Translate this Page

Rating: 2.5/5 (261 votos)




ONLINE
3




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Comentario biblico Mateus cap.10 subsidio EBD
Comentario biblico Mateus cap.10 subsidio EBD

 

        Comentario evangelho de Lucas cap.10 subsidio EBD

MAURICIO BERWALD PROFESSOR ESCRITOR

Comentário  Matthew Henry sobre a Bíblia

Introdução

Neste capítulo temos, I. A ampla comissão que Cristo deu aos setenta discípulos para pregar o evangelho, e confirmá-lo por meio de milagres e das instruções completas que ele lhes deu sobre como administrar a si mesmos na execução de suas comissões e grandes encorajamentos. aí, Lucas 10: 1-16 . II. O relatório que os setenta discípulos fizeram ao seu Mestre sobre o sucesso de sua negociação, e seu discurso sobre isso, Lucas 10: 17-24 . III O discurso de Cristo com um advogado sobre o caminho para o céu, e as instruções que Cristo lhe deu por meio de uma parábola para considerar cada um como seu próximo a quem ele teve oportunidade de demonstrar bondade ou receber bondade de Lucas 10: 25-37.. IV. O entretenimento de Cristo na casa de Marta, a repreensão que ele deu a ela por seu cuidado com o mundo e sua recomendação de Maria por seu cuidado com sua alma, Lucas 10: 38-42 .

 

Versículos 1-16

A missão dos setenta.

1 Depois destas coisas o Senhor designou outros setenta também, e enviou-os dois e dois diante de sua face para cada cidade e lugar aonde ele mesmo deveria ir. 2 Portanto lhes disse: A colheita é de fato grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara. 3Para os teus caminhos: eis que te envio como cordeiros entre os lobos. 4Carry nem bolsa, nem scrip, nem sapatos: e não saúda nenhum homem a propósito. 5 E em qualquer casa que entrardes, primeiro digas: Paz sejapara esta casa. 6 E se o filho da paz estiver lá, a vossa paz repousará sobre ele; se não, voltar-se-á para vós. 7 E na mesma casa permanecem, comendo e bebendo o que derem; pois o trabalhador é digno do seu salário. Não vá de casa em casa. 8 E em qualquer cidade em que entrardes e te receberem, coma o que está posto diante de ti. 9 E cure os doentes que aí estão, e dize-lhes: O reino de Deus está chegando a vós. 10 Mas em qualquer cidade em que entrardes, e eles não te receberem, vão os teus caminhos para as ruas dos mesmos, e digam: 11Mesmo o pó da tua cidade, que nos apascentar, nós limparemos contra ti: não obstante Esteja certo disto, que o reino de Deus está perto de você. 12 Mas eu vos digo que será mais tolerável naquele dia para Sodoma. do que para aquela cidade. 13 Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! porque, se foram feitas as grandes obras em Tiro e Sidom, as quais foram feitas em você, há muito tempo se arrependeram, sentadas em pano de saco e cinzas. 14 Mas será mais tolerável para Tiro e Sidom no juízo do que para vós. 15 E tu, Cafarnaum, que és exaltado ao céu, serás lançado ao inferno. 16 Quem ouve-me, ouve-me, e quem despreza-me despreza-me, e quem me despreza despreza aquele que me enviou. do que para você. 15 E tu, Cafarnaum, que és exaltado ao céu, serás lançado ao inferno. 16 Quem ouve-me, ouve-me, e quem despreza-me despreza-me, e quem me despreza despreza aquele que me enviou. do que para você. 15 E tu, Cafarnaum, que és exaltado ao céu, serás lançado ao inferno. 16 Quem ouve-me, ouve-me, e quem despreza-me despreza-me, e quem me despreza despreza aquele que me enviou.

 

Temos aqui o envio de setenta discípulos, dois e dois, para diversas partes do país, para pregar o evangelho e fazer milagres naqueles lugares que o próprio Cristo planejou visitar, para abrir caminho para seu entretenimento. Isso não é percebido pelos outros evangelistas: mas as instruções aqui dadas são muito semelhantes àquelas dadas aos doze. Observar,

 

  1. Seu número: eles eram setenta. Como na escolha de doze apóstolos, Cristo tinha um olho para os doze patriarcas, as doze tribos e os doze príncipes dessas tribos, de modo que aqui ele parece ter um olho para os setenta anciãos de Israel. Muitos subiram com Moisés e Arão ao monte, e viram a glória do Deus de Israel ( Êxodo 24: 1,9 ), e muitos foram posteriormente escolhidos para ajudar Moisés no governo, para que o Espírito de profecia veio a eles, Números 11: 24,25 . Os doze poços de água e as setenta palmeiras que estavam em Elim eram uma figura dos doze apóstolos e dos setenta discípulos,Êxodo 24: 1 , 9 Números 11:24 , 25 Êxodo 15:27 Êxodo 15:27 . Eles eram setenta anciãos dos judeus que foram empregados por Ptolomeu, rei do Egito, transformando o Antigo Testamento em grego, cuja tradução é daí chamada Septuaginta. O grande desatento consistia nesse número. Agora,

 

  1. Ficamos felizes em descobrir que Cristo tinha tantos seguidores aptos a serem enviados, que seu trabalho não foi totalmente em vão, embora ele tenha encontrado muita oposição. Nota, o interesse de Cristo é um crescente interesse, e seus seguidores, como Israel no Egito, embora aflito deve multiplicar. Esses setenta, embora não o tenham atendido tão de perto e constantemente como os doze , não obstante, eram os constantes ouvintes de sua doutrina e testemunhas de seus milagres, e acreditavam nele. Os três mencionados no final do capítulo anterior poderiam ter sido desses setenta, se tivessem se aplicado com seriedade aos seus negócios. Estes setenta são aqueles de quem Pedro fala como "os homens que acompanharam conosco todo o tempo em que o Senhor Jesus entrou e saiu entre nós " , e faziam parte dos cento e vinte de que se fala, Atos 1: 15,21 . Muitos daqueles que eram os companheiros do Apóstolos, a quem lemos nos Atos e nas Epístolas, podemos supor, eram desses setenta discípulos.Atos 1:15 , 21

 

  1. Nós estamos contentes em descobrir que havia trabalho para tantos ministros, ouvintes para tantos pregadores: assim o grão de mostarda começou a crescer, e o sabor do fermento para se difundir na farinha, para o fermento do todo.

 

  1. Seu trabalho e negócios: Ele enviou dois e dois, para que pudessem se fortalecer e encorajar um ao outro. Se um cair, o outro ajudará a levantá-lo. Ele os enviou, não a todas as cidades de Israel, como fez aos doze, mas apenas a todas as cidades e lugares para onde ele mesmo viria ( Lucas 10: 1 Lucas 10: 1Lucas 10: 9 ), como seus arautos e devemos supor, embora não seja registrado , que logo depois Cristo foi a todos os lugares para onde ele os enviou agora, embora pudesse ficar um pouco mais em um lugar. Duas coisas que eles foram ordenados a fazer, o mesmo que Cristo fez onde quer que viesse: 1. Eles devem curar os enfermos ( Lucas 10: 9 ), curá-losem nome de Jesus, o que faria as pessoas ansiarem por ver esse Jesus e prontas para entretê-lo, cujo nome era tão poderoso. 2. Eles devem publicar a abordagem do reino de Deus, a sua abordagem para eles: "Diga-lhes isto, o reino de Deus está perto de você, e agora você é justo para uma admissão nele, se você quiser, mas olhar sobre você. Agora é o dia da sua visitação, conheça e entenda. " É bom sermos sensíveis às nossas vantagens e oportunidades, para que possamos segurá-las. Quando o reino de Deus nos aproxima, nos preocupa em ir ao encontro dele.

 

III As instruções que ele lhes dá.

 

  1. Eles devem partir com oração ( Lucas 10: 2 Lucas 10: 2Isaías 6: 8 ) e, em oração, (1) devem ser devidamente afetados com as necessidades das almas dos homens, que pediram sua ajuda. Eles devem olhar em volta e ver quão grande a colheita foi, que abundância de pessoas que queriam ter o evangelho pregado a eles e estavam dispostos a recebê-lo, ou melhor, que tiveram suas expectativas levantadas sobre a vinda do evangelho. Messias e do seu reino. Havia milho pronto para ser derramado e perdido por falta de mãos para recolhê-lo. Nota: Os ministros devem aplicar-se ao seu trabalho sob uma profunda preocupação por preciosas almas,olhando para eles como as riquezas deste mundo, que devem ser asseguradas por Cristo. Eles devem igualmente estar preocupados que os trabalhadores eram tão poucos. Os mestres judeus eram de fato muitos, mas não eram trabalhadores que não reuniam em almas para o reino de Deus, mas para seu próprio interesse e partido. Note que aqueles que são bons ministros desejam que houvesse mais bons ministros, pois há trabalho para mais. É comum que os comerciantes não se importem com o pouco que há de seu próprio comércio, mas Cristo quer que os trabalhadores de sua vinha considerem uma queixa quando os trabalhadores são poucos. (2) Eles devem sinceramente desejar receber sua missão de Deus, que ele os enviaria como trabalhadores em sua colheita. quem é o Senhor da colheita, e que ele enviaria outros para, se Deus os enviar, eles podem esperar que ele vá junto com eles e lhes dê sucesso. Deixe-os, portanto, dizer, como o profeta ( Isaías 6: 8 ), Aqui estou eu, envie-me. É desejável receber nossa comissão de Deus, e então podemos continuar corajosamente.

 

  1. Eles devem partir com uma expectativa de problemas e perseguição: " Eis que eu vos envio como cordeiros entre os lobos, mas saiam dos seus caminhos e resolvam fazer o melhor possível. Seus inimigos serão como lobos, cruéis e cruéis, e pronto para te despedaçar em suas ameaças e insultos, eles serão como lobos uivantes para te aterrorizarem em suas perseguições de você, eles serão como lobos vorazes para te rasgarem Mas você deve ser como cordeiros, pacífico e paciente, embora fez uma presa fácil. " Teria sido muito difícil, portanto, ser enviado como ovelhas entre lobos, se ele não os tivesse dotado com seu espírito e coragem.

 

  1. Eles não devem se sobrecarregar com uma carga de provisões, como se estivessem numa longa viagem, mas dependerem de Deus e de seus amigos para fornecer o que lhes convinha: "Não levar uma bolsa por dinheiro, nem um alforje ou uma mochila para roupas ou mantimentos, nem sapatos novos (como antes para os doze, Lucas 9: 3 Lucas 9: 32 Reis 4:29 Jó 2:13 ) e não saúdam nenhum homem a propósito. "Essa ordem que Eliseu deu a seu servo, quando ele o enviou para ver a criança morta da Sunamita, 2 Reis 4:29 . Não que Cristo quisesse que seus ministros fossem grosseiros, rabugentos e desumanos, mas, (1.) Eles devem ir como homens às pressas,os lugares que lhes foram designados, onde devem transmitir sua mensagem, e diretamente a esses lugares não devem atrapalhar ou retardar-se com cerimônias ou elogios desnecessários. (2) Eles devem ir como homens de negócios, negócios que se relacionam com outro mundo, em que eles devem estar atentos e atentos, e, portanto, não devem se envolver com conversas sobre assuntos seculares. Ministro verbi est hoc idade - Você é um ministro da palavra atende ao seu escritório. (3) Eles devem ir como homens sérios e homens em tristeza. Era costume dos enlutados, durante os primeiros sete dias do seu luto, não saudar nenhum, Job 2:13. Cristo era um homem de tristezas e familiarizado com a dor e era apropriado que por este e outros sinais seus mensageiros se assemelhassem a ele, e também se mostrassem afetados com as calamidades da humanidade que eles vieram aliviar, e tocados com um sentimento deles.

 

  1. Eles devem mostrar, não apenas sua boa vontade, mas a boa vontade de Deus, a todos a quem eles vieram, e deixar a questão e sucesso para aquele que conhece o coração, Lucas 10: 5,6 .Lucas 10: 5 e 6

 

(1) A acusação dada a eles era: Qualquer casa que eles entraram, eles devem dizer: Paz seja para esta casa. Aqui, [1.] Eles devem entrar em casas particulares para, não sendo admitidos nas sinagogas, eles foram forçados a pregar onde eles poderiam ter liberdade. E, quando a pregação pública deles foi levada para as casas, eles também a levaram. Como seu Mestre, onde quer que eles visitassem, eles pregavam de casa em casa, At 5: 42,20: 20 . A igreja de Cristo foi primeiramente uma igreja na casa. [2] Eles são instruídos a dizer: " Paz seja para esta casa,Atos 5:42 e 20 :a todos sob este teto, a esta família e a todos que pertencem a ela. "A paz seja para você uma forma comum de saudação entre os judeus. Eles não devem usá-la formalmente, de acordo com o costume, àqueles que eles conheceram o caminho, porque eles devem usá-lo com solenidade para aqueles cujas casas eles entraram: "Não saúdem ninguém pelo caminho em elogio, mas àqueles em cuja casa você entra, digamos, Paz seja para você, com seriedade e na realidade para isto é para ser mais que um elogio. "Os ministros de Cristo vão a todo o mundo, para dizer, em nome de Cristo, que a paz seja para vocês. Primeiro, devemos propor paz a todos, para prega a paz por Jesus Cristo, para proclamar o evangelho da paz, a aliança da paz, a paz na terra, e para convidar os filhos dos homens a virem e aproveitarem-se dela. Em segundo lugar, devemos orar pela paz a todos. Devemos sinceramente desejar a salvação das almas daqueles a quem pregamos e oferecer esses desejos a Deus em oração, e é bom que saibam que oramos por eles e os abençoamos em nome do Senhor. .

 

(2) O sucesso era diferente, de acordo com as diferentes disposições daqueles a quem eles pregavam e oravam. Conforme os habitantes eram filhos da paz ou não, a paz deles deveria ou não repousar sobre a casa. Recipitur ad modum recipientis - A qualidade do receptor determina a natureza da recepção. [1] "Vocês se encontrarão com alguns que são os filhos da paz, que pelas operações da graça divina, de acordo com as designações do conselho divino, estão prontos para admitir a palavra do evangelho à luz e ao amor dela , e ter seus corações feitos como cera mole para receber as impressões dele.Estes estão qualificados para receber o conforto do evangelho em que há uma boa obra da graça realizada, e, como para aqueles, a sua pazdeve encontrá-los e repousar sobre eles suas orações por eles devem ser ouvidas, as promessas do evangelho serão confirmadas a eles, os privilégios que lhes são conferidos , e os frutos de ambos permanecerão e continuarão com eles - uma boa parte que não deve ser tirada. "[2]" Você vai se encontrar com outros que não estão dispostos a ouvir ou prestar atenção à sua mensagem, casas inteiras que não têm um filho de paz nelas. "Agora é certo que a nossa paz não virá sobre eles, eles não tem parte nem muito na matéria a bênção que repousa sobre os filhos da paznunca virá sobre os filhos de Belial, nem pode esperar as bênçãos do pacto que não venha sob os laços dele. Mas voltará a nós de novo, isto é, teremos o conforto de ter cumprido nosso dever para com Deus e depositado nossa confiança. Nossas orações como as de Davi retornarão ao nosso próprio seio ( Salmo 35:13Salmos 35:13 ) e teremos comissão para continuar no trabalho. Nossa paz voltará a nós novamente, não apenas para sermos desfrutados por nós mesmos, mas para sermos comunicados aos outros, ao próximo com quem nos encontrarmos, aqueles que são filhos da paz.

 

  1. Eles devem receber as gentilezas daqueles que devem entretê- los e oferecer-lhes boas-vindas, Lucas 10: 7,8 . "Aqueles que recebem o evangelho receberão você que prega, e te dão entretenimento você não deve pensar em levantar propriedades, mas você pode depender de uma subsistência e," (1) "Não seja tímido , não suspeite de nossa acolhida, nem ter medo de ser problemático, mas comer e beber de coração do que eles dão para, qualquer que seja a bondade que lhe mostrar, mas é um pequeno retorno para a bondade que você fazê-las em trazer as boas novas de paz. você merece isso, por o trabalhador é digno de seu salário,Lucas 10: 7 , 8 Lucas 10: 7 Lucas 10: 8o trabalhador no trabalho do ministério é assim, se ele é realmente um trabalhador e não é um ato de caridade, mas de justiça, naqueles que são ensinados na palavra para comunicar àqueles que os ensinam "(2). "Não seja gentil e curioso em sua dieta: coma e beba coisas como elas dão ( Lucas 10: 7 ), tais como as que são colocadas diante de você, Lucas 10: 8 . Seja grato por comida simples, e não encontre defeitos, embora não esteja vestido de acordo com a arte. "Ele se torna um discípulo de Cristo desejoso de deleites.Como ele não os amarrou aos jejuns supersticiosos dos fariseus, também não permitiu as luxuosas festas dos epicuristas. Provavelmente, Cristo aqui se refere às tradições dos anciãos sobre as suas carnes que eram tantas que aqueles que os observavam eram extremamente críticos, você dificilmente poderia colocar um prato de carne diante deles, mas havia algum escrúpulo ou outro a respeito dele, mas Cristo não os tenha para considerar essas coisas, mas coma o que lhes foi dado, sem fazer perguntas por causa da consciência.

 

  1. Eles devem denunciar os juízos de Deus contra aqueles que devem rejeitá- los e sua mensagem: "Se você entrar em uma cidade, e eles não receberem você, se não houver ninguém disposto a dar ouvidos à sua doutrina, deixe-os, Lucas 10:10 Lucas 10:10Lucas 9: 5 Lucas 10:11 1 Reis 13:21 , 22 Lucas 10:12 Lucas 10:14 . Se eles não lhe derem boas - vindas em suas casas, você os adverte em suas ruas? " Ele ordena que eles ( Lucas 9: 5 ) façam o que ele havia ordenado aos apóstolos: "Diga-lhes, não com raiva, desprezo ou ressentimento, mas com compaixão às suas pobres almas que perecem, e um temor sagrado da arruinar o que eles estão trazendo sobre si mesmos,Até o pó da vossa cidade, que se apossa de nós, nos abrasa contra vós, Lucas 10:11 . Deles não recebem nenhuma gentileza, não se assemelham a eles. Custou ao profeta do Senhor, querido, que aceitou uma refeição com um profeta em Betel, 1 Reis 13: 21,22 . Diga-lhes que você não levará com você o pó da cidade deles, deixe-os levá-lo para si mesmos, pois eles são pó. "Deve ser uma testemunha para mensageiros de Cristo que eles tinham estado lá acordo com a ordem de seu Mestre concurso e recusaforam uma descarga de sua confiança. Mas será uma testemunha contra os recusantes que eles não dariam aos mensageiros de Cristo qualquer entretenimento, não, nem tanto quanto a água para lavar seus pés, mas eles foram forçados a limpar o pó. "Mas diga-lhes claramente, e peça-lhes que tenham certeza disso, O reino de Deus está próximo a você. Aqui está uma oferta justa feita a você se você não tem o benefício disso, é sua própria culpa. O evangelho é trazido às tuas portas, se fechares as tuas portas contra ele, o teu sangue está sobre a tua cabeça. Agora que o reino de Deus se aproxima de ti,se você não vier até ele, e entrar nele, seu pecado será indesculpável, e sua condenação intolerável. "Note, quanto mais justo nós temos de graça e vida por Cristo, mais teremos que responder por outro dia. , se ligeiras essas ofertas: será mais tolerável para Sodoma do que para aquela cidade, Luke 10:12 os sodomitas fato rejeitou o aviso dado a eles por muito, mas rejeitando o evangelho é um crime mais hediondo, e será punido em conformidade. em naquele dia. ele significa o dia do juízo ( Lucas 10:14 ), mas o chama, por meio de ênfase, nesse dia, porque é o último e grande dia, o dia em que devemos levar em conta todos os dias de tempo,e ter nosso estado determinado para os dias da eternidade.

 

Nesta ocasião, o evangelista repete,

 

(1) O destino particular daquelas cidades onde a maioria das obras poderosas de Cristo foram feitas, o que nós tivemos, Mateus 11:20Mateus 11:20 , & c. Corazim, Betsaida e Cafarnaum, todos margeando o mar da Galileia, onde Cristo era o mais conhecedor, são os lugares aqui mencionados. [1] Eles desfrutaram de maiores privilégios. As grandes obras de Cristo foram feitas neles, e todas elas foram obras de graça, obras de misericórdia. Eles foram , portanto , exaltados ao céu, não apenas dignos e honrados, mas colocados em um modo justo de serem felizes, eles foram trazidos para o céu como os meios externos puderam trazê-los. [2]. O desígnio de Deus em favorecê-los assim era trazê-los ao arrependimento e reforma da vida,sentar-se de saco e cinzas, tanto em humilhação pelos pecados que cometeram como em humildade e humilde sujeição ao governo de Deus. [3] Eles estão frustrando este desígnio, e recebendo a graça de Deus nisso em vão. Está implícito que eles não se arrependeram, não foram forjados por todos os milagres de Cristo para pensar o melhor dele, ou o pior do pecado eles não produziram frutos agradáveis ​​às vantagens de que desfrutavam. [4] Havia razões para pensar, moralmente falando, que, se Cristo tivesse ido a Tiro e Sidon, cidades gentílicas, e pregado a mesma doutrina para eles e operado os mesmos milagres entre eles que ele fez nessas cidades de Israel , eles teriam se arrependido há muito tempo,tão rápido teria sido seu arrependimento, e isso em pano de saco e cinzas, tão profundo teria sido. Agora, para entender a sabedoria de Deus, dando os meios da graça àqueles que não os aperfeiçoariam, e negando- os àqueles que o desejassem, devemos esperar pelo grande dia da descoberta. [5] A desgraça daqueles que assim recebem a graça de Deus em vão será muito temerosa. Aqueles que foram assim exaltados, não fazendo uso de sua elevação, serão lançados ao inferno, lançados com vergonha e desonra. Eles serão empurrados para entrar no céu, na multidão de professores, mas em vão serão empurrados para baixo,para a sua dor eterna e desapontamento, para o inferno mais baixo, e o inferno será o inferno para eles. [6] No dia do julgamento, Tiro e Sídon se sairão melhor, e será mais tolerável para eles do que para estas cidades.

 

(2.) A regra geral que Cristo iria passar, como para aqueles a quem ele enviou seus ministros: Ele vai considerar-se tratado de acordo como eles trataram seus ministros, Lucas 10:16Lucas 10:16 . O que é feito ao embaixador é feito, por assim dizer, ao príncipe que o envia. [1] " Aquele que me ouves-lhe, e atenta para o que você diz, me ouve, e aqui faz me honra. Mas," [2] "Aquele que despreza você o faz de fato me desprezam, e deve ser levada em conta como tendo não me ofenda, mas despreza aquele que me enviou ” . Note que aqueles que desprezam a religião cristã de fato colocam uma queda na religião natural, da qual ela é perfeita. E aqueles que desprezam os fiéis ministros de Cristo, os quais, embora não odeiem e os perseguam, ainda que pensem mal deles, olhem com desdém para eles e voltem as costas para o seu ministério, serão considerados como desprezadores de Deus e de Cristo.

 

Versículos 17-24

O sucesso dos setenta.

17 E os setenta voltaram com alegria, dizendo: Senhor, os mesmos estão sujeitos a nós pelo teu nome. 18 E ele lhes disse: Eu vi Satanás como um relâmpago cair do céu. 19 Eis que te dou poder para pisar em serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo; e nada te ferirá em absoluto. 20 Não obstante, não nos regozijemos, que os espíritos estejam sujeitos a ti, mas que se regozijem, porque seus nomes estão escritos no céu. 21Naquela hora, Jesus alegrou-se em espírito, e disse: "Eu te agradeço, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que escondeste estas coisas dos sábios e prudentes, e as descobri para as crianças; assim também, Pai, por isso". parecia bom em sua vista. 22Todas as coisas me são entregues por meu Pai; e ninguém sabe quem é o Filho;aquele a quem o Filho o revelará . 23 E, voltando-se aos seus discípulos, e disse em particular: Bem-aventurados são os olhos que vêem o que vós vedes: 24 Porque eu vos digo, que muitos profetas e reis desejaram ver o que vós vedes, e não vimos -los e para ouvir as coisas que ouvistes e não as ouviste .

 

Cristo enviou os setenta discípulos enquanto subia a Jerusalém para a festa dos tabernáculos, quando ele subiu, não abertamente, mas como se fosse em secreto ( João 7:10 João 7:10 ), tendo enviado para o estrangeiro tão grande parte de sua vida ordinária. O séquito e o Dr. Lightfoot pensam que era antes de seu retorno daquela festa, e enquanto ele ainda estava em Jerusalém, ou Betânia, que era difícil (porque lá estava, Lucas 10:38Lucas 10:38 ), que eles, ou pelo menos alguns eles voltaram para ele. Agora aqui nos é dito,

 

  1. Que relato lhe deram do sucesso de sua expedição: Eles voltaram novamente com alegria ( Lucas 10:17 Lucas 10:17 ) não se queixando do cansaço de suas jornadas, nem da oposição e desânimo que encontraram, mas regozijando-se em seu sucesso, especialmente ao expulsar espíritos imundos: Senhor, até os demônios estão sujeitos a nós através do teu nome. Embora somente a cura dos enfermos fosse mencionada em sua comissão ( Lucas 10:19 ), ainda assim, sem dúvida, a expulsão dos demônios foi incluída, e nisso tiveram um sucesso maravilhoso. 1. Eles dão a Cristo a glória disto: É através do teu nome.Lucas 10:19 Note que todas as nossas vitórias sobre Satanás são obtidas pelo poder derivado de Jesus Cristo. Nós devemos, em seu nome, entrar nas listas com nossos inimigos espirituais, e, quaisquer que sejam as vantagens que obtivermos, ele deve receber todo o louvor se o trabalho for feito em seu nome, a honra é devida ao seu nome. 2. Eles se entretêm com o conforto do que falam dele com um ar de exultação: Até mesmo os demônios, aqueles inimigos poderosos, estão sujeitos a nós. Note, os santos não têm maior alegria ou satisfação em qualquer dos seus triunfos do que naqueles sobre Satanás. Se os demônios estão sujeitos a nós, o que pode estar diante de nós?

 

  1. Que aceitação eles encontraram com ele e como ele recebeu esse relato.

 

  1. Ele confirmou o que eles disseram, concordando com sua própria observação ( Lucas 10:18 Lucas 10:18 ): "Meu coração e meus olhos foram junto com você. Tomei conhecimento do sucesso que você teve, e vi Satanás cair como raio do céu. " Note, Satanás e seu reino caíram diante da pregação do evangelho. "Eu vejo como é", diz Cristo, "enquanto você fica no chão, o diabo perde a terra." Ele cai como relâmpago cai do céu, tão de repente, tão irremediavelmente, tão visivelmente, que todos podem percebê-lo, e dizer: "Veja como o reino de Satanás cambaleia, veja como ele cai". Eles triunfaram na expulsão de demônios dos corpos das pessoas, mas Cristo vê e se alegra com a queda do diabo pelo interesse que ele tem nas almas dos homens,Efésios 6:12 Atos 26:18 1 Timóteo 3: 6 Efésios 6:12 . Ele prevê que isso seja apenas um penhor do que agora deve ser feito em breve e já começou - a destruição do reino de Satanás no mundo pela extirpação da idolatria e a conversão das nações para a fé em Cristo. Satanás cai do céu quando ele cai do trono no coração dos homens, Atos 26:18 . E Cristo previu que a pregação do evangelho, que voaria como um raio através do mundo, por onde quer que fosse, derrubaria o reino de Satanás. Agora é o príncipe deste mundo expulso.Alguns deram outro sentido a isso, olhando para a queda dos anjos, e planejando cautela para esses discípulos, para que seu sucesso não os estimule com orgulho: "Eu vi anjos transformados em demônios pelo orgulho: essa foi a pecado pelo qual Satanás foi lançado do céu, onde ele tinha sido um anjo de luz Eu vi isto, e te dei uma sugestão disto para que você, sendo elevado com orgulho, caísse naquela condenação do diabo, que caiu pelo orgulho " 1 Timóteo 3: 6 .

 

  1. Ele repetiu, ratificou e ampliou sua comissão: Eis que eu te dou poder para pisar em serpentes, Lucas 10:19 Lucas 10:19 . Note, àquele que tem, e usa bem o que ele tem, mais será dado. Eles empregaram vigorosamente seu poder contra Satanás, e agora Cristo lhes confia maior poder. (1) Um poder ofensivo , poder para pisar serpentes e escorpiões, diabos e espíritos malignos, a velha serpente: " Morderei a cabeça deles em meu nome", segundo a primeira promessa, Gênesis 3:15 . Venha, ponha os pés no pescoço desses inimigos que você pisará sobre esses leões e adivinhadoresGênesis 3:15 Salmo 91:13 Atos 28: 5 Marcos 16:18 Ezequiel 2: 6 Isaías 11: 8 , 19 , 25 :onde quer que você encontre com eles, você os atropelará, Salmo 91:13 . Você deve pisar sobre todo o poder do inimigo, e o reino do Messias será todo o local estabelecido nas ruínas do reino do diabo. Como os demônios agora estão sujeitos a você, então eles ainda estarão. (2.) A defensiva poder: " nada vos fará dano algum nem serpentes nem escorpiões, se você deve ser castigado com eles ou jogados em prisões e masmorras entre eles você será ileso pelas criaturas mais venenosas", como St. Paulo foi ( Atos 28: 5 ), e como prometido em Marcos 16:18. "Se os ímpios são como serpentes para você, e você habita entre esses escorpiões (como Ezequiel 2: 6 ), você pode desprezar a sua raiva, e pisar sobre ela não precisa perturbá-lo, pois eles não têm poder contra você, mas o que é Dadas de cima , podem assobiar, mas não podem ferir. "Você pode jogar no buraco da áspide, pois a própria morte não fará mal nem destruirá, Isaías 11: 8,19,25: 8 .

 

  1. Ele os instruiu a transformar sua alegria no canal certo ( Lucas 10:20Lucas 10:20 ): " Não obstante, não se alegrem, que os espíritos estejam sujeitos a você, que eles têm sido assim, e ainda assim serão. Não se alegrem neste meramente como é sua honra, e uma confirmação de sua missão, e como o coloca um grau acima de outras pessoas boas não regozijem nisto somente, ou neste principalmente, mas sim regozijem-se porque seus nomes estão escritos no céu, porque você é escolhido por Deus para a vida eterna e é filho de Deus pela fé. " Cristo, que conhecia os conselhos de Deus, poderia dizer-lhes que seus nomes estavam escritos no céu, pois é oO livro da vida de Lamb, no qual estão escritos. Todos os crentes são pela graça, têm direito à herança de filhos, e recebem a adoção de filhos, e o Espírito de adoção, que é o penhor daquela herança e, portanto, estão inscritos entre seus filhos. família agora é uma questão de alegria, maior alegria do que expulsar demônios. Note que o poder de se tornar filhos de Deus deve ser mais valorizado do que o poder de fazer milagres, pois lemos daqueles que, em nome de Cristo, expulsaram demônios, como Judas, e no entanto serão deserdados por Cristo no grande dia. Mas aqueles cujos nomes estão escritos no céu nunca perecerão, eles são as ovelhas de Cristo, a quem ele dará a vida eterna. As graças salvadoras são mais para se alegrar do que os dons espirituais. O amor santo é uma maneira mais excelente do que falar em línguas.

 

  1. Ele ofereceu uma solene ação de graças a seu Pai, por empregar pessoas tão más como seus discípulos estavam em um serviço tão elevado e honrado, Lucas 10: 21,22 . Isso nós tivemos antes ( Mateus 11: 25-27 ), somente aqui está prefixado que naquela hora Jesus se alegrou. Era adequado que uma atenção especial fosse tomada àquela hora, porque havia tão poucos, pois ele era um homem de tristezas. Na mesma hora em que viu Satanás cair, e ouviu do bom sucesso de seus ministros, na mesma hora, se alegrou.Lucas 10:21 , 22 Mateus 11: 25-27Note que Nada regozija mais o coração do Senhor Jesus do que o progresso do evangelho, e o fato de ele ter sido recebido por Satanás, pela conversão de almas a Cristo. A alegria de Cristo foi uma sólida alegria substancial, uma alegria interior: ele se alegrava em espírito, mas sua alegria, como águas profundas, não fazia barulho, era uma alegria com a qual um estranho não se intrometia. Antes de se aplicar para agradecer a seu Pai, ele se instigou a se alegrar , pois o louvor de gratidão é a linguagem genuína da santa alegria; assim , a santa alegria é a raiz e a fonte do louvável louvor. Duas coisas que ele agradece por: -

 

(1) Para o que foi revelado pelo Pai através do Filho: Eu te agradeço, ó Pai, Senhor do céu e da terra, Lucas 10:21 Lucas 10:21 . Em todas as nossas adorações a Deus, devemos ter um olho para ele, tanto como o Criador do céu e da terra e como o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, e nele nosso Pai. Agora, aquilo pelo que ele dá graças é, [1.] Que os conselhos de Deus acerca da reconciliação do homem consigo mesmo foram revelados a alguns dos filhos dos homens, que também poderiam estar em condições de ensinar os outros, e é Deus que pelo seu Filho falou essas coisas para nós e pelo seu Espírito no-lo revelou em nós, ele tem reveladoJuízes 7: 4 1 Coríntios 2: 2 , 4aquilo que foi mantido em segredo desde o começo do mundo. [2] Que eles foram revelados aos bebês, àqueles que eram de partes e capacidades médias, cuja extração e educação nada tinham prometendo, que eram apenas crianças em entendimento, até que Deus pelo seu Espírito elevou suas faculdades e as forneceu. com esse conhecimento e capacidade de comunicá-lo. Nós temos razão para agradecer a Deus, não tanto pela honra que ele tem dado aos bebês, quanto pela honra que ele fez por si mesmo em aperfeiçoar a força por fraqueza. [3] Que, ao mesmo tempo em que os revelou aos bebês, os escondeu dos sábios e prudentes, os filósofos gentios, o rabino judeu. Elenão revelou as coisas do evangelho para eles, nem os empregou na pregação do seu reino. Graças a Deus que os apóstolos não foram retirados de suas escolas, pois, primeiro, eles teriam sido capazes de misturar suas noções com a doutrina de Cristo, que a teria corrompido, como depois provou. Pois o cristianismo foi muito corrompido pela filosofia platônica nas primeiras eras, pela peripatética em suas últimas eras e pelos professores judaizantes na primeira plantação dela. Em segundo lugar,Se rabinos e filósofos tivessem sido feitos apóstolos, o sucesso do evangelho teria sido atribuído à sua aprendizagem e inteligência e à força de seus raciocínios e eloqüência e, portanto, eles não devem ser empregados, para que eles não tenham tomado muito para si mesmos, e outros deveriam ter atribuído muito a eles. Eles foram passados ​​pela mesma razão que o exército de Gideão foi reduzido: As pessoas ainda são muitas, Juízes 7: 4 . Paulo, de fato, foi educado entre os sábios e prudentes, mas tornou-se um bebê quando se tornou um apóstolo, e pôs de lado as palavras sedutoras da sabedoria humana, esqueceu-as todas e não fez uso nem mostra nenhum outro conhecimento além do de Cristo e ele crucificado 1 Coríntios 2: 2,4 . [4] Que Deus aqui agiu por meio de soberania: Mesmo assim, Pai, pois assim pareceu bom aos teus olhos. Se Deus dá a sua graça e o conhecimento de seu filho a alguns que são menos prováveis, e não o dá a outros a quem devemos pensar melhor para entregá-lo com vantagem, isso deve satisfazer: assim agrada a Deus, cujos pensamentos são infinitamente. acima do nosso. Ele escolhe confiar o dispensar de seu evangelho nas mãos daqueles que, com uma energia divina , lhe darão o cenário, e não nos que, com a arte humana , lhe darão o início.

 

(2) Pois o que havia de secreto entre o Pai e o Filho, Lucas 10:22 Lucas 10:22 . [1] A vasta confiança que o Pai coloca no Filho: Todas as coisas me são entregues por meu Pai, toda sabedoria e conhecimento, todo poder e autoridade, toda a graça e conforto que são destinados ao remanescente escolhido, é tudo entregue nas mãos do Senhor Jesus nele toda a plenitude deve residir, e dele deve ser derivado: ele é o grande administrador que administra todas as preocupações do reino de Deus. [2] O bom entendimento que existe entre o Pai e o Filho e seusProvérbios 8:22 Provérbios 8:30consciência mútua, tal como nenhuma criatura pode ser admitida: Ninguém sabe quem é o Filho, nem qual é a sua mente, mas o Pai, que o possuiu no princípio de seus caminhos, antes de suas obras antigas ( Provérbios 8:22 ), nem quem é o Pai, e quais são os seus conselhos, mas o Filho, que jazia em seu seio desde a eternidade, era por ele como um educado com ele, e era diariamente seu deleite ( Provérbios 8:30 ), e ele a quem o Filho pelo Espírito o revelará.O evangelho é a revelação de Jesus Cristo, a ele devemos todas as descobertas feitas a nós da vontade de Deus para a nossa salvação e aqui ele fala de ser confiado como aquilo que foi um grande prazer para si e para o qual ele foi muito grato ao seu pai.

 

  1. Ele disse aos seus discípulos quão bem era para eles que eles tinham essas coisas reveladas a eles, Lucas 10: 23,24 . Tendo se dirigido ao seu Pai, ele se voltou para seus discípulos, planejando torná-los sensíveis quanto era para a felicidade deles, bem como para a glória e honra de Deus, que eles conheciam os mistérios do reino e eram empregados para liderar outros para o conhecimento deles, considerando, (1.) Que passo é para algo melhor. Embora o conhecimento dessas coisas não seja de salvação, isso nos coloca no caminho da salvação: Bem - aventurados os olhos que vêem as coisas que vemos.Lucas 10:23 , 24 Mateus 13:17Deus ali os abençoa e, se não for culpa deles, será uma bem-aventurança eterna para eles. (2) Que passo está acima daqueles que foram antes deles, mesmo os maiores santos, e aqueles que eram mais favoritos do Céu: " Muitos profetas e justos " (assim é em Mateus 13:17 ), muitos profetas e reis (assim é aqui), " desejaram ver e ouvir aquelas coisas com as quais você está diariamente e intimamente familiarizado, e não as viram e ouviram ". A honra e felicidade dos santos do Novo Testamento excedem em muito aqueles até mesmo dos profetas e reisdo Antigo Testamento, embora também fossem altamente favorecidos. As idéias gerais que os santos do Antigo Testamento tinham, de acordo com as insinuações dadas a eles, das graças e glórias do reino do Messias, fizeram com que eles desejassem mil vezes que sua sorte tivesse sido reservada para aqueles dias abençoados, e que eles pudessem ver a substância daquelas coisas de que tinham sombras fracas. Note, A consideração das grandes vantagens que nós temos na luz do Novo Testamento, acima daquilo que eles tinham que viveram nos tempos do Antigo Testamento, deveria despertar nossa diligência no aperfeiçoamento disto, se isso não acontecer, isto irá agravar nossa condenação pelo não aperfeiçoamento do mesmo.

 

Versículos 25-37

Quem é o nosso vizinho?

25 E eis que se levantou certo doutor da lei e, para o experimentar, disse: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? 26 Disse-lhe ele: Que está escrito na lei? como lêes tu? 27 Respondeu ele: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de toda a tua força, e de todo o teu entendimento e do teu próximo como a ti mesmo. 28 Respondeu-lhe ele: Respondeste bem; faze isso e viverás. 29 Mas ele, querendo se justificar, disse a Jesus: E quem é o meu próximo? 30 E Jesus, respondendo, disse: Certo homem desceu de Jerusalém a Jericó e caiu no meio dos ladrões, o qual lhe despojou das vestes, e feriu -o, e partiu, deixando -o. meio morto. 31 E por acaso um certo sacerdote desceu daquele caminho; e quando ele o viu, ele passou do outro lado. 32 E também um levita, quando estava no lugar, veio e olhou para ele e passou do outro lado. 33Mas certo samaritano, quando viajava, chegou onde estava; e quando o viu, teve compaixão dele. 34Enteram-se diante dele e ataram suas feridas, derramando azeite e vinho, e puseram-no em sua própria fera. e o trouxe para uma estalagem e cuidou dele. 35 E no dia seguinte, quando ele partiu, tirou dois centavos e deu- lhesao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele e tudo o que de mais gastares, quando eu voltar, retribuirei-te. 36 Qual destes três agora pensas que era o próximo daquele que caiu entre os ladrões? 37 E ele disse: Aquele que mostrou misericórdia dele. Então Jesus lhe disse: Vai, e faze o mesmo.

 

Temos aqui o discurso de Cristo com um advogado sobre alguns pontos de consciência, com os quais todos estamos preocupados de ser corretamente informados e estão tão aqui de Cristo, embora as questões fossem propostas sem boa intenção.

 

  1. Estamos preocupados em saber o que é esse bem que devemos fazer nesta vida, a fim de alcançarmos a vida eterna. Uma pergunta a este propósito foi proposta a nosso Salvador por um certo advogado, ou escriba, apenas com o propósito de julgá- lo, não com o desejo de ser instruído por ele, Lucas 10:25Lucas 10:25 . O advogado levantou-se e perguntou-lhe, Mestre, o que devo fazer para herdar a vida eterna?Se Cristo tivesse alguma coisa peculiar a prescrever, com essa pergunta ele a tiraria, e talvez a expusesse, se não, expuseria sua doutrina como desnecessária, já que não daria outra direção para obter felicidade do que já havia recebido ou, talvez, ele não tivesse um design malicioso contra Cristo, como alguns dos escribas tinham, apenas ele estava disposto a ter uma pequena conversa com ele, assim como as pessoas vão à igreja para ouvir o que o ministro dirá. Essa foi uma boa pergunta: O que devo fazer para herdar a vida eterna? Mas perdeu toda a sua bondade quando foi proposta com um design ruim ou muito mau. Note que não é suficiente falar das coisas de Deus e inquirir sobre elas, mas devemos fazê-lo com uma preocupação adequada. Se falamos da vida eterna,e o caminho para isso, de uma maneira descuidada, meramente como uma questão de discurso, especialmente como questão de disputa, mas tomamos o nome de Deus em vão, como o advogado aqui fez. Agora esta questão sendo iniciada, observe,

 

  1. Como Cristo o entregou à lei divina, e ordenou que ele seguisse a direção daquilo. Embora ele soubesse os pensamentos e intenções de seu coração, ele não respondeu de acordo com a loucura daquilo, mas de acordo com a sabedoria e bondade da pergunta que ele fez. Ele respondeu com uma pergunta: o que está escrito na lei? Quão tu lês tu? Lucas 10:26Lucas 10:26 . Ele veio para catequizar Cristo e conhecê-lo, mas Cristo o catequizará e o fará conhecer a si mesmo. Ele fala com ele como advogado, como um conhecedor da lei: os estudos de sua profissão o informam que o pratique de acordo com seu conhecimento, e ele não deve ficar aquém da vida eterna. Note, será de grande utilidade para nós, em nosso caminho para o céu, considerar o que está escrito na lei,e o que nós lemos lá. Nós devemos recorrer às nossas bíblias, à lei, como está agora nas mãos de Cristo e andar no caminho que nos é mostrado lá. É uma grande misericórdia que temos a lei escrita, que assim a reduzimos à certeza e que, assim, ela é capaz de espalhar ainda mais e durar por mais tempo. Tendo sido escrito, é nosso dever lê-lo, lê-lo com compreensão e entesourar o que lemos, para que quando houver ocasião, possamos dizer o que está escrito na lei e como lemos .Para isso, devemos apelar para isso, devemos tentar doutrinas e terminar com disputas, este deve ser nosso oráculo, nossa pedra de toque, nossa regra, nosso guia. O que está escrito na lei? Como lemos? se houver luz em nós, terá em conta essa luz.

 

  1. Que bom relato ele deu da lei, dos principais mandamentos da lei, à observância de que devemos nos unir se herdarmos a vida eterna. Ele não fez, como um fariseu, referem-se à tradição dos antigos, mas, como um bom textuário, presa aos dois primeiros e grandes mandamentos da lei, como aqueles que ele pensou que deve ser mais rigorosamente observados, a fim do obtenção da vida eterna, e que incluiu todo o resto, Lucas 10:27Lucas 10:27 . (1) Devemos amar a Deus de todo o coraçãodeve olhar para ele como o melhor dos seres, em si mesmo mais amável, e infinitamente perfeito e excelente como alguém a quem nos cabe as maiores obrigações, tanto em gratidão como em interesse. Devemos valorizá-lo e valorizar-nos por nossa alegria para com ele deve agradar a nós mesmos e dedicar-nos inteiramente a ele. Nosso amor por ele deve ser sincero, caloroso e fervoroso deve ser um amor superlativo, um amor que é tão forte como a morte, mas um amor inteligente, e tal como podemos dar uma boa conta dos motivos e razões de. Deve ser todo um amor que ele deve ter em toda a nossa alma, e deve ser servido com tudo o que está dentro de nós. Não devemos amar nada além dele, mas o que amamos para elee em subordinação a ele. (2) Devemos amar nossos vizinhos como a nós mesmos, o que faremos facilmente, se nós, como devemos fazer, amarmos a Deus melhor que nós mesmos. Nós devemos desejar bem a todos e mal a ninguém devemos fazer todo o bem que podemos no mundo e não ferir, e devemos consertar isso como regra a nós mesmos para fazer aos outros como eles deveriam fazer conosco e isso é amar nosso vizinho como a nós mesmos.

 

  1. Aprovação de Cristo do que ele disse, Lucas 10:28 Lucas 10:28 . Embora ele tenha vindo tentá-lo, ainda assim, o que ele disse que foi bom, Cristo elogiou: Tu tens respondido corretamente. O próprio Cristo se firmou sobre estes como os dois grandes mandamentos da lei ( Mateus 22:37 ): ambos os lados concordaram nisso. Aqueles que se saem bem terão o mesmo elogio, e os que falaram bem. Até agora é certo, mas ele parte mais difícil deste trabalho ainda permanece: " Fazei isto, e viverás tu . Herdar a vida eterna "Mateus 22:37

 

  1. Seu cuidado para evitar a convicção que agora estava pronta para prendê-lo. Quando Cristo disse: "Faça isso e viva", ele começou a perceber que Cristo pretendia tirar dele um reconhecimento de que não havia feito isso e , portanto, uma indagação sobre o que deveria fazer, como deveria procurar seus pecados perdoaram um reconhecimento também de que ele não poderia fazer isso perfeitamente para o futuro com qualquer força própria e, portanto, uma indagação que ele poderia buscar em força para capacitá-lo a fazê-lo: mas ele estava disposto a justificar a si mesmo e portanto, não se preocupou em continuar com esse discurso, mas diz, com efeito, como outro fez ( Mateus 19:20Mateus 19:20 ), Todas estas coisas eu mantive desde a minha juventude. Nota: Muitos fazem boas perguntas com um design, em vez de se justificarem, do que se informarem, orgulhosamente, para mostrar o que é bom neles, do que humildemente, para ver o que é ruim neles.

 

  1. Estamos preocupados em saber quem é o nosso próximo, a quem pelo segundo grande mandamento somos obrigados a amar. Esta é outra das perguntas deste advogado, que ele começou apenas para que ele pudesse abandonar o primeiro, a fim de que Cristo não o tivesse forçado, no julgamento dele, a condenar a si mesmo, quando ele estava decidido a se justificar . Quanto a amar a Deus, ele não estava disposto a dizer mais nada a respeito, mas, quanto ao próximo, tinha certeza de que lá chegara à regra, pois sempre fora muito gentil e respeitoso com tudo a respeito dele. Agora observe

 

  1. Qual foi a noção corrupta dos professores judeus neste assunto? Dr. Lightfoot cita suas próprias palavras a este propósito: "Onde ele diz : Amarás o teu próximo, ele excetua todos os gentios, pois eles não são nossos vizinhos, mas somente aqueles que são da nossa própria nação e religião". Eles não matariam um israelita por matar um gentio, pois ele não era seu vizinho: eles de fato dizem que não devem matar um gentio com quem não estavam em guerra, mas se viram um gentio em perigo de morte, eles se achavam sem obrigação de ajudar a salvar sua vida. Tais inferências perversas tiraram aquele santo pacto de peculiaridade pelo qual Deus os distinguiu, e abusando assim eles perderam o seu crédito. Deus justamente levou a confiscação, e transferiu os favores do pacto para o mundo gentio, a quem eles brutalmente negavam favores.

 

  1. Como Cristo corrigiu essa noção inumana, e mostrou, por uma parábola, que quem quer que seja que tenhamos que receber bondade , e achar pronto para nos mostrar a bondade que precisamos, não podemos deixar de olhar como nosso próximo e, portanto, devemos olhar sobre todos aqueles que precisam da nossa bondade, e para mostrar-lhes a bondade em conformidade, embora eles não sejam da nossa própria nação e religião. Agora observe

 

(1) A própria parábola, que representa para nós um judeu pobre em circunstâncias angustiadas, socorrida e aliviada por um bom samaritano. Vamos ver aqui

 

[1.] Como ele foi abusado por seus inimigos. O homem honesto viajava pacificamente em seus negócios lícitos na estrada, e era uma grande estrada que levava de Jerusalém a Jericó, Lucas 10:30Lucas 10:30 . A menção desses lugares sugere que era uma questão de fato, e não uma parábola, provavelmente aconteceu ultimamente, assim como está aqui relacionado. As ocorrências da Providência nos renderiam muitas boas instruções, se as observássemos cuidadosamente e as melhorássemos, e seriam equivalentes a parábolas formuladas com propósito para instrução, e seriam mais afetivas. Este pobre homem caiu entre os ladrões.Se eles eram árabes, saqueadores, que viviam de despojos, ou alguns miseráveis ​​perdulários de sua própria nação, ou alguns dos soldados romanos, que, apesar da estrita disciplina de seu exército, faziam essa vilania, não aparece, mas eram muito bárbaros. eles não apenas pegaram seu dinheiro, mas o despiram, e, para que ele não pudesse persegui-los, ou apenas para satisfazer uma disposição cruel (pois, de outro modo, que proveito haveria em seu sangue? ) eles o feriram, e deixou-o meio morto, pronto para morrer de suas feridas. Podemos aqui conceber uma justa indignação pelos salteadores, que se despojaram de toda a humanidade, e são como animais brutos naturais, animais predadores, feitos para seremTomados e destruídos e, ao mesmo tempo, não podemos senão pensar com compaixão sobre aqueles que caem nas mãos de homens tão perversos e irracionais, e estar prontos, quando estiver em nosso poder, para ajudá-los. Que razão temos para agradecer a Deus pela nossa preservação dos perigos dos ladrões!

 

[2] Como ele foi menosprezado por aqueles que deveriam ter sido seus amigos, que não eram apenas homens de sua própria nação e religião, mas um sacerdote e o outro um levita, homens de caráter público e cargos públicos, eles eram homens professos de santidade, cujos ofícios os obrigavam a ternura e compaixão ( Hebreus 5: 2 Hebreus 5: 2 ), que deviam ter ensinado a outros o seu dever em casos como estes, que deveriam libertá-los que foram atraídos para a morte, mas não faça. O Dr. Lightfoot nos conta que muitos dos cursos dos sacerdotes tinham residência em Jericó, e daí subia para Jerusalém, quando era sua vez de oficiar lá, e assim de volta, o que ocasionou abundância de passagem e repasse.Lucas 10:32de sacerdotes assim, e levitas seus assistentes. Eles vieram para cá e viram o pobre homem ferido. É provável que eles ouviram seus gemidos, e não puderam deixar de perceber que, se ele não fosse ajudado, ele deveria rapidamente perecer. O levita não só o viu, mas veio e olhou para ele Lucas 10:32 . Mas eles passaram do outro lado quando viram o seu caso, afastaram-se dele como nunca, como se tivessem a pretensão de dizer: Eis que não sabíamos. É triste quando aqueles que deveriam ser exemplos de caridade são prodígios de crueldade, e quando aqueles que deveriam mostrar as misericórdias de Deus abrem as entranhas da compaixão nos outros, calem a sua própria.

 

[3] Como ele foi socorrido e aliviado por um estrangeiro, um samaritano, dessa nação que de todos os outros, os judeus mais desprezados e detestava e que não se comunicavam com. Este homem tinha alguma humanidade nele, Lucas 10:33 Lucas 10:33 . O padre teve seu coração endurecido contra um de seu próprio povo, mas o samaritano abriu-se para um dos outros . Quando ele o viu, ele teve compaixão dele e nunca levou em consideração de que país ele era. Embora ele fosse judeu, ele era um homem e um homem na miséria.Tiago 2:16 Isaías 58: 7 Provérbios 31:20e o samaritano aprendeu a honrar todos os homens que ele não conhece em quanto tempo este caso do pobre pode ser seu, e, portanto, tem compaixão dele, como ele mesmo desejaria e esperaria ter pena do mesmo caso. Que tal grande amor deve ser encontrado em um samaritano foi talvez considerado tão maravilhoso quanto a grande fé que Cristo admirava em um romano, e em uma mulher de Canaã, mas realmente não era assim, porque a piedade é obra de um homem, mas a fé é o trabalho da graça divina . A compaixão deste samaritano não foi uma compaixão ociosa que ele não pensou o suficiente para dizer: "Seja curado, seja ajudado" ( Tiago 2:16 ), mas, quando ele tirou a sua alma, ele estendeu a mão também para este pobre carentecriatura, Isaías 58: 7 ; Provérbios 31:20 . Veja como este bom samaritano era amigável. Primeiro, ele foi para o pobre homem, a quem o sacerdote eo levita mantidos a uma distância de ele perguntou, sem dúvida, como ele veio a este estado deplorável, e condoeram com ele. Em segundo lugar, ele fez parte do cirurgião, por falta de um melhor. Ele ligou suas feridas, fazendo uso de seu próprio linho, é provável, para esse efeito e derramou óleo e vinho, que talvez ele tivesse com ele vinho para lavar a ferida, e óleo para apaziguá-lo e fechá-lo. Ele fez tudo o que pôde para aliviar a dor e evitar o perigo de suas feridas, como alguém cujo coração sangrou com ele.Em terceiro lugar, Ele o colocou em sua própria fera e foi a pé e o levou a uma hospedaria. Uma grande misericórdia é ter estalagens na estrada, onde podemos ser mobilados para o nosso dinheiro com todas as conveniências para alimentação e descanso. Talvez o samaritano, se não tivesse encontrado esse obstáculo, tivesse chegado naquela noite ao fim de sua jornada, mas, em compaixão a esse pobre homem, ocupa uma estalagem. Alguns pensam que o sacerdote e o levita fingiram não poder ficar para ajudar o pobre homem, porque estavam com pressa de ir e assistir ao serviço do templo em Jerusalém. Supomos que o samaritano tenha feito negócios, mas ele entendeu que tanto seu próprio negócio quanto o sacrifício de Deus também devem dar lugar a um ato de misericórdia como esse. Em quarto lugar, Elecuidou dele na estalagem, levou-o para a cama, comeu comida para ele que era apropriado, e devido comparecimento, e, pode ser, orou com ele. Não, em quinto lugar, como se ele fosse seu próprio filho, ou alguém que ele era obrigado a cuidar, quando ele o deixou na manhã seguinte, ele deixou dinheiro com o proprietário, para ser colocado para fora para seu uso, e passou sua palavra para o que ele deveria gastar mais. O dinheiro deles era cerca de quinze centavos nosso, o que, de acordo com o ritmo das coisas, então seria uma ótima maneira, no entanto, aqui era uma garantia de satisfação para o pleno de todas as exigências. Tudo isso foi gentil e generoso, e tanto quanto se poderia esperar de um amigo ou de um irmão e ainda assim é feito por um estrangeiro e um estrangeiro.

 

Agora, essa parábola é aplicável a outro propósito diferente daquele para o qual foi planejada e exprime excelentemente a bondade e o amor de Deus, nosso Salvador, para com o homem miserável e pecador. Nós éramos como este pobre viajante angustiado. Satanás, nosso inimigo, nos roubou , nos despojou , nos feriu , tal é o dano que o pecado nos causou. Nós éramos por natureza mais do que meio mortos, duas vezes mortos, em delitos e pecados totalmente incapazes de nos ajudar, pois estávamos sem força. A lei de Moisés, como o sacerdote e o levita, os ministros da lei, olha para nós, mas não tem compaixão de nós, não nos dá alívio, passa do outro lado,como não tendo piedade nem poder para nos ajudar, mas então vem o bendito Jesus, aquele bom samaritano (e eles disseram dele, por meio de opróbrio, ele é um samaritano ), ele tem compaixão de nós, ele prende nossas feridas sangrentas ( Salmo 147: 3 Salmo 147: 3 ; Isaías 61: 1Isaías 61: 1 ), derrama, não óleo e vinho, mas aquilo que é infinitamente mais precioso, seu próprio sangue. Ele cuida de nós, e nos pede para colocar todas as despesas da nossa cura em sua conta e tudo isso, embora ele não fosse nenhum de nós, até que ele estava satisfeito por sua condescendência voluntária de se fazer assim, mas infinitamente acima de nós. Isso amplia as riquezas de seu amor e nos obriga a dizer: "Quanto estamos endividados e o que devemos render?"

 

(2.) A aplicação da parábola. [1] A verdade contida nele é extorquida da própria boca do advogado. "Agora me diga", disse Cristo, " qual destes três era vizinho daquele que caiu entre os ladrões ( Lucas 10:36Lucas 10:36 ), o sacerdote, o levita, ou o samaritano? Qual deles fez a parte do vizinho?" Para isso, o advogado não responderia, como deveria ter feito: "Sem dúvida, o samaritano era" mas " Aquele que mostrou misericórdia a ele , sem dúvida, era um bom vizinho para ele e muito vizinho, e não posso deixar de dizer que foi um bom trabalho, assim, salvar um judeu honesto de perecer ". [2] O dever inferido disso é pressionado para a consciência do advogado: Vá e faça o mesmo.O dever de relações é mútua e recíproca os títulos de amigos, irmãos, vizinhos, são, como Grotius aqui fala pros ton ti - igualmente obrigatória em ambos os lados: se um lado ser ligado, o outro não pode estar solto, como acordado em todos os contratos. Se um samaritano faz um bem que ajuda um judeu angustiado, certamente um judeu não está bem se ele se recusar da mesma maneira a ajudar um samaritano aflito. Petimusque damusque vicissim - Estes escritórios devem ser recíprocos. "E, portanto, vaie faça como o samaritano fez, sempre que a ocasião oferecer: mostre misericórdia àqueles que precisam da tua ajuda, e faça-a livremente, e com preocupação e compaixão, embora não sejam da tua própria nação e da tua própria profissão, ou da tua própria opinião e comunhão na religião. Que a tua caridade seja assim tão extensa, antes que você se glorie de ter se conformado ao grande mandamento de amar o próximo."Este advogado valorizava-se muito com a sua aprendizagem e seu conhecimento das leis, e nisso ele pensava ter intrigado o próprio Cristo, mas Cristo o envia para a escola para um samaritano, para aprender seu dever:" Vá e faça como ele. " Note, É o dever de cada um de nós, em nossos lugares, e de acordo com nossa capacidade, socorrer, ajudar e aliviar todos os que estão em aflição e necessidade, e de advogados em particular e aqui devemos estudar para superar muitos que estão orgulhosos de serem sacerdotes e levitas.

 

Versos 38-42

Marta e Maria.

38 E sucedeu que, indo eles, entrou em certa aldeia, e certa mulher, chamada Marta, o recebeu em sua casa. 39 E ela tinha uma irmã chamada Maria, que também estava sentada aos pés de Jesus, e ouviu a sua palavra. 40 Marta, porém, estava sobrecarregada com muitos serviços e aproximou-se dele, dizendo: Senhor, não te importas que minha irmã me deixe servir só? lance-lhe, portanto, que ela me ajude. 41E respondeu Jesus e disse-lhe: Marta, Marta, és cuidadosa e perturbada com muitas coisas. 42Mas uma coisa é necessária, e Maria escolheu a parte boa, que não lhe será tirada.

 

Podemos observar nesta história,

 

  1. O entretenimento que Marta deu a Cristo e seus discípulos em sua casa, Lucas 10:38Lucas 10:38 . Observar,

 

  1. Cristo está vindo para a aldeia onde Marta viveu: À medida que eles foram (Cristo e seus discípulos juntos), ele e eles com ele entraram em uma certa aldeia. Essa aldeia era Betânia, perto de Jerusalém, para onde Cristo estava subindo agora, e ele aceitou isso em seu caminho. Nota (1) Nosso Senhor Jesus fez o bem ( Atos 10:38Atos 10:38 ), espalhando seus raios e influências benignas como a verdadeira luz do mundo. (2) Onde quer que Cristo fosse, seus discípulos o acompanhavam. (3) Cristo honrou as aldeias do campo com sua presença e favor, e não apenas as grandes e populosas cidades, pois ele escolheu a privacidade, então ele apoiou a pobreza.

 

  1. Sua recepção na casa de Marta: certa mulher, chamada Marta, recebeu-o em sua casa e o fez bem-vindo, pois ela era a governanta. Note, (1) Nosso Senhor Jesus, quando ele estava aqui na terra, era tão pobre que ele era obrigado a ser obrigado a seus amigos para uma subsistência. Embora ele fosse o rei de Sião, ele não tinha casa própria em Jerusalém ou perto dela. (2) Havia alguns que eram amigos particulares de Cristo, a quem ele amava mais do que seus outros amigos, e os que ele visitava com mais frequência. Ele amava essa família ( João 11: 5 João 11: 5 ) e muitas vezes se convidava para eles. As visitas de Cristo são os sinais do seu amor, João 14:23João 14:23. (3) Havia aqueles que gentilmente recebiam Cristo em suas casas quando ele estava aqui na terra. Chama-se casa de Marta, pois, provavelmente, ela era viúva e era a governanta. Embora fosse caro entreter a Cristo, pois ele não veio sozinho, mas levou seus discípulos consigo, mas ela não considerou o custo disso. (Como podemos gastar o que temos melhor do que no serviço de Cristo!) Não, embora nessa época se tornasse perigoso entretê-lo especialmente perto de Jerusalém, mas ela não se importava com o perigo que corria em nome de seu nome. Embora houvesse muitos que o rejeitassem e não o entretivessem, ainda assim havia um que lhe daria as boas vindas. Embora Cristo seja todo lugar contra o qual se fala, ainda há um remanescente a quem ele é querido e que é querido para ele.

 

  1. O comparecimento que Maria, irmã de Marta, deu à palavra de Cristo, Lucas 10:20Lucas 10:20 . 1. Ela ouviu sua palavra. Parece que o nosso Senhor Jesus, assim que entrou na casa de Marta, antes mesmo que o entretenimento fosse feito para ele, dirigiu-se ao seu grande trabalho de pregar o evangelho. Ele assumiu a cadeira com solenidade para que Mary sentasse para ouvi-lo, o que sugere que se tratava de um discurso continuado. Note, Um bom sermão nunca é o pior por ser pregado em uma casa e as visitas de nossos amigos devem ser administradas de modo a torná-las uma vantagem espiritual. Mary, tendo esse preço colocado em suas mãos, sentou-se para melhorá-lo, sem saber quando deveria ter outro. Já que Cristo está pronto para falar, devemos ser rápidos em ouvir. 2. Ela sentou para ouvir, o que denota uma atenção especial. Sua mente estava composta, e ela resolveu obedecer a ela: não pegar uma palavra de vez em quando, mas receber tudo que Cristo entregou. Ela se sentou a seus pés, como estudiosos aos pés de seus tutores, quando leram suas palestras, portanto, diz-se que Paulo foi criado aos pés de Gamaliel. Nosso sentar aos pés de Cristo, quando ouvimos sua palavra, significa uma prontidão para recebê-la, e uma submissão e renúncia inteira de nós mesmos à orientação dela. Nós devemos nos sentar aos pés de Cristo ou ser feito o escabelo de seus pés, mas, se nos sentarmos com ele a seus pés agora, nós nos sentaremos com ele em seu trono em breve.

 

III Os cuidados de Marta sobre seus assuntos domésticos: Mas Marta estava sobrecarregada com muito serviço ( Lucas 10:40Lucas 10:40 ), e essa foi a razão pela qual ela não estava onde Maria estava - sentada aos pés de Cristo, para ouvir sua palavra. Ela estava fornecendo para o entretenimento de Cristo e aqueles que vieram com ele. Talvez ela não tivesse notado antes de sua vinda, e ela estava desprovida de ajuda, mas estava cuidando de ter tudo bonito naquela ocasião, ela não tinha tais hóspedes todos os dias. Donas de casa sabem que cuidado e agitação devem existir quando um grande entretenimento é para ser feito. Observe aqui

 

  1. Algo louvável, que não deve ser negligenciado. (1) Aqui estava um louvável respeito a nosso Senhor Jesus, pois temos razões para pensar que não era por ostentação, mas puramente para testificar sua boa vontade para ele, que ela fez esse entretenimento. Note, Aqueles que verdadeiramente amam a Cristo pensarão que o bem concedido é estabelecido para a sua honra. (2) Aqui estava um cuidado louvável de seus assuntos domésticos. Parece, a partir do respeito mostrado a esta família entre os judeus ( João 11:19João 11:19 ), que eles eram pessoas de alguma qualidade e distinção e, ainda assim, a própria Marta não achava que era um depreciativo para ela colocar a mão dela até o serviço.da família, quando havia ocasião para isso. Note, É o dever daqueles que têm a responsabilidade das famílias de olhar bem para os caminhos de sua casa. A afetação do estado e o amor à facilidade fazem com que muitas famílias sejam negligenciadas.

 

  1. Aqui estava algo culposo, que devemos observar também. (1.) Ela foi para muito servir. Seu coração estava sobre ele, para ter um entretenimento muito sumptuoso e esplêndido grande abundância, grande variedade e grande exatidão, de acordo com a moda do lugar. Ela estava no cuidado, peri-pólen diakonian - relativo a muita freqüência. Note, não se torna os discípulos de Cristo a afetar muito o serviço, a afetar variedades, guloseimas e superfluidades em comer e beber, que necessidade há de muito serviço, quando muito menos servirá? (2.) Ela estava preocupada com isso periespato - ela estava apenas distraídacom isso. Note, qualquer que seja o cuidado que a providência de Deus lança sobre nós, não devemos nos incomodar com eles, nem sermos inquietados e perplexos por eles. O cuidado é bom e o dever, mas o medo é pecado e insensatez. (2) Ela ficou entediada com muito serviço quando deveria estar com sua irmã, sentada aos pés de Cristo para ouvir sua palavra. Note que os negócios mundanos são, então, uma armadilha para nós quando nos impede de servir a Deus e obter bem para as nossas almas.

 

  1. A queixa que Marta fez a Cristo contra sua irmã Maria, por não ajudá- la, nesta ocasião, nos negócios da casa ( Lucas 10:40Lucas 10:40 ): " Senhor, não te importas com a minha irmã, que também está preocupada como eu tendo feito bem as coisas, me deixou para servir sozinha? Por isso, rejeite-a de assistir a você, e peça-lhe que venha e me ajude. " Agora,

 

  1. Essa queixa de Martha pode ser considerada como uma descoberta de sua mundanidade: era a linguagem de seu desordenado cuidado e burrice. Ela fala como uma paixão poderosa com sua irmã, caso contrário ela não teria incomodado a Cristo com o assunto. Note-se que a desordem dos cuidados e atividades mundanas é frequentemente motivo de perturbação nas famílias e de conflitos e disputas entre as relações. Além disso, aqueles que estão ansiosos sobre o próprio mundo estão aptos a culpar e censurar aqueles que não são assim também e enquanto eles se justificam em seu mundanismo, e julgam os outros pelo seu serviço a eles em suas buscas mundanas, eles estão prontos para condenar. aqueles que se viciam nos exercícios da religião, como se eles negligenciassem a chance principal,como eles chamam. Marta, estando zangada com sua irmã, apelou para Cristo e pediu que ele dissesse que ela fez bem em ficar com raiva. Senhor, não importa que minha irmã me deixe servir sozinha? Deveria parecer como se Cristo às vezes tivesse se expressado ternamente preocupado com ela e com sua facilidade e conforto, e não a fizesse passar por tanta labuta e problemas, e esperou que agora ele pedisse à irmã que fizesse parte dela. Quando Marta estava cuidando, ela deve ter Maria, e Cristo e tudo mais, para cuidartambém, ou ela não está satisfeita. Note, Aqueles que não estão sempre na direita que estão mais avançados para apelar a Deus, devemos, portanto, prestar atenção, a fim de que, a qualquer momento, esperemos que Cristo defenda nossas brigas injustas e infundadas. Os cuidados que ele lança sobre nós, podemos alegremente lançar sobre ele, mas não aqueles que nós tolamente atraímos sobre nós mesmos. Ele será o patrono dos pobres e feridos, mas não dos turbulentos e prejudiciais.

 

  1. Pode ser considerado como um desânimo da piedade e devoção de Maria. Sua irmã deveria elogiá- la por isso, deveria ter dito a ela que ela estava certa, mas, em vez disso, ela a condena como se estivesse em seu dever. Note, Não é estranho para aqueles que são zelosos na religião se depararem com obstáculos e desencorajamentos daqueles que estão à sua volta não apenas com a oposição de inimigos, mas com culpa e censura de seus amigos. O jejum de Davi e a dança dele diante da arca se transformaram em sua reprovação.

 

  1. A repreensão que Cristo deu a Marta por seu desordenado cuidado, Lucas 10:41Lucas 10:41 . Ela apelou para ele, e ele julga contra ela: Marta, Marta, tu és cuidadosa e preocupada com muitas coisas, ao passo que uma coisa é necessária.

 

  1. Ele a reprovou, embora ele fosse o convidado dela naquele tempo. Sua culpa era a sua excessiva solicitude de entretê-lo, e ela esperava que ele a justificasse, mas ele a verificou publicamente. Note, tantos quantos Cristo ama ele repreende e castiga. Mesmo aqueles que são queridos a Cristo, se alguma coisa estiver errada neles, certamente ouvirão a respeito. No entanto, tenho algo contra ti.

 

  1. Quando ele reprovou-la, ele a chamou pelo nome dela, Martha para reprovações são , em seguida, com maior probabilidade de fazer o bem quando estão particular, aplicada a pessoas e casos particulares, como Nathan a David, Tu és o homem. Ele repetiu o nome dela, Martha, Martha ele fala como alguém sério e profundamente preocupado com o bem-estar dela. Aqueles que estão emaranhados nos cuidados desta vida não são facilmente desembaraçados. Para eles devemos chamar de novo e de novo, ó terra, terra, terra, ouçam a palavra do Senhor.

 

  1. Aquilo para o qual ele a reprovou foi ela sendo cuidadosa e preocupada com muitas coisas. Ele não estava satisfeito que ela deveria pensar em agradá-lo com um entretenimento rico e esplêndido, e com a perplexidade de prepará-lo para ele enquanto ele nos ensinava, para não ser sensual em usar tais coisas, para não ser egoísta em ser querer que os outros sejam incomodados, não importa quem ou quantos, para que possamos ser gratificados. Cristo a reprova, tanto pela intensidade de seu cuidado ("Tu és cuidadoso e perturbado, dividido e perturbado por teus cuidados"), e pela extensão disso,"Sobre muitas coisas que você compreenderá em muitos prazeres, e assim a arte conturbada em muitas decepções. Pobre Marta, você tem muitas coisas para se preocupar, e isso te põe fora do humor, enquanto menos brado serviria." Nota: Cuidado excessivo ou problemas sobre muitas coisas neste mundo é uma falha comum entre os discípulos de Cristo, é muito desagradável para Cristo, e para a qual eles freqüentemente vêm sob as repreensões da Providência. Se eles se preocupam por nenhuma causa justa, é apenas com ele que lhes ordena que algo se preocupe.

 

  1. Aquilo que agravou o pecado e a insensatez de seus cuidados foi que uma coisa é necessária. É uma construção baixa, que alguns colocam sobre isso, que, enquanto Marta estava com o cuidado de fornecer muitos pratos de carne, havia ocasião, mas para um, um seria o suficiente. Há necessidade, mas de uma coisa - henos de esti chreia . Se assim o entendermos, nos fornece uma regra de temperança, não para afetar variedades e guloseimas, mas para nos contentarmos em nos sentarmos a um prato de carne, à metade em um, Provérbios 23: 1-3Provérbios 23: 1-3 . É uma construção forçada que alguns dos antigos colocaram sobre ela:Mas a unidade é necessária, em oposição às distrações. Há necessidade de um só coração para atender à palavra, não dividido e apressado de um lado para outro, como o de Marta naquele tempo. A única coisa necessária é certamente o que Maria fez sua escolha - sentar-se aos pés de Cristo, para ouvir sua palavra. Ela estava perturbada com muitas coisas, quando deveria ter aplicado a si mesma a uma piedade que une o coração, que o mundo havia dividido. As muitas coisas que ela estava incomodada eram desnecessárias, enquanto a única coisa que ela negligenciava era necessária.O cuidado e o trabalho de Martha eram bons em sua época e lugar adequados, mas agora ela tinha outra coisa a fazer, que era indescritivelmente mais necessária, e, portanto, deveria ser feita primeiro e mais atenta. Ela esperava que Cristo culpasse Maria por não fazer o que ela fez, mas ele a culpou por não fazer como Maria fez e temos certeza de que o julgamento de Cristo está de acordo com a verdade. Chegará o dia em que Marta desejará ter se estabelecido onde Maria o fez.

 

  1. A aprovação de Cristo e a recomendação de Maria por sua séria piedade: Maria escolheu a parte boa. Mary não disse nada em sua própria defesa, mas como Martha apelou para o Mestre, ele está disposto a encaminhá-lo, e obedecerá ao seu prêmio e aqui nós o temos.

 

  1. Ela havia justamente dado a preferência àquilo que melhor merecia, pois uma coisa é necessária, essa coisa que ela fez, desistir da orientação de Cristo e receber a lei de sua boca. Note, piedade séria é uma coisa necessária , é a única coisa necessária para nada sem que isso nos faça algum bem real neste mundo, e nada além disso irá conosco em outro mundo.

 

  1. Ela sabiamente fez bem por si mesma. Cristo justificou Maria contra os clamores de sua irmã. No entanto, podemos ser censurados e condenados pelos homens por nossa piedade e zelo, nosso Senhor Jesus tomará a nossa parte: Mas tu responderás, Senhor, por mim. Não vamos, então, condenar o zelo piedoso de qualquer um, para que não ponhamos Cristo contra nós e nunca sejamos desencorajados se formos censurados por nosso zelo piedoso, pois temos Cristo por nós. Nota: Mais cedo ou mais tarde, a escolha de Maria será justificada, e todos aqueles que fizerem essa escolha, e obedecerão a ela. Mas isso não foi tudo que ele aplaudiu por sua sabedoria: Ela escolheu a parte boapois ela escolheu estar com Cristo, para fazer sua parte com ele, escolheu o melhor negócio, e a melhor felicidade, e tomou um modo melhor de honrar a Cristo e agradá- lo, recebendo sua palavra em seu coração, do que Martha fez por prevendo seu entretenimento em sua casa. Note, (1.) Uma parte com Cristo é uma boa parte , é uma parte para a alma e eternidade, a parte que Cristo dá aos seus favoritos ( João 13:38 João 13:38 ), que são participantes de Cristo ( Hebreus 3:14 ), e participantes com Cristo, Romanos 8:17 . (2) É uma parte que nunca deve ser tirada daqueles que a possuem.Hebreus 3:14 Romanos 8:17 Uma parte desta vida certamente será tirada de nós, no mais distante, quando nos for tirado dela, mas nada nos separará do amor de Cristo e de nossa parte nesse amor. Homens e demônios não podem tirar isso de nós, e Deus e Cristo não o farão. (3) É a sabedoria e o dever de cada um de nós escolher essa boa parte,escolher o serviço de Deus para nossos negócios, e o favor de Deus para nossa felicidade, e um interesse em Cristo, para ambos. Em casos particulares, devemos escolher aquilo que tem uma tendência à religião e considerar melhor para nós o que é melhor para as nossas almas. Maria foi a sua escolha se ela iria participar com Martha em seus cuidados, e obter a reputação de uma boa governanta, ou sentar-se aos pés de Cristo e aprovar-se um discípulo zeloso e, por sua escolha, neste particular, Cristo julga dela escolha geral. (4) Aqueles que escolhem esta boa parte não somente terão o que escolherem, mas terão sua escolha recomendada no grande dia.
  2. fonte coment. Matthew Henris / www.mauricioberwald.comunidades.net