Translate this Page
  • Currently 2.74/5

Rating: 2.7/5 (449 votos)




ONLINE
4




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


OS GIBEONITAS ENGANA JOSUÉ SUBSIDIO (9)
OS GIBEONITAS ENGANA JOSUÉ SUBSIDIO (9)

 

O GIBEONITAS ENGANAM A JOSUÉ

CAP.9 SUBSIDIO N.9 LIÇÃO JOVENS 

MAURICIO BERWALD ESCRITOR PROFESSOR

 

INTRODUÇÃO

Este capítulo descreve a combinação dos vários reis de Canaã contra Israel, Josué 9: 1 ; e da astúcia dos gibeonitas, fingindo que eram embaixadores de um país distante, e desejavam entrar em uma aliança com Israel, que eles obtiveram, Josué 9: 3 ; mas quando foi descoberto quem eles eram, ocasionou uma murmuração entre o povo, Josué 9:16 ; que os príncipes reprimiram, propondo fazê-los cortadores de madeira e gavetas de água, Josué 9:19 ; para que Josué os convocasse diante dele e os repreendeu por enganá-los; e depois que eles deram sua desculpa, ele os ordenou ao serviço proposto pelos príncipes, e assim a paz na congregação de Israel foi preservada,Josué 9:21 .

 

Verso 1

E aconteceu que, quando todos os reis que estavam deste lado do Jordão , .... Do lado de Israel agora estavam, e era aquele em que jazia a terra de Canaã, e agora era governada por muitos reis, e tudo isso restavam agora, todos, exceto os reis de Jericó e Ai, que foram mortos: ambos

 

nas colinas e nos vales ; que habitavam na parte montanhosa do país e nas planícies dele:

 

e em todas as costas do grande mar, contra o Líbano ; que habitavam e governavam a parte do país que ficava na costa do mar Mediterrâneo, o país da Fenícia, onde estavam Tiro, Sidom e outras cidades, e estavam contra o Monte Líbano, que ficava na parte norte de o país; de acordo com a versão latina, eles moravam perto do Líbano; e de acordo com a Septuaginta, perto de Antilibanus. Parece melhor, com NoldiusF7, para traduzir as palavras "até o Líbano", pois projeta todas as costas do mar que chegam até ele; pois todas as costas marítimas não se opunham a ela:

 

os hititas e os amorreus, os cananeus, os perizzitas, os heveus e os jebuseus ouviram falar disso ; o que ouviram não é dito, mas para ser entendido; ouviram particularmente o que Josué e o povo de Israel haviam feito a Jericó e Ai; e seus reis, Josué 9: 3.. Alguns pensam, como Abarbinel, que eles ouviram falar do altar que Josué havia feito, e das pedras que ele havia erguido, e de ler a lei para o povo, pelo qual deveriam ser governados; tudo o que eles entendiam como tomar posse do país e considerá-lo conquistado, obrigando seu povo a jurar lealdade a ele. Todas as nações de Canaã são mencionadas, exceto os gergasitas; que, segundo os escritores judeus, são omitidos, porque eram poucos; a versão da Septuaginta os contém em algumas cópias.

 

Verso 2

Que eles se reuniram para lutar com Josué ,

 

e com Israel , ... Não neste momento, mas eles se reuniram para consultar o que era apropriado a ser feito, a fim de garantir a si mesmos e ao seu povo, e pôr um fim aos sucessos das armas de Israel; e, para esse fim, fizeram alianças entre si para ajudar um ao outro, ou em um momento e local conveniente para unir suas forças e atacar Israel, como fizeram depois Josué 11: 1 ; e isso eles fizeram

 

de um acordo ; foram unânimes em seus conselhos e resoluções; todos eles se confederaram juntos e concordaram como um homem em fazer uma causa comum disso, e se opor a Israel com suas forças unidas.

 

Verso 3

E quando os habitantes de Gibeão , .... Uma cidade grande e real, metropolitana, que tinha três outros pertencentes a ela, e abaixo dela, mencionou Josué 9:17 ; ver Josué 10: 2 ; nenhuma menção é feita a qualquer rei sobre eles, talvez eles fossem governados por anciãos, Josué 9:11 . Embora um escritor árabeF8 diz que o rei de Gibeão escreveu a Josué, e desejou segurança, e enviou-lhe grandes presentes que, tendo preservado em segurança, Josué colocou em seu trono: quando estes

 

ouviu o que Josué havia feito a Jericó e Ai ; havia tomado um de maneira milagrosa, e o outro por estratagema, e queimado os dois, destruído os habitantes, saqueado sua substância e matado os dois reis, tudo o que os atingiu com terror.

 

Verso 4

E eles trabalharam astutamente ... Agiram com astúcia, com muita astúcia e sutileza; nossa versão deixa de fora uma palavra muito enfática, "também"; eles também, assim como outras nações, agiam de maneira astuta, mas de uma maneira diferente; eles não entraram em consultas e alianças com outros, como se defender, mas fizeram uso de um estratagema para fazer as pazes e entraram em uma liga com Israel; ou também como os israelitas haviam feito, como Simeão e Levi haviam tratado astuciosamente com os siquémitas, que eram heveus, Gênesis 34: 2 ; agora os gibeonitas, que também eram hivitas, Josué 9: 7 ; forjado de uma maneira astuta e astuta com eles, Jarchi; ou como os israelitas haviam feito ultimamente no caso de Ai:

 

e foram e fizeram como se fossem embaixadores : de alguns estados de um país estrangeiro, enviados em uma embaixada ao povo de Israel, para elogiá-los por seus sucessos e para se aliarem a eles, o que eles achavam agradável e aceitável para eles; o Targum é: "eles prepararam comida", que levaram com eles para a jornada; e assim as versões Septuaginta, Vulgata Latina, Siríaca e Árabe:

 

e levaram sacos velhos sobre as suas nádegas ;

 

e garrafas de vinho, velhas, rasgadas e amarradas : não feitas de vidro, como normalmente são as nossas, mas de peles de animais, como costumavam ser as garrafas nos países do leste; que com o tempo envelheceram e se rasgaram e se romperam, e foram obrigados a repará-los e atá-los, para que pudessem se unir e reter o licor neles, ver Mateus 9:17 .

 

Verso 5

E sapatos velhos e caídos sobre os pés , .... Que, desgastados, foram remendados com várias peças de couro:

 

e roupas velhas sobre eles ; cheios de buracos e aluguéis, irregulares e remendados:

 

e o pão da provisão estava seco e mofado ; ter sido mantido por um longo tempo e impróprio para uso; ou como bolos assados ​​e queimados, como Targum e Jarchi: a palavra "mofado" significa picada, pontiaguda, manchada, pois o pão mofado tem manchas de cores diferentes, como branco, vermelho, verde e preto, como Kimchi e Ben Melech o interpretam; ou significa pão tão seco, como observa Ben Gersom, que se desfaz em pedaços facilmente, com o qual a versão latina da Vulgata concorda; ou melhor, por ser mantido por muito tempo, ficou seco e duro como crostas, então NoldiusF9; ou muito duro, como pão duas vezes assado, como CastellF11.

 

Verso 6

E eles foram para Josué, para o acampamento em Gilgal , .... De onde parece que, depois que Jericó e Ai foram destruídos, o exército de Israel retornou ao acampamento em Gilgal, Josué 5:10 ; e aqui estavam eles quando os gibeonitas se candidataram a eles:

 

e disse-lhe, e aos homens de Israel ; não para todo o corpo do povo, mas também para os setenta anciãos, o grande conselho, que estava com Josué, ou os príncipes da congregação, mencionados acima, que se diz que juram a eles; e assim alguns dão as palavras "aos principais homens de Israel"F12; a palavra "Ish" aqui usada às vezes denota uma pessoa ou pessoas eminentes, veja Isaías 2: 9 ,

 

nós viemos de um país distante ; contaram essa mentira, para que não se pensasse que fossem habitantes de Canaã e fossem destruídos como eram os de Jericó e Ai; e como seria o resto dos habitantes, dos quais eles tinham inteligência, como o plano dos israelitas e quais eram suas ordens; de acordo com JeromF13Gibeão estava a apenas seis quilômetros de Betel, a menos que ele quis dizer Gibeá; no entanto, não poderia estar a uma distância muito maior; e como Gilgal estava a uma milha e quinze de Jericó, onde agora estavam os gibeonitas, e Ai a três milhas de Jericó, e Betel a uma milha dali, e Gibeon a quatro milhas de Betel, elas vieram a pouco mais de nove milhas. EstamenhaF14 faz doze milhas de Gilgal a Gibeão:

 

agora, pois, liga-te conosco ; ofensivo e defensivo, para ajudar e ajudar um ao outro contra um inimigo comum.

 

Versículo 7

E os homens de Israel disseram aos heveus : ... Embora não soubessem que eram, mas depois pareceram ser os heveus, como eram os gibeonitas, eles estão aqui assim chamados, veja Josué 11:19 . O nome significa "serpentes"; de acordo com uma Derash, ou exposição mística, mencionada por Kimchi, os gibeonitas são assim chamados, porque fizeram o trabalho da serpente; isto é, enganaram os israelitas, como a serpente enganou Eva.

 

porventura morais entre nós ; dos quais eles tinham alguma suspeita:

 

e como devemos fazer uma liga com você ? que eles estavam proibidos de fazer com qualquer uma das sete nações, Deuteronômio 7: 2 .

 

Verso 8

E eles disseram a Josué, que são teus servos , .... Não que eles pretendem ser súditos de seu, e tributários para ele; mas isso eles disseram com grande humildade e humildade, dispostos a fazer ou fazer qualquer coisa que ele lhes ordenasse. Abarbinel observa que eles propuseram a Josué isoladamente, não servir a todo o povo, mas apenas a ele, e tê-lo como chefe e governador:

 

e Josué disse: Quem são vocês? e de onde vens ? por que nome você é chamado? e de que país você vem? suspeitando, como deveria parecer, que eles eram os habitantes de Canaã; ou, no entanto, era cauteloso e vigiava, para que não fossem assim, e ainda assim não era suficiente para impedir a imposição.

 

Verso 9

E eles disseram-lhe: de um país muito distante , vieram os teus servos . ... Eles ampliaram e expressaram em termos mais fortes do que antes, mas tiveram o cuidado de não mencionar nenhum país, para que essas perguntas não fossem feitas a respeito. respostas às quais os trairiam, mas adie dizendo que eles vieram:

 

por causa do nome do Senhor teu Deus ; por causa do que eles ouviram de seu nome, poder e bondade; ou "até o nome do Senhor teu Deus"F15; isto é, eles vieram professá-lo, abraçar a religião dos israelitas e ser prosélitos; que eles sabiam que seria muito agradável para eles e envolvê-los para lhes mostrar favor; e assim a Crônica SamaritanaF16 os representa prometendo fazer isso, dizendo: "creremos no teu Senhor, nem o contradizeremos no que marcareis por nós, seja ele pequeno ou grande;" o ​​que parece ser confirmado pelo que se segue, a menos que deve ser considerado como uma explicação da cláusula anterior:

 

porque ouvimos a fama dele e tudo o que ele fez no Egito ; os milagres realizados ali, as pragas que ele infligiu aos egípcios e a maravilhosa libertação dos filhos de Israel de sua escravidão.

 

Verso 10

E tudo o que ele fez aos dois reis dos amorreus, que estavam além do Jordão , .... Do outro lado do Jordão, de Gilgal:

 

a Siom, rei de Hesbom, e a Ogue, rei de Basã, em Astarote ; cuja história se vê em Números 21:21 ; sabiamente eles não perceberam o milagre de dividir as águas do Jordão, para fazer uma passagem para os israelitas; nem da destruição de Jericó e Ai, que eram coisas recentes, e ainda não se podia pensar que chegassem a um país distante do qual pretendiam vir; e que, se mencionaram, poderiam ter criado uma forte suspeita ainda de serem cananeus.

 

Verso 11

Portanto, nossos anciãos e todos os habitantes de nosso país ,

 

falou-nos : ... Eles sugerem que seu senado, ou os estados de seu país, seus principais homens foram convocados, e que era a voz unânime deles e do povo que eles deveriam ir nesta embaixada :

 

dizendo, leve alimentos consigo para a jornada ; suficiente para uma viagem tão longa; pois, naqueles tempos e países, as pousadas na estrada não eram frequentes como agora:

 

e vai encontrá-los ; para impedir que venham de maneira hostil a eles, e fazer as pazes, e fazer uma aliança com eles:

 

e diga-lhes que somos seus servos ; pronto para entrar em qualquer acordo com eles, justo e razoável:

 

portanto, agora faça uma aliança conosco ; para que possamos viver em amizade e ajudar-nos mutuamente, conforme a ocasião exigir.

 

Verso 12

Este nosso pão que tomamos quente para nossa provisão fora de nossas casas , .... Estas não são as palavras dos anciãos para os mensageiros que eles enviaram, continuaram, mas dos embaixadores para os israelitas, apontando para o pão que eles trouxeram com eles , que eles fingiram ter sido recém-assados ​​e retirados quentes do forno:

 

no dia em que saímos para ir até você, mas agora eis que está seco ,

 

e é mofado : Veja Gill em Josué 9: 5 ; que eles deram como demonstração e prova de que eles vieram de um país distante, como haviam afirmado.

 

Verso 13

E essas garrafas de vinho, que enchemos, eram novas , .... Ou seja, no dia em que saíram em sua jornada:

 

e eis que estão alugados ; devido ao longo uso que lhes foi feito, como pretendiam:

 

e essas nossas roupas e nossos sapatos envelhecem devido à longa jornada : bastante desgastada pelo tempo e pelas viagens tediosas. Isidore de PelusiumF17pensa que esses gibeonitas eram capadócios, dos quais ele dá um caráter chocante, e particularmente que eles eram propensos a mentir e enganar; mas a razão dele, que eram dos filisteus, não será válida.

 

Verso 14

E os homens tiraram suas provisões, .... Ou seja, os príncipes de Israel a tomaram; não comer deles, pois não se pode pensar que tais personagens comeriam de pão seco e bolorento, e especialmente como estavam agora em um país abundante e possuidor de seus frutos; mas ver se estava em tal situação e condição como eles disseram, pelo qual eles poderiam julgar a verdade do que disseram; e eles aprenderam e sabiam, como R. Jonah observa, pela secura de sua comida, que era verdade que eles diziam; e assim os Targum, os homens ouviram suas palavras; e então Jarchi, eles acreditaram no que disseram ao ver suas provisões; mas, de acordo com Kimchi e Ben Melech, eles comeram com eles, para confirmar a aliança que fizeram com eles; mas se fosse esse o caso, como às vezes era costume comer juntos ao fazer convênios, ver Gênesis 26:30; os príncipes sem dúvida teriam proporcionado um entretenimento melhor para esse fim: a "margem" de nossas Bíblias leva ao outro sentido ", eles receberam os homens em razão de seus alimentos:"

 

e não pediu conselho à boca do Senhor ; como poderiam e deveriam ter feito, desejando que o sumo sacerdote inquirisse o Senhor por Urim e Tumim; mas isso eles negligenciaram e, se tivessem atendido, a fraude teria sido descoberta; ou, no entanto, eles teriam pensado em Deus em fazer as pazes com os gibeonitas, dos quais, com toda a probabilidade, ele não teria desaprovado, eles se tornavam prosélitos e abandonavam seus bens a Israel; mas isso não desculpou a negligência deles.

 

Verso 15

E Josué fez as pazes com eles . (...) Após o relatório, os príncipes fizeram o exame do que haviam dito e que consideravam verdadeiro, particularmente a respeito de seus alimentos.

 

e fez uma aliança com eles, para deixá-los viver ; e não os destruir como ele fez os cananeus, e foi ordenado a fazer; eles deveriam não pertencer a eles pela representação das coisas que haviam feito:

 

e os príncipes da congregação juraram a eles ; que manteriam inviolável a liga e o convênio que fizeram com eles; eles o ratificaram por um juramento, que era uma coisa solene e sagrada.

 

Verso 16

E aconteceu no fim de três dias, depois que eles fizeram uma liga com eles , ... A liga parece ter sido feita no mesmo dia em que vieram; os gibeonitas sem dúvida se apressaram em concluí-lo, para que não fossem descobertos; e Josué, e os príncipes de Israel, não se esforçaram e não se deram ao trabalho de indagar sobre eles, mas fizeram as pazes imediatamente; e isso aconteceu apenas três dias depois ou dentro de três dias após sua criação:

 

que ouviram que eram seus vizinhos e que habitavam entre eles ; isto é, na vizinhança, como a versão árabe; e então NoldiusF18torna as palavras "e que eles habitavam perto deles"; pois os gibeonitas não habitavam entre os israelitas, nem no meio deles, mas perto do lugar onde estavam; e isso eles entenderam por alguns desertores que vieram para o acampamento de Israel, ou por alguns dos israelitas que foram enviados para reconhecer várias partes do país, especialmente como os leigos mais próximos, ou para obter provisões para o seu acampamento.

 

Verso 17

E os filhos de Israel viajaram ... Não todo o acampamento, pois isso ainda permaneceu em Gilgal, e continuou ali até os gibeonitas em perigo lhes enviarem ajuda em virtude da liga, como aparece no capítulo seguinte; mas um grupo deles, que foi enviado junto com alguns dos príncipes, para saber a verdade se os gibeonitas eram seus vizinhos ou não, como lhes fora relatado:

 

e chegaram às suas cidades no terceiro dia ; não no terceiro dia de partirem em sua jornada, pois era apenas uma noite de marcha de Gilgal para eles, Josué 10: 9 ; mas no terceiro dia da criação da liga; é muito provável que tenha sido cedo no terceiro dia que souberam de seus vizinhos, no qual uma festa foi enviada imediatamente para saber a verdade, que chegou lá no mesmo dia:

 

agora suas cidades eram Gibeão e Cefira, e Beerote e Quiriate-Jearim ; Gibeão era a metrópole, e os outros três estavam sujeitos a ela; os três primeiros caíram no monte de Benjamim e o último na tribo de Judá; nos encontraremos novamente com eles nas diversas tribos, em Josué 15:60 .

 

Verso 18

E os filhos de Israel não os feriram ... Os habitantes das quatro cidades, quando chegaram a eles, apesar de acharem que era um relato verdadeiro que lhes foi trazido de serem vizinhos, e que foram impostos a eles por eles:

 

porque os príncipes da congregação lhes haviam jurado pelo Senhor Deus de Israel ; pela Palavra do Senhor Deus de Israel, como Targum, e, portanto, impediram o povo de feri-lo e saqueá-lo; pois não era o juramento dos príncipes que o povo tanto considerava, ou exercia uma influência sobre eles a ponto de se apoderar deles, mas os príncipes, por causa de seu juramento, não os permitiam tocá-los:

 

e toda a congregação murmurou contra os príncipes ; não apenas por fazer tal juramento, mas principalmente porque os impediram de ferir os gibeonitas e de tomar sua substância como presa; seu desejo ansioso de vingança, de apreender seus bens e habitar suas cidades levantou um murmúrio neles contra os príncipes. Isso deve ser entendido não em todo o corpo do povo de Gilgal, mas em toda a parte que foi enviada a Gibeão e nos príncipes que foram com eles.

 

Verso 19

Mas todos os príncipes disseram a toda a congregação : ... Ou seja, todos os príncipes que foram a Gibeão se dirigiram a todos os israelitas que estavam lá:

 

nós lhes juramos pelo Senhor Deus de Israel ; pela Palavra do Senhor Deus, como Targum; um juramento é uma coisa sagrada e solene, e não deve ser quebrada; e um homem bom fará consciência disso e o guardará, embora tenha jurado ferir-se;

 

agora, portanto, não podemos tocá-los ; nem tirar a vida nem a substância.

 

Verso 20

Isso faremos a eles , ... Ou este favor, mostraremos a eles, preservando suas vidas, mencionado a seguir, ou esse castigo que lhes infligiremos, tornando-os cortadores de madeira e gavetas de água; que, embora não tenham sido mencionados diretamente, era o que estavam em suas mentes, e em seu objetivo de propor, apenas eles estavam extremamente desejosos de poupar suas vidas, o que repetem:

 

vamos até deixá-los viver ; isto deve ser feito de todos os modos, suas vidas não devem ser tiradas como o resto dos cananeus:

 

para que a ira não caia sobre nós, por causa do juramento que lhes fizemos ; isto é, para que a ira de Deus não venha sobre nós, príncipes, e sobre toda a comunidade, por perjúrio, uma violação do terceiro mandamento, Êxodo 20: 7 , um pecado altamente desagradável para Deus; uma vez que um juramento é feito não apenas em sua presença, e diante dele como testemunha, a quem é apelado, mas em seu nome, e muitas vezes é severamente ameaçado e severamente punido; e como até a quebra deste juramento ocorreu várias centenas de anos depois, nos tempos de Davi, 2 Samuel 21: 1. A versão latina da Vulgata, portanto, lê as palavras: "para que a ira do Senhor não caia sobre nós": mas Abarbinel observa, para que possa ser entendida da ira de Israel; pois as palavras podem ser proferidas: "e não haverá ira sobre nós, por causa do juramento": não precisa haver, não há ocasião para isso, uma vez que isso foi acordado por todas as mãos, que os gibeonitas sejam deixados viver; e, como se tratava de um ato de bondade e bondade, e especialmente eles não teriam motivos para ficar zangados e furiosos com eles, quando os ouvissem, o que tinham mais a propor a eles, para torná-los seus servos, embora poupassem a vida deles.

 

Verso 21

E os príncipes disseram-lhes: deixem-nos viver . ... Eles estavam muito pressionando-os e importunando-os para salvar suas vidas, por causa do juramento que haviam feito:

 

(mas sejam cortadores de madeira e gavetas de água para toda a congregação) : o que foi um emprego muito baixo e médio, Deuteronômio 29:11.; bem como cansativo; e sendo este um jugo de servidão aos gibeonitas, e um castigo deles por sua fraude e serviço, lucro e vantagem para o povo de Israel, a princesa o propôs na esperança de acalmá-los e que cederiam a poupar a vida dos gibeonitas; o que eles propuseram era não cortar madeira e tirar água para todos os israelitas para uso particular, mas o que era necessário para o serviço do santuário, que a congregação era obrigada a fornecer; e agora esses homens deveriam fazer esse trabalho por eles, que antes lhes cabia; pois Josué depois impôs isso a eles, para serem cortadores de madeira e gavetas de água para a casa de Deus, Josué 9:23; embora Kimchi pense que enquanto o povo de Israel estava no acampamento, e antes da terra ser dividida, eles eram cortadores de madeira e gavetas de água para a congregação; mas depois que a terra foi dividida e eles se estabeleceram em suas cidades e heranças, eles apenas cortaram madeira e puxaram água para o santuário de Gilgal, Siló, Nó, Gibeão e o templo; os escritores judeus dizemF19, os netinins e os gibeonitas eram os mesmos, que se tornaram prosélitos nos tempos de Josué, veja 1 Crônicas 9: 2 ,

 

como os príncipes lhes prometeram ; a qual deve ser conectada, não ao fato de serem cortadores de madeira e gavetas de água, o que os príncipes não haviam dito antes, e que está corretamente incluído entre parênteses, mas com o fato de serem deixados a viver; prometeram e juraram isso a todos os príncipes, não apenas a todos os que estavam agora em Gibeão, e persuadiram o povo a deixar os gibeonitas viverem, mas a todos os príncipes, mesmo aqueles que não estavam presentes, mas no acampamento em Gilgal.

 

Verso 22

E Josué os chamou : ... Os gibeonitas, que vieram como embaixadores do seu povo, que foram detidos em Gilgal até que os filhos de Israel retornassem de Gibeão; e ao voltarem, e depois de fazerem um relato a Josué de que haviam achado verdade que eram vizinhos próximos, Josué ordenou que fossem trazidos diante dele:

 

e falou-lhes, dizendo: Por que nos enganaste ? qual é a sua razão e motivo para fazê-lo? o que o levou a agir de maneira tão enganosa, a contar mentiras e falsidades e a impor-nos dessa maneira?

 

dizendo, que estão muito longe de vós, quando habitar entre nós : fingindo vir de um país muito distante, quando eles eram habitantes da terra de Israel chegaram a possuir.

 

Verso 23

Agora, pois, vós são amaldiçoados , .... parece ser a posteridade de Canaã amaldiçoada, e, não obstante o artifício utilizado, não devem ser isentos da maldição denunciou em Canaã: "servo dos servos seja aos seus irmãos", Gênesis 9:25 ; como eram esses gibeonitas; tornaram-se servos dos levitas, servos dos sacerdotes; e eles pareciam ser poupados em Providence, para que essa parte da maldição de Canaã fosse cumprida: "e Canaã será seu servo"; o servo de Sem, de quem os israelitas nasceram, Gênesis 9:25; embora a maldição tenha sido transformada em bênção para os gibeonitas, pois, apesar de seus cargos e funções serem maus, eles ainda tinham um lugar no santuário do Senhor, oportunidade de aprender a lei de Deus e entender a verdadeira religião, adoração, e conhecimento de Deus, e eram um emblema e penhor da recepção dos gentios na igreja de Deus:

 

e nenhum de vocês será libertado de ser escravo ; do qual o juramento não obrigou Josué e os príncipes a isentá-los, apenas a deixá-los viver, Josué 9:15 ,

 

e cortadores de madeira e gavetas de água para a casa do meu Deus ; o que explica o que se entende por "congregação" e quem pode escolher propositalmente essa frase, para tornar as pessoas mais fáceis; mas o trabalho deles, como lhes foi designado por Josué, não era cortar madeira e tirar água para uso particular de cada um, apenas para o serviço do santuário, que em certo sentido era o serviço da congregação; e muito trabalho devia ser feito desse tipo, muita madeira a ser cortada para manter o fogo do altar continuamente aceso e para ferver a carne das ofertas pacíficas e similares e muita água para atrair vários usos, para a lavagem dos sacerdotes e dos sacrifícios, e várias outras coisas.

 

Versículo 24

E eles responderam a Josué, e disseram: porque certamente foi dito a teus servos , .... Ou "foi dito", ditoF20; não apenas certamente, contados, mas frequentemente contados a eles, eles freqüentemente ouviram falar de uma maneira ou de outra:

 

como que o Senhor teu Deus ordenou a seu servo Moisés que te desse toda a terra ; toda a terra de Canaã, nenhuma parte exceto; eles ouviram muito do Senhor Deus de Israel e de Moisés, que caráter ele possuía e dos mandamentos do Senhor para ele; eles parecem ter conhecimento de Deus e fé nele quanto às suas promessas e ameaças, acreditando que seriam cumpridas:

 

e destruir todos os habitantes da terra diante de ti ; como o dom da terra de Canaã a Israel era freqüentemente mencionado pelo Senhor a Moisés, e freqüentemente mencionado por ele; então, foram dadas instruções do Senhor, e que são entregues a Israel, para destruir completamente os habitantes de Canaã, para que essas pessoas tivessem informações e informações precisas sobre esse assunto; veja Deuteronômio 7: 1 ,

 

por isso tínhamos muito medo de nossas vidas por causa de você e fizemos isso ; eles respondem à pergunta de Josué: "Por que nos enganaste?" Josué 9:22 , que era o medo de perder a vida, do que nada é mais caro para um homem, e o princípio da autopreservação que os colocava no enquadramento e uso desse dispositivo.

 

Verso 25

E agora, eis que estamos nas tuas mãos , .... No teu poder e à tua disposição, e estamos prontos para nos submeter a tudo o que nos for ordenado:

 

como te parecer bom e certo fazer-nos, faça ; faça o que é consistente com as leis da bondade e com as regras da justiça, e particularmente com a liga feita e com o juramento; tudo o que eles deixaram com ele para considerar e fazer como em sua sabedoria e bondade ele julgou oportuno.

 

Verso 26

E assim fez com eles ... O que era bom e certo, mostrou-lhes favor e lhes fez justiça:

 

e os livrou da mão dos filhos de Israel, para que não os matassem ; que estavam tão irritados com eles por lhes impor da maneira que fizeram, que estavam prontos para muitos sacarem suas espadas e matá-las; e o teria feito, não fosse a interposição de Josué e as ordens que ele deu em contrário.

 

Verso 27

E Josué os fez naquele dia : ... Constituíram e os nomearam, ordenaram e estabeleceram, nos correios e escritórios depois de mencionados; ou "deu" a elesF21; por isso, alguns pensam que tinham o nome de netinim, pessoas dadas aos levitas para o serviço do santuário: a saber,

 

aparas de madeira e gavetas de água para a congregação e para o altar do Senhor ; alguns pensam que estavam empregados tanto para o serviço da congregação, quando queriam madeira e água, como para o altar e o que pertencia a ela, que precisava de ambos. Abarbinel supõe que eles serviram à congregação enquanto estavam em guerra e subjugando a terra, mas após a divisão da terra eles serviram apenas ao santuário; Veja Gill em Josué 9:21 ,

 

até o dia de hoje, no lugar que ele escolher ; ter o tabernáculo acampado, e o altar nele assentado, como em vários lugares, diante do templo construído por Salomão em Jerusalém, que era o lugar que o Senhor escolheu; e isso mostra que o escritor deste livro viveu antes da construção do templo, ou de outro modo, é altamente provável que ele o tenha mencionado expressamente; considerando que ele usa apenas a frase que Moisés freqüentemente a expressava em seu tempo; ver Deuteronômio 12: 5.(NOTAS J. GIL, COMENT. DO AT).

FONTE http://www.mauricioberwald.com/