Translate this Page
  • Currently 2.76/5

Rating: 2.8/5 (337 votos)




ONLINE
3




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


COMENTARIO LIVRO DE EFESIOS CAP.5 SUBSIDIO (2)
COMENTARIO LIVRO DE EFESIOS CAP.5 SUBSIDIO (2)

Comentário Completo de Matthew H.

subsidio lições adultos CPAD 

MAURICIO BERWALD ESCRITOR PROFESSOR

Introdução

Tivemos várias exortações importantes no final do capítulo anterior, e elas continuam nelas: particularmente I. Eu temos aqui uma exortação ao amor e à caridade mútuos, Efésios 5: 1,2 . II Contra todo tipo de impureza, com argumentos e remédios adequados propostos contra esses pecados: e mais algumas precauções são acrescentadas e outros deveres recomendados, Efésios 5: 3-20 . III O apóstolo direciona para o cumprimento consciente de deveres relativos, Efésios 5: 21-6: 1-9 , ao longo disso e no início do próximo capítulo.

 

Verso 1-2

Cuidados contra a impureza. 61 dC

1 Sede, pois, seguidores de Deus, como filhos queridos. 2 E andai no amor, como Cristo também nos amou, e se entregou por nós uma oferta e um sacrifício a Deus por um sabor doce.

 

Aqui temos a exortação ao amor mútuo ou à caridade cristã. O apóstolo tinha insistido sobre isso no capítulo anterior, e particularmente nas Efésios 4: 17-32 do mesmo, para que a partícula , portanto, refere-se, e conecta o que ele tinha dito lá com o que está contido nestes versos, assim: " Porque Deus, por amor de Cristo, te perdoou; portanto, sejam vocês seguidores de Deus ou imitadoresdele ", porque assim a palavra significa. As pessoas piedosas devem imitar a Deus a quem adoram, na medida em que ele se revelou imitado por elas. Elas devem se conformar ao seu exemplo e ter sua imagem renovada sobre elas. Isso coloca um grande honra sobre a religião prática, que é a imitação de Deus. Devemos ser santos como Deus é santo, misericordiosos como ele é misericordioso, perfeito como ele é perfeito. Mas não há um atributo de Deus mais recomendado para a nossa imitação do que aquele de sua bondade. Seja você imitadores de Deus, ou se assemelham a ele, em toda a graça e, especialmente, no seu amor, e na sua bondade perdão. Deus é amor e aqueles que habitam no amor habitar em Deus e Deus em si. Assim, ele tem proclamou seu nome, gracioso , misericordioso e abundante em bondade.como filhos (que costumam ser muito amados por seus pais) geralmente se assemelham a eles nos lineamentos e feições de seus rostos e nas disposições e qualidades de suas mentes ou como se tornam filhos de Deus, que são amados e amados por seus pais. Pai do Céu. As crianças são obrigadas a imitar os pais no que é bom, especialmente quando são muito queridas por elas. O caráter que levamos dos filhos de Deus obriga a assemelhá-lo, especialmente em seu amor e bondade, em sua misericórdia e prontidão para perdoar. E esses são apenas filhos queridos de Deus que o imitam neles. Segue-se, e ande apaixonado, Efésios 5: 2. Essa graça divina deve conduzir e influenciar toda a nossa conversa, que significa caminhar nela. Deve ser o princípio a partir do qual agimos, deve direcionar os fins para os quais almejamos. Deveríamos ter mais cuidado para provar a sinceridade de nosso amor um ao outro. Como Cristo também nos amou. Aqui o apóstolo nos direciona para o exemplo de Cristo, a quem os cristãos são obrigados a imitar, e em quem temos um exemplo do amor mais livre e generoso que já existiu, aquele grande amor com o qual ele nos amou. Somos todos compartilhadores desse amor e participantes do conforto dele, e, portanto, devemos amar um ao outro, Cristo tendo nos amado a todos e dado essa prova de seu amor por nós, porque ele se deu por nós.O apóstolo projeta detalhadamente o assunto, pois o que pode nos render um assunto mais agradável para a contemplação do que isso? Cristo se entregou para morrer por nós e a morte de Cristo foi o grande sacrifício da expiação: Uma oferta e um sacrifício a Deus ou uma oferta, mesmo um sacrifício - um sacrifício propiciatório, para expiar nossa culpa, que havia sido prefigurada no oblações e sacrifícios legais e isso por um sabor doce. Alguns observam que nunca se disse que as ofertas pelo pecado tinham um cheiro agradável, mas isso é dito sobre o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.Como ele se ofereceu com um desígnio de ser aceito por Deus, assim Deus aceitou, ficou satisfeito e apaziguado por esse sacrifício. Note que, como o sacrifício de Cristo foi eficaz com Deus, seu exemplo deve prevalecer conosco, e devemos copiá-lo cuidadosamente.

