a terra agradável: Deus jurou na sua ira que eles não deveriam entrar em seu descanso. Note, graça desprezada é a graça perdida, como o direito de nascimento de Esaú. Aqueles que não terão a Cristo quando puderem, não o terão quando desejarem.Mesmo aqueles que foram convidados, se menosprezarem o convite, serão aconselhados quando a porta estiver fechada, as virgens tolas terão sua entrada negada.

 

  1. O cuidado que foi tomado para mobiliar a mesa com convidados, assim como carne. "Vá" (diz ele para os servos), " vá primeiro para as ruas e becos da cidade, e convide, não os comerciantes que estão indo da alfândega, nem os comerciantes que estão fechando suas lojas eles desejarão para ser desculpado (um está indo para sua casa de contabilidade para lançar seus livros, outro para a taverna para beber uma mamadeira com seu amigo), mas, para que você possa convidar aqueles que ficarão contentes em vir, tragam para cá os pobres e os mutilados, os cegos e os cegospegue os mendigos comuns. "Os servos não objetam que será um desacato ao mestre e à sua casa ter tais convidados à sua mesa, pois eles conhecem sua mente, e eles logo juntam uma abundância de tais convidados: Senhor, é feito como mandaste. Muitos dos judeus são trazidos, não a dos escribas e fariseus, tal como Cristo foi agora em um jantar com, que pensava-se mais provável de ser convidados à mesa do Messias, mas os publicanos e pecadores estes são os pobres e os mutilados. Mas ainda há espaço para mais convidados, e provisão suficiente para todos eles. "Vá, então, em segundo lugar, nas estradas e sebes.Saia para o campo e apanhe os vagabundos, ou aqueles que estão retornando agora à noite de seu trabalho no campo, de se esconder e se afundando lá, e os obrigue a entrar, não pela força das armas, mas pela força. de argumentos. Seja sincero com eles, pois neste caso será necessário convencê-los de que o convite é sincero e não um gracejo, eles serão tímidos e modestos, e dificilmente acreditarão que serão bem-vindos e, portanto, serão importunos com eles e não deixá-los até que você tenha prevalecido com eles." Isso se refere ao chamado dos gentios, a quem os apóstolos estavam a transformarquando os judeus recusaram a oferta, e com eles a igreja ficou cheia. Agora, observe aqui: (1) A provisão feita para almas preciosas no evangelho de Cristo não parecerá ter sido feita em vão , pois se alguns a rejeitarem, outros ainda aceitarão com gratidão a oferta dela. Cristo consola-se com isto, que, ainda que Israel não esteja reunido, ainda assim será glorioso, como uma luz para os gentios, Isaías 49: 5,6 . Deus terá uma igreja no mundo, embora existam aqueles que não são engajados, pois a incredulidade do homem não fará a promessa de Deus de nenhum efeito.Isaías 49: 5 , 6 Lucas 14:13 Lucas 14:21 (2) Aqueles que são muito pobres e abatidos no mundo serão tão bem-vindos a Cristo como os ricos e grandes, e muitas vezes o evangelho tem maior sucesso entre aqueles que trabalham sob desvantagens mundanas, como os pobres, e enfermidades corporais. como os aleijados, os paralisados e os cegos. Cristo aqui claramente se refere ao que ele havia dito antes, em direção a nós, para convidar às nossas mesas os pobres e mutilados, os coxos e cegos, Lucas 14:13 . Pois a consideração pelo semblante que o evangelho de Cristo dá aos pobres deve nos engajar para sermos caridosos com eles. Suas condescendências e compaixão para com eles devem envolver os nossos. (3). Muitas vezes o evangelho tem o maior sucessoentre aqueles que são menos propensos a ter o benefício dele, e cuja submissão era menos esperada. Os publicanos e prostitutas entraram no reino de Deus diante dos escribas e fariseus, para que os últimos fossem os primeiros e os primeiros os últimos. Não sejamos confiantes em relação àqueles que estão mais avançados, nem desespero daqueles que são menos promissores. (4) Os ministros de Cristo devem ser ambos muito rápidos e muito importunos em convidar à festa do evangelho: " Saia rapidamente ( Lucas 14:21 ) e não perca tempo, porque todas as coisas estão prontas. Peça-lhes que venham hoje , enquanto é chamado a dia e obrigá-los a entrar,abordando-os gentilmente e desenhando- os com as cordas de um homem e as faixas de amor. "Nada pode ser mais absurdo do que buscar um argumento, portanto, para conscientizar os homens, ou seja, para obrigar os homens contra suas consciências, em questões de religião:" Você receberá a ceia do Senhor, ou será multado e aprisionado e arruinado em sua vida. "Certamente nada como isto foi a compulsão aqui significava, mas apenas a razão e o amor pelas armas de nossa guerra não são carnais. (5.) Embora muitos tenham sido trazidos para participar dos benefícios do evangelho, ainda assim ainda há espaço para mais, porque as riquezas de Cristo são insondáveis e inesgotáveishá nele o suficiente para todos e suficiente para cada um e o evangelho não exclui nenhum que não se exclua. (6) A casa de Cristo, embora seja grande, deve finalmente ser preenchida assim será quando o número dos eleitos for completado, e todos quantos lhe foram dados lhe forem trazidos.

