Translate this Page

Rating: 2.6/5 (264 votos)




ONLINE
3




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Comentario biblico Mateus cap.13 subsidio EBD
Comentario biblico Mateus cap.13 subsidio EBD

       Comentario evangelho de Lucas cap.13 subsidio EBD

MAURICIO BERWALD PROFESSOR ESCRITOR

Comentário  Matthew Henry sobre a Bíblia

Introdução

Neste capítulo temos, I. O bom progresso que Cristo fez de uma notícia que foi trazida a respeito de alguns galileus, que foram recentemente massacrados por Pilatos, quando estavam sacrificando no templo em Jerusalém, Lucas 13: 1-5 . II. A parábola da figueira infrutífera, pela qual somos avisados ​​para produzir frutos, encontra-se para o arrependimento a que ele tinha nos precedentes nos chamou, Lucas 13: 6-9 . III Cristo está curando uma pobre mulher enferma no dia de sábado, e justificando-se nela, Lucas 13: 11-17 . IV. Uma repetição das parábolas do grão de mostarda e do fermento, Lucas 13: 18-22 . V. Sua resposta à pergunta sobre o número dos salvos, Lucas 13: 23-30. VI. A negligência que ele colocou sobre a malícia e as ameaças de Herodes, e a condenação de Jerusalém, leram Lucas 13: 31-35 .

 

Versos 1-5

Os Galileus Assassinados.

1 Estavam presentes naquela estação alguns que lhe contaram das Galileias, cujo sangue Pilatos misturara com seus sacrifícios. 2 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Suponham vós que estas Galileus eram pecadoras acima de todas as Galileus, porque sofreram tais coisas? 3 Eu vos digo: Não, senão, se vos arrependerdes, todos de igual modo perecerás. 4 Ou aqueles dezoito, sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, julgais que eram pecadores acima de todos os homens que habitavam em Jerusalém? 5 Eu vos digo: Não, senão, se vos arrependerdes, todos de igual modo perecerás.

 

Temos aqui, I. Notícias trazidas a Cristo da morte de alguns galileus ultimamente, cujo sangue Pilatos tinha se misturado com seus sacrifícios, Lucas 13: 1Lucas 13: 1 . Vamos considerar,

 

  1. O que esta história trágica foi. É brevemente relacionado aqui, e não é encontrado em nenhum dos historiadores daqueles tempos. Josefo de fato menciona que Pilatos matou alguns samaritanos que, sob a conduta de um líder faccioso, estavam indo de maneira tumultuada para o monte Gerizim, onde ficava o templo dos samaritanos, mas não podemos de modo algum permitir que a história seja a mesma. Alguns pensam que esses galileus eram da facção de Judas Gaulonita, também chamada de Judas da Galiléia ( Atos 5:37 Atos 5:37).Lucas 23:12que deserdou a autoridade de Cæ sar e recusou-se a pagar tributo a ele: ou talvez estes, sendo galileus, só fossem suspeitos por Pilatos daquela facção, e barbaramente assassinados, porque aqueles que estavam em conluio com aquele pretendente estavam fora de seu poder. alcance. Sendo os galileus súditos de Herodes, é provável que esse ultraje cometido por Pilatos tenha ocasionado a disputa entre Herodes e Pilatos, da qual lemos em Lucas 23:12 . Não nos é dito o número deles, talvez apenas alguns, a quem Pilatos teve uma certa irritação (e, portanto, a história é ignorada por Josefo), mas a circunstância é que ele misturou seu sangue com seus sacrifícios.no pátio do templo. Embora talvez tivessem razão para temer a malícia de Pilatos, não queriam, sob o pretexto desse medo, afastar-se de Jerusalém, para onde a lei os obrigava a subir com os sacrifícios. O Dr. Lightfoot acha provável que eles mesmos estivessem matando seus sacrifícios (o que foi permitido, pois o trabalho do padre, eles disseram, começou com a aspersão do sangue).e que os oficiais de Pilatos vieram sobre eles de surpresa, justamente no momento em que eles estavam fora de guarda (pois de outra forma os galileus eram homens contidos, e geralmente iam bem armados), e misturavam o sangue dos sacrificadores com o sangue de os sacrifícios, como se tivessem sido igualmente aceitáveis ​​para Deus. Nem a santidade do lugar nem a obra seriam uma proteção para eles da fúria de um juiz injusto, que nem temia a Deus nem considerava o homem. O altar, que costumava ser um santuário e local de abrigo, agora se tornou uma armadilha e uma armadilha, um lugar de perigo e abate.

 

  1. Por que foi relatado nesta temporada para o nosso Senhor Jesus. (1) Talvez apenas como uma questão de notícias, que eles supunham que ele não tinha ouvido antes, e como uma coisa que eles lamentavam, e acreditavam que ele faria isso também para os Galileus eram seus compatriotas. Observe que providências Tristes devem ser observadas por nós, e o conhecimento delas é comunicado aos outros, que eles e nós podemos ser adequadamente afetados com eles, e fazer um bom uso deles. (2) Talvez tenha sido planejado como uma confirmação do que Cristo havia dito no final do capítulo anterior, relativo à necessidade de fazer nossa paz com Deus a tempo, antes de sermos entregues ao oficial, isto é, à morte, e assim lançado na prisão, e então será tarde demais para fazer acordos: "Agora", dizem eles, "Mestre, aqui está um novo exemplo de alguns que foram repentinamente entregues ao oficial, que foram levados pela morte quando eles pouco esperavam e, portanto, todos nós precisamos estar prontos ". Note que será útil para nós explicar a palavra de Deus e aplicá-la a nós mesmos, observando as providências de Deus. (3) Talvez eles o incitassem, sendo ele próprio da Galiléia, e um profeta, e um que tinha grande interesse naquele país, para descobrir uma maneira de vingar a morte desses galileus sobre Herodes. Se eles tinham algum pensamento desse tipo, eles estavam completamente enganados, pois Cristo estava agora indo para Jerusalém, para ser entregue nas mãos de Pilatos, e ter seu sangue, não misturado com seu sacrifício, mas ele mesmo fez um sacrifício. (4) Talvez tenha sido dito a Cristo para impedi- lo de subir a Jerusalém, para adorar ( Lucas 13:22Lucas 13:22 ), para que Pilatos não o servisse como ele servira àqueles Galileus, e sugerisse contra ele, como provavelmente ele havia insinuado. contra aqueles galileus, em defesa de sua crueldade, que eles vieram se sacrificar como Absalão fez, com um desígnio sedicioso , sob a cor do sacrifício, para levantar a rebelião. Agora, para que Pilatos, quando a sua mão estava dentro, prossiga ainda mais, eles acham aconselhável que Cristo, no presente, fique fora do caminho. (5.) A resposta de Cristo sugere que eles lhe disseram isso com uma insinuação rancorosa ,que, embora Pilatos fosse injusto em matá-los, ainda assim, sem dúvida, eles eram homens secretamente maus, senão Deus não teria permitido que Pilatos os banisse barbaramente. Era muito injusto, em vez de permitir que fossem mártires, embora tivessem morrido sacrificando e talvez sofrido por sua devoção, eles, sem qualquer cor de prova, supunham que fossem malfeitores e não poderia ser por outra razão senão porque eles não eram de seu partido e denominação, diferiam deles ou tinham diferença com eles. Este destino deles, que era capaz não apenas de uma construção favorável, mas honrada, deve ser chamado de julgamento justo de Deus sobre eles, embora eles não saibam o quê.

 

  1. Resposta de Cristo a este relatório, em que,

 

  1. Ele destacou com outra história, que, como ela, deu um exemplo de pessoas sendo levadas pela morte súbita. Não faz muito tempo que a torre de Siloé caiu, e houve dezoito pessoas mortas e enterradas nas ruínas dela. A conjectura do Dr. Lightfoot é que esta torre era adjacente à piscina de Siloé, que era a mesma com a piscina de Bethesda, e que pertencia àquelas varandas que ficavam à beira da piscina, nas quais as pessoas impotentes jaziam, que esperavam a agitação de a água ( João 5: 3 João 5: 3Eclesiastes 9:12), e que os que foram mortos eram alguns deles, ou alguns dos que nessa piscina costumavam se purificar para o serviço do templo, pois ficava perto do templo. Quem quer que fossem, era uma história triste, apesar de tais acidentes melancólicos que ouvimos freqüentemente: pois assim como os pássaros são apanhados numa armadilha, assim também os filhos dos homens são apanhados em tempos maus, quando de repente cai sobre eles, Eclesiastes 9: 12 . Torres, que foram construídas para segurança, geralmente provam a destruição dos homens.