 

Versículos 3-20

Conservantes de precauções e advertências de impurezas.        61 dC

3 Mas a fornicação e toda a impureza, ou avareza, não devem ser nomeadas uma vez entre vós, como se torna um santo. 4 Nem a imundície, nem a conversa tola, nem o gracejo, que não são convenientes, mas antes agradecem. 5 Pois assim sabes que ninguém que é imundo, nem imundo, nem cobiçoso, que é idólatra, tem alguma herança no reino de Cristo e de Deus. 6 Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. 7 Portanto, não sejais participantes com eles. 8 Pois às vezes eras trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz: 9 (Porque o fruto do Espírito éem toda a bondade, retidão e verdade) 10 Provar o que é aceitável ao Senhor. 11 E não tenha comunhão com as obras infrutíferas das trevas; antes, reprove -as. 12 Pois é uma pena falar daquilo que deles é feito em segredo. 13 Mas todas as coisas reprovadas são manifestadas pela luz; pois tudo o que manifesta é luz. 14 Portanto diz: Desperta, tu que dormes, e ressuscita dentre os mortos, e Cristo te dará luz. 15 Vê, pois, que andais circunspectamente, não como tolos, mas como sábios, 16 Redimindo o tempo, porque os dias são maus. 17 Portanto, não sejais insensatos, mas entendais qual é a vontade do Senhor .18 E não se embriagem com vinho, no qual há excesso, mas se encham do Espírito. 19 Falando em salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e fazendo melodia em seu coração ao Senhor. 20 Agradecendo sempre por todas as coisas a Deus e ao Senhor. Pai em nome de nosso Senhor Jesus Cristo

 

Esses versículos contêm cautela contra todo tipo de impureza, com remédios e argumentos adequados propostos: mais algumas precauções são adicionadas e outras tarefas recomendadas. As concupiscências sujas devem ser suprimidas, a fim de sustentar o amor santo. Ande no amor, e evite a fornicação e toda a impureza. Fornicação é loucura cometida entre pessoas solteiras. Toda impureza inclui todos os outros tipos de luxúria imunda, que eram muito comuns entre os gentios. Ou cobiça, que é assim conectada e mencionada como algo que não deveria ser nomeado uma vez,alguns a entendem, no estilo casto das escrituras, da luxúria não natural, enquanto outros a consideram no senso mais comum, por um desejo imoderado de ganho ou por um amor insaciável por riquezas, que é adultério espiritual por esta a alma, que era esposado por Deus, se desvia dele e abraça o seio de um estrangeiro, e, portanto, os mundanos carnais são chamados adúlteros: Vocês adúlteros e adúlteras, não sabem que a amizade do mundo é inimizade com Deus? Agora, esses pecados devem ser temidos e detestados no mais alto grau: que não seja uma vez nomeado entre vocês, nunca de modo a ser aprovado ou sem aversão, como se torna um santo.pessoas santas, separadas do mundo e dedicadas a Deus. O apóstolo não apenas adverte contra os atos grosseiros do pecado, mas contra o que alguns podem apaziguar e pensar que podem ser desculpáveis. Nem a imundícia ( Efésios 5: 4 Efésios 5: 4Efésios 4:29 ), pela qual podem ser entendidos todos os gestos e comportamentos desonestos e indecorosos, nem conversas tolas, discursos obscenos e lascivos, ou, em geral, discursos vãos que revelam muita tolice e indiscrição, e estão longe de serem edificantes. os ouvintes nem brincando. A palavra grega eutrapeliaé o mesmo que Aristóteles, em sua ética, faz uma virtude: prazer na conversação. E não há dúvida de um gracejo inocente e inofensivo, que não podemos supor que o apóstolo aqui proíba. Alguns o entendem de reflexões escandalosas e abusivas que tendem a expor os outros e fazê-los parecer ridículos. Isso já é ruim o suficiente: mas o contexto parece restringi-lo a prazeres do discurso sujos e obscenos, que ele também pode designar por aquela comunicação corrupta, podre e podre da qual ele fala, Efésios 4:29 . Dessas coisas, ele diz: Eles não são convenientes.De fato, há mais do que inconveniência, mesmo uma grande quantidade de malícia neles. Eles estão tão longe de serem lucrativos que poluem e envenenam os ouvintes. Mas o significado é: essas coisas não se tornam cristãs e são muito inadequadas para sua profissão e caráter. Os cristãos podem ser alegres e agradáveis, mas devem ser alegres e sábios. O apóstolo acrescenta, mas antes agradecendo:até agora, o modo de alegria do cristão seja o do humor obsceno e profano, para que ele possa deliciar sua mente e se alegrar com uma lembrança agradecida da bondade e misericórdia de Deus para com ele, e abençoando e louvando-o por conta estes. Nota: 1. Deveríamos aproveitar todas as ocasiões para agradecer e dar graças a Deus por sua bondade e favores. 2. Uma reflexão sobre a graça e a bondade de Deus para nós, com o objetivo de despertar nossa gratidão a ele, é adequada para refrescar e encantar a mente do cristão, e para torná-lo alegre. O Dr. Hammond pensa que a eucaristiapode significar discurso gracioso, piedoso e religioso em geral, em oposição ao que o apóstolo condena. Nossa alegria, em vez de irromper no que é vaidoso e pecaminoso, e uma profanação do nome de Deus, deve se expressar como se torna cristã, e no que pode tender à sua glória. Se os homens abundassem mais em expressões boas e piedosas, não estariam tão aptos a proferir palavras más e impróprias, pois a bênção e a maldição, a lascívia e as ações de graças procedem da mesma boca?

 

  1. Para nos fortalecer contra os pecados da impureza, etc., o apóstolo apela a vários argumentos e prescreve vários remédios, a seguir:

 

  1. Ele recomenda vários argumentos: (A) (1) Considere que estes são pecados que afastam as pessoas do céu: Por isso você sabe, etc., Efésios 5: 5 Efésios 5: 5 . Eles sabiam disso, sendo informados pela religião cristã. Por um homem cobiçosoEfésios 5: 6 Efésios 5: 7 Efésios 5: 8 Efésios 5:10alguns entendem um libertino lascivo e lascivo, que se entrega às luxúrias vil que eram consideradas as certas marcas de um pagão e um idólatra. Outros entendem isso na aceitação comum da palavra e esse homem é um idólatra porque há idolatria espiritual no amor deste mundo. Assim como a epicure faz um deus de sua barriga, o homem cobiçoso faz um deus de seu dinheiro, põe nele afetações e coloca essa esperança, confiança e prazer no bem mundano, que deve ser reservado somente a Deus. Ele serve Mamom ao invés de Deus. Dessas pessoas, diz-se que não têm herança no reino de Cristo e de Deusisto é, o reino de Cristo, que é Deus, ou o reino que é de Deus por natureza, e o de Cristo como ele é Mediador, o reino que Cristo comprou e que Deus concede. O céu é aqui descrito como um reino (com freqüência em outros lugares) com relação à sua eminência e glória, sua plenitude e suficiência, etc. Neste reino, os santos e servos de Deus têm uma herança, pois é a herança dos santos na luz.Mas aqueles que são impenitentes e se permitem tanto nas concupiscências da carne ou no amor do mundo, não são realmente cristãos e, portanto, não pertencem ao reino da graça, nem jamais chegarão ao reino da glória. Vamos então ficar empolgados por estar em guarda contra os pecados que nos excluiriam e nos fechariam do céu. (2) Esses pecados trazem a ira de Deus sobre os que são culpados deles: " Ninguém vos engane com palavras vãs, etc., Efésios 5: 6. Ninguém vos lisonjeie, como se tais coisas fossem toleráveis ​​e ser permitido nos cristãos, ou como se eles não fossem muito provocadores e ofensivos a Deus, ou como se você pudesse se entregar a eles e ainda assim escapar impunemente.Essas são palavras vãs."Observem, aqueles que se lisonjeiam e a outros com esperança de impunidade no pecado, mas enganam a si mesmos e aos outros. Assim, Satanás enganou nossos primeiros pais com palavras vãs quando disse a eles: Você certamente não morrerá. São palavras vãs. na verdade, para aqueles que confiam a eles vão encontrar-se miseravelmente imposta, porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. por filhos da desobediênciapode significar os gentios, que descreram e recusaram cumprir e se submeter ao evangelho; ou, de maneira mais geral, todos os pecadores obstinados, que não serão recuperados, mas serão entregues à desobediência. Desobediência é a própria malignidade do pecado. E é por um hebraísmo comum que esses pecadores são chamados filhos da desobediência e, de fato, eles são desde a infância, se perdendo assim que nascem. A ira de Deus se manifesta por causa de seus pecados algumas vezes neste mundo, mas mais especialmente no próximo. E ousamos iluminar o que nos colocará sob a ira de Deus? O não. Portanto, não sejas participante deles, Efésios 5: 7. "Não participes deles nos pecados deles, para que não participes do castigo deles." Participamos com outros homens em seus pecados, não apenas quando vivemos da mesma maneira pecaminosa que eles, e consentimos e cumprimos suas tentações e solicitações para pecar, mas quando os encorajamos em seus pecados, os levamos a pecar, e não os impeça e os impeça, na medida do possível. (3.) Considere quais obrigações os cristãos têm de viver de outra maneira que esses pecadores: Por vezes você era trevas, mas agora, etc., Efésios 5: 8.. O significado é: "Esses cursos são muito inadequados para sua condição atual, enquanto que em seu estado gentio e não regenerado você era trevas, agora passou por uma grande mudança". O apóstolo chama sua condição anterior de escuridão em abstrato, para expressar a grande escuridão em que viviam. Eles viveram vidas perversas e profanas, sendo destituídos da luz da instrução externa e da iluminação e graça do Espírito abençoado interior. Note, um estado de pecado é um estado de escuridão. Os pecadores, como homens no escuro, vão saber não para onde, e não sabem o quê. Mas a graça de Deus havia produzido uma poderosa mudança em suas almas: Agora você é luz no Senhor, iluminada pela Palavra e pelo Espírito de Deus. Agora,ao crer em Cristo e ao receber o evangelho. Ande como filhos da luz. Filhos da luz, de acordo com o dialeto hebraico, são aqueles que estão em um estado de luz, dotado de conhecimento e santidade. "Agora, sendo assim, permita que a sua conversa seja adequada às suas condições e privilégios, e, de acordo com isso, cumpra a obrigação que você tem por esse conhecimento e pelas vantagens que você desfruta - Provando o que é aceitável ao Senhor ( Efésios 5:10), examinando e pesquisando diligentemente o que Deus revelou ser sua vontade, e fazendo parecer que você a aprova conforme a si mesma. "Observe, devemos não apenas temer e evitar o que é desagradável a Deus, mas investigar e considerar o que será aceitável para ele, pesquisando as escrituras com essa visão, mantendo-se assim à maior distância desses pecados.

 

  1. O apóstolo prescreve alguns remédios contra eles. Como: (1) Se não formos enredados pelas concupiscências da carne, devemos produzir os frutos do Espírito, Efésios 5: 9 Efésios 5: 9 . Isso é esperado dos filhos da luz, que, sendo iluminados, eles também são santificados pelo Espírito, e daí produzem seu fruto, que é de toda bondade, uma inclinação para fazer o bem e mostrar misericórdia e retidão, o que significa justiça em nossas relações. Assim, eles são tomados com mais rigor, mas, de maneira mais geral, toda religião é bondade e justiça. E dentro e com estes deve haver verdade, ou sinceridade e retidão de coração. (2.) Não devemos ter comunhão com o pecado nem com os pecadores, Efésios 5:11Efésios 5:11 Efésios 5:12 Efésios 5:13 Efésios 5:14 Isaías 60: 1 Efésios 5:15 Efésios 5:16 Efésios 5:17. Obras pecaminosas são obras das trevas: elas vêm das trevas da ignorância, buscam as trevas da ocultação e levam às trevas do inferno. Essas obras das trevas são obras infrutíferas; não há nada que elas obtenham a longo prazo, qualquer que seja o lucro pretendido pelo pecado, de maneira alguma equilibrará a perda por causa da ruína total e da destruição do pecador impenitente. Portanto , não devemos ter comunhãocom essas obras infrutíferas, pois não devemos praticá-las sozinhas; portanto, não devemos aceitar os outros na prática delas. Existem muitas maneiras de nos tornarmos acessíveis aos pecados de outras pessoas, por elogios, conselhos, consentimento ou ocultação. E, se compartilharmos com os outros em seus pecados, devemos esperar compartilhar com eles em suas pragas. Não, se assim tivermos comunhão com eles, estaremos em maior perigo de agir como eles há muito tempo. Mas, em vez de ter comunhão com eles, devemos reprová-los,implicando que, se não reprovarmos os pecados dos outros, teremos comunhão com eles. Devemos prudentemente e em nossos lugares testemunhar contra os pecados dos outros, e tentar convencê-los de seu pecado, quando podemos fazê-lo de forma oportuna e pertinente, em nossas palavras, mas especialmente pela santidade de nossas vidas e por uma conversa religiosa. Reprove seus pecados abundando nos deveres contrários. Uma das razões apresentadas é: pois é uma pena falar dessas coisas, etc., Efésios 5:12 . Eles são tão imundos e abomináveis ​​que é uma pena mencioná-los, exceto em termos de reprovação, muito mais deve ser uma pena ter alguma comunhão com eles. As coisas que são feitas deles em segredo.O apóstolo parece falar aqui dos idólatras dos gentios e de seus horríveis mistérios, que abundavam em detestável maldade, e que nenhum era permitido divulgar sob pena de morte. Observem: Um homem bom tem vergonha de falar aquilo que muitas pessoas iníquas não têm vergonha de agir, mas, na medida em que sua iniquidade pareça, deve ser reprovada por homens bons. Segue-se outra razão para tal reprovação: Mas todas as coisas reprovadas são manifestadas pela luz, Efésios 5:13.. O significado desta passagem pode ser o seguinte: "Todas as obras infrutíferas das trevas, que você é chamado a reprovar, são deixadas abertas, e são feitas para aparecer em suas cores apropriadas aos próprios pecadores, à luz da doutrina ou da palavra de Deus em suas bocas, como reprovadores fiéis, ou por aquela luz instrutiva que é difundida pela santidade de suas vidas e por sua caminhada exemplar ". Observe que a luz da palavra de Deus e a exemplificação dela em uma conversa cristã são meios adequados para convencer os pecadores de seus pecados e iniquidades. Segue-se: Pois tudo o que manifesta é luz , é a luz que descobre o que antes estava escondido nas trevas e, consequentemente, se torna aqueles que são filhos da luz, que são luz no Senhor,descobrir aos outros seus pecados e tentar convencê-los do mal e do perigo deles, brilhando assim como luzes no mundo. O apóstolo ainda exorta esse dever a partir do exemplo de Deus ou de Cristo: Portanto, ele diz, etc. ( Efésios 5:14 ) como se ele tivesse dito: "Ao fazer isso, você copiará o grande Deus que se propôs a despertar os pecadores do sono deles, e a ressuscitá-los da morte do pecado, para que possam receber". luz de Cristo ". Ele disse. O Senhor está constantemente dizendo em sua palavra o que é mais particularmente expresso em Isaías 60: 1 . Ou, Cristo, por seus ministros, que pregam o evangelho eterno, está continuamente chamando os pecadores para esse efeito:Desperta, tu que dormes, e ressuscita dentre os mortos. A mesma coisa, principalmente, é projetada por essas diferentes expressões e serve para nos lembrar da grande estupidez e da segurança miserável dos pecadores, quão insensíveis eles são de seu perigo e quão incapazes são naturalmente a movimentos, sensações e sensações espirituais. ações. Quando Deus pede que eles acordem e ressuscitem, seu significado é que eles quebrem seus pecados por arrependimento e entrem em um curso de santa obediência, e ele os incentiva a ensaiar e fazer o máximo possível dessa maneira, com essa graça. promessa, e Cristo te dará luz ou Cristo te iluminará, ou brilhará sobre ti."Ele te trará a um estado de conhecimento, santidade e conforto, ajudando-o com sua graça e refrescando sua mente com alegria e paz aqui e te recompensando com glória eterna por muito tempo." Observe: Quando estamos tentando convencer os pecadores e reformar seus pecados, imitamos Deus e Cristo naquilo que é seu grande desígnio por todo o evangelho. Alguns, de fato, entendem isso como um chamado aos pecadores e aos santos: aos pecadores se arrependerem e se voltarem para os santos, para despertarem seu dever. O primeiro deve surgir de sua morte espiritual e o segundo deve despertar de sua morte espiritual. (3.) Outro remédio contra o pecado é a circunspecção, cuidado ou cautela ( Efésios 5:15 ): Veja então,& c. Isso pode ser entendido com relação ao que precede imediatamente: "Se você deve reprovar os outros por seus pecados, e seria fiel ao seu dever nesse particular, deve olhar bem para si mesmo e para seu próprio comportamento e conduta" ( e, de fato, esses somente são adequados para reprovar outros que andam com a devida circunspecção e se importam): ou então temos aqui outro remédio, ou melhor, preservativo dos pecados mencionados anteriormente, e considero isso o design do apóstolo, sendo impossível manter a pureza e a santidade do coração e da vida sem grande circunspecção e cuidado. Ande de maneira cautelosa, ou, como a palavra significa, com precisão, exatamente, da maneira correta, para a qual devemos consultar frequentemente nossa regra e as direções que temos nos oráculos sagrados.Não como tolos, que andam em todas as aventuras e que não têm entendimento de seus deveres, nem do valor de suas almas, e por negligência, supinidade e falta de cuidado, caem no pecado e se destroem, mas tão sábio quanto possível. pessoas ensinadas por Deus e dotadas de sabedoria do alto. Caminhar com prudência é o efeito da verdadeira sabedoria, mas o contrário é o efeito da loucura. Segue-se, resgatando o tempo ( Efésios 5:16 ), literalmente, comprando a oportunidade.É uma metáfora tirada de comerciantes e comerciantes que diligentemente observam e melhoram as estações do ano para mercadorias e comércio. É uma grande parte da sabedoria cristã redimir o tempo. Os bons cristãos devem ser bons maridos de seu tempo e cuidam de melhorá-lo da melhor maneira possível, observando as tentações, fazendo o bem enquanto está no poder de suas mãos e preenchendo-o com o emprego adequado. um preservativo especial do pecado. Eles devem fazer o melhor uso possível das atuais estações da graça. Nosso tempo é um talento que Deus nos deu para um bom fim, e é desperdiçado e perdido quando não é empregado de acordo com seu desígnio. Se perdemos nosso tempo até agora, devemos nos esforçar para resgatá-lo, dobrando nossa diligência em cumprir nosso dever para o futuro. A razão apresentada éporque os dias são maus, ou por causa da maldade daqueles que neles habitam, ou melhor, "porque são tempos problemáticos e perigosos para você que vive neles". Aqueles eram tempos de perseguição em que o apóstolo escreveu isso: os cristãos estavam em perigo a cada hora. Quando os dias são maus, temos um argumento superadicionado para resgatar o tempo, especialmente porque não sabemos quão cedo eles podem ser piores. As pessoas estão muito aptas a reclamar dos maus momentos; se isso os estimularia a redimir o tempo. " Portanto " , diz o apóstolo ( Efésios 5:17 ), "por causa da maldade dos tempos, não sejas sábio, ignorante de seu dever e negligente com suas almas, mas compreendendo qual é a vontade do Senhor.Estude, considere e familiarize-se ainda mais com a vontade de Deus, como determinante de seu dever. "Observe, a ignorância de nosso dever e a negligência de nossas almas são evidências da maior loucura, enquanto um conhecimento da vontade de Deus, e se esforçar para cumpri-lo, manifestar a melhor e mais verdadeira sabedoria.

 

II Em Efésios 5: 18-20 Efésios 5: 18-20, o apóstolo adverte contra alguns outros pecados particulares e insta a outros deveres. 1. Ele adverte contra o pecado da embriaguez: E não se embriague com vinho, Efésios 5:18 . Esse era um pecado muito frequente entre os pagãos e, particularmente, nas festas de seus deuses, e mais especialmente em suas bacanais: então eles costumavam inflamar-se com vinho, e todo tipo de luxúria excessiva era conseqüente; e, portanto, o apóstolo acrescenta, em que ou em que a embriaguez é excessiva. A palavra asotia pode significar luxo ou dissoluçãoEfésios 5:18 Efésios 5:19 Efésios 5:20 e é certo que a embriaguez não é amiga da castidade e da pureza da vida, mas contém virtualmente todo tipo de extravagância e transporta os homens para uma sensualidade grosseira e enormidades vis. Observe que a embriaguez é um pecado que raramente sai sozinho, mas que freqüentemente envolve homens em outros casos de culpa: é um pecado muito provocador para Deus e um grande obstáculo à vida espiritual. O apóstolo pode significar todas as intemperanças e desordens opostas ao comportamento sóbrio e prudente que ele pretende em seu conselho, para resgatar o tempo. 2. Em vez de ser cheio de vinho, ele os exorta a serem cheios do Espírito.Aqueles que estão cheios de bebida provavelmente não são cheios do Espírito e, portanto, esse dever se opõe ao pecado anterior. O significado da exortação é que os homens devem trabalhar por uma abundante medida das graças do Espírito, que encherão suas almas com grande alegria, força e coragem, com as quais as coisas que os homens sensuais esperam que seu vinho os inspire. Não podemos ser culpados de nenhum excesso em nossos empreendimentos depois destes: ou melhor, não devemos ficar satisfeitos com um pouco do Espírito, mas estar aspirando a medidas, para sermos cheios do Espírito. Agora, dessa maneira, entenderemos qual é a vontade do Senhor.pois o Espírito de Deus é dado como Espírito de sabedoria e de entendimento. E porque aqueles que são cheios do Espírito serão realizados em atos de devoção, e todas as expressões apropriadas, portanto o apóstolo exorta: 3. Cantar ao Senhor, Efésios 5:19 . Os bêbados costumam cantar canções obscenas e profanas. Os pagãos, na Bacanal, costumavam cantar hinos a Baco, a quem chamavam de deus do vinho. Assim, eles expressaram sua alegria, mas a alegria dos cristãos deve se expressar em cânticos de louvor ao seu Deus. Nestes, devem falar consigo mesmos em suas assembléias e reuniões, para edificação mútua. Por salmos pode ser entendido como os salmos de Davi, ou composições apropriadamente cantadas com instrumentos musicais. Porhinos podem ser entendidos como outros confinados à questão do louvor, como os de Zacarias, Simeão etc. Os cânticos espirituais podem conter uma variedade maior de matéria, doutrinária, profética, histórica etc. Observe aqui: (1) O canto de salmos e hinos é uma ordenança do evangelho: é uma ordenança de Deus, e designada para a sua glória. (2) Embora o cristianismo seja um inimigo da alegria profana, ele encoraja a alegria e a alegria, e as expressões apropriadas disso nos professores dele. O povo de Deus tem motivos para se alegrar e cantar de alegria. Eles devem cantar e fazer melodia em seus coraçõesnão apenas com suas vozes, mas com afeto interior, e então fazê-lo será tão agradável e aceitável para Deus quanto a música é para nós: e deve ser planejado para agradá-lo e promover sua glória, o que fazemos isso e depois será feito ao Senhor. 4. A ação de graças é outro dever que o apóstolo exorta, Efésios 5:20 . Somos designados a cantar salmos, etc., pela expressão de nossa gratidão a Deus, mas, embora nem sempre estamos cantando, nunca devemos desejar uma disposição para esse dever, como nunca queremos ter importância. Devemos continuar durante todo o curso de nossas vidas e devemos agradecer por todas as coisasnão apenas pelas bênçãos espirituais desfrutadas, e eternas esperadas (pelo que do primeiro temos em mãos e pelo que do outro, temos esperança), mas também pelas misericórdias temporais não apenas pelo nosso conforto, mas também pelos nossos santificados aflições não apenas pelo que nos interessa imediatamente, mas também pelos exemplos da bondade e favor de Deus para com os outros. É nosso dever, em tudo, agradecer a Deus e ao Pai, a Deus como o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo e nosso Pai nele, em cujo nome devemos oferecer todas as nossas orações, louvores e serviços espirituais. , para que sejam aceitáveis ​​a Deus.

 

Versículos 21-33

Deveres de maridos e esposas.     61 dC

21 Submetendo-se um ao outro no temor de Deus. 22 Esposas, submetam-se a seus próprios maridos, como ao Senhor. 23 Porque o marido é a cabeça da esposa, assim como Cristo é a cabeça da igreja; e ele é o salvador do corpo. 24 Portanto, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim deixe as esposas sera seus próprios maridos em tudo. 25 Maridos, amem suas esposas, assim como Cristo também amou a igreja, e se entregou por ela. 26 Para santificá-la e purificá-la com a lavagem da água pela palavra, 27 para que ela apresente a si mesma uma igreja gloriosa, não tendo mancha, ou rugas, ou qualquer outra coisa, mas que deve ser santa e sem mancha. 28 Portanto, os homens devem amar suas esposas como seus próprios corpos. Aquele que ama sua esposa ama a si mesmo. 29 Porque ninguém jamais odiou a sua própria carne, mas a nutre e nutre, como o Senhor a igreja. 30 Porque somos membros do seu corpo, da sua carne e dos seus ossos. 31 Por essa causa o homem deixará seu pai e sua mãe, e se unirá a sua esposa, e os dois serão uma só carne. 32 Este é um grande mistério: mas falo a respeito de Cristo e da igreja.veja que ela reverencia seu marido.

 

Aqui o apóstolo começa sua exortação ao cumprimento de deveres relativos. Como fundamento geral para esses deveres, ele estabelece essa regra Efésios 5:21 Efésios 5:21 . Há uma submissão mútua de que os cristãos devem um ao outro, condescendentes a suportar os encargos uns dos outros: não se promovendo acima dos outros, nem dominando uns aos outros e dando leis uns aos outros. Paulo foi um exemplo desse temperamento verdadeiramente cristão, pois ele se tornou tudo para todos os homens. Devemos ser de espírito submisso e submisso, e prontos para todos os deveres dos respectivos lugares e estações que Deus nos atribuiu no mundo. No temor de Deus,Efésios 5:22isto é, na medida em que seja consistente com o temor de Deus, por sua causa e fora de consciência em relação a ele, e que, por meio deste, possamos provar que realmente o tememos. Onde houver condescendência e submissão mútuas, os deveres de todas as relações serão melhor desempenhados. De Efésios 5:22 até o fim, ele fala dos deveres de maridos e esposas e fala deles de maneira cristã, estabelecendo a igreja como um exemplo da sujeição da esposa e Cristo como um exemplo de amor nos maridos.

 

  1. O dever prescrito às esposas é a submissão a seus maridos no Senhor ( Efésios 5:22 Efésios 5:22 ), cuja submissão inclui a honra e a obediência delas, e isso a partir de um princípio de amor a elas. Eles devem fazer isso em conformidade com a autoridade de Deus, que ordenou, que está fazendo isso como para o SenhorEfésios 5:23 Efésios 5:24ou pode ser entendido por meio de semelhança e semelhança, de modo que o sentido possa ser "como, sendo devotado a Deus, você se submete a ele". Do primeiro sentido, podemos aprender que, por um cumprimento consciente dos deveres que devemos a nossos semelhantes, obedecemos e agradamos ao próprio Deus e, a partir do segundo, que Deus não apenas exige e insiste nos deveres que imediatamente se respeitam, mas como respeitar nossos vizinhos também. O apóstolo atribui o motivo dessa submissão às esposas: Pois o marido é a cabeça da esposa, Efésios 5:23.. A metáfora é retirada da cabeça no corpo natural, que, sendo a sede da razão, da sabedoria e do conhecimento, e a fonte dos sentidos e dos movimentos, é mais excelente que o resto do corpo. Deus deu ao homem a preeminência e o direito de dirigir e governar pela criação, e nessa lei original da relação, teu desejo será para teu marido, e ele reinará sobre ti. O que quer que exista desconforto nisso, é um efeito do pecado vindo ao mundo. Geralmente, também, o homem tem (o que deveria ter) uma superioridade em sabedoria e conhecimento. Ele é, portanto, a cabeça, assim como Cristo é a cabeça da igreja. Há uma semelhança da autoridade de Cristo sobre a igreja naquela superioridade e liderança que Deus designou para o marido. O apóstolo acrescenta,e ele é o salvador do corpo. A autoridade de Cristo é exercida sobre a igreja para salvá-la do mal e supri-la de tudo que é bom para ela. Da mesma maneira, o marido deve ser empregado para a proteção e o conforto de sua esposa e, portanto, ela deve se submeter a ele com mais alegria. Portanto, assim como a igreja está sujeita a Cristo ( Efésios 5:24 ), com alegria, com fidelidade, com humildade, que as esposas sejam seus próprios maridos em tudo - em tudo o que sua autoridade justamente estende-se, em tudo que é lícito e consistente com o dever para com Deus.

 

II O dever dos maridos (por outro lado), é amar suas esposas ( Efésios 5:25 Efésios 5:25) porque, sem isso, abusariam de sua superioridade e liderança e, onde isso prevalecer, deve inferir os outros deveres da relação, sendo uma afeição especial e peculiar que é necessária em seu nome. O amor de Cristo à igreja é proposto como um exemplo disso, cujo amor é sincero, puro, ardente e constante, e apesar das imperfeições e falhas das quais ela é culpada. A grandeza de seu amor à igreja apareceu quando ele se entregou à morte por ela. Observe: como a sujeição da igreja a Cristo é proposta como um exemplo para as esposas, o amor de Cristo à sua igreja é proposto como um padrão para os maridos e, enquanto tais exemplos são oferecidos a ambos, e é necessário muito de cada um, nenhum deles razão para reclamar das injunções divinas. O amor que Deus requer do marido em nome de sua esposa fará as pazes pela sujeição que ele exige dela para o marido e a sujeição prescrita da esposa será um retorno abundante para o amor do marido que Deus a fez vencimento. O apóstolo, tendo mencionado o amor de Cristo para a igreja, amplia-o, atribuindo a razão pela qual ele se entregou por ele, ou seja, para que ele possa santificá-lo neste mundo e glorificá-lo no seguinte:Efésios 5:26 Efésios 5:27 Efésios 5: 26-27 Efésios 5:28 Efésios 5:29 Efésios 5:30 Gênesis 2:24 Efésios 5:32Para que ele possa santificá-lo e purificá-lo, com a lavagem da água pela palavra ( Efésios 5:26 ) - para que ele possa dotar todos os seus membros com um princípio de santidade e libertá-los da culpa, da poluição e do domínio do pecado. Os meios instrumentais pelos quais isso é afetado são os sacramentos instituídos, particularmente a lavagem do batismo e a pregação e recepção do evangelho. E que ele possa apresentá-lo a si mesmo, etc. Efésios 5:27. Dr. Lightfoot acha que o apóstolo alude aqui ao extraordinário cuidado dos judeus em suas lavagens para purificação. Eles foram cuidadosos para que não houvesse rugas para manter a carne longe da água, nem manchas nem sujeira que não foram lavadas completamente. Outros o entendem como aludindo a uma peça de roupa recém-saída da mão, cheia de manchas, esticadas de rugas, a primeira recém-contratada e a última por muito tempo e costume. Que ele possa apresentá-lo a si mesmo - que ele possa uni-lo perfeitamente a si mesmo no grande dia, uma igreja gloriosa, perfeita em conhecimento e em santidade, não tendo mancha, nem rugas, nem nada disso, nada de deformidade ou contaminação restante, mas sendo inteiramente amável e agradável aos seus olhos,santo e sem defeito, livre dos mínimos restos de pecado. A igreja em geral, e os crentes em particular, não ficarão sem mancha nem rugas até que cheguem à glória. De Efésios 5: 26-27 juntos, podemos notar que a glorificação da igreja é destinada a santificá-la: e que aqueles, e somente aqueles que são agora santificados, serão glorificados a seguir. - Assim devem os homens. amem suas esposas como seus próprios corpos, etc., Efésios 5:28 . Como a esposa está sendo criada com o marido (não no sentido natural, mas civil e relativo), esse é um argumento para que ele a ame com um carinho tão cordial e ardente quanto o que ele ama a si mesmo. Pois ninguém jamais odiou sua própria carne, Efésios 5:29- (nenhum homem em seus sentidos certos jamais se odiou, por mais deformado ou quaisquer que sejam suas imperfeições), tão longe que o nutre e valoriza , usa-se com muito cuidado e ternura e é diligente em suprir a si mesmo com tudo que for conveniente ou bom para ele, com comida e roupas, etc. Assim como o Senhor, a igreja: isto é, como o Senhor nutre e nutre a igreja, que ele fornece com todas as coisas que considera necessárias ou boas para ela, com o que conduz à sua felicidade e bem-estar eternos. O apóstolo acrescenta: Porque somos membros do seu corpo, da sua carne e dos seus ossos, Efésios 5:30 . Ele atribui isso como uma razão pela qual Cristo nutre e nutre sua igreja - porque todos os que pertencem a elasão membros do seu corpo, isto é, do seu corpo místico. Ou somos membros fora do corpo dele: toda a graça e glória que a igreja tem são de Cristo, como Eva foi tirada do homem. Mas, como se observa, é a maneira dos escritos sagrados expressar um corpo complexo pela enumeração de suas várias partes, como o céu e a terra para o mundo, tarde e manhã para o dia natural, então aqui, de corpo, carne e ossos, devemos entender a si mesmo, o significado do versículo é que somos membros de Cristo. Por essa causa (porque são um, como Cristo e sua igreja são um), um homem deve deixar seu pai e mãe, o apóstolo se refere às palavras de Adão, quando Eva foi dada a ele para um auxílio, Gênesis 2:24. Não devemos entender por isso que a obrigação de um homem para com outras relações é cancelada após o casamento, mas apenas que essa relação deve ser preferida a todas as outras, havendo uma união mais próxima entre essas duas do que entre outras, que o homem deve antes, deixe qualquer um daqueles que sua esposa. - E eles dois serão uma só carne, isto é, em virtude do vínculo matrimonial. Este é um grande mistério, Efésios 5:32. Essas palavras de Adão, mencionadas apenas pelo apóstolo, são faladas literalmente sobre casamento, mas também têm um sentido místico oculto, relacionado à união entre Cristo e sua igreja, da qual a união conjugal entre Adão e a mãe de todos nós era um tipo: apesar de não ter sido instituído ou designado por Deus para significar isso, ainda era um tipo natural, como tendo semelhança com ele: falo a respeito de Cristo e da igreja.

 

Depois disso, o apóstolo conclui esta parte de seu discurso com um breve resumo do dever dos maridos e esposas, Efésios 5:33Efésios 5:33 . " No entanto (embora exista um sentido místico tão secreto, mas o sentido literal claro diz respeito a você), cada um de vocês em particular ama a esposa dele como a si mesmo, com um carinho sincero, peculiar, singular e predominante. que ele tem para si mesmo. e a mulher vê que ela reverencia seu marido. "Reverência consiste de amor e estima, que produzem um cuidado para agradar, e do medo, que desperta uma advertência para que não apenas ofensa ser dada. O fato de a esposa reverenciar seu marido é a vontade de Deus e a lei da relação.

 FONTE http://www.mauricioberwald.com/