 

Versos 25-35

A necessidade da abnegação

25 E foram grandes multidões com ele; e ele virou-se e disse-lhes: 26 Se alguém vier a mim, e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a irmãos e irmãs, sim, sua própria vida também, ele não pode ser meu discípulo. 27 E qualquer que não levar a sua cruz e não vier após mim, não pode ser meu discípulo. 28 Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro para calcular o preço, quer ele tenha o suficiente para concluí- lo? 29 Para não acontecer que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar isso, tudo o que eis quecomeçar a zombar dele, 30 Dizendo: Este homem começou a construir e não foi capaz de terminar. 31 Ou qual é o rei que, indo entrar em guerra contra outro rei, não se senta primeiro a consultar se com dez mil pode sair ao encontro do que vem contra ele com vinte mil? 32 Ou então, enquanto o outro ainda está longe, manda um embaixador e deseja condições de paz. 33 Assim também, todo aquele que é de vós e não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. 34 O sal é bom; mas se o sal perdeu o seu sabor, com o que será temperado? 35 Nem é adequado para a terra, nem para o monturo, mas os homens a lançam fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.

 

Veja como Cristo em sua doutrina se adequou àqueles a quem ele falava, e deu a cada um a sua porção de carne. Aos fariseus ele pregava humildade e caridade. Ele está nesses versos direcionando seu discurso para as multidões que se apinhavam atrás dele, e parecia zeloso em segui-lo e sua exortação a eles é entender os termos do discipulado, antes de se dedicarem à profissão dele, e considerar o que eles fizeram. Veja aqui,

 

  1. Quão zelosas as pessoas estavam em seu comparecimento a Cristo ( Lucas 14:25Lucas 14:25 ): Foram grandes multidões com ele, muitas por amor e mais por companhia, pois onde há muitas , haverá mais. Aqui estava uma multidão mista, como aquela que foi com Israel para fora do Egito, tal que devemos esperar que sempre haverá na igreja, e, portanto, será necessário que os pastores separem cuidadosamente entre o precioso e o vil.

 

  1. Quão atencioso ele gostaria que eles estivessem em seu zelo. Aqueles que se comprometem a seguir a Cristo devem contar com o pior e se preparar adequadamente.

 

  1. Ele diz a eles que o pior é que eles devem contar, da mesma forma com o que ele passou antes deles e para eles. Ele toma como certo que eles tinham uma mente para ser seus discípulos, que eles poderiam ser qualificados para o seu reino. Eles esperavam que ele dissesse: "Se alguém vier a mim e for meu discípulo, terá riqueza e honra em abundância, deixe-me fazer dele um grande homem". Mas ele diz muito pelo contrário.