 

  1. Ele advertiu seus ouvintes a não fazerem mau uso desses e de eventos semelhantes, nem tomaram ocasião de censurar grandes sofredores, como se fossem, portanto, considerados grandes pecadores: Suponhamos que esses galileus, que foram mortos como eram sacrificando, eram pecadores acima de todos os galileus, porque sofriam tais coisas? Eu te digo, não, Lucas 13: 2,3 . Talvez aqueles que lhe contaram a história dos galileus fossem judeus, e se alegraram de qualquer coisa que os fornecesse com matéria de reflexão sobre os galileus, e, portanto, Cristo contou sobre eles a história dos homens de Jerusalém, que chegaram a um fim prematuro. pois, com que medida desse tipoLucas 13: 2 , 3 Salmo 72:14 Eclesiastes 9: 1 , 2 Mateus 7: 1nós mete, ele deve ser medida a nós novamente. "Agora, suponha que aqueles dezoito que se encontraram com a morte da torre de Siloé, enquanto talvez estivessem esperando sua cura do tanque de Siloé, eram devedores da justiça divina acima de todos os homens que moravam em Jerusalém? Eu não lhes digo. " Quer seja para nós ou contra nós, devemos obedecer a essa regra, que não podemos julgar os pecados dos homens por seus sofrimentos.neste mundo muitos são jogados na fornalha como ouro a ser purificado, não como escória e palha para serem consumidos. Portanto, não devemos ser severos em nossas censuras daqueles que estão mais aflitos do que seus vizinhos, como os amigos de Jó estavam em suas censuras a ele, para que não condenássemos a geração dos justos, Sl 72:14 . Se estivermos julgando, temos o suficiente para julgar a nós mesmos e, de fato, não podemos conhecer o amor ou o ódio de todos que estão diante de nós, porque todas as coisas são semelhantes a todos, Eclesiastes 9: 1,2 . E poderíamos como justamente concluir que os opressores e Pilatos entre os demais, em cujo lado estão o poder e o sucesso, são os maiores santos, visto que osOs oprimidos, e os galileus entre os demais, todos em lágrimas e sem consoladores, não são os sacerdotes e levitas que assistiram ao altar, são os maiores pecadores. Deixe-nos, em nossas censuras de outros, fazer como se fôssemos feitos porque, como fazemos, seremos feitos por: Não julgueis, para que não sejais julgados, Mateus 7: 1 .

 

  1. Nessas histórias ele fundou um chamado ao arrependimento, acrescentando a cada um deles esta palavra desperta, A não ser que vos arrependais, todos da mesma maneira perecerão, Lucas 13: 3-5Lucas 13: 3-5 . (1) Isto sugere que todos nós merecemos perecer tanto quanto eles, e se tivéssemos sido tratados de acordo com nossos pecados, de acordo com a iniqüidade de nossas coisas sagradas, nosso sangue tinha sido longo antes que isto se misturasse com nossos sacrifícios por a justiça de Deus. Deve moderar nossa censura, não somente que somos pecadores, mas que somos tão grandes pecadores quanto eles, temos tanto pecado para nos arrependermos quanto eles tiveram que sofrer. (2) Que, portanto, estamos todos preocupados em nos arrepender,lamentar o que fizemos errado e não fazer mais. Os juízos de Deus sobre os outros são fortes para nos arrependermos. Veja como Cristo aperfeiçoou tudo pela pressão daquele grande dever que ele veio não apenas para ganhar espaço e dar esperanças , mas para nos impor - e isto é, para nos arrependermos. (3) Que o arrependimento é o caminho para escapar perecendo, e é um caminho seguro: assim a iniqüidade não será sua ruína, mas em nenhum outro termo. (4) Que, se não nos arrependermos, certamente iremos perecer, como outros fizeram antes de nós. Alguns colocam ênfase na palavra da mesma forma,e aplicá-lo à destruição que estava vindo sobre o povo dos judeus, e particularmente sobre Jerusalém, que foram destruídos pelos romanos na época de sua Páscoa, e assim, como os galileus, eles tiveram seu sangue misturado com seus sacrifícios e muitos deles, tanto em Jerusalém como em outros lugares, foram destruídos pela queda de muros e edifícios que foram espatifados ao redor de suas orelhas, como aqueles que morreram pela queda da torre de Siloé. Mas certamente parece mais longe, a não ser que nos arrependamos, pereceremos eternamente, enquanto perecem fora deste mundo. O mesmo Jesus que nos chama a se arrepender porque o reino dos céus está próximo, nos pede arrependimentoporque, senão, pereceremos para que nos ponha diante de nós vida e morte, bem e mal, e nos ponha à nossa escolha. (5.) O perecimento daqueles em sua impenitabilidade que foram mais duros e severos em julgar os outros será de uma maneira particular agravada.

 

Versículos 6-9

A figueira estéril.

6 E falou também esta parábola: Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, e ele veio, e buscou frutos, e não achou. 7 Então disse ao cabeleireiro da sua vinha: Eis que, estes três anos que eu tenho procurado os frutos desta figueira, e não a tenho achado, corta-a, porque cumbereth a terra? 8 E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano ainda, até que eu a escave e esterco -lo: 9 E, se der fruto, bem; e se não, em seguida, depois que tu cortá-la.

 

Esta parábola destina-se a impor essa palavra de advertência imediatamente antes: "A não ser que vos arrependais, todos perecerão da mesma maneira, a menos que sejam reformados, vocês serão arruinados, pois a árvore estéril, se não produzir frutos, será cortada. "

 

  1. Esta parábola refere-se principalmente à nação e povo dos judeus. Deus os escolheu para si mesmo, fez deles um povo próximo a ele, deu-lhes vantagens para conhecê-lo e servi-lo acima de qualquer outro povo, e esperou retornos responsáveis ​​de dever e obediência deles, que, voltando-se para seu louvor e honra, ter considerado a fruta mas eles desapontaram suas expectativas: eles não cumpriram seu dever, eles eram uma reprovação em vez de ser um crédito para sua profissão. Com isso, ele justamente decidiu abandoná-los e cortá-los, privá-los de seus privilégios, desiguais e não-humanos, mas, por intercessão de Cristo, como antigamente sobre Moisés, ele graciosamente lhes deu mais tempo e mais misericórdia. julgou-os, por assim dizer, outro ano, enviando seus apóstolos entre eles, para chamá-los ao arrependimento e, em nome de Cristo, a oferecer-lhes perdão, mediante arrependimento. Alguns deles foram forjados a se arrepender,e produzi fruto, e com todos eles estava bem, mas o corpo da nação continuou impenitente e infrutífero, e a ruína sem remédio caiu sobre eles cerca de quarenta anos depois de terem sido cortados e lançados no fogo, como João Batista lhes havia dito ( Mateus 3:10Mateus 3:10 ), sobre o qual esta parábola fala sobre essa parábola.

 

  1. No entanto, tem, sem dúvida, mais uma referência, e é projetado para o despertar de todos os que gozam os meios da graça, e os privilégios da igreja visível, para fazer com que o temperamento de suas mentes e a duração de suas vidas respondam perante suas profissões e oportunidades, pois esse é o fruto necessário. Agora observe aqui

 

  1. As vantagens que esta figueira tinha. Ele foi plantado em um vinhedo, em melhor solo, e onde ele teve mais cuidado e mais dores tomadas com ele, do que outras figueiras tinham, que comumente cresciam, não em vinhedos (Aqueles que são para videiras), mas por o lado do caminho, Mateus 21:19 Mateus 21:19 . Essa figueira pertencia a um certo homem, que a possuía, e estava à custa disso. Note, A igreja de Deus é a sua vinha, distinta do comum, e cercada, Isaías 5: 1,2 . Nós somos figueiras plantadasIsaías 5: 1 , 2Nesta vinha, pelo nosso batismo, temos um lugar e um nome na igreja visível, e este é o nosso privilégio e felicidade. É um favor distintivo: ele não lidou com outras nações.