 

(1) Eles devem estar dispostos a abandonar o que era muito querido e , portanto, devem vir a ele totalmente desmamado de todos os seus confortos e mortos para eles, assim como alegremente se separar deles em vez de abandonar seu interesse em Cristo. , Lucas 14:26 Lucas 14:26 . Um homem não pode ser discípulo de Cristo, mas deve odiar pai, mãe e sua própria vida. Ele não é sincero, ele será constante e perseverante, a menos que ele ame a Cristo melhor do que qualquer coisa neste mundo, e esteja disposto a separar-se daquilo que ele pode e deve deixar, seja como sacrifício,Deuteronômio 33: 9quando Cristo pode ser glorificado por nos separarmos dele (os mártires, que não amaram suas vidas até a morte ), ou como uma tentação, quando por nossa separação, somos colocados em uma melhor capacidade de servir a Cristo. Assim Abraão se separou de seu próprio país e Moisés com a corte do faraó. Não se faz menção aqui de casas e terras que a filosofia ensinará a um homem a encará-las com desprezo, mas o cristianismo a leva mais alto. [1] Todo bom homem ama suas relações e, no entanto, se ele é um discípulo de Cristo, ele deve comparativamente odiá-los, deve amá-los menos do que a Cristo, como diz-se que Leah é odiadaquando Rachel foi mais amada. Não que suas pessoas devam ser em qualquer grau odiadas, mas nosso conforto e satisfação nelas devem ser perdidos e engolidos em nosso amor a Cristo, como o de Levi, quando disse a seu pai: Eu não o vi, Deuteronômio 33: 9 . Quando nosso dever para com nossos pais entra em competição com nosso evidente dever para com Cristo, devemos dar a Cristo a preferência. Se devemos negar a Cristo ou ser banidos de nossas famílias e relações (como muitos dos cristãos primitivos foram), devemos antes perder sua sociedade do que seu favor. [2.] Todo homem ama sua própria vida, nenhum homem jamais odiou issoe nós não podemos ser discípulos de Cristo se não o amarmos melhor do que a nossa própria vida, de modo a ter nossas vidas amarguradas pela cruel escravidão, ou melhor, e levadas por mortes cruéis , do que desonrar a Cristo, ou afastar-se de qualquer de seus verdades e caminhos. A experiência dos prazeres da vida espiritual, e as esperanças e perspectivas da vida eterna, farão com que essa difícil afirmação seja fácil. Quando tribulação e perseguição surgem por causa da palavra, então principalmente o julgamento é, se amamos melhor, Cristo ou nossas relações e vidas ainda nos dias depaz esta questão é por vezes trazida para o julgamento. Aqueles que recusam o serviço de Cristo, e as oportunidades de conversar com ele, e têm vergonha de confessá-lo, por medo de desobedecer a um parente ou amigo, ou perder um cliente, suspeitam que o amam melhor do que Cristo.

 

(2.) Que eles devem estar dispostos a suportar o que era muito pesado ( Lucas 14:27Lucas 14:27 ): Quem não levar a sua cruz, como aqueles que foram condenados a ser crucificado, em submissão à sentença e na expectativa do sua execução, e assim vem depois de mim aonde quer que eu o conduza, ele não pode ser meu discípulo que é (diz o Dr. Hammond), ele não é por minha vez e meu serviço, sendo tão certo de trazer perseguição junto com isto, Não seja para ele. Embora os discípulos de Cristo não sejam todos crucificados, todos elescarreguem sua cruz, como se contassem com a crucificação. Eles devem se contentar em ser pego em um nome doente, e ser carregado com a infâmia e a desgraça por nenhum nome é mais ignominioso do que Furcifer - o portador da forca. Ele deve carregar a sua cruz e vir depois de Cristo , ele deve suportá-la no caminho do seu dever, sempre que estiver assim. Ele deve suportar quando Cristo o chama para isso, e ao suportá-lo, ele deve ter um olho para Cristo, e buscar encorajamentos dele, e viver na esperança de uma recompensa com ele.

 

  1. Ele os pede para contar, e então considere isso. Uma vez que ele tem sido tão justo conosco a ponto de nos dizer claramente quais dificuldades encontraremos em segui-lo, sejamos tão justos a nós mesmos a ponto de ponderarmos seriamente o assunto antes de tomarmos sobre nós uma profissão de religião. Josué obrigou o povo a considerar o que eles fizeram quando prometeram servir ao Senhor, Josué 24:19Josué 24:19.. É melhor nunca começar do que não prosseguir e, portanto, antes de começarmos, devemos considerar o que é proceder. Isso é agir racionalmente, e como se torna homens, e como fazemos em outros casos. A causa de Cristo terá um escrutínio. Satanás mostra o melhor, mas esconde o pior, porque o seu melhor não vai contra-atacar o pior, mas a vontade de Cristo em abundância. Esta consideração do caso é necessária para a perseverança, especialmente em tempos de sofrimento. Nosso Salvador aqui ilustra a necessidade disso por duas similitudes, a primeira mostrando que devemos considerar os gastos de nossa religião, a segunda que devemos considerar os perigos dela.

 

(1) Quando tomamos sobre nós uma profissão de religião, somos como um homem que se compromete a construir uma torre e , portanto, deve considerar a despesa dela ( Lucas 14: 28-30 Lucas 14: 28-30 ): Qual de vocês, com a intenção de construir um torre ou mansão para si mesmo, não se assenta primeiro, e conta o custo? e ele deve ter certeza de contar com muito mais do que seus operários lhe dirão que custará. Deixe-o comparar a carga com sua bolsa, para que ele não seja ridicularizado, começando a construir o que ele não é capaz de terminar. Note, [1.] Tudo o que toma sobre eles uma profissão de religião comprometem-se a construir uma torre,2 João 1: 8 Gálatas 3: 4não como a torre de Babel, em oposição ao céu, que, portanto, foi deixado inacabado, mas em obediência ao céu, que, portanto, terá a sua pedra de topo gerada. Comece devagar, e estabeleça a base profunda, coloque-a sobre a rocha e certifique-se de trabalhar, e então aponte-a para o céu. [2] Aqueles que pretendem construir esta torre devem sentar e contar o custo. Deixe-os considerar que ele irá custar-lhes o mortificante de seus pecados, mesmo os desejos mais queridos vai custar-lhes uma vida de abnegação e vigilância, e um curso constante de deveres sagrados que pode, talvez, custar-lhessua reputação entre os homens, suas propriedades e liberdades, e tudo o que é caro para eles neste mundo, até mesmo a própria vida. E se isso nos custasse tudo isso, o que é em comparação com o que custou a Cristo comprar as vantagens da religião para nós, que nos chegam sem dinheiro e sem preço? [3] Muitos que começam a construir esta torre não prosseguem com ela, nem perseveram nela, e é sua insensatez que eles não têm coragem e resolução, não têm um princípio fixo enraizado, e portanto não trazem nada para passar. É verdade que nenhum de nós em nós é suficiente para terminar esta torre, mas Cristo disse: A minha graça é suficiente para ti,e essa graça não será necessária a nenhum de nós, se a procurarmos e fizermos uso dela. [4] Nada é mais vergonhoso do que para aqueles que começaram bem na religião se separarem, todos irão justamente zombar dele, como tendo perdido todo o seu trabalho até agora por falta de perseverança. Perdemos as coisas que fizemos ( 2 João 1: 8 ), e tudo o que fizemos e sofremos é em vão, Gálatas 3: 4 .

 

(2) Quando nos comprometemos a ser discípulos de Cristo, somos como um homem que vai à guerra e , portanto, deve considerar o perigo e as dificuldades que serão encontradas, Lucas 14: 31,32 . Um rei que declara guerra contra um príncipe vizinho, considera se ele tem forças para fazer sua parte boa e, se não, deixará de lado seus pensamentos de guerra. Note, [1.] O estado de um cristão neste mundo é um estado militar. Não é a vida cristã uma guerra? Nós temos muitos passes em nosso caminho, que devem ser disputados com força de espada ou não, devemos lutar a cada passo que vamos, tão inquietos são nossos inimigos espirituais em sua oposição. [2.] Devemos considerar se podemosLucas 14:31 , 32suportar a dureza que um bom soldado de Jesus Cristo deve esperar e contar, antes de nos alistarmos sob a bandeira de Cristo, se somos capazes de encontrar as forças do inferno e da terra, que vêm contra nós vinte mil fortes. [3] Dos dois é melhor fazer os melhores termos que podemos com o mundo do que fingir renunciar a ele e depois, quando a tribulação e a perseguição surgirem por causa da palavra, retornar a ela. Esse jovem que não poderia encontrar em seu coração a parte com suas posses para Cristo fez melhor ir para longe de Cristo tristes do que ter sério com ele dissimulação.

 

Esta parábola é outra maneira aplicável, e pode ser tomada como planejada para nos ensinar a começar rapidamente a ser religioso, ao invés de começar com cautela e pode significar o mesmo com Mateus 5:25Mateus 5:25 , Concordo com o teu adversário rapidamente. Note, Primeiro, Aqueles que persistem no pecado fazem guerra contra Deus, a guerra mais antinatural, injustificável, que eles se rebelam contra o seu legítimo soberano, cujo governo é perfeitamente justo e bom. Em segundo lugar, O mais orgulhoso e mais ousado pecador não é páreo para Deus, a desproporção de força é muito maior do que a que se supõe entre dez mil evinte mil. Nós provocamos o Senhor ao ciúme? Somos mais fortes que ele? Não, quem sabe o poder da sua ira? Em consideração a isso, é nosso interesse fazer as pazes com ele. Não precisamos mandar para o desejo condições de paz que nos são oferecidas, e são excepcionais, e altamente a nosso favor. Vamos nos familiarizar com eles, e ficar em paz faça isso a tempo, enquanto o outro ainda é uma ótima saída, pois atrasos nesse caso são altamente perigosos e dificultam as aplicações posteriores.

 

Mas a aplicação desta parábola aqui ( Lucas 14:33 Lucas 14:33 ) é a consideração que deve ser exercida quando tomamos sobre nós uma profissão de religião. Salomão diz: “ Com bons conselhos, faça guerra” ( Provérbios 20:18 ), pois aquele que tira a espada, joga fora a bainha; assim, com bons conselhos, adquira profissão de religião, como os que sabem que, a menos que abandonem tudo o que têm, não podem ser de Cristo. discípulos isto é, exceto que você conta abandonando tudo e consentindo com isso, pois todos que viverem piedosamente em Cristo Jesus devem sofrer perseguição, e ainda assim continuar vivendo piedosamente.Provérbios 20:18

 

  1. Ele os adverte contra a apostasia e a degeneração da mente do espírito e temperamento verdadeiramente cristãos, pois isso os tornaria totalmente inúteis, Lucas 14: 34,35 . (1) Bons cristãos são o sal da terra, e bons ministros especialmente ( Mateus 5:13 ) e este sal é bom e de grande utilidade por suas instruções e exemplos eles temperam tudo com o que conversam, para evitar que apodreçam, e para acelerá-los e torná-los salgados. (2) Cristãos degenerados, que, em vez de se separarem do que têm no mundo, abandonarão sua profissão, e então, naturalmente, tornar-se-ão carnais e mundanos, e totalmente destituídos de um espírito cristão, são como sal que perdeu seu sabor,Lucas 14:34 , 35 Mateus 5:13 Hebreus 6: 4-6como aquilo que os químicos chamam de caput mortuum, que tem todos os seus sais extraídos dela, que é a coisa inútil mais inútil do mundo, ela não tem nenhuma virtude ou boa propriedade nela. [1] Nunca pode ser recuperado: Com quem será temperado? Você não pode salgar isso. Isso sugere que é extremamente difícil, e quase impossível, recuperar um apóstata, Hebreus 6: 4-6 . Se o cristianismo não prevalecer para curar os homens de sua mundanidade e sensualidade, se esse remédio foi tentado em vão, sua facilidade deve ser concluída até mesmo desesperada. [2.] Não tem utilidade. Não é adequado, como é o estrume, para a terra,para adubar isso, nem será melhor se for colocado no monturo para apodrecer que não há nada a ser tirado dele. Um professor de religião cuja mente e modos são depravados é o animal mais insípido que pode ser. Se ele fala das coisas de Deus, das quais ele teve algum conhecimento, é tão desajeitadamente que ninguém é o melhor para isso: é uma parábola na boca de um tolo. [3.] É abandonado: os homens expulsam,como aquilo com o qual eles não terão mais a ver. Esses professores escandalosos devem ser expulsos da igreja, não apenas porque perderam todas as honras e privilégios de membros de sua igreja, mas porque há o perigo de que outros sejam infectados por eles. Nosso Salvador conclui isso com um chamado a todos para que o notem e preste atenção: Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça. Agora pode a faculdade da audição ser melhor empregado do que em assistir à palavra de Cristo, e, particularmente, para os alarmes que Ele nos deu para o perigo que estamos de apostasia, eo perigo que corremos-nos em por apostasia?
  2. fonte Coment. Mattew Henris /  www.mauricioberwald.comunidades.net