 

  1. A expectativa do dono por ele: Ele veio e buscou frutos, e teve motivos para esperar. Ele não mandou, mas chegou, insinuando seu desejo de encontrar frutos. Cristo veio a este mundo, veio para os seus, para os judeus, buscando frutos. Note, O Deus do céu requer e espera frutos daqueles que têm um lugar na sua vinha. Ele está de olho naqueles que apreciam o evangelho, para ver se eles estão à altura dele, ele busca evidências de que estão obtendo bons por meio da graça que eles desfrutam. Folhas não servirão, chorando, Senhor, Senhor floresnão servirá, começando bem e prometendo justo, deve haver fruto. Nossos pensamentos, palavras e ações devem estar de acordo com o evangelho, luz e amor.

 

  1. O desapontamento de sua expectativa: Ele não encontrou nenhum, nenhum, nem um figo. Nota: É triste pensar em quantos desfrutam dos privilégios do evangelho e, no entanto, nada fazem para a honra de Deus, nem para responder ao fim de lhes confiar esses privilégios, e isso é uma decepção para ele e um pesar. ao Espírito de sua graça.

 

(1) Aqui ele se queixa disso ao cabeleireiro da vinha: Eu venho, buscando fruto, mas estou desapontado - Eu não encontro nenhum, procurando por uvas, mas eis uvas silvestres. Ele está triste com essa geração.

 

(2) Ele agrava isso, com duas considerações: - [1.] Que ele havia esperado por muito tempo, e ainda assim ficou desapontado. Como ele não era alto em suas expectativas, ele só esperava frutas, não muito fruto, então ele não foi apressado, ele veio três anos, ano após ano: aplicando-o aos judeus, ele veio um espaço de tempo antes do cativeiro, outro depois disso, e outro na pregação de João Batista e do próprio Cristo ou pode aludir aos três anos do ministério público de Cristo, que estavam expirando agora. Em geral, ensina-nos que a paciência de Deus é estendida à longanimidade com muitos que gozam o evangelho, e não produzem os seus frutos e esta paciência é miseravelmente abusada, o que provoca a Deus tanto a maior severidade . Quantas vezes três anos Deus veio a muitos de nós, buscando frutos, mas não encontrou nenhum, nem perto de nenhum, ou pior do que nenhum! [2.] Que esta figueira não só não produziu fruto, mas o feriu no chãoocupou o quarto de uma árvore frutífera e foi prejudicial a todos sobre isso. Note, Aqueles que não fazem o bem comummente se machucam pela influência de seu mau exemplo, eles entristecem e desencorajam aqueles que são bons, eles endurecem e encorajam aqueles que são maus. E o dano é maior, e o solo, o mais complicado, se é uma árvore alta, grande e espalhada, e se é uma velha árvore de longa data.

 

  1. A desgraça passou sobre ela . Diz ele isto ao arrumador da vinha, a Cristo, a quem todo o juízo é confiado, aos ministros que estão em seu nome para declarar esta desgraça. Nota: Nenhum outro pode ser esperado em relação a árvores estéreis do que elas deveriam ser cortadas. Quando a vinha infrutífera é desmantelada e aberta ao comum ( Isaías 5: 5,6 ), assim as árvores infrutíferas da vinha são expulsas dela e murcham, João 15: 6 . É cortada pelos juízos de Deus, especialmente juízos espirituais, como aqueles sobre os judeus que não crêem, Isaias 6: 9,10 . Ela é cortada pela morte e lançada no fogo do inferno e com boa razão, porqueIsaías 5: 5 , 6 João 15: 6 Isaías 6: 9 , 10Por que o chão fica parado? Qual é a razão por que deveria ter um lugar na vinha sem nenhum propósito?

 

  1. Intercessão da cômoda por isso. Cristo é o grande Intercessor que ele vive, intercedendo. Ministros são intercessores aqueles que vestem a vinha devem interceder por aqueles que pregamos a que devemos orar, pois devemos nos dedicar à palavra de Deus e à oração. Agora observe

 

(1) O que ele ora, e isso é um indulto: Senhor, deixe-o este ano também. Ele não ora: "Senhor, que nunca seja cortado", mas "Senhor, não agora. Senhor, não retire a cômoda, não guarde o orvalho, não arranque a árvore." Note, [1.] É desejável ter uma árvore estéril recuperada. Alguns ainda não têm graça para se arrepender, mas é uma misericórdia para eles terem espaço para se arrependerem, como foi para o velho mundo ter 120 anos que lhes permitiram fazer as pazes com Deus. [2] Devemos a Cristo, o grande Intercessor, que as árvores estéreis não sejam cortadas imediatamente: se não fosse por sua interposição, o mundo inteiro havia sido cortado, pelo pecado de Adão, mas ele disse: Senhor, deixe sozinhoe é ele quem sustenta todas as coisas. [3] Somos encorajados a rezar a Deus pelo perdão misericordioso de figueiras estéreis: "Senhor, que só eles os continuem ainda por algum tempo na sua provação, levem um pouco mais consigo e esperem ser graciosos". Assim, devemos nos colocar no abismo, afastar a ira. [4] As relíquias da misericórdia são apenas por um tempo. Deixe-a em paz este ano também, em pouco tempo, mas tempo suficiente para ser julgado. Quando Deus tiver suportado muito, podemos esperar que ele agüente ainda um pouco mais, mas não podemos esperar que ele tenha de suportar sempre. [5]. Os arrependimentos podem ser obtidos pelas orações de outros por nós, mas não por perdões , deve haver nossa própria fé, arrependimento e orações, senão perdão.

 

(2.) Como ele promete melhorar este alívio, se for obtido: Até eu cavar e derramá-lo, Note, [1.] Em geral, nossas orações devem sempre ser secundadas com nossos esforços. A cômoda parece dizer: "Senhor, pode ser que eu esteja querendo naquilo que é a minha parte, mas deixe isso de lado este ano, e farei mais do que fiz para a sua fecundidade". Assim, em todas as nossas orações, devemos solicitar a graça de Deus, com uma resolução humilde para cumprir nosso dever, ou então zombamos de Deus e mostramos que não valorizamos justamente as misericórdias pelas quais oramos. [2] Em particular, quando oramos a Deus por graça por nós mesmos ou por outros, devemos seguir nossas orações com diligência no uso dos meios da graça. A cômoda da vinha se empenha em fazer sua parte,deles. Ele cavará sobre a árvore e a exterminará . Os cristãos infrutíferos devem ser despertados pelos terrores da lei, que desmembram o solo de descanso e depois são encorajados pelas promessas do evangelho, que são o aquecimento e a engorda, como adubo para a árvore. Ambos os métodos devem ser experimentados, o que prepara para o outro, e tudo o suficiente.

 

(3) Em que pé ele deixa o assunto: "Vamos tentar, e tentar o que podemos fazer com ele um ano mais, e, se der fruto, bem, Lucas 13: 9 Lucas 13: 9. É possível, não, há esperança, que ainda pode ser frutífera ". Nessa esperança, o dono terá paciência, e a cômoda se encarregará disso, e, se tiver o sucesso desejado, ambos ficarão satisfeitos por não ter sido cortada. A palavra bem não está no original, mas a expressão é abrupta: se der fruto! - ofereça-lhe como quiser, de modo a expressar quão maravilhosamente bem satisfeito tanto o dono quanto a cômoda estarão. Se der fruto, haverá motivo de regozijo, temos o que teríamos. Mas não pode ser melhor expresso do que o que fazemos: bem.Hebreus 6: 7 João 15: 2Note, Professores infrutíferos da religião, se depois de um longo período infrutífero eles se arrependerem, se emendarem e derem frutos, acharão que tudo está bem. Deus ficará satisfeito, pois ele será louvado e as mãos dos ministros serão fortalecidas, e tais penitentes serão sua alegria agora e sua coroa em breve. Não, haverá alegria no céu, pois a terra não será mais confusa, mas melhorada, a vinha embelezada e as boas árvores nela melhoradas. Quanto à própria árvore, é bom que ela não seja cortada, mas receba a bênção de Deus ( Hebreus 6: 7 ) será purgada e dará mais fruto,pois o Pai é seu lavrador ( João 15: 2 ) e será finalmente transplantado da vinha na terra para o paraíso acima.

 

Mas ele acrescenta: Se não, então depois disso você o cortará. Observe aqui, [1] Que, embora Deus sustente por muito tempo, ele não suportará sempre professores infrutíferos, sua paciência terá um fim e, se for abusada, dará lugar àquela ira que não terá fim. Árvores áridas certamente serão cortadas por fim e lançadas no fogo. [2] Quanto mais tempo Deus esperou, e quanto mais ele esteve em cima deles, maior será a sua destruição: ser cortada depois disso,depois de todas essas expectativas, esses debates a respeito, essa preocupação por ela, serão de fato tristes e agravarão a condenação. [3] Cortar, embora seja trabalho que deve ser feito, é um trabalho que Deus não tem prazer: para observar aqui, o dono disse ao cabeleireiro: "Cortá-lo , porque ele estala o chão. " "Não", disse a cômoda, "se deve ser feito, finalmente, você vai cortá-lonão permita que minha mão esteja sobre ela. "[4]. Aqueles que agora intercederem por árvores estéreis, e se esforçarem com eles, se persistirem em sua infrutificação, ficarão até contentes em vê-los abatidos, e não terão uma palavra a mais. para dizer para eles Seus melhores amigos consentirão, ou melhor, eles aprovarão e aplaudirão, o julgamento justo de Deus, no dia da manifestação do mesmo, Apocalipse 15: 3,4 .Apocalipse 15: 3 , 4

 

Versículos 10-17

A mulher enferma curada.

10 E ele estava ensinando em uma das sinagogas no sábado. 11E eis que havia uma mulher que tinha um espírito de enfermidade dezoito anos, e estava encurvada e não podia de modo algum erguer- se. 12 E quando Jesus a viu, chamou -a e disse-lhe: Mulher, solta-te da tua enfermidade. 13 E ele impôs as mãos sobre ela; e logo ela foi endireitada e glorificou a Deus. 14 E o soberano da sinagoga respondeu com indignação, porque, no dia de sábado, Jesus havia curado, e disse ao povo: Há seis dias em que os homens devem trabalhar: portanto, venham e sejam curados, e não no sábado. dia. 15 Então o Senhor lhe respondeu, e disse: TuHipócrita, cada um de vocês no sabbath não solta seu boi ou sua bunda da tenda, e leva- lo embora para regar? 16 E não deve esta mulher, sendo filha de Abraão, a quem Satanás amarrou, eis que, nestes dezoito anos, sereis libertados deste vínculo no dia de sábado? 17 E, dizendo ele isto, todos os seus adversários ficaram envergonhados; e todo o povo se alegrava por todas as coisas gloriosas que eram feitas por ele.

 

Aqui está, I. A cura milagrosa de uma mulher que esteve muito tempo sob um espírito de enfermidade. Nosso Senhor Jesus passou seus sábados nas sinagogas, Lucas 13:10Lucas 13:10 . Devemos ter a consciência de fazê-lo, pois temos oportunidade, e não pensar que podemos passar o sábado tão bem em casa lendo um bom livro para assembléias religiosas são uma instituição divina, da qual devemos prestar nosso testemunho, embora apenas de dois ou três. E quando ele estava nas sinagogas no dia de sábado, ele estava ensinando lá - didaskon . Denota um ato continuado que ele ainda ensinou ao conhecimento das pessoas.Ele estava em seu elemento quando ele estava ensinando. Agora, para confirmar a doutrina que ele pregou e recomendá-la como fiel e digna de toda aceitação, ele realizou um milagre, um milagre de misericórdia.

 

  1. O objeto de caridade que se apresentou foi uma mulher na sinagoga que tinha um espírito de enfermidade dezoito anos, Lucas 13:11Lucas 13:11 . Ela tinha uma enfermidade, que um espírito maligno, por permissão divina, havia trazido sobre ela, que era tal que ela foi encurvada por fortes convulsões, e não poderia de forma alguma se erguer e, tendo sido assim por tanto tempo, a doença foi incurável ela não podia ficar ereta, o que é considerado honra do homem acima das feras. Observe, Embora ela estivesse sob esta enfermidade, pela qual estava muito deformada, e feita parecer má, e não apenas assim, mas, como se supunha, o movimento era muito doloroso para ela, mas ela foi à sinagoga no dia de sábado. .Note que mesmo as enfermidades do corpo, a menos que sejam muito graves, não devem nos impedir de adorar em público nos sábados, pois Deus pode nos ajudar, além de nossa expectativa.

 

  1. A oferta desta cura a um que a buscou não indica a misericórdia e a graça impeditivas de Cristo: Quando Jesus a viu, chamou-a a ele, Lucas 13:12Lucas 13:12 . Não parece que ela fez qualquer pedido para ele, ou tinha alguma expectativa dele, mas antes de ligar, ele respondeu. Ela veio a ele para ser ensinada e para obter bom para sua alma, e então Cristo deu este alívio para sua enfermidade corporal. Note, Aqueles cujo primeiro e principal cuidado é para suas almas, fazem melhor amizade com os verdadeiros interesses de seus corpos da mesma forma, pois outras coisas serão acrescentadas a eles. Cristo em seu evangelho chama e convida aqueles que vêm a ele para curar esse trabalho sob enfermidades espirituais, e, se elenos chama, ele nos ajudará indubitavelmente quando nós viermos para ele.

 

  1. A cura efetuada de maneira eficaz e imediata indica seu poder todo-poderoso. Ele deitou as mãos sobre ela e disse: " Mulher, tu estás solto da tua enfermidade, embora trabalhaste muito tempo debaixo dela, tu és largamente libertado dela." Não deixem aqueles desesperados cuja doença é inveterada, que estiveram muito tempo aflitos. Deus pode finalmente aliviá-los, embora espere por ele. Embora fosse um espírito de enfermidade, um espírito maligno, que ela estava sob o poder de, Cristo tem um poder superior ao de Satanás, é mais forte que ele. Embora ela não pudesse de maneira alguma se erguer, Cristo poderia levantá-la e capacitá-la a se erguer. Ela que tinha sidotorto foi imediatamente endireitado, e a escritura foi cumprida ( Salmo 146: 8 Salmos 146: 8 ): O Senhor levanta os que estão abatidos. Esta cura representa a obra da graça de Cristo sobre as almas do povo. (1.) Na conversão de pecadores. Corações não santificados estão sob esse espírito de enfermidade , são distorcidos, as faculdades da alma estão completamente fora de lugar e ordenadas para serem inclinadas para as coisas abaixo. O curva in terram animæ! Eles não podem de maneira alguma se erguerEclesiastes 7:13 Salmos 38: 6para Deus e para o céu, a inclinação da alma, em seu estado natural, é o caminho contrário. Tais almas tortas não buscam a Cristo, mas ele as chama a ele, coloca a mão de seu poder e graça sobre elas, fala-lhes uma palavra de cura, pela qual ele as livra de suas fraquezas, endireita a alma , reduz a ordem , eleva-a acima dos aspectos mundanos e direciona suas afeições e objetivos para o céu. Embora o homem não possa endireitar aquilo que Deus tornou torto ( Eclesiastes 7:13 ), ainda assim a graça de Deus pode fazer aquele reto que o pecado do homem tornou torto. (2) No consolo de boas pessoas. Muitos dos filhos de Deus estão por muito tempo sob um espírito de enfermidade,um espírito de escravidão através do pesar e do medo prevalecentes, suas almas são abatidas e inquietas dentro deles, eles estão perturbados, estão muito abatidos, vão lamentando o dia todo, Salmo 38: 6 . Mas Cristo, pelo seu Espírito de adoção, os perde desta enfermidade no devido tempo, e os levanta.

 

  1. O efeito presente desta cura sobre a alma do paciente, bem como sobre seu corpo. Ela glorificou a Deus, deu-lhe o louvor da sua cura a quem todo o louvor é devido. Quando as almas desonestas são endireitadas, elas mostrarão isso glorificando a Deus.

 

  1. A ofensa que foi tomada a isto pelo soberano da sinagoga, como se nosso Senhor Jesus tivesse cometido algum crime hediondo, na cura dessa pobre mulher. Ele tinha indignação , porque era no dia de sábado, Lucas 13:14 Lucas 13:14 . Alguém poderia pensar que o milagre deveria tê-lo convencido, e que a circunstância de ser feito no sábado não poderia ter servido para contrabalançar a convicção, mas que luz pode brilhar tão clara, tão forte, que um espírito de intolerância e inimizade para Cristo e seu evangelho não servirão para fechar os olhos dos homens contra isso? Nunca tal honra foi feita à sinagoga da qual ele era governante, como Cristo fizera agora, e mesmo assim ele tinha indignação por isso. Ele não teve realmente o atrevimento de brigar com Cristo, mas ele disse1 Timóteo 5: 4para o povo, refletindo sobre Cristo no que ele disse, Há seis dias em que os homens devem trabalhar, neles, portanto, vir e ser curado, e não no dia de sábado. Veja aqui como a luz que ele fez dos milagres feitos por Cristo, como se fossem coisas, é claro, e não mais do que os charlatões e charlatães faziam todos os dias: "Você pode vir e ser curado em qualquer dia da semana". As curas de Cristo tornaram-se, aos seus olhos, coisas baratas e comuns. Veja também como ele estende a lei além de sua intenção, ou qualquer construção justa que possa ser colocada sobre ela, seja fazendo cura ou sendo curado com um toque da mão, ou falando de uma palavra, seja aquele trabalho que é proibidono dia de sábado. Isto era evidentemente a obra de Deus e, quando Deus nos impediu de trabalhar naquele dia, ele se amarrou? A mesma palavra em hebraico significa piedosa e misericordiosa ( chesed ), intimar que as obras de misericórdia e caridade são, de certo modo, obras de piedade ( 1 Timóteo 5: 4 ) e, portanto, muito apropriadas nos dias sabáticos.

 

III A justificação de Cristo de si mesmo naquilo que ele havia feito ( Lucas 13:15Lucas 13:15 ): O Senhor então respondeu a ele, como ele havia respondido a outros que de igual modo se abateram sobre ele, hipócritas. Cristo, que conhece os corações dos homens, pode chamar aqueles hipócritas a quem seria presunção chamarmos assim. Nós deve julgar caridosamente, e pode julgar apenas de acordo com a aparência externa. Cristo sabia que ele tinha uma verdadeira inimizade para com ele e para o seu evangelho, que ele apenas encobriu isso com um pretenso zelo pelo sábado, e que quando ele ordenou que o povo viesse nos seis dias,e ser curado, ele realmente não os teria curado em nenhum dia. Cristo poderia ter dito isso a ele, mas ele concede raciocinar o caso com ele e,

 

  1. Ele apela para a prática comum entre os judeus, que nunca foi proibida, de regar o gado no dia de sábado. O gado que é mantido no estábulo é constantemente solto da tenda no dia de sábado, e levado para regar. Seria uma coisa bárbara não fazê-lo por um homem misericordioso que considera a vida de sua besta, sua própria fera que lhe serve. Deixar o gado descansar no dia de sábado, como a lei determinava, seria pior do que trabalhá-los, se tivessem que jejuar naquele dia, como o gado dos ninivitas em seu dia de jejum, que não tinham permissão para alimentar nem beba água, Jonas 3: 7Jonas 3: 7 .

 

  1. Ele aplica isto ao presente caso ( Lucas 13:16Lucas 13:16 ): "O boi e o jumento devem ter compaixão mostrada a eles no dia de sábado, e ter tanto tempo e sofrimentos concedidos a eles todos os sábados, para serem libertados do Uma barraca levou embora, talvez, um grande caminho para a água, e depois de volta, e não esta mulher, apenas com um toque da mão e uma palavra falando, será solta de uma injustiça muito maior do que aquela que o gado sofre quando eles são mantidos um dia sem água? Para considerar, "(1.)" Ela é uma filha de Abraão, em uma relação a quem vocês todos se orgulham ela é sua irmã,e lhe será negado um favor que você concede a um boi ou a um jumento, dispensando um pouco o suposto rigor do dia de sábado? Ela é filha de Abraão e , portanto, tem direito às bênçãos do Messias, ao pão que pertence aos filhos. "(2)" Ela é uma a quem Satanás ligou. Ele tinha uma mão na aflição e, portanto, não era apenas um ato de caridade para com a pobre mulher, mas de piedade para com Deus, para quebrar o poder do diabo e confundi-lo ". (3)" Ela tem sido nesta condição deplorável, eis, esses dezoito anos e , portanto, agora que há uma oportunidade de livrá-la, ela não deve ser adiada por um dia por mais tempo, como você gostaria, qualquer um de vocês teria pensado em dezoito anos de aflição por tempo suficiente. "

 

  1. O efeito diferente que isso teve sobre aqueles que o ouviram. Ele havia conseguido, não apenas que era lícito, mas que era altamente apropriado e adequado curar aquela pobre mulher no dia de sábado, e assim publicamente na sinagoga, para que todos pudessem ser testemunhas do milagre. E agora observe

 

  1. Que confusão isso era para a malícia de seus perseguidores: Quando ele tinha dito estas coisas, todos os seus adversários estavam envergonhados ( Lucas 13:17Lucas 13:17 ) eles foram colocados em silêncio, e ficaram envergonhados por eles serem assim, que eles não tinham uma palavra para dizer por si. Não foi uma vergonha que funcionou arrependimento, mas sim indignação. Note, Mais cedo ou mais tarde, todos os adversários de Cristo, e sua doutrina e milagres, serão envergonhados.

 

  1. Que confirmação isso era para a fé de seus amigos: todo o povo, que tinha um melhor senso das coisas e julgava com mais imparcialidade do que seus governantes, regozijava-se por todas as coisas gloriosas que eram feitas por ele. A vergonha de seus inimigos era a alegria de seus seguidores, o aumento de seu interesse era o que o atormentava, e o outro triunfava. As coisas que Cristo fez eram coisas gloriosas , todas eram assim e, embora agora obscurecidas, talvez apareçam. e devemos nos alegrar neles. Tudo o que é a honra de Cristo é o conforto dos cristãos.

 

Versículos 18-22

A viúva de Naim.

18 Então disse ele: Qual é o reino de Deus? e onde eu devo me assemelhar a isso? 19 É como um grão de mostarda que um homem tomou e, lançando-se no seu jardim, floresceu, e formou uma grande árvore, e as aves do céu se alojaram nos seus ramos. 20 E disse ele outra vez: Para onde devo comparar o reino de Deus? 21 É como o fermento, que uma mulher tomou e escondeu em três medidas de farinha, até que tudo ficou fermentado. 22E ele passou pelas cidades e aldeias, ensinando e viajando para Jerusalém.

 

Aqui está, I. O progresso do evangelho anunciado em duas parábolas, que tivemos antes, Mateus 13: 31-33 Mateus 13: 31-33 . O reino do Messias é o reino de Deus, pois ele avança sua glória, esse reino ainda era um mistério, e as pessoas geralmente estavam no escuro, e sob erros, sobre isso. Agora, quando nós descreveríamos uma coisa para aqueles que são estranhos a ela, nós escolhemos fazer isso por similitudes. "Essa pessoa que você não sei, mas vou dizer-lhe quem ele é como" assim Cristo compromete-se aqui para mostrar o que o reino de Deus é como ( Lucas 13:18 ): " ? E para isto, compararei o reino de Deus Lucas 13 : 20Lucas 13:18 Lucas 13:20 Lucas 13:19 Daniel 4:21 Lucas 13:21 2 Coríntios 2:14 . Vai ser outra coisa diferente do que você espera, e vai operar, e ganhar seu ponto de vista, de uma outra maneira. "1." Você espera que ele pareça ótimo, e chegará à sua perfeição de repente, mas você está enganado , é como um grão de mostarda, uma coisa pequena, ocupa pouco espaço, faz apenas uma pequena figura, e promete muito pouco ainda, quando semeada em solo próprio para recebê-la, ela ergue uma grande árvore, " Lucas 13:19 Muitos talvez fossem preconceituosos contra o evangelho, e queriam obedecer a ele, porque seu começo era tão pequeno que eles estavam prontos para dizer de Cristo: " Pode este homem nos salvar? E do seu evangelho,É provável que isso chegue a alguma coisa? Agora Cristo removeria este preconceito, assegurando-lhes que, embora seu começo fosse pequeno, seu último fim deveria aumentar muito, de modo que muitos deveriam vir, deveria vir sobre a asa, voar como uma nuvem, se alojar nos ramos dele com mais segurança. e satisfação do que nos ramos da árvore de Nabucodonosor, Daniel 4:21 . 2. “Você espera que ele faça o seu caminho por meios externos , subjugando nações e derrotando exércitos, embora funcione como fermento, silenciosa e insensivelmente, e sem qualquer força ou violência, Lucas 13:21.. Um pouco de fermento leveda toda a massa, de modo que a doutrina de Cristo difundirá estranhamente seu prazer no mundo da humanidade: nisso triunfa que o sabor do conhecimento é inexplicavelmente manifestado em todo lugar, além do que se poderia esperar , 2 Co 2:14 . Mas você deve dar tempo, aguardar o assunto da pregação do evangelho ao mundo, e você descobrirá que isso faz maravilhas e altera a propriedade das almas dos homens. Aos poucos o todo será fermentado, tantos quantos forem, como a farinha ao fermento, preparados para receber o sabor disso. "

 

  1. O progresso de Cristo em direção a Jerusalém registrou: Ele passou pelas cidades e aldeias, ensinando e viajando, Lucas 13:22Lucas 13:22 . Aqui encontramos Cristo itinerante, mas um pregador itinerante, viajando para Jerusalém, para a festa da dedicação, que estava no inverno, quando viajava era desconfortável, mas ele seria sobre os negócios de seu pai e, portanto, quaisquer cidades ou aldeias que ele pudesse fazer em seu caminho, ele deu-lhes um sermão ou dois, não só nas cidades, mas nas aldeias do campo. Onde quer que a Providência nos traga, devemos nos esforçar para fazer todo o bem que pudermos.

 

Versículos 23-30

A curiosidade conferiu a desgraça dos professores pecadores.

23 Então alguém lhe disse: Senhor, poucos são os que são salvos? E ele lhes disse: 24 Levei-me a entrar pela porta da fortaleza; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão. 25 Quando o dono da casa se tiver levantado e cerrado a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, abre-nos; e ele responderá, e dirá: Não sei donde és; 26 então começareis a dizer: Comemos e bebemos na tua presença, e ensinaste nas nossas ruas. 27 Mas ele dirá: Eu vos digo que não vos conheço, de onde me apartai, todos vóstrabalhadores da iniqüidade. 28 Ali haverá choro e ranger de dentes quando virdes Abraão, Isaque, Jacó e todos os profetas no reino de Deus, e vós lançados fora. 29 e virão do oriente, do ocidente, do norte e do sul, e se assentarão no reino de Deus. 30 E eis que há os últimos que serão os primeiros e os primeiros que serão os últimos.

 

Nós temos aqui,

 

  1. Uma pergunta colocada ao nosso Senhor Jesus. Quem foi que disse que não nos é dito, se um amigo ou um inimigo para ambos deu uma grande liberdade de questioná-lo e retornou respostas para os pensamentos e intenções do coração. A questão era : há poucos que são salvos? Lucas 13:23Lucas 13:23 : ei oligoi hoi sozomenoi - " Se os salvos são poucos? Mestre, ouvi dizer que isso é verdade?" 1. Talvez tenha sido uma questão cativante . Ele colocou isso para ele, tentando-o, com um design para enlaçá-lo e diminuir sua reputação. Se ele dissesse que muitos seriam salvos, eles iriam censurá-lo como frouxos demais, e tornando a salvação barata, se poucos o censurariam como sendo preciso e estreito. Os médicos judeus disseram quetodo Israel deveria ter um lugar no mundo vindouro e ousaria contradizê-lo? Aqueles que sugaram uma nação corrupta estão prontos para torná-la o padrão pelo qual medir os julgamentos de todos os homens e em nada os homens mais traem sua ignorância, presunção e parcialidade, do que em julgar a salvação dos outros. 2. Talvez tenha sido uma questão curiosa , uma boa especulação, com a qual ultimamente ele estivera discutindo com seus companheiros, e todos concordaram em referir-se a Cristo. Note, Muitos são mais inquisitivos a respeito de quem será salvo, e quem não, do que respeitando o que eles devem fazer para serem salvos. É comumente perguntado: "Que tal e tal sejam salvos?" Mas é bom que possamos ser salvos sem saber disso. 3. Talvez tenha sido um admiradorquestão. Ele havia notado quão rígida era a lei de Cristo e quão ruim era o mundo e, comparando-os, gritava: "Quão poucos há que serão salvos!" Note, nós temos razão para nos perguntarmos que dos muitos para quem a palavra da salvação é enviada há tão poucos para quem é de fato uma palavra salvadora. 4. Talvez tenha sido uma pergunta indagadora : " Se há poucos que são salvos, o que então? Que influência isso deve ter sobre mim?" Note que nos preocupa seriamente melhorar a grande verdade da pequenez dos que são salvos.

 

  1. A resposta de Cristo a esta questão, que nos orienta sobre o que fazer dessa verdade. Nosso Salvador não deu uma resposta direta a essa pergunta, pois ele veio para guiar a consciência dos homens , não para satisfazer sua curiosidade. Não pergunte: "Quantos serão salvos?" Mas, sejam eles mais ou menos: "Devo ser um deles?" Não: "O que será de tal e qual, e o que fará este homem? " Mas: "O que farei e o que será de mim?" Agora, na resposta de Cristo, observe

 

  1. Uma rápida exortação e direção: esforce-se para entrar no portão estreito. Isto é dirigido não só a ele que fez a pergunta, mas a todos, para nós, é no plural: Esforce - se. Note, (1) Tudo o que será salvo deve entrar no portão estreito, deve sofrer uma mudança de todo o homem, tal como valores não menos do que nascer de novo, e deve submeter-se a uma disciplina rigorosa. (2) Aqueles que entrariam no portão estreito devem se esforçar para entrar.É uma questão difícil chegar ao céu, e um ponto que não será obtido sem muito cuidado e dores, dificuldade e diligência. Devemos lutar com Deus em oração, lutar como Jacó, lutar contra o pecado e Satanás. Devemos nos esforçar em todos os deveres da religião, esforçar-nos com os nossos próprios corações, agonizesthe - " Esteja em agonia, esforce-se como aqueles que concorrem a um prêmio se excitam e se esforçam ao máximo."

 

  1. Mergulhadores despertando considerações, para fazer valer essa exortação. Para que todos nós possamos ser despertados e estimulados por eles! São considerações que servirão para responder à pergunta : Há poucos que serão salvos?

 

(1) Pense em quantas pessoas se esforçam por salvação e ainda perecem porque não recebem o suficiente, e você dirá que há poucas que serão salvas e que nos preocupa muito em nos esforçarmos: Muitos procurarão entrar, e não deve ser capaz que eles procuram, mas eles não se esforçam. Note, A razão pela qual muitos ficam aquém da graça e da glória é porque eles descansam em uma busca preguiçosa daquilo que não será alcançado sem um esforço laborioso. Eles têm uma boa mente para a felicidade e uma boa opinião de santidade, e dão bons passosem direção a ambos. Mas suas convicções são fracas, eles não consideram o que sabem e acreditam, e, conseqüentemente, seus desejos são frios, e seus esforços fracos, e não há força ou firmeza em suas resoluções e, assim, ficam aquém e perdem o prêmio, porque eles não avançam. Cristo assevera isto com base em sua própria palavra: Eu digo a você e podemos confiar em sua palavra, pois ele conhece tanto os conselhos de Deus como o coração dos filhos dos homens.

 

(2) Pense no dia distintivo que está chegando e nas decisões daquele dia, e você dirá que existem alguns que serão salvos e que nós estamos preocupados em lutar: O Mestre da casa se levantará, e fechará até a porta, Lucas 13:25 Lucas 13:25 . Cristo é o Mestre da casa, que tomará conhecimento de tudo o que freqüenta sua casa e é retentor dela, examinará quem e quem passa e repassa. Agora ele parece como se tivesse deixado as coisas em grande, mas o dia está chegando quando ele vai se levantar e fechar a porta. Que porta? [1.] Uma porta de distinção.Apocalipse 11: 2Agora, dentro do templo da igreja há professores carnais que adoram na corte externa, e professores espirituais que adoram dentro do véu entre eles a porta está agora aberta, e eles se encontram promiscuamente nas mesmas apresentações externas. Mas, quando o dono da casa se levantar, a porta será fechada entre eles, para que os que estão no átrio exterior sejam afastados, e deixados para ser pisados ​​pelos gentios, Apocalipse 11: 2 . Quanto àqueles que são imundos, feche a porta sobre eles, e deixe-os ficar imundospara que aqueles que estão dentro sejam mantidos no interior, para que aqueles que são santos possam ser santos ainda. A porta está fechada para separar entre o precioso e o vil, para que os pecadores não mais permaneçam na congregação dos justos. Então você deve retornar e discernir entre eles. [2.] Uma porta de negação e exclusão. A porta da misericórdia e da graça há muito tempo se abrem para eles, mas eles não entrariam por ela, não ficariam em dívida com o favor daquela porta que esperavam subir de outra maneira,e para chegar ao céu por seus próprios méritos e, portanto, quando o dono da casa se levantar, ele fechará a porta com justiça, não espere entrar nela, mas tome as próprias medidas. Assim, quando Noé estava seguro na arca, Deus fechou a porta, para excluir todos aqueles que dependiam de abrigos próprios no dilúvio que se aproximava.

 

(3) Pense em quantos que estavam muito confiantes de que deveriam ser salvos serão rejeitados no dia do julgamento, e suas confidências os enganarão, e você dirá que existem poucos que serão salvos e que todos nós estamos preocupados. se esforçar. Considerar,

 

[1] Que garantia eles tinham de admissão, e até onde a esperança deles os levava, até o portão do céu. Lá eles se levantam e batem, batem como se tivessem autoridade, batem como os que pertencem à casa, dizendo: "Senhor, Senhor, aberto para nós, pois pensamos que temos o direito de entrar nos levar entre os salvos, porque nos unimos a eles ". Note que muitos estão arruinados por uma esperança mal fundamentada do céu, a qual eles nunca desconfiaram ou questionaram, e portanto concluem que seu estado é bom porque nunca duvidaram disso. Eles chamam de Cristo, Senhor,como se fossem seus servos, sim, em sinal de sua importunação, eles o dobram, Senhor , Senhor, eles estão desejosos agora de entrar pela porta que eles antes haviam feito, e agora entrariam de bom grado entre aqueles cristãos sérios a quem eles tinham secretamente desprezado.

 

[2] Que fundamentos eles tinham para essa confiança. Vamos ver qual é o seu pedido, Lucas 13:26Lucas 13:26 . Primeiro, eles tinham sido convidados de Cristo, haviam tido uma conversa íntima com ele e compartilhavam de seus favores: Comemos e bebemos na tua presença, à tua mesa. Judas comeu pão com Cristo, mergulhou com ele no prato. Os hipócritas, sob o disfarce de sua profissão externa, recebem a ceia do Senhor e nela participam do pão dos filhos, como se fossem crianças. Em segundo lugar, eles tinham sido ouvintes de Cristo, receberam instruções dele e estavam bem familiarizados com sua doutrina e lei: "Ensinaste nas nossas ruas - um favor distintivo, que poucos tinham, e certamente poderia ser tomado como um penhor de favor agora, pois tu nos ensinaste e não nos salvará?

 

[3] Como a confiança deles irá falhar, e todos os seus pedidos serão rejeitados como frívolos. Cristo dirá a eles: Eu não conheço você de onde você é, Lucas 13:25 Lucas 13:25 . E novamente ( Lucas 13:27Lc 13:27 ), eu te digo: não te conheço, aparta-te de mim. Ele não nega que o que eles pediram era verdade que eles tinham comido e bebido em sua presença, da mesma forma que eles não tinham comido mais do seu pão do que eles levantaram o calcanhar contra ele. Ele havia ensinado em suas ruas, da mesma forma que desprezaram sua instrução e não se submeteram a ela. E, portanto, Primeiro, Ele renega : " Eu não conheço vocêvocê não pertence à minha família. " O Senhor conhece os que são seus, mas os que não são, ele não sabe, não tem nada a ver com eles:" Eu não sei de onde você é. Não és de mim, não és de cima, não és ramos da minha casa, da minha vinha. " Em segundo lugar, Ele os descarta : aparta - te de mim. É o inferno do inferno afastar-se de Cristo, a parte principal de a miséria dos condenados ". Sair da minha porta, aqui não é nada para você, não, não uma gota de água." Em terceiro lugar, Ele lhes dá tal caráter como é a razão desta desgraça: Vocês são trabalhadores da iniqüidade.Esta é a sua ruína, que, sob um pretexto de piedade, eles mantiveram assombrações secretas do pecado, e fizeram a labuta do diabo na libré de Cristo.

 

[4] Quão terrível será a sua punição ( Lucas 13:28 Lucas 13:28 ): Haverá choro e ranger de dentes, o maior grau de tristeza e indignação e o que é a causa disso, e contribui para isso, é uma visão da felicidade daqueles que são salvos: Vocês verão os patriarcas e profetas no reino de Deus, e vocês mesmos serão expulsos. Observe aqui, Primeiro, Que os santos do Antigo Testamento estão no reino de Deus, aqueles que tiveram o benefício do Messias que morreu antes de sua vinda, pois eles viram seu dia à distância e isso refletia conforto sobre eles. Segundo, que os pecadores do Novo Testamento serãoSalmo 112: 10expulso do reino de Deus. Ele sugere que eles serão empurrando dentro, e irá presumir na admissão, mas em vão porque serão lançados fora de vergonha, como não tendo qualquer parte ou muito no assunto. Terceiro, Que a visão da glória do santo será um grande agravamento da miséria do pecador, eles verão até o reino de Deus que eles verão os profetas nela, a quem eles odiavam e desprezavam, e a si mesmos, embora eles se achassem certos de isso, empurrado para fora. É nisso que eles rangem os dentes, Salmos 112: 10 .

 

(4) Pense quem são eles que serão salvos, não obstante: Eles virão do leste e do oeste e os últimos serão os primeiros, Lucas 13: 29,30 . [1] Com o que Cristo disse, parece que poucos serão salvos daqueles que julgamos mais prováveis, e que são os mais justos por isso. Contudo, não diga então que o evangelho é pregado em vão porque, embora Israel não esteja reunido, Cristo será glorioso.Lucas 13:29 , 30 Romanos 11:14Virão muitos de todas as partes do mundo gentio que serão admitidos no reino da graça neste mundo e da glória no outro. Claramente, assim, quando chegarmos ao céu, encontraremos muitos que não pensamos ter lá e perderemos muitos deles que esperávamos encontrar ali. [2] Aqueles que se sentam no reino de Deus estão tão empenhados em chegar lá, pois vieram de longe - do leste e do oeste, do norte e do sul passaram por diferentes climas, rompeu muitas dificuldades e desencorajamentos. Isso mostra que aqueles que entrariam naquele reino devem se esforçar, como a rainha de Sabá, que veio do maiores partes da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. Aqueles que viajam agora a serviço de Deus e da religião, em breve, se sentarão para descansar no reino de Deus. [3] Muitos que foram justos pelo céu ficaram aquém, e outros que pareciam para trás, e jogados para fora do caminho, ganharão e usarão este prêmio, e portanto nos preocupa em nos empenhar para entrar. Sejamos provocados, como Paulo deseja que os judeus sejam, para uma santo emulação, pelo entusiasmo e antecipação dos gentios, Romanos 11:14. Devo ser superado pelos meus juniores? Devo eu, que comecei primeiro, e fiquei mais próximo, falta do céu, quando outros, menos prováveis, entram nele? Se for conseguido pelo esforço, por que não devo me esforçar?

 

Versos 31-35

Mensagem de Cristo a Herodes

31 No mesmo dia chegaram alguns dos fariseus, dizendo-lhe: Levanta-te, e sai daqui; porque Herodes te matará. 32 Disse-lhes ele: Ide e dizei a essa raposa: Eis que vou expulsando demónios e fazendo curas, hoje e amanhã, e no terceiro dia serei consumado. 33 Todavia tenho de andar hoje, e amanhã, e no dia seguinte; porque não pode morrer um profeta de Jerusalém. 34 Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejou aqueles que te são mandados com quanta freqüência ajuntara teus filhos, como uma galinha ajunta sua ninhada debaixo dela.asas e vós não o fariam! 35 Eis que a vossa casa vos ficará deserta: e, em verdade vos digo: Vós não me vereis, até que o tempo vem quando haveis de dizer: Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor.

 

Aqui está, I. Uma sugestão para Cristo de seu perigo de Herodes, agora que ele estava na Galiléia, dentro da jurisdição de Herodes ( Lucas 13:31Lucas 13:31 ): Certos dos fariseus (pois havia aqueles da seita que dispersaram toda a nação) Veio a Cristo, fingindo amizade e preocupação com sua segurança, e disse: Sai desta terra e parti para lá , pois de outro modo Herodes te matará,como ele fez com John. Alguns acham que esses fariseus não tinham base alguma para isso, que Herodes não dera nenhuma palavra a esse propósito, mas que emolduravam essa mentira, para expulsá-lo da Galiléia, onde ele tinha um grande e crescente interesse, e conduzi-lo à Judéia, onde eles sabiam que havia aqueles que realmente buscavam a sua vida. Mas, como a resposta de Cristo foi dirigida ao próprio Herodes, deveria parecer que os fariseus tinham razão para o que eles diziam, e que Herodes estava enfurecido contra Cristo, e projetou-lhe um dano, pelo honroso testemunho que ele dera a João Batista e a doutrina do arrependimento que João pregou. Herodes estava disposto a se livrar de Cristo de seus domínios e, quando não o matou, esperava assustá-lo enviando-lhe esta mensagem ameaçadora.

 

  1. Seu desafio à ira de Herodes e aos fariseus também não teme nem um nem o outro: vá e diga a essa raposa, Lucas 13:32Lucas 13:32 . Ao chamá-lo de raposa, ele dá a ele seu verdadeiro caráter, pois ele era sutil como uma raposa, notável por sua arte, traição e baixeza, e predando (como dizem de uma raposa) mais longe de seu próprio covil. E, embora seja um caráter negro e feio, ainda assim não se tornou Cristo para dar a ele, nem foi nele uma violação dessa lei, não falarás mal do governante do teu povo.Porque Cristo era um profeta e os profetas sempre tiveram liberdade de expressão para repreender príncipes e grandes homens. Não, Cristo era mais que um profeta, ele era um rei, ele era o Rei dos reis, e o maior dos homens era responsável por ele, e por isso se tornou ele para chamar este orgulhoso rei pelo seu próprio nome, mas não é para ser desenhado em um exemplo por nós. "Vá, e diga aquela raposa, sim, e esta raposa também" (pois assim é no original, te alopeki taute ) " que fariseu, quem quer que seja, que sussurra isso em meu ouvido, diga a ele que eu não temê-lo, nem considerar suas ameaças, pois: "1." Eu sei que devo morrer, e devo morrer em breve. Espero que, e conte com ele, no terceiro dia, "isto é," muito em breve minha hora está à mão. "Note que nos ajudará muito acima do medo da morte, e daqueles que têm o poder da morte, tornar a morte familiar para nós, esperar, pensar , e converse com ele, e veja-o na porta. "Se Herodes me matar, ele não me surpreenderá." 2. "Eu sei que a morte não será apenas um preconceito para mim, mas que será minha preferência e, portanto, dizer-lhe que não o temo quando morro, serei aperfeiçoado. Eu devo então ter terminado a parte mais difícil do meu empreendimento Eu terei completado meu negócio " teleioumai - eu serei consagrado. Quando Cristo morre, é dito que ele se santificouele se consagrou ao seu escritório sacerdotal com seu próprio sangue. 3. "Eu sei que nem ele nem ninguém mais pode me matar até que eu tenha feito meu trabalho. Vá e diga a ele que eu não valorizo ​​sua raiva impotente. Vou expelir demônios e curar, hoje e Amanhã, "isto é," agora e por algum pequeno espaço de tempo ainda por vir, apesar dele e de todas as suas ameaças. Eu devo andar, devo seguir em minha jornada planejada, e não está em seu poder Devo continuar, como eu, pregando e curando, hoje, amanhã e no dia seguinte."Note, Ele é bom para nós a olhar para o tempo que temos diante de nós como, mas um pouco, dois ou três dias, talvez, pode ser o máximo, para que possamos, assim, ser vivificado para fazer o trabalho do dia no seu dia. E é um consolo para nós, em referência ao poder e malícia de nossos inimigos, que eles não podem ter poder para nos tirar enquanto Deus tiver qualquer trabalho para nós fazermos. As testemunhas não foram mortas até que tivessem terminado suas vidas. . testemunho 4. "Eu sei que Herodes pode me fazer nenhum mal, não só porque o meu tempo ainda não chegou, mas porque o lugar designado pela minha morte é Jerusalém, que não está dentro de sua jurisdição: não pode ser que morra um profeta fora de Jerusalém"isto é," em qualquer lugar, menos em Jerusalém. "Se um verdadeiro profeta fosse morto, ele seria processado como falso profeta. Agora ninguém se comprometeu a julgar os profetas e a julgá-los, mas o grande sinédrio, que sempre se assentou. em Jerusalém, foi uma causa que os tribunais inferiores não tomaram conhecimento e, portanto, se um profeta fosse morto, deveria estar em Jerusalém.

 

III Sua lamentação por Jerusalém e sua denúncia de ira contra aquela cidade, Lucas 13: 34,35 . Isto nós tivemos em Mateus 23: 37-39 . Talvez isso não tenha sido dito agora na Galiléia, mas o evangelista, não planejando introduzi-lo em seu devido lugar, o insere aqui, por ocasião da menção de Cristo ser condenado à morte em Jerusalém.Lucas 13:34 , 35 Mateus 23: 37-39

 

Note, 1. A maldade de pessoas e lugares que mais eminentemente do que outros professam religião e relação com Deus é de uma maneira particular provocando e lamentando ao Senhor Jesus. Quão pateticamente fala do pecado e da ruína daquela cidade santa! Ó Jerusalém! Jerusalém! 2. Aqueles que gozam de grande abundância dos meios da graça, se não forem beneficiados por eles, são muitas vezes prejudicados contra eles. Os que não deram ouvidos aos profetas, nem receberam os que Deus lhes enviara, mataram e os apedrejaram . Se as corrupções dos homens não são conquistadas, elas são provocadas. 3. Jesus Cristo mostrou-se disposto, livremente disposto a receber e receber as pobres almas que se aproximam dele e se colocam sob sua proteção:Quantas vezes eu teria reunido teus filhos, como uma galinha ajunta sua ninhada sob suas asas, com tanto cuidado e ternura! 4. A razão pela qual os pecadores não são protegidos e providos pelo Senhor Jesus, como as galinhas são pela galinha, é porque eles não o fariam : eu faria, eu freqüentemente o faria, e você não o faria. A disposição de Cristo agrava a falta de vontade dos pecadores e deixa seu sangue sobre suas próprias cabeças. 5. A casa que Cristo deixa é desolada. O templo, embora ricamente adornado, embora muito freqüentado, ainda está desolado se Cristo o abandonou. Ele deixa isso para eleseles fizeram um ídolo disto, e deixe eles levarem isto para eles, e façam o melhor deles / delas disto, Cristo não o perturbará mais. 6. Cristo retira-se justamente daqueles que o afastam deles. Eles não seriam reunidos por ele e, portanto, diz ele: " Você não me verá, não me ouvirá mais", como Moisés disse a Faraó, quando ele lhe proibiu a sua presença, Êxodo 10: 28,29 . 7. O julgamento do grande dia vai efetivamente convencer os incrédulos que não iria agora ser convencido: "Então você vai dizer: Bendito o que vem, " isto é, "você estará contente de estar entre aqueles que dizê-lo, e vai não me ver para ser o Messias até então, quando for tarde demais ".Êxodo 10:28 , 29.

fonte Comenty. Matthew Henris / www.mauricioberwald.comunidades